História Como mudar o seu destino - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce, Valente
Personagens Castiel, Kentin, Lysandre, Mérida, Nathaniel
Tags Amor Doce, Comedia, Romance, Valente
Exibições 25
Palavras 1.329
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Ecchi, Escolar, Hentai, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Primeiro dia


Primeiro dia de aula... Tá mais pro primeiro dia no inferno. Não queria acordar de jeito nenhum até que só escuto minha mãe...

Mãe: ACOOOORDA BELA ADORMICIDA!- ela fala abrindo a janela e deixando a luz entrar. 

Eu: mãe eu sou um vampiro da escuridão.

Mãe: aham tá bom, anda logo é o seu primeiro dia, não vai querer se atrasar, o café tá na mesa, anda!

Eu choraminguei e escorreguei da cama até o chão morrendo de sono, fui no guarda roupa e peguei uma camiseta, uma calça e um tênis, não precisa de mais naaaada, fui no banheiro e escovei os dentes, lavei o rosto, olhei no espelho e comecei a sacudir meu cabelo dando mais volume (volume <3) peguei minha mochila e desci pra tomar café.

Eu: bom dia! 

Todos: bom dia!

olhei pra mesa e já dei de cara com meus bolinhos favoritos, aí gente que delicia, peguei um e comecei a comer.

Mãe: mal acordou e já vai direito pro doce! Fergus olha a sua filha! Ela vai ter dor de barriga!

Eu olhei meu pai que por acaso estava com prato de pedreiro, oh meu deus quanto drama maaae.

Não falei nada apenas comi, assim que acabei tomei uma xícara de café e peguei minha mochila pra ir pra escola, não era longe eu ia a pé mesmo.

Cheguei no território desconhecido, que era bem grande por sinal, e vou para o Grêmio, minha mãe disse que eu devia passar lá pra verificar se tudo estava certo, mas o problema é que... Onde é o Grêmio? Mds eu to perdida socorro Jesus, então eu resolvo perguntar pra um menino que tava de boas lá, ele tem um estilo diferente, cabelos vermelhos e pelo estilo era Rockeiro.

Eu: licença, você pode me ajudar?

???: porque deveria?

eu apenas arqueio a sombrancelha e falo.

Eu: Simples, pra não se demonstrar um inútil pra uma garota, você tem cara de quem gosta de mulher, mas com essa atitude... Não sei não em...

Ele ri e fala 

???: tudo bem ruivinha, eu sou Castiel, como posso te ajudar? Madame?- ele fala em um tom sarcástico.

Eu: Só me fala onde é a porra do Grêmio!- falo debochando do jeito que ele falou.

Castiel: é ali oh!- ele aposta pra um lugar.

Eu: Muito obrigada- falo sarcástica.

Castiel: por nada!- ele responde no mesmo tom.

Assim que entrei no Grêmio me dei de cara com um loiro, tinha cara de certinho é daqueles príncipes, alô Anna, eu fui falar com ele. 

Eu: Licença, eu sou a novata, vim verificar se está tudo certo com a ficha de matrícula, e pegar os horários, sala e tals.

???: Ah sim.-ele me olha por alguns segundo- qual o seu nome?

Eu: Merida, nem precisa de sobrenome você com certeza acha- falo rindo.

???: Claro está aqui, tudo certo!- ele me entrega alguns papéis- aí está tudo, seus horários e coisas do tipo.- ele me entrega uma chave.- essa é chave do seu armário, e se precisar eu sou Nathaniel, estou sempre por aqui, qualquer coisa...- ele dá um sorriso, e que sorriso em.

Eu: Claro! Muito obrigada, eu vou indo, Tchau!

Nathaniel: Tchau!

Gente ele pode não fazer meu tipo, mas que o bixo é um gato ele é!

Entrei na sala e sentei no fundão, olhei em volta e percebi o ruivo de farmácia, ele estava conversando com um platinado com um estilo bem... Exótico... Gostei, vou ser amiga dele! Fiquei lá no fundo de boas até que escuto:

Castiel: Ei ruivinha, você não disse seu nome.

Eu: Não tenho motivos pra falar meu nome pra alguém que foi super grosso comigo, bjs de luz.

O platinado riu e Castiel fez cara feia.

Eu: Mas seu amigo parece ser legal ao contrário de você, então pra ele saber e não você, eu sou Merida.

???: E eu sou Lysandre, prazer senhorita.

Uh bonito e cavalheiro, gostei mais ainda.

Eu: o prazer é todo meu.- olhei pro Castiel- Aprendeu a ser educado com mulher? 

Eu e o Lysandre rimos muito da cara dele, sério ele tava com muita cara de cu.

Eu: just kidding, Castiel, gosto do seu nome, me lembra Supernatural!

Castiel: nooossa melhor série!

Eu: siiim, melhor trilha sonora, melhor história, melhores personagens, melhores atores... Supernatural é vida!

Lysandre: concordo! 

Ficamos conversando sobre a vida, até que o sinal bate e o Professor e a sala enche. 

Professor: Bom dia classe, hoje temos uma aluna nova.-ele olhou em volta e percebeu meu rosto desconhecido- Quer se apresentar?

Eu: não, não tem nada de importante sobre mim que eu queira falar, meu nome vocês descobrem na chamada.

Professor: ok então, eu sou Farize, qualquer dúvida sobre a matéria não tenha vergonha de perguntar.

Eu: pode deixar!

Estava de boas prestando atenção na aula de história, e depois tivemos geografia, bateu o primeiro sinal e um garoto de cabelo azul junto com uma platinada foram falar comigo.

???: oi eu sou a Rosalya, e esse é o Alexy, e eu só queria dizer que puta que pariu você é muito gataaaa e parece ser muito legal, quero ser sua amiga!

Eu: uaaaau viado adoron, obrigada você também é muuuuuito gata, e você também colorido.

Alexy: gente tu é uma deusa, amei!

rimos e ficamos conversando, legal de boas até uma loira  junto com o Tico e o Teco entrarem na conversa.

???: Preste bem atenção "Merida"- ela falou fazendo aspas no ar- você é nova então vou ditar as regras, nada de chagar perto do Nath e do Cast, entendeu?

Eu só olhei pra cara dela e disse.

Eu: vai cuidar da sua vida Loira!

Ela me olha rindo e fala.

???: quem manda nessa escola sou eu, então é melhor fazer oque eu mando!

Eu comecei a olhar pros lados como se estivesse procurando alguma coisa, ela não entendeu nada.

Eu: olha eu procurei e não achei que aqui quer te obedecer! 

Ela fica puta da vida e sai batendo pé, Alexy, Rosa e eu rimos muuuuito!

Alexy: EU TE AMO POOORRA! RAINHA!

Eu: ain nem pagou um jantar ainda.

Rimos e ficamos conversando, eles me passaram o número do telefone, e combinamos de sair, o primeiro intervalo acabou e eu teria mais duas aulas até o próximo. Era Matemática e Língua estrangeira, de boa! Nesse intervalo, Rosa, Alexy e eu fomos na cantina!

Eu: TO COM FOMEEEE QUERO LEITEEEE!

Rosa: QUERO CROQUETEEEE NA MAIONESEEEE!

Alexy olhava pra gente como se fossemos duas malucas... É acho q somos então não tem nada de errado nisso.

Sentamos em uma mesa com várias pessoas, eles me apresentaram cada uma delas, Violette, Kim, Linn, Priya, Melody e Iris, todas são muito legais, Violette é muito fofa e tímida, Kim tem uma personalidade bem forte e gostei muito disso nela, Linn é bem legal e divertida, Melody é certinha e bem gentil e a Iris é super gente boa e a Priya é indiana, ela é muito divertida e alternativa, amei ela.

A gente conversou bastante sobre umas coisas inúteis e elas me falaram um pouco das pessoas da escola, tem uma tal de Bia e ela é uma criança que meio q se acha com moral, tem a Peggy, a fofoqueira, ela faz parte do jornal da escola e tá sempre preocupada com a vida alheia... Paciência... E claro a Ambre(descobri o nome dela) junto com os seus clones, se acham as donas do colégio sendo que não são donas nem do próprio nariz.

O intervalo acabou e a gente foi pra sala, tinha um outro professor lá, aula de biologia, ele passou um trabalho sobre os Cordados, e formou duplas, fiquei com Castiel... Ele falou que vamos fazer na casa dele é caso a gente não termine lá a gente vai pra minha casa e termina... Só tem um problem... ELE MORA SOZINHO PORRAAAAA fudeu, calma Merida é só um trabalho, ele não vai te estuprar e vocês não vão se comer...

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...