História Como (não) conquistar o crush - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Taegi, Yoongi Passivo
Exibições 891
Palavras 2.149
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente, me perdoe pelos erros, nao estou com cabeça para corrigi-Los agora, eu estou muito triste por nao ter conseguido comprar o ingresso. Parabéns a quem conseguiu e sinto muito a quem nao conseguiu
Desculpe a demora para atualizar.
Boa leitura.

Capítulo 9 - Eu consegui pegar o gostoso da cafeteria


 

Eu estou iludindo muito o Jungkook fingindo que eu nao conheço a cidade? Talvez sim, mas quem sabe ele nao me perdoe quando eu disser? Sim, algum dia eu direi, odeio mentir. 

 

Eu voltei para meu lindo lar com um sorriso no rosto, que amanhã chegue logo por favor. 

 

Deitei na minha caminha logo depois de tomar um bainho e comer um miojinho. Credo, pareço um bebê.

 

Peguei no sono rapidamente para no dia seguinte acordar com a merda do sol na minha cara. 

 

Meio dia, você dorme muito Yoongi. Faltam 4 horas para eu sair com Jungkook, melhor eu ja começar a me arrumar agora pq lerdo do jeito que eu sou, se duvidar se passa as 4 horas e eu ainda nao estou pronto. 

 

Como eu havia tomado banho de noite, eu olhei meu guarda roupa, revirei ele tentando achar algo descente. Vou usar um calça jeans preta, uma blusa branca com uma uns detalhes pretos, e um tênis que nem eu sei a marca. 

 

Ate eu decidir tudo, já deu 2 horas da tarde, para você ver o quanto eu demoro. 

 

Me sentei no sofá e fiquei essa uma hora plantado mofando naquele local ate ele bater na porta.

 

Ele ta tão lindo, quer dizer, bem simples, mas lindo.

 

- Oi. - Sorriu e eu retribui o oi e o sorriso. - Vamos? 

 

- Claro. 

 

Fui até o carro dele e me sentei no banco do passageiro. 

 

- Quer conhecer que local priemiro? 

 

- Não sei, qual o local mais interessante na sua opinião? 

 

- Cinema, tem um local cheio de jogos eletrônicos no cinema, isso chama muito a atenção das pessoas.

 

- É o meu lugar favorito também! - Foi sem querer.

 

- Pensei qie você nao conhecia a cidade... 

 

- Não conheço! É... Era meu lugar favorito na minha antiga cidade. - Ufa.

 

- Ah sim, quer ir la então? 

 

- Claro. 

 

Ele ligou o carro e nos fomos ate o cinema, ótimo, talvez eu consiga um selinho do garoto coelho.

 

Saímos do carro e fomos para dentro do cinema, ele disse que seria legal assistirmos um filme e irmos nos brinquedos, eu concordei. 

 

Escolhemos um filme que eu não faço a mínima ideia de qual seja e nos sentamos no fundo, meio afastado dos outros já que era 3D e todos estavam na frente. 

 

- Obrigado por estar me mostrando a cidade Jungkook.

 

- Claro. Ate que é divertido passar um tempo com alguém novo. 

 

- Tem razão.

 

Olhei para frente de depois de um tempo o filme começou.

 

Essa merda é de terror? Eu pensei que era o filme de comédia do cartaz! Maldito Jungkook! Odeio filmes de terror!

 

- Aish Jungkook! pensei que era comédia. 

 

- Pensou é? - Riu. - Ta com medo Yoongi? Quer um abraço? - Riu de novo. 

 

- Para de me zuar! Eu tenho medo de terror.

 

- Que fofo. - Riu e apertou minha bochechas. - O bebê ta com medinho? 

 

- Eu vou bater em você Jungkook. 

 

- Bate que eu adoro. - Garoto pervertido.

 

Arregalei os olhos e ele riu murmurando um "to brincando". Brincando o caralho, eu quero deixar sua pele toda marcada com os meus tapas. 

 

[...]

 

- Yoongi para de fazer escândalo! É so um filme. 

 

- Eu odeio terror. - Cruzei os braços. 

 

- Parece um bebê, você ter que dar tapinha na bundinha pra aprender a se comportar em público? - Riu. Só vem meu amor, só vem. 

 

- Quem sabe... - Disse baixo apenas para que eu escutasse.

 

- Eu ouvi isso. - Riu. - Olha que eu bato mesmo. Agora para de gritar ok? É so um filme. 

 

Concordei e me acalmei, vocês nao tem noção do quanto eu odeio terror. Jin me fazia assistir isso quando eu era pequeno entao fiquei com trauma. 

 

Assim que o filme acabou nos saímos e fomos comer alguma coisa, como bobão aqui, vulgo Min Yoongi sempre se suja comendo, Jungkook me acompanhou ate o banheiro para lavar as mãos. 

 

- Você realmente estava com medo em. - Riu. 

 

- Sim, eu tenho péssimas histórias com filmes de terror.

 

- Pretendo escuta-las algum dia. 

 

- Quem sabe. Só nunca mais me faça ver filme de terror.

 

- Nunca mais. Você fez um escândalo danado, merecia uns tapas na bunda. - Riu. 

 

- É por que nao deu? - Ri também e sequei minhas mãos.

 

- Você quer que eu te bata Yoongi? - Se aproximou de mim com a mão levantada. 

 

- Sai de perto. - Fui para tras fazendo posição de defesa. 

 

- Você quer Yoongi? - Continuou se aproximando. Isso vai acabar acabando na cama de um de nós dois. Eu quero. 

 

- Depende, em qual local você propõe? - Entrei na brincadeira. 

 

- Em qual lugar você quer? Aqui? - Deu um tapa no meu braço.

 

- Aí...! Não...

 

- Aqui? - Minha barriga. 

 

- Também não.

 

- É que tal aqui? - Me colocou contra a parede e ficou quase colado a mim deixando um tapa fraco em minha bunda. 

 

- Ai sim. - Ri baixo e ele deu mais um tapa. 

 

Se afastou rindo. 

 

- Agora que o bebê Min Yoongi aprendeu a lição, não faça mais escândalos em públicos bebê. - Bagunçou meu cabelo em quanto ainda ria.

 

- Se for para você me bater mais eu farei sempre. - Disse tao baixo que como saiu do banheiro não escutou, ainda bem que nao escutou. 

 

Voltamos para o cinema e entramos no local com os brinquedos eletrônicos do qual ele falou. 

 

Tava tudo bem, ate começar a tocar Boombayah e minha Lisa interior se soltar e começar a rebolar ate o chão. 

 

Todo mundo estava me olhando, Jungkook ria alto atraindo ainda mais olhares em quanto eu arrasava na música.

 

Assim que acabou a música eu parei de dançar e fui ate o banheiro rindo e tendo um Jungkook me seguindo. 

 

- Parece que alguém gostou dos tapas. - Riu. - Você é a pessoa perfeita em chamar a atenção Yoongi. 

 

- Muito obrigado, eu sei que eu daria uma ótima BlackPink.

 

- Ótima mesmo. Tu rebolou gostoso ali na sala de eletrônicos. 

 

- Minha bunda faz maravilhas. - Olha o duplo sentido. Apenas para disfarçar eu comecei a mover minha bunda de maneira aleatória. 

 

- To vendo. - Riu. - Adoraria ver ela assim sem calça. - Ele disse baixo para que eu nao escutasse, eu escutei, devo fingir que não escutei? Quando um garoto gostoso igual ele fica dando indiretas mostrando que quer seu corpo nu, o que voce faz? De seu corpo nu. Mentira, não faça isso. 

 

- Eu ouvi. - Disse sem o encarar.

 

- Desculpe... - Interrompi ele.

 

- Por que não vamos para um lugar mais reservado? - Sussurrei em seu ouvido puxando ele para fora. - Agora eu quero escolher o "ponto turistico". - Fiz uma cara ensativa. - Eu adoraria conhecer sua cama Jungkook. - Ri tentando disfarçar. - Brincadeira. 

 

- Que pena, eu adoraria te levar ate ela.

 

- Nesse caso eu retiro o que eu disse. Vamos? 

 

Ele concordou e foi ate o carro, se Kim Taehyung nao quer, a quem queira. 

 

Ok, a ida ate a casa de Jungkook foi bem de boa, Jesus que casa gigante, eu consigo me perder nisso aqui só em virar o corredor. 

 

Talvez eu tenha me perdido dele, só talvez. Assim, eu fiquei com sede, aí eu pedi água. Como que você fica com sede bem agora que você está prestes a se pegar com o fato da cafeteria? É que metade da saliva da minha boca foi parar na dele e isso me deixou com sede. Voltando ao assunto, ele foi pegar agua e o abestado vulgo Min Yoongi, decidiu olhar um pouco a sala, eu me perdi. Eu não faço a mínima ideia da onde eu estou e de como volto. Só sei que eu parei no banheiro. 

 

- Yoongi, aonde você foi parar? - Escutei a voz dele e gritei que estava no banheiro. - Qual dos 4? 

 

4 banheiros? Na minha casa tem 1 e eu me sinto feliz.

 

- Sei la, é rosa. 

 

- Ata. - Entrou no local. - Como você veio parar aqui? 

 

- Não sei. Eu vi um urso de pelúcia fofo em cima de uma cama ai quando reparei eu tava aqui. 

 

- Melhor você sair dai se nao minha irmã mata nos dois. Ela odeia que entrem no quarto dela. 

 

- E para onde vamos? 

 

- Você não queria conhecer minha cama Yoongi? Vou te mostrar ela. 

 

Me puxou entre os corredores ate entramos em um quarto preto. Esse cômodo é maior que minha cozinha e minha sala juntos. 

 

- Sinta-se a vontade. - Sorri e se sentou na cama me chamando para sentar ao lado dele. 

 

Me sentei e fiquei olhando para o quarto ate sentir a respiração dele na minha nuca e logo me arrepiar. 

 

- Seu cheiro é ótimo Yoongi. - Sei um beijo no local. 

 

- Eu ainda estou com sede... 

 

- Nossa, eu esqueci da sua água. - Saiu e voltou com um copo de água na mão. - Aqui.

 

- Obrigado.

 

- Você mora aqui a quanto tempo?

 

-  Desde que nasci. - Você tinha que estragar tudo em Yoongi.

 

- É... Mas você disse que era morador novo...

 

- Aish, foda-se, eu gostei de você e queria sair com você, ai disse que não conhecia direito a Cidade e perguntei se você poderia me mostrar. 

 

- É uma boa maneira de conhecer alguém. - Riu.

 

- Não está irritado? 

 

- Por que?

 

- Eu menti.

 

- Relaxa, foi legal passar o dia com você, mas eu te perdoo se você me deixar bater na sua bunda de novo. 

 

- Seu tarado. 

 

- Você gostou que eu sei. 

 

- Gostei mesmo. 

 

- Então você deixa? - Fiz uma cara pensativa e me deitei na cama de barriga para baixo. 

 

Vi ele sorrir mínimamente e senti a mão dele desferir um tapa na minha bunda, logo ele apertou o local. 

 

- Epa! Você disse tapa. Apenas tapa. 

 

- Mas sua bunda é tao chamativa... Posso ver ela sem calça? - Meu Deus.

 

- Hum, não sei. Eu deveria deixar? 

 

- Por que não? - Ficou em cima de mim e sussurrou contra minha nuca.

 

- Por que você me bateu. 

 

- Só por causa disso? Quer que eu bata de novo Yoongi? Se quiser eu posso bater em outra coisa. - Duplo sentido on.

 

- Tira essa calça logo. 

 

Ele sorriu e tirou a calça apertando fortemente minha bunda. 

 

- Quero ver de frente. 

 

- Nem pensar, eu deixo você bater uma pra mim mas nada de ver meu Suguinha. 

 

- Belo nome que voce deu ao seu pênis. - Riu

 

Riu e pos a mão em cima da minha calça acariciando meu membro coberto, emoinei pouco minha bunda fazendo ele ter mais contato com o local. 

 

Ele adentrou a mão dentro da minha cueca e agarrou me membro com ela começando a movimentar a mesma em movimentos de vai e vem. 

 

Com a outra mao ele segurou minha cintura empinado ainda mais minha bunda para ele e logo começou a esfregar sua ereção em minha bunda. 

 

 

- Hummm... - Gemi baixinho e deitei minha cabeça no travesseiro. 

 

Ele tirou minha cueca e ficou encarando minha bunda empinada para ele, senti minhas bochechas esquentarem pois eu estava exposto de mais a um desconhecido. 

 

- Essa bundinha é tão convidativa, mas melhor deixarmos isso para outra vez. - Agarrou me membro de novo. Por favor que isso não seja um sonho. 

 

[...] 

 

Eu sentia meu ápice tao próximo, eu estava quase lá, ate meu celular tocar. Eu pensei em ignorar mas ele não parava, quando parava logo ficava de novo então eu atendi. 

 

- Yoongi, oi. - Nem olhei o numero mas reconheçi a voz, Taehyung. 

 

- Taehyung? Por que está me ligando?

 

- Ficamos de estudar hoje, lembra? Eu estou na frente da sua casa. 

 

- Droga, eu esqueci, eu ja estou indo aí. 

 

- A, Não não! Deixa, tudo bem, desculpe atrapalhar seja lá o que está fazendo. Outro dia eu te ajudo. - Juro que pude notar um tom de tristeza na voz dele, acho que estou louco. 

 

Antes que eu pudesse dizer algo ele desligou o telefone. Aish, por que isso só acontece comigo? Eu ate broxei agora.

 

- Precisa ir né?

 

- Sim... Desculpe. 

 

- Também peço desculpa, fomos rápido de mais... Espero que possamos nos tornar amigos Yoongi. - Sorriu. 

 

- Podemos. - Sorri. - Mais tarde eu te mando mensagem. 

 

- Ok. - Sorriu e então eu me vesti e voltei para casa. 

 

Sabia que Taehyung nao estava mais lá só que o clima todo foi cortado e a minha fixa caiu que eu estava de 4 para um desconhecido, então achei melhor voltar para casa.


Notas Finais


Beijocas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...