História Como não amar esse canalha - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Júlio Cocielo
Personagens Júlio Cocielo, Personagens Originais
Tags Julicia
Exibições 37
Palavras 472
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii amores chegueeei

Capítulo 4 - 4



Umas semanas depois...

Umas semanas se passaram e sim eu consegui o emprego, por enquanto eu to fazendo relatórios e mais relatórios, faz tempo que não vejo o Júlio, nem sei se ele ta vivo, ele me bloqueou no whats então não tenho contato então só deixei pra lá (pelo menos to tentando) bom amanhã vou começar como acompanhante de um menino aí nem vi o nome no papel mais beleza hoje é sexta dia de destruir ne não? Sofrer pra que? 

Cheguei em casa e minha irmã tinha saído, sei lá mercado talvez? Fui pro quarto e quando ia entrar no banho a campainha tocou merda

Abri a porta e levei um susto com a cena que vi, o Júlio bêbado na porta do meu apê

Júlio: Al.. lícia eur tenho que dizre uma cosa muito importante- ele se levantou e foi entrando e se jogo no sofá- eu só vo da uma cochilada e ja te falo 

Eu: Ju fala sério você não fica bêbado tão fácil, só se bebesse 20 doses de tequila e 10 garrafas de vodka 

Júlio: Sim eu bebi isso aí pra esquecer... Esqu...- apagou eu mexia nele mais a criatura não se mexia af que saco

Fui pro banho tomei meu banho coloquei um pijaminha e fiquei deitada na minha cama mexendo no celular até que vejo um bêbado parado na porta (merda tinha esquecido que ele tava aqui) me enfiei no cobertor 

Júlio: Haha não precisa se cobrir a visão é agradável - parece que essa soneca ajudou um pouco na bebedeira hein

Eu: Olha vai dormir vai - disse e ele concordou com a cabeça tirou a camiseta e se jogou na minha cama

Júlio: Eu concordei em dormir, só não disse onde - ele disse e passou o braço pela minha cintura e me puxou para si

Eu: Ju eu..  eu .. VOCÊ não pode - dei um ênfase no "você"- afinal você namora 

Júlio: Eu terminei com aquela cara de cú, depois daquele dia da discussão aqui na sua casa depois a louca pegou meu celular é saiu correndo - ta explicado por que tava bloqueada - iih fecha essa boca ou faz uma coisa melhor com ela 

Eu: Tipo o que com...- antes de eu terminar ele me beijou

Um beijo calmo mas cheio de paixão aí coisa de novela, ele me preensou contra seu corpo, e o beijo tava profundo demais até que eu me liguei 

Eu: Opa para aí - disse pegando um ar - eu não sou tão fácil assim hein

Júlio: Com você vale a pena o esforço - disse pegou meu queixo e me deu um selinho deitamos e pegamos no sono... 

Acordei com uma luz entrando na janela e o Júlio dormindo do meu lado que fofo meu Deus, levantei e tava descendo as escadas quando ouvi uma gritaria vindo la de baixo 


Notas Finais


Amores amanhã tem mais ok? Hoje vou estudar por que amanhã tenho prova final beijinhos amo todos vcs ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...