História Como gato e rato - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags A Louca Dos Fluffy, Kooktae, Kookv, Taekook, Vkook
Exibições 409
Palavras 944
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drabble, Fluffy, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


❤️

Pardon? Vou explicar tudo nas notas finais, tenham uma boa leitura

Capítulo 24 - Ciúmes


Jeongguk nunca negou – ao menos para si mesmo – que odiava ver Taehyung grudado com outros idols, principalmente por saber o quão próximo eram. Não. Não era como se ele odiasse o fato do Kim ter vários amigos, na verdade, admirava e muito isso, ele só não suportava tamanha proximidade. Qual era a necessidade de fazer brincadeiras fofas, tocarem no corpo do outro e se abraçarem? Para ele, não tinha motivos nenhuma dessas atitudes. Poderiam muito bem se cumprimentarem sem fazer nada disso.

Quando percebeu o sentimento ruim que crescia dentro de si quando Taehyung abraçava um dos seus amigos, quando não podia se afastar Jeongguk apenas ficava encarando a cena, pedindo com todas as forças de seu pensamento que eles se afastassem logo. No entanto, ainda não tinha tamanho poder em sua mente e assim que estivesse tudo bem em sair do lugar e não ter que aturar tal cena, ele era o primeiro a sair.

Entretanto, as coisas eram um pouco diferentes agora. Antes, ele realmente não entendia o motivo de ficar tão incomodado com essas atitudes, já agora ele tinha plena consciência que era uma coisa chamada: ciúmes. Ele e Taehyung eram algo, namoravam, mesmo que fosse a pouco tempo, mas era um relacionamento e não conseguia mais esconder seu sentimento de pose com pelo rapaz. Principalmente ao ver aquela cena.

Kim Taehyung era seu namorado, nenhum outro cara tinha o direito de tocá-lo daquela forma. Era a única coisa que se passava por sua mente, quando se aproximava, sorrindo da forma mais forçada de toda sua vida, de Taehyung e Minho. Sabia muito bem que os dois haviam se tornado muito próximos durante as gravações de Hwarang. Lembrava-se muito bem de como eles sempre se cumprimentavam felizes por se verem e se apresentarem no mesmo palco dos programas musicais. Entendia perfeitamente bem a relação que eles tinham, mas considerava uma forma de abuso e afronta Minho apertar a bunda de Taehyung.

Ele não tinha visto a cena completa, apenas a mão de Minho na bunda de Taehyung enquanto se abraçavam e nesse momento não conseguiu se conter em afastá-los. Claro, ele sabia que estavam sendo filmados, então ao menos se controlou em ser o mais discreto possível em não tentar assassinar ninguém.

— V hyung, eu estava de procurando, será que pode me acompanhar? — pediu sorrindo falsamente.

— Até hyung! — Tudo que Taehyung conseguira fora acenar para Minho enquanto era arrastado por Jeongguk.

Os dois ficaram em completo silêncio, até mesmo depois de se aproximarem do restante do grupo. Quer dizer, Jeongguk não dirigia nenhuma a Taehyung e muito menos respondia ele, caso fosse chamado. Basicamente, a única coisa que o maknae fazia era manter as aparências até que finalmente estivessem liberados daquele lugar.

Ao entrarem na van, para voltarem para o dormitório, Jeongguk logo sentou próximo à janela, no lugar mais afastado que conseguiu. Não demorou muito para logo o espaço ao seu lado ser ocupado. Imaginou ser Taehyung, mas ao virar seu rosto para encarar e talvez começar uma conversa sobre o que havia acontecido antes, encontrou Namjoon.

— Então, o que aconteceu? — O líder perguntou em um tom calmo e compreensivo. Conhecia muito bem o maknae do grupo para saber das mudanças de humor que ele sofria as vezes, principalmente quando se tratava de Taehyung.

— Nada.

— Desembucha, Guk, o que aconteceu para você grudar no Tae e ignorá-lo ao mesmo tempo? Eu realmente achei que tinha se acertado, mas não consigo mais entender vocês depois.

— Sempre esteve tudo bem entre a gente, é só que aqueles amigos dele me irritam, principalmente quando acham que tem intimidade para ficar pegando na bunda dele.

Namjoon ficou um tempo encarando o mais novo e logo começou a rir. Até mesmo tentou ser discreto, mas ficava difícil quando Jeongguk parecia tanto com uma criança birrenta. Talvez, fosse exatamente isso que ele ainda fosse.

— Mas eles são amigos, então acho que têm intimidade para isso sim. Além do mais, o Tae sempre fez brincadeiras assim com todo mundo e dá a liberdade para as mesmas brincadeiras com ele.

— Mas é diferente! — esbravejou Jeongguk tentando não alterar seu tom de voz e acabar atraindo mais atenção indesejada.

— Diferente por quê?

Porque ele é meu namorado. Era isso que Jeongguk queria responder e iria se não tivesse pensado um pouco em responder. Ninguém sabia do relacionamento deles, é claro que jamais iriam entender o motivo dele estar assim e a única coisa que se sentia agora, era um grande idiota. Sabia que não podiam deixar que ninguém desconfiasse de nada e estava fazendo justamente o contrário agora.

— Por nada, eu acho que exagerei — respondeu em um tom fraco e abaixou sua cabeça. Logo sentiu seus cabelos serem acariciados por seu hyung e forçou um sorriso.

— Se resolvam. — E Jeongguk apenas concordou.

Ao chegarem ao dormitório, antes que Taehyung entrasse em seu quarto, Jeongguk o puxou e o abraçou afetuosamente, afundando seu rosto na curvatura do pescoço dele. Apesar de pego de surpresa com tal atitude, o Kim não demorou muito para retribuir o afeto.

— Pensei que ia continuar me ignorando — comentou.

— Não gosto de te ver daquela forma com outras pessoas — Jeongguk confessou em um tom manhoso fazendo Taehyung começar a rir. — Desculpe. Acabei exagerando.

Taehyung apenas balançou sua cabeça positivamente e olhou para os lados rapidamente, torcendo para que ninguém aparecesse e tomou os lábios do mais novo em um breve selar. Não queria prolongar o assunto e nem tinha a necessidade no momento.

— Hei, casal, amanhã temos outra apresentação, vão dormir! — Escutaram a voz de Yoongi e começaram a rir, o próximo também seria um longo dia.

— Boa noite, Gukkie — Taehyung disse antes de se afastarem. 


Notas Finais


E aí? Gostaram? Sim? Não? Sua louca pq você deletou o outro capítulo???? Bom, não sei se quem chegou a ler viu minhas notas, mas eu tava bem insatisfeita com o capítulo, mas tinha postado na presa e bom, acabei esquecendo do que eu mais prezo nunca fanfic: qualidade, não quantidade. Então eu preferi por deletar e postar algo que eu realmente ficasse satisfeita. Peço perdão por ter feito isso e prometo que isso jamais vai se repetir.

De coração, espero que tenham gostado e deixem um comentário, nem que seja brigando comigo por ser uma burra idiota que fica apagando as coisas do nada. Mas realmente, perdão <3

Sabem onde me encontrar, bjs bjs, até o próximo ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...