História Como gato e rato - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags A Louca Dos Fluffy, Kooktae, Kookv, Taekook, Vkook
Exibições 745
Palavras 897
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drabble, Fluffy, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Perdão?

Não era pra ter enrolado desse tanto, mas como tudo na minha vida não é como eu planejei não é mesmo, enfim... eu terminei de escrever agora e tô postando pq não quero enrolar mais, então desculpem os erros.

Boa leitura e espero que gostem <3 ~~ to bem nervosa aqui

Capítulo 23 - O que somos?


Estava indo para o saguão principal do hotel, quando encontrou Jeongguk. Não haviam trocado mais nenhuma palavra depois da ligação na noite anterior e Taehyung ainda não sabia como falar com ele. Tinham que estar em um programa musical e logo depois teriam um fansign, conversarem sobre o que aconteceu agora estava fora de cogitação. Não tinham tempo para isso e talvez esse fosse o motivo para o Jeon ter desviado seu olhar ignorando sua presença.

Soltou um longo suspiro e se sentou em uma poltrona qualquer enquanto esperavam a van chegar. Não podia julgar o Jeongguk e muito menos tentar se aproximar dele, não era o momento certo para conversarem e esperaria, até só precisaria aguentar o clima estranho que provavelmente seria formado entre eles.

Uma das vantagens do comeback do grupo era o dia cheio e um tanto corrido, isso ajudava Taehyung a se distrair um pouco e esquecer que, agora, ele e Jeongguk não eram mais apenas companheiros de grupo, melhores amigos, parceiros e não tinha como definir a relação deles. Já a desvantagem, era que perante as fãs, eles teriam que interagir como se nada tivesse acontecido e nem mesmo com o poder de atuação que tinha, o Kim conseguiria agir realmente normal. Até mesmo tentou, mas a falha foi grande por Jeongguk não colaborar tanto.

Sempre que tentava chamar a atenção dele, era ignorado. Por sorte, era uma das características do maknae fazer essas coisas, só não era tão comum quando Taehyung era vítima disso, mas pelo menos, nenhum fã iria perceber algo de estranho. Infelizmente o mesmo não valeu para os integrantes do grupo.

Assim que o fansign terminou e entraram na van de volta ao hotel em que ficariam pela última noite, Jeongguk se sentou na frente – algo que não era de costume dele – e Namjoon logo ao seu lado. Não foi preciso que Taehyung contasse mais do que cinco segundos para o líder começar a puxar assunto, fazendo a pergunta:

— O que o Guk aprontou que vocês estão estranhos um com o outro?

— Por que acha que ele quem fez algo? — respondeu em uma pergunta olhando pela janela — Pode ter sido eu, sabe.

— Pelo tempo em que nos conhecemos, eu aposto nele. Errei?

— Um pouco, dessa vez a culpa é de nós dois, mas logo vai se acertar. — Esperava não ter falado demais.

— Entendo, espero se acertem logo, sabe, pelo bem do grupo. Resolvam seja lá o que aconteceu. — E Taehyung apenas maneou a cabeça concordando com o que Namjoon falara.

Assim que chegaram ao hotel, foram diretamente para seus quartos. Todos precisavam descansar bem, já que no próximo dia teriam que viajar para outra cidade e continuar as promoções do novo single. Taehyung estava ciente disso, mas mesmo que soubesse que perderia alguns preciosos minutos de descanso e faria Jeongguk perder também, não aguentaria mais passar um dia com esse clima entre eles.

— Podemos conversar? — perguntou próximo à orelha de Jeongguk assim que entraram no elevador junto com os outros integrantes do grupo.

O maknae apenas maneou sua cabeça concordando, por mais que desejasse negar, sabia que isso atrairia mais atenção dos outros para os dois e não queria ser mais interrogado que já fora que Hoseok e Seokjin.

Os dois ficaram em silêncio até que entraram no quarto do mais velho. Na verdade, o silêncio ainda predominou, de alguma forma parecia difícil falar alguma coisa. Era sufocante ficarem assim e Taehyung não parecia o único incomodado, já que logo percebeu que Jeongguk estava prestes a sair do quarto novamente.

— Eu gosto de você — Taehyung falou a primeira coisa que veio em sua mente e viu Jeongguk virar seu corpo e olhar para si. — E desculpa ter te expulsado daqui ontem, é só que... Gukkie, você sabe, não sabe? Isso não é só a gente.

— Eu gosto muito de você, Tae, e eu sei que não é só a gente, eu sei que não devia sentir isso, que se não der certo vai afetar eu, você, o grupo, só que isso já está afetando. A gente não estava conseguindo iniciar essa conversa. — Jeongguk falou tudo muito rápido e respirava fundo como se tivesse tirado um grande peso de suas costas.

— Jeongguk, o que nós somos? — Taehyung perguntou depois de um tempo se aproximando do maknae.

— O que? — perguntou confuso.

— Qual a nossa relação? O que você quer que nós sejamos? Eu quero que a gente continue brincando um com outro, conversando, jogando juntos, dormindo juntos e — Taehyung mordeu o lábio inferior e abaixou sua cabeça — beijar... você.

— Eu quero a mesma coisa — Jeongguk passou os braços ao redor da cintura de Kim o puxando para mais perto de si. — Posso? — perguntou quando sua boca estava a milímetros da dele, milímetros esse que se tornaram inexistentes segundos depois quando Taehyung iniciou o beijo entre eles.

Seus lábios se moviam com maestria e suas línguas se tocaram causando uma sensação gostosa, da qual queriam sentir sempre. Se abraçaram ente ao beijo e o findaram com longos selares nos lábios um do outro. Nem ao menos pareciam aqueles dois estranhos quando entraram no quarto.

— Namorados melhores amigos — Jeongguk falou sorrindo docilmente e encostando sua testa a de Taehyung.

— Como assim?

— Você perguntou o que eu queria que fossemos, o que acha?

— Adorei. — Foi tudo que Taehyung respondeu antes de beijar Jeongguk novamente. Talvez, estivesse começando a ficar viciado nos lábios dele. 


Notas Finais


Então? Gostaram? Sim? Não? AAAAAAAAAAAAAAAAA eu tô com medo de vocês odiarem esse capítulo, não sei, perdão, mas Taekook tá namorando agora, acho que isso é algo bom, acho, não sei, tô nervosa aqui.

E bom, Como Gato e Rato entra em uma nova fase agora, então não sei, tô nervosa, espero que continuem gostando da fanfic, não desistam de mim. E comentem, sério, quando vocês não comentam eu penso que fiz merda, sou dependente de vocês <3

No mais é isso, qualquer coisa podem me xingar no twitter: https://twitter.com/gukkiev ou no curiouscat: https://curiouscat.me/gukkiev


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...