História Como posso confiar em você? - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Chouchou Akimichi, , Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Inojin Yamanaka, Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Karin, Kawaki, Konohamaru, Kurama (Kyuubi), Menma Uzumaki, Metal Lee, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Shinki, Tsunade Senju
Tags Borusara, Boruto, Inohima, Mitsuchou, Mitsuki, Mitsusara, Sarada
Visualizações 133
Palavras 2.053
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiii Shinobis!

Tudo bem com vocês? Espero que sim! Finalmente trouxe esse capítulo para vocês! Peço desculpas por ter demorado a trazer o capítulo, mas irei tentar me empenhar para trazer os capítulos! ^^

BOA LEITURA! ^^

Capítulo 2 - Brigas


Fanfic / Fanfiction Como posso confiar em você? - Capítulo 2 - Brigas

Pov's Sarada 

Era para ser um dia normal, mas não foi. Tudo que eu menos queria aconteceu, minha mãe aceitou fazer um jantar na casa do Tio Naruto e da Tia Hinata. Por aqui estava tudo bem, poderia ser um dia normal com o Mitsuki me chamando para treinar, minhas amigas é eu andando pela vila, minhas escoltas pela sala do Hokage e pela vila é Minhas missões. Como de cotidiano. 

Eu estava em cima do telhado do escritório do Hokage, era minha parte do turno. Enquanto o vento oscilava meus cabelos, ouvi Hokage-sama me chamando. No mesmo instante pulei do telhado, abri a janela e adentrei o local esperando ordens do mesmo, pela qual não veio 

Quando olhei Sasuke-kun e Bolt-kun minha reação mudou de disposição para uma disputa sentimental. A raiva e a tristeza lutavam para ver qual delas permaneciam em meu rosto, mas a raiva venceu e apenas disse friamente para o Hokage-sama que tinha mais o que fazer do que ficar com eles. E realmente eu tinha, meu turno acabava agora é eu irei para a casa da Tia Hinata ajudar ela a fazer a comida, minha mãe já deve estar lá a minha espera. Mas o que eu menos esperava veio quando eu ia pular a maldita janela. 

Sasuke-kun dizendo o quanto eu havia crescido e que minha mãe e ele estavam orgulhosos de mim. Isso já era demais para mim, primeiro que ele nem pode acompanhar meu crescimento; segundo que ele nem ao menos me ensinou nada! Todas as minhas habilidades Foram Tio Naruto que me ensinou quando tinha tempo, ele sim foi cimo um pai que eu literalmente nunca tive! ; Terceiro que minha mãe realmente tem orgulho de mim e me diz isso a cada missão que eu faço, mas já ele... 

(...)

Só faltava essa... Agora com o jantar Uchiha e Uzumaki todos estarão lá! Até mesmo Sasuke-kun e Bolt-kun! Maldição! Hoje não era meu dia. 

(...)

Quando havia terminado de arrumar a mesa, voltei para pegar a última panela que faltava. Todos já estavam a mesa somente a espera dos dois Teme. 

Mas quando passei pela porta da cozinha , senti meu corpo ser empurrado para a parede. Rapidamente eu agi, segurei o braço da pessoa e a girei ela, torcendo o braço do mesmo. Quando olhei era Bolt-kun 

- Sara-chan! Sou eu, Boruto! - Diz o mesmo, segurando o grito de dor 

Eu apenas o soltei e encarei o mesmo 

- O que você quer? Daqui a pouco Tio Naruto e Sasuke-kun irão chegar e não estou afim de ficar aqui - digo, já cruzando os braços e esperando a resposta 

- Ok... Só quero pedir desculpas pelo que falei a você e Mitsuke - diz ele, coçando a nuca. Um pouco nervoso e suando, devo dizer 

- Hm... Você acha que é assim? Após anos de treinamento, que você nunca nem ao menos mandou uma carta para Mitsuke para dizer como estava ou como ia o treinamento, e depois do que você disse ainda voltar pedindo clemência para eu e Mitsuke te perdoamos? RÁ! Vai sonhando - digo, o fitando friamente 

Enquanto eu fitava Boruto-kun naquelas puras safiras, pude ver praticamente um flashback do que aconteceu, me remoendo toda por dentro ao ver aquelas cenas tão marcantes da minha plena raiva do Boruto. 

Flashback ON 

- como assim você vai embora?! - Grito, me dirigindo a Boruto e Sasuke-kun 

- Você vai deixar o time por quanto tempo?! Um ano!!!??? - Pergunta Mitsuke, que pela primeira vez mostrou sentimentos em relação a sua equipe 

- Er... Eu sei que é difícil! Mas eu quero me tornar mais forte! E Tio Sasuke pode me dar o treinamento necessário para isso! - Diz Boruto 

- O que?! Papá! Você irá deixar a vila novamente?! Você prometeu que iria ficar aqui! Depois de 11 anos que eu não tinha nem se quer visto você por causa das suas missões, você irá embora de Konohagakure denovo?! Enquanto a mim e a Mamãe?! - pergunto, lágrimas sem permissão de saída escorriam pelo meu rosto... 

Eu iria perder meu melhor amigo e meu pai... Não posso! Denovo não! 

- Sarada, eu sempre estarei com você! - Diz Sasuke, se aproximando de mim para tocar minha testa, com o lance cheio de carinho que só os Uchihas conheciam 

Quando ele ia encostar, eu apenas dei um tapa na mão dele 

- Você irá deixar novamente a aldeia! Você é Boruto iram embora novamente! Como irá ficar Tia Hinata e Mamãe?! - Grito, atraindo vários olhares para nós 

- Sarada-chan, eu preciso ir... - Diz Boruto 

- Deixe eu e Mitsuke treinar com vocês! Por favor! Ao mesmo tempo que irei estar mais próximo de você papa, irei estar treinado! - Digo, quase num imploro 

- Não dá Sarada! Tio Sasuke não tem muita paciência para cuidar de 3 crianças como nos... E vocês só seriam um atraso para o treinamento - diz Boruto 

- Nos seríamos um atraso?! Nós somos sua equipe! Somos sua segunda família! - Grita Mitsuke 

- Vá! Vá embora! Você dois! - Grito agora, tirando toda a raiva que eu tinha de dentro de mim e colocando na voz - Mas quero que saibam que quando saírem da vila... Não serei mais nada de vocês! Nem filha... Nem amiga... Nem companheira... Todo respeito que tínhamos irá por algo abaixo! Então quero que fiquem com isso na consciência! 

- Sarada... Você precisa entender que... - Antes que Sasuke terminasse eu tentei atingi-lo com um soco, só que ele desviou e acabei atingindo o chão, rachando-o até umas das casas próximas 

Lágrimas, somente lágrimas estavam em minha face. Quando olhei para Mitsuke, Boruto e Sasuke, eles me olhavam de forma abismados pela distância que esse soco levou a desvantação, mesmo com a minha idade 

- VA EMBORA! - Grito para Sasuke - vá embora e você viverá o resto da sua vida sem ter alguém te chamando de "Papai"! Vá embora e finja que não tem família, assim como nesses 11 anos você fingiu não ter uma Filha! 

Eu novamente iria perder Uchiha Sasuke denovo. Tudo que iria acontecer no meu futuro passava e passava diversas ou milhares de vezes em minha mente. Eu todos os dias vendo os pais buscarem os filhos na escola, chegar em casa e me deparar com a casa vazia, passar o dia dos pais sozinha, me lembrar do nome Uchiha e me lembrar dele... 

Com tantos pensamentos que continuaram a vir, meus joelhos se enfraqueceram e eu cai lentamente, ajoelhada a cratera que eu havia feito. Aquela cratera demonstrava bem como meu coração estava, quebrado... Impossível de se remendar... 

- Sarada-chan... - Diz Mitsuke 

Eu apenas me levantei e passei minhas mãos na face de meus olhos, apenas me virei para encarar cada um deles. Ninguém disse nada, o silêncio gritou mais alto. E eu... Apenas andei tranquilamente como se nada tivesse acontecido, quando eu me afastei de todos eles decidi pular e ir por cima dos prédios o mais rápido possível para chegar no aconchego dos braços da minha mãe... 

Flashback OFF 

Quando tudo isso parou de passar em minha mente, eu e Boruto-kun piscamos, como se tivéssemos visto a mesma coisa 

- Sarada... 

- Apenas me deixe... Eu avisei que quando saíssem de Konohagakure todos os laços que tínhamos seriam desfeitos. E não será uma simples "desculpa" que irá me fazer rever meus atos - digo, pegando a última panela e me dirigindo a cozinha 

Enquanto andava em direção a mesa, ouvi a voz do teme do Tio Naruto, com certeza ele havia chegado junto com Sasuke-kun. 

Quando finalmente cheguei a mesa, vi que todos estavam reunidos, até mesmo Boruto-kun chegou antes de mim, o mesmo já estava sentado e com a cabeça baixada. Quando coloquei a panela sobre a mesa, todos se sentaram e se serviram. 

Até que o jantar foi animado, até que Sasuke teve que abrir a boca 

- Cala a boca Teme! - Diz ele se dirigindo ao Naruto. Quando ele me olhou apenas fez a pergunta - Como está indo seu treinamento, filha? 

Filha... 

O silêncio recaiu sobre a mesa, eu parei de comer e o encarei, como se tentasse decifrar aquele rosto, aquele semblante... 

- Vai fazer figura de pai? - Pergunto 

Todos me olharam, mesmo que alguns estejam tentando disfarçar 

- Apenas perguntei, como seu pai eu gostaria de saber como você anda e se precisa de mim - Diz ele, me encarnando novamente 

Todos estavam apavorados por dentro, sabiam que Sarada tinha um temperamento forte e Sasuke era bom em retruca. 

- como se você tivesse esse amor paterno... Passei minha infância inteira sem ao menos conhecer o meu pai ou sem saber se ele ao menos estava vivo, onde você estava quando precisei? - pergunto, cada palavra dita com cautela e com calma, mesmo que por dentro eu esteja querendo gritar 

- Sarada... - Diz minha mãe, era um sinal que ela já prévia o que ia acontecer 

- O que foi? - digo, agora com a voz um pouco mais elevada 

- Seu pai voltou... Ele está bem e você também! Estamos no meio de um jantar em família, você podia ao menos esquecer isso é... - Diz minha mãe, mas antes mesmo dela terminar eu dei um soco na mesa tentando usar o máximo de controle para não mandar aquela mesa pelos céus 

Eu me levantei e comecei a falar 

- COMO?! Você sabe como foi difícil para mim crescer sem ter um pai por perto! Eu sempre carreguei o fardo de ser uma Uchiha! A filha do grande Sasuke Uchiha! Eu sempre fui a sombra dela e estou cansada disso! Eu estou cansada de ter que ver sempre crianças brincando com os seus pais enquanto eu ao menos nem sei se meu próprio pai sabe sobre minha existência! - grito, agora encarando ele - e eu avisei... Naquela fria noite que ao você sair de Konohagakure tudo iria mudar em relação mim e a você! Então não venha achando que com um simples gesto de preocupação você irá me fazer mudar os pensamentos 

Quando terminei, todos me olhavam assustados, lágrimas saiam de meus olhos, já não conseguia controlar elas, é também não queria. Queria que todas aquelas lágrimas fossem despejadas para fora! E pela primeira vez na vida, vi uma reação facial no rosto daquele Uchiha, seu rosto sério mudou para tristeza 

Eu apenas me levantei e andei até a porta. Quando já estava a caminhar pelas ruas de Konohagakure, ouvi alguém me chamando, pensava ser minha mãe mas não era... 

- Sarada-chan! Espera! - Grita Sasuke 

- O que quer? - pergunto, sendo direta, ainda não parando para olhar ele 

- Eu quero que me perdoe! Eu sei que deve ter sido difícil para você ter passado por tudo isso... Eu só peço que me perdoe! - Diz ele, pela primeira vez na vida vi desespero na voz dele 

Quando olhei para a casa do Uzumaki, todos estavam do lado de fora, apenas observando a mim e a Sasuke 

- Você acha que é assim? Depois de anos você volta me pedindo desculpas?! - Grito, já estou de saco cheio dele 

Eu apenas comecei a andar em direção a ele, com passos firmes e fortes. Ele já viu o que eu ia fazer quando olhou em meus olhos, mas não se mexeu. Eu apenas aproveitei isso é concentrei o máximo de chakra que podia na mão e soquei ele. 

Em rápido dois segundos, ele foi arremessado para longe, longe de mim... Longe de meu alcance. 

Mamãe foi correndo até ele ajudá-lo, o Mesmo se levantava devagar. 

Eu ignorei e pulei para longe e sai correndo a procura da casa do meu refúgio, a casa de ChoChou Akimichi. 

Pov's Sasuke 

Ao mesmo tempo que eu era arremessado pelos ares, senti uma grande onda de emoção... A de dor, orgulhoso e tristeza. A de dor foi pelo soco dela. Orgulho por ela ter herdado a força da Sakura é tristeza pelas palavras ditas por ela... 

Eu apenas fiquei ali no chão. Só senti a mão da Sakura me examinando 

Eu sei que eu fui um péssimo pai... Mas quero dar o melhor para Sarada, não quero que ela sofra o que eu sofri ou que sinta o que senti.... 


Notas Finais


E é isso pessoal! Espero que tenham gostado do capítulo ^^

Espero que dêem a opinião de vocês aí nos comentários e idéias do que vocês querem que eu Acrescente na série, ok?
Até a próxima e...

SAYONARA!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...