História Como não sobreviver ao Apocalipse junto com o EXO - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~Nizzie

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Chanline, Exo, Kainae, Treta, Zombies
Exibições 12
Palavras 1.520
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Lalala
NAO ligue pra foto de capa e aproveitem a história.

E não ligue para os erros de ortografia, o cap que foi editado foi perdido sla pra onde...
Boa leitura bye

Capítulo 6 - Sumidos


Fanfic / Fanfiction Como não sobreviver ao Apocalipse junto com o EXO - Capítulo 6 - Sumidos

Pov Juliet
Acordo na minha cama, minha cabeça está tonta, olho para o lado e vejo lay sentado numa cadeira ao lado de minha cama. Ele esta dormindo.
   Me levanto e vou ate o banheiro e faço minhas igienes matinais, minha vontade e de tomar um banho quente, retiro toda minha roupa e a jogo no chão mesmo. Me enrrolo na toalha e saio do banheiro indo ao meu quarto, e oque eu vejo? Lay sentado em cima da minha cama me olhando malicisamente. Esse garoto não presta mesmo.
Ele se aproxima mais e apoia sua mão quente em minha cintura me arrepiando toda.
-Por que está molhada? -e diz ainda sorrindo
-suor -falo arrumando uma franja que escapou de meu cabelo.
-Interessante -ele sussurra em neu ouvido oque me faz me arrepiar toda com seu alito e o ar quente que sai de sua boca.
-Licença -digo me afastando e entrando no banheiro.
   Quando vou fechar a porta ele coloca a mão a segurando, tento fazer força mas ele é mais forte.
 -Não vai fugir de mim assim tão rápido.
-Tenho que tomar banho -digo fazendo biquinho.
-Vou te ajudar -ele diz malicisamente e eu coro.
-Não precisa -respondo o encarando nos olhos.
-Mas você é muito pequena, me deixa dar um banho no meu nenem -ele diz e sorri ao mesmo tempo.
-Não obrigado -falo ainda corada e tentando fechara porta.
-Está tudo bem, vou ficar aqui te esperando -ele pega minha roupa em cima da cadeira e me entrega saindo da frente da porta.
     Entro dentro do banheiro trancando a porta com a chave.
 -Que droga foi essa? -falo pra mim mesma.
   POV Inaê.
-Kyungsoo! -grito correndo atraz dele que esta indo em direção ao portão -Espera ai kyungsoo! -ele finalmente para e me olha.
-Que foi? -ele diz bravo.
-Posso ir com você? -pergunto me aproximando do portão.
-Não, fique aqui e mais seguro -ele fala me puxando para longe do portão.
-E quem disse que você vai impedir? -digo abrindo o portão e saindo para fora do recinto -viu? Nada de perigos, agora vamos embora -viro as costas para ele.
  Esculto o portão se fechando e  seus    passos atraz de mim correndo.
-Sabia que você ia desistir -falo sorrindo.
-Ve se não vai longe, oque eu falaria pro seu namorado se você sumir? -ele diz e eu me viro pra ele.
-Que namorado? -falo andando pra perto dele.
-Penso que ia esconder? Você e o Kai são péssimos nisso em -ele diz com um olhar sacana
-A cala a boca -digo rindo e dando um tapa em seu ombro esquerdo.
-Eu vou por ali e você vai por lá -ele fala apontando para a direção da mata e depois pra arvore.
-Está bem -digo me virando e indo em direção a floresta.
   Acho algumas frutas numa moita e me abaixo para pega-las. Ouço um barulho estranho e resolvo olhar para procurar o kyungsoo, ele não esta no seu devido local. Deve ser uma pegadinha.
   Me levanto e limpo meus joelhos cheios de terra.
-kyungsoo, para com essa brincadeira de merda eu sei que é você -digo apos ouvir o barulho de novo.
   Sinto uma mão agarrar minha barriga e me levantar do chão. Da pra perceber que ele e bem alto.
—Mais querido droga! -reclamo.
Ele tampa minha boca antes que eu possa gritar. Me debato toda tentando sair.
 -Você e bem agitada em -a voz de um homem desconhecido fala, não pode ser o kyungsoo.
 Dou um chute para traz acertando suas partes íntimas, o fazendo gritar de dor e me soltando, saio correndo em direção ao local onde eu e o kyungsoo estavamos conversando. Mas sou pega de novo. Algo acerta minha cabeça com força e eu perco sentido do que estou fazendo e caio dura no chão.

Pov Sequestrador.
Após derrubala com uma armada na cabeça, a pego do chão e a coloco sobe meu ombro.
—Menina pesada -digo a mim mesmo.
  Já se passa dez minutos que sai de lá e a menina acorda se debatendo e socando minhas costas.
—Hey! -ela grita me socando —Eu exijo o meu advogado, eu tenho os meus direitos.
—Cala a boca -ela ta me irritando
—Não calo, você vai me ouvir agora, da pra você me solta senhor chatinildo? Eu tenho um almoço parar participar eu estou com fome -ela grita parando de me bater —Me solta chato, se ta me ouvindo? -ela se aproxima de meu ouvindo —Hey! -ela grita em neu ouvido —Esta me ouvindo? -ela diz e se afasta.
—Você não se cansa não? -digo a mim mesmo.
—Não, eu ainda não almocei tá me solta, eu vo fazer um escândalo
Mais do que ja esta fazendo? Ai e meu infarte.
—me solta! -ela tenta sair mas a coloco mas minhas costas —Desgraça -ela bufa e desiste de me bater.
Continuo caminhando até chegar perto da casa onde eu e meus amigos estamos abrigados. A coloco no chão e ela me olha confusa
—Ja desistiu? -ela diz coçando os olhos.
 Coloco um saco em sua cabeça e a pego no colo levando pra dentro de casa.
 A coloco sentada na cadeira e a amarro.
—Tira essa merda da minha cabeça pelo amor de deus -ela fala e eu retiro o saco de sua cabeça —Aleluia eu ia morrer sufocada.
—Essa e a menina que você queria? -Bryann diz.
—Cala a boca -A menina grita e eu dou risada.
—Chata -Bryann diz
—Estranho -digo
—Me tira dessa merda agora pera ai -a menina diz olhando para vini que aparece com um coelho na mão —Que lindinho Você e muito lindo.
—Obrigado -vini diz e se retira do local após deixar o coelho sobe a mesa.
—Vai me solta desgraça? -ela diz se debatendo toda quando a sua cadeira cai no chão.
Ela bufa e continua se mechendo.
—O merda -ela fala e todos riem.
A ajudo a se levantar.
—Eu to com fomeeee -ela grita sem parar.
—Eu to nem aiiii -Bryann diz enquanto se aproxima dela.
—Vai . Se . fuder -ela diz antes de guspir na cara dele que se afasta limpando.
—Desgraçada -ele Resmunga saindo do local.
—Essa vai dar trabalho -diz Tomy entrando no local e olhando para ela de cima a baixo.
—Se eu quisesse dar trabalho eu construía uma empresa monamur -ela fala e vini entra rindo no local.
—Que piada bosta -Bryann diz
—Se fosse bosta teria saindo pelo meu cu não pela minha boca -A menina retruca.
—Gostei dela -vini diz entrando na cozinha.
—Mas eu não gostei de você -ela
 responde sorrindo.
—Poblema e seu -vini fala com cara de bravo e se senta em cima da mesa.
—Sem educação -ela diz virando a cara.
—Estou aprendendo com você monamur -ele pisca para ela e ela bufa de ódio.
-Apresentações, eu sou Erion, esse chato e o vine  e esse outro e o Tony -digo indo para geladeira.
—E o rabugento que saio? -ela fala
—Aquele e o Bryann, ele e assim mesmo -respondo pegando um prato e colocando comida para ela.
—Então o nome do senhor poucas palavras e Bryann... -ela fala irritada
—Ele é um cara legal -digo.
—E eu sou a Kim Kardashian -ela fala e eu rio pegando um copo e colocando suco de amoras.
 Pov Inaê
Todos me deixam sozinha sentada na merda dessa cadeira logo começa a chover e a chuva fica pior a cada momento. Trovões me assustam e eu caio no chão novamente e dessa vez ninguém pode me ajudar. Oque eles querem de mim? Um Óscar.
  Tento sair do aperto da corda mas não adianta, logo ouço barulhos vindo de fora parece que são zombies. Eles tetam empurrar a porta. Esse eo meu fim está escrito na minha testa que irei morrer aqui mesmo.
  A porta e quase derrubada quando acho uma faca jogada no chão perto de meu pé, eu me estendo e forço para pegar.
   Quando pego a faca chuto para perto de minha mão que a pega e me libertar dos apertos da corda. Mas não e hora de contar vitória, movo a estante para segurar a porta fecho as janelas coloco até o sofá na porta para poder segura lá.
Estou tão  cansada, e com fome que acho que vou desmaiar.
 Caio no chão.
  Pov vini
—Você está legal? -pergunto a Inaê que abre os olhos e me da um soco, caio no chão.
Ela corre pela porta e eu vou atraz mas a garota e esperta, tranca a porta por fora a vejo pela janela que esta correndo
    A chuva ja tinha parado e varios zombies estavam mortos pois os galhos de árvores caíram sobe eles.
Pov Inaê
Corro o mais rápido possível, olho para traz e o rapaz não me segue, menino burro.
Corro ate encontrar o recinto de novo e ver todos la fora montando um plano para me procurar.
—Hey! -grito e kai vem correndo me abraçar junto a kyungsoo e juliet.
—Você está bem? -kyungsoo pergunta
—Sim! -respondo.
Logo todos entram e voltam a suas vidas normais mas eu e kai temos muito a conversa...
 


Notas Finais


Oi
O cap 7 esta pronto e o 8 e o9 quase terminados


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...