História Como nossos pais - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe
Tags Boosol, Verkwan
Visualizações 53
Palavras 868
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLÁÁÁÁ (se esconde)
Vamo lá, eu sei que tinha dito que CNP //provavelmente\\ seria a mais atualizada. Tá. Acontece que não deu, eu vou explicar melhor nas notas finais, mas enfim, VAMO FALAR DE COISA QUE INTERESSA hihihi
Primeiramente HOJE (ontem) É ANIVERSÁRIO DA COISINHA MAIS LINDA, SORTUDA, TALENTOSA, CHEIA DE PIADA DE TIOZÃO, NOSSO EMO GÓTICO TREVOSO MAS NEM TANTO: JEON WONU!!!!!!!!!! yeeeeeey
Eu sou a Wonwoo ultimated mais tristemente feliz desse mundo, sto muito sensível (comprovado por minha mãezinha ao me pegar ouvindo Fagner num cantinho do meu quarto hoje).Gente, sério, como assim essa criança tá ficando mais velho???????? MEU CÉREBRO NÃO TÁ PROCSSANDO ESSA INFORMAÇÃO... me acalmei... ta tudo bem tô zenMAS ELE TÁ COM AQUELA TATUAGEM NO PEITORAL EU TÔ SEM RESPIRAR

E ESSA DIAMOND EDGE EU TÔ AOAOSJIJDLJJQWHFDOWHFOOWOWRH. JUN E JEONGHAN ESTÃO COM O CABELINHO ROXO. ROXOOO. R-O-X-O!!!!!!!!!! QUANDO EU VI AQUILO FIQUEI HIPERVENTILANDO BICHO COMO ASSIM. Olha, Jun e Jeonghan, amigos, vamo com calma okay. Eu não sou cardíaca, mas sou cheia de doença e vocês não facilitam pro meu lado BANDO DE FILHOS DUMA BOA MÃE AAAAAAARGH
E O SCOUPS COM CABELO VERMELHO. NOSSA SENHORA AQUELE CABELO. tá certo que ficou bem berrante mas NOSSa SenhORA NeM ASSIM EsSE DESGRAçaDo FICA FEIO, ELE SÓ FICA MAIS BONITO. EU QUERIA DIZER O QUE QUE AQUELE CBELO CAUSOU EM MIM mas o horário não permite
Enumsaosóelesné. Hoshi tá laranja e meu bebê Seunkwan tá verde e acho que o Dino tá cinza, mas na verdade eu não vi direito o cabelo do Dino (DISGURP DINO). ELES TÃO SÓ O ARCO-ÍRIS (e o hoshi tá tão bolinho eu quero agarrar ele e mimar e apertar as bochechas aaaaaaa).

E A APRESENTAÇÃO DE MY I. EU NOA STAVA PREPARADA VOCÊS ESTÃO OUVINDO MEUS GRITOS ASKOODJDODJALIDWAIDIDWDILAJDIDJ JUNHAO MAIOR HINO QUE VOCÊ RESPEITA. E por falar em respeito, alguém ensina o significado dessa palavra para Wen Junhui e Xu Minghao porque eles não conhecem LIMITES!!!!! COMO ASSIM O THE8 BROTOU LÁ COM A CAMISA RASGADA? FILHO, O QUE QUE VOCÊ QUER DE MIM? E O JUN LÁ COM AS ROUPAS MÓ LARGADONA (parece as coisa q eu uso, só que nele fica sexy), FAZIA UM MOVIMENTO E MOSTRAVA TUDO. Eu não sei se fico feliz ou se dou uma de mãe e vou lá baixar as roupas deles pq eles inda são nenéns e não precisam dessas coisa. Mas eu acho que o lado "sto feliiiiiiz" ganhou.

tinha mais uma coisa que eu tô esquecendo, mas enquanto eu num tô lembrando, vamos falar daquela fotinha do Vernon com a Sofia e aquela tatuagem (infelizmente temporaria, mas a gente supera). EU MORRI COM A FOFURA DAQUELA FOTO. VERNON TEM CARA DE SER AQUELES IRMÃO BABÃO BICHO. E A SOFIA É TÃO LINDA E FOFA, GENÉTICA BOM É ASSIM NÉ :') Eu sei que tem irmão que é muito parecido, MAS ELA É O VERNON TODINHO, SÓ QUE MULHER!!!!!!!!!!!!! pra quem num viu eu vou deixar o link lá nas notas finais hihi
LEMBREI O QUE ERA. sOBRE O wonwoo de novo. Acho que pela primeira vez na vida eu tô puta de verdade com ele por causa daquela história do piano. Filho, assim fica muito difícil te defender, já pode parar ta bem? Nooooossa, desculpa eu ser frescurenta, mas É UM FUCKING PIANO E ELE SIMPLESMENTE MARRETOU O COITADO (eu amo piano, então fiquei chateada mesmo). A raiva do meu bebê passa, mas agora eu sei pra onde está indo o dinheiro que a Pledis ganha grrrrrrr, pledis eu te odeio (nada de novo sob o sol). Tá, me acalmei.

Eu vou parar essas notas por aqui q tá virando uma bíblia e eu tenho quase certeza que ceis num vão nem ler, então BOA LEITURA E ESPERO QUE GOSTEM <3

Capítulo 2 - Turbulência is hell itself


Eu gostaria de dizer que a viagem foi tranquila, que eu não me caguei de medo, que pisei em solo sul coreano suave como uma pluma, mas isso seria uma mentira das mais cabeludas. Acontece que houve turbulências. É, no plural. Não bastou soltar um único grito extremamente másculo e nada vergonhoso, tive que soltar vários.

Tirando a provável surdez que a pessoa que sentou ao meu lado desenvolveu – e eu devo dizer que não me arrependo, porque gritar no ouvido daquele homem foi a única coisa que fez ele tirar sua cabeça gorda e pesada de cima do meu ombro – e a vergonha de ter feito um berreiro no meio de pra lá de cinquenta pares de olhos.

Depois do que me pareceu a quinta turbulência (e, felizmente, bem levinha), finalmente foi dado o aviso de que o avião estaria pousando em poucos minutos e que deveríamos apertar os cintos e blábláblá. Não, eu não estava indo para Seul. Apesar da vontade de voltar à Coreia, queria distância de qualquer parente em potencial, então, no lugar de ir para a capital, resolvi optar por Jeju, que eu jamais visitara quando viajava de férias com meus pais. Seria uma experiência completamente nova, do jeito que eu queria.

E eu devo admitir que estava reconsiderando muito a ideia de passar apenas uma semana e meia por lá. É simplesmente lindo. E não, eu não estou falando da paisagem.

Espera, deixa eu me explicar melhor. A paisagem é muito bonita e diferente de Seul. Pelo menos da Seul que eu me lembro. O que acontece é: cheguei ao hotel onde eu ficaria – na verdade é um hostel, versão mais barata e coletiva porque o mundo tá em crise e eu não ganhei na loteria – e já dei de cara com um anjo na porta.

Um pouco mais baixo que eu, loiro, bochechudo, corpo perfeito. Ele carregava uma sacola grande e pesada e parecia estar reclamando de alguma coisa. Me aproximei, mas quase levei um tapa no processo.

“Ei, eu só queria ajudar.”

“Não quero ajuda, obrigado.”

Tudo bem, péssimo começo. Na verdade eu não entendi muito bem o que havia acontecido, mas optei por apenas entrar na casa onde eu passaria a semana.

Estava uma bagunça.

Quer dizer, uma bagunça de verdade. Uma zona. Um caos. Parecia que um furacão havia passado por ali. Havia malas por todos os lugares, havia algumas crianças berrando com outras num canto, havia pais tentando controlar seus filhos, havia alguns adolescentes – principalmente estrangeiros – e, no meio de tudo isso, uma mulher tentando pôr ordem na casa. Ela não estava obtendo muito sucesso.

Eu fiquei parado por um tempo na porta, sem saber exatamente como reagir àquilo tudo. O garoto que eu vira do lado de fora entrou mais uma vez, deixando os sapatos onde eu estava, e foi em direção à mulher. Apesar do barulho, percebi que ele falava algo sobre mim, acenando na minha direção. A mulher pareceu se dar conta da minha existência e veio até mim, com o loiro em seu encalço.

“Boa tarde. Qual o seu nome?”

“Eu sou, ahn, Chwe Hansol.”

“Ah, claro. Chwe Hansol. Por favor,não ligue para a bagunça, as coisas geralmente não são assim por aqui. Esse é meu filho mais novo, Boo Seungkwan. Ele vai lhe mostrar seu quarto e o resto da casa.”

Olhei para o garoto, Boo Seungkwan, que, bem diferente da expressão que mostrava do lado de fora da casa, me observava com um sorrisinho. Ele pediu desculpas por sua grosseria, dizendo que estava de saco cheio de ter que fazer todo o trabalho das irmãs enquanto elas lixavam as unhas, muito bem acomodadas em seus quartos. Depois me guiou até o andar de cima, mostrando onde ficava o banheiro, os quartos – lembrando-me de não me aproximar do seu e do resto da família a não ser que fosse extremamente necessário –, a varanda, a cozinha / sala de jantar. Depois descemos novamente e ele me mostrou o jardim de trás e a sala de televisão, onde “toda terça e quinta rola um filme que, às vezes, é legal”.

“Aí, essa televisão só pode ser usada nas terças e quintas?”

“Não, mas a as pessoas geralmente não gostam de ficar enfurnados em casa assistindo filmes quando poderiam estar passeando pela ilha. Terça e quinta são mais como um ritual familiar, mas quem quer assiste conosco. Afora isso, qualquer um pode usar a hora que quiser.”

“Saquei. Eu acho que vou tomar um banho e me trocar. Não tem mesmo nenhum problema eu usar a televisão, né?”

“Não, mas... Você não prefere sair? Tem muita coisa para se ver por aqui.”

“Fuso horário. Eu tô meio cansado, hoje quero só descansar mesmo.” - Ah ta que eu diria que ainda estava com um bolo na garganta por causa das turbulências

“Entendo. Bom, boa sorte com essa questão aí do fuso. Eu tinha esquecido de dizer, mas janta e café da manhã são por conta da casa, no resto você se vira. É claro que, se quiser, pode ir comer fora, mas você não vai achar uma sopa de frutos do mar como a da minha mãe.”

E aí ele saiu com um sorrisinho.


Notas Finais


Mesma coisa que coloquei em BS:
Pra quem não leu o jornalzinho (pq agora ele foi devidamente excluído), eu basicamente expliquei os motivos de entrar num quase hiato por causa de uma porrada de coisas que aconteceram e me deixaram meio mal (ainda tô um bocadinho, mas aos poucos a gente vai juntando os caquinhos e vida que segue), além de um leve bloqueio e os estudos (vestibular chegando é foda), e devo desculpas a você porque o hiato só valeu de verdade para BS e CNP, já que eu comecei uma meanie e foi a única que eu consegui desenvolver, eu sei que foi falta de compromisso com vocês, mas peço que entendam, eu estava realmente mal e a ÚNICA coisa que eu conseguia escrever era C1A.
O hiato vai entrar em hiato (?) durante as férias e, apesar de eu estar carregada até o pescoço de coisas do teatro pra fazer, vou tentar escrever sempre que tiver um tempinho que seja pra poder atualizar o quanto possível para vocês, oká? Quando julho acabar eu vou ver o que consigo fazer pra não ficar sem atualizar até novembro.

"Tá, Ollie, mas e depois que as férias começaram?", vocês podem me perguntar (pq, afnal de contas, faz duas semanas)
Além disso aí em cima, eu juro que pretendia postar faz mais ou menos uma semana, mas acontece que minha mãe desenvolveu um neuroma no pé e uma ligação do tornozelo dela rompeu (ser fodida é de família gente, eu tenho medo de chegar aos quarenta) e daí amanhã ela vai fazer duas cirurgias, e como meu aniversário é dia 20 ela resolveu que iria pra todo lugar que desse comigo nessa semana, já que a gente não vai poder fazer nada no dia, aí eu tava feito barata tonta pela cidade.
Enfim, o que acontece é: desculpa ok? As férias estão mais no papel do que na prática, mas eu tô tentando, juro que tô. Vou continuar escrevendo aos pouquinhos para não parar nem com essa nem com BS e C1A de jeito nenhum, mas realmente não tenho como lhes prometer um horário fechadão do que vai acontecer. Nóis se vê por aí 'u'
(aliás, pra quem curte uns meanie, caso queiram dar uma olhada em C1A, tá aqui o link: https://spiritfanfics.com/historia/chapter-1-alone-8989864 // eu juro juradinho de dedo mindinho que é fluffy tá, não me julguem)

FOTO DO VERNON COM A IRMÃZINHA (salvou meu dia): https://twitter.com/SEVENTEEN_BRA/status/886279121055166464

Aliás, mais uma coisinha rapidinha. É só pra lembrar que CNP é shortfic, não creio que vá passar de cinco, estourando seis, capítulos, então as coisas aqui vão acontecer meio rapidinho, oká? Só isso mesmo ^^

Eu acho que é só. Desculpas mais uma vez e espero que tenham gostado (diferente do capítulo que eu tinha postado antes, nossa senhora o que deu em mim pra postar aquilo? felizmente apagado, finge que nunca existiu). Eu sei que foi curtinho, mas não sei vocês, pra mim tamanho de capítulo não é assim tããão estritamente necessário de ser grande, é meio irrelevante. Além do mais, eu /nunca\ consigo escrever capítulo de transição grande, é um cocozinho, mas a gente supera - apesar de eu ainda achar que mesmo assim ficou melhor que o outro - (dsclp de novo).
Um beijo, um queijo, um xêro no cangote e até o próximo <33


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...