História Como Jelsa Encontrou o Amor - Capítulo 37


Escrita por: ~ e ~The_Killer_

Postado
Categorias A Origem dos Guardiões, Como Treinar o seu Dragão, Enrolados, Frozen - Uma Aventura Congelante, Valente
Personagens A Fada dos Dentes, Anna, Astrid, Banguela, Breu, Coelhão, Elsa, Flynn Rider, Hans, Jack Frost, Kristoff, Mérida, Norte, Olaf, Rapunzel, Sandman "Sandy", Soluço, Sven
Tags Flynzel, Jelsa, Kristanna, Mericcup
Exibições 200
Palavras 1.112
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Fluffy, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Quero dizer que fiz um sorteio do nome do bebê com as opções que vcs me deram, obg pela ajuda suas/seus lindas/os

Espero q gostem ^^

Aaah já ia me esquecendo, quem deu a sugestão desse nome foi a @Joh_Frost
Muito obg querida <33

Capítulo 37 - Vai mesmo fazer isso?


 - Ela é a Eloísa Kriss! Como pode não saber o nome de nossa filha??? -Anna está indignada. Voltou para cama e se deitou, com dificuldade, de costas para Kriss. 
 - Amor... Não fique brava comigo por favor... - pediu indo se deitar com ela. 
 Anna não respondeu. Ficou calada olhando fixamente para o nada. 
 - E se eu te fizer... - parou para chegar mais perto - cócegas?? - diz começando a fazer cócegas nela. 
 - Pa.. Kkkkk... Para Kriss... Kkkkkk - tentava falar em meio aos risos - assim kkkk assim vamos acordar a Eloísa.. 
 Ele parou. Virou Anna para si, aproximou seus rostos e lhe deu um beijo profundo, sem conotação sexual, apenas um beijo de duas pessoas que se amam. 
 - buuuaaa!!! - a criança começou a chorar fazendo Anna se levantar e pegá-la. 
 
 ~~~ no outro lado do castelo ~~~
  
 Após ser pedida em casamento a loira não conseguia esconder sua felicidade. Estava sozinha na sacada de seu quarto, pois Jack teve que ir atender um chamado no pólo norte, olhando o horizonte e pensando em tudo o que viria a seguir. Sua vida iria mudar drasticamente, teria alguém com quem compartilhar suas alegrias, tristezas, medos, preocupações. 
 Não seria mais vista como a rainha de coração gelado, aquela que não ama, aquela que não deixa ninguém se aproximar. Já havia provado isso quando fez seu baile de caridade e com um casamento o povo teria toda a certeza do mundo. 
 Perdida em pensamentos não notou que o Sol já havia se posto e que seu noivo havia chegado e passado a observá-la. 
 - No que está pensando Snowflake? - pegou em sua mão. 
 - Hm? - acordou de seus devaneios - nada não... Só estava pensando em como minha vida mudou desde que nos conhecemos. Passamos por tanta coisa... 
 - Sim. E iremos passar por muito mais. 
 O silêncio pairava sobre os dois. O céu estava límpido, cheio de estrelas brilhando e o brilho do luar reluzindo no porto de Arendelle. 
 - E como foi lá? - perguntou quebrando aquela quietude agradável.
 - Normal. Só descobrimos que Rumplestiltskin não irá fazer nada de mais. Ele apenas estava fazendo uma poção para encantar uma tal de ...Bela? - parou e pensou um pouco - acho que era este o nome. 
Então por enquanto não temos que nos preocupar com nada. 
 - Isso é perfeito amor! Não sabia se ele iria tentar algo contra nós ou não. 
 Ele aproximou seu rosto ao dela e selou seus lábios. Queria que tivessem sempre momentos como aquele, sem nada ou ninguém para atrapalhar. Apenas os dois curtindo uma noite calma e linda. 
  - Acho que devemos ir jantar. Não comeu nada de tarde amor... 
 - Claro que eu comi. Eu comi você. - um sorriso sacana apareceu nos lábios do albino. 
 - Ai meu Deus! Mas é claro que você ia falar algo do tipo. - deu um tapa estalado no ombro - se não falasse não seria Jack Frost. 
 O maior apenas riu e a acompanhou a sala de jantar local onde Anna, Kriss e Eloísa estavam jantando. 
 - Oi gatinha da titia - Elsa falou pegando o bebê do colo de Anna - você está tão Lindinha hoje. É está sim - seu tom de voz era de uma pessoa retardada o que tirou risos de todos os presentes no cômodo. - Vamos passar um pouquinho? Assim a mamãe pode comer sossegada né? 
  - Não se preocupe irmã eu já estou terminando. 
 - Mas eu quero passear um pouco com ela... Já voltamos - pegou na mãozinha do bebê - da tchau pra mamãe Elo. 
 - Tchau meu amor! Mamãe te ama. 
 Tia e sobrinha saíram para passear um pouco. 
 - Eloísa você é tãão fofinha, tão linda. Vai dar tanto trabalho para seus pais kkkk ai meu Deus o que estou dizendo? É tão pequena, não tem nem noção que possuí uma mão. 
 Eloísa começou a bocejar e a esfregar os olhinhos. 
 - Coitadinha está morrendo de sono. A titia vai fazer você dormir está bem? - começou a cantar canções de ninar e a embalar a criança. 
 Logo Eloísa estava dormindo, um sono gostoso e tranquilo, quando Jack chega por trás de Elsa e a abraçando. 
 - Que cena mais adorável, fico imaginando quando for nosso filho ou filha. Você será uma mãe maravilhosa. 
 Ela sorriu e corou pensando que isso poderia acontecer logo logo, afinal não havia usado proteção quando transaram mais cedo. 
 - Obrigada... Vamos levá-la para Anna, estou ficando com fome. 
 - Claro. Quer que eu a carregue? - o albino perguntou se aproximando. 
 - Não precisa meu amor. 
 - Daqui - falou pegando com todo o cuidado do mundo o bebê. 
 Foram andando para a sala de jantar até que Elsa decide perguntar:
 - Como tem tanto jeito com bebês? 
 Ele parou, encarou a noiva - ah! Agora ela era sua noiva, estava tão feliz por isso - e respondeu:
 - Antes de me tornar guardião tinha uma irmã mais nova, sempre tinha que tomar conta dela e também ser guardião me deu alguma experiência. 
 - Que fofinho. - Elsa pareceu ponderar sobre perguntar mais sobre a irmã dele ou não e acabou por achar melhor não falar nada. Não sabia se isso iria magoá-lo de alguma forma.  - Chegamos. - falou abrindo a porta e entregando a criança para Kriss já que Anna estava terminando sua sobremesa. 
 O casal Jelsa jantou sem trocar muitas palavras, apenas se olhavam com ternura vez ou outra. Ao terminarem voltaram para o quarto e conversaram um pouco mais sobre como seria daqui a alguns meses. Elsa adormeceu nos braços de Jack enquanto o mesmo lhe afagava os fios loiros, quase brancos, da menor. 

    ~~~ 4 semanas depois ~~~
 
 Quatro semanas já haviam se passado desde que ela fora pedida em casamento. Estava super ocupada com planejando como iria dar a notícia ao povo, como faria a festa, quem realizaria sua cerimônia entre outras coisas normais de casamento. 
 Acontece que Jack começou a ficar muito preocupado com a saúde de sua amada, pois a mesma não estava se alimentando bem e quase todas as manhãs acordava com enjôos. Não queria que sua pequena adoecesse ou algo do tipo. 
 - Snowflake se você não for no médico hoje eu juro que cancelo nosso casamento. - falou segurando os cabelos dela em um rabo de cavalo improvisado enquanto vomitava. 
 - Mas Jack... Bleé - vomitou de novo - eu estou bem... Não preciso de um médico. - falou colocando seu rosto na privada novamente. 
 - Já decidi - falou soltando os cabelos da garota e se levantando - eu vou... 


Notas Finais


🌚 não me matem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...