História Como Se Eu Fosse Te Perder. - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, V
Tags Drama, Imagine, Kim Taehyung, Romance, Short Imagine
Visualizações 112
Palavras 1.029
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello sweeties, eu converso com vocês nas notas finais, okay? Boa leitura *♡*


PS ; Deixarei, a musiquinha da vez, nas notas finais, seria legal se escutassem, já que essa é o tema da fanfic. Chama - se Like I Gonna Lose You ( Como se eu fosse te perder ) e eu escolhe ela por conta de um cover bem lindo <3 apesar de tudo, eu não me espirei na música, por isso não coloquei como songfic e tals. Mas chequem as notas finais para escuta - lás ao lerem o capítulo se desejarem isso.

Capítulo 14 - Parte XIV - Amor não é coisa que se peça.


Fanfic / Fanfiction Como Se Eu Fosse Te Perder. - Capítulo 14 - Parte XIV - Amor não é coisa que se peça.

Parte XIV - Amor não é coisa que se peça.


" Já me despedi de você tantas vezes, já era para estar acostumado. Nessa altura nem era para doer mais… No entanto, apesar disso, doí, doí demais.”  - Caio Araújo.
  

                 Coréia, Daegu 16:45 PM.

 

Eu deixei que Taehyung me levasse até o sofá, e senta - se comigo sobre o mesmo, eu sob seu colo e suas mãos sustentando - me pela cintura enquanto seu rosto colava na curva do meu pescoço.

 


 - Por favor, nonna. -Ele pediu firme e abafado. - Não diga que acabaremos aqui.


 - Vai ser diferente agora? - Eu questionei, levando meus dedos a acariciarem sua nuca, ele assentiu sacudindo o arrepio que sentia em ter meus dedos, tocando - o.  - Vai me contar as coisas agora? Me deixa ajudar?


 - Vou. - Ele jurou, simplista sua voz soando um pouco mais abafada por ele colar os lábios em meu pescoço devagar.


 - Tae... - Chamei baixo, e levei minhas mãos a puxarem seu pescoço para trás, deixando assim ele fitar - me confuso. - Eu não quero brincar com você, eu vim até aqui por quê eu amo você. - Disse e percebe Taehyung vacilar um pouco no olhar, eu desconfiava que ele não sentisse o mesmo, afinal, ele nunca havia dito. - Isso é algo sério , sabe? Se não ver futuro entre nós, simplesmente acabe aqui.

 

 

 

Taehyung negou veemente, e fitou o chão, respirando fundo. Eu não queria pôr ele em um situação ruim, eu o amava, amava demais, mas não iria força - me a entrar em um molde onde não cabia, e se no coração de Taehyung não tinha lugar para mim, o tempo me ajudaria a superar.

Eu não posso pedir amor a uma pessoa, amor não é coisa que se peça.

Podia parecer generalização, mas homens, quando querem alguém, eles vão atrás, e de uma maneira torta e estranha, embora decidida, fazem com que suas vontades sejam feitas sem importarem - se com como aquilo vai afetar as vidas dos outros, e quando não querem? Ah, é muito óbvio de perceber.

No momento eu me via cheia de inseguranças e medos, por que não importava o temporal que caísse lá fora, se Taehyung me queria mesmo ele não me deixaria ir embora. Mas e se ele deixasse? Nenhuma desculpa enfeitadinha com palavras doces impediria a autodestruição do meu coração, era um fato irrefutável.

E enquanto os minutos eram engolidos pelo espaço, eu remoía a situação em minha mente perguntando - me incessantemente se aquilo era mesmo para mim.

 

 


 - Está parecendo eu agora. - Ele exclamou sério encostando seu nariz ao meu, eu senti meu coração disparar algumas batidas vendo - o ali, sorrindo de tão perto. - Tão séria.


 - Tô pensando na gente. - Admitir, corajosa o suficiente para sustentar o seu olhar me analisando, ele pressionou seu nariz sobre o meu, me incentivando a contar. Eu tive de tomar folego para poder fazer isso. - Eu preciso de tempo, Tae.


 - Nonna. - Taehyung murmurou baixo, e eu tirei suas mãos da minha cintura, me levantando do seu colo e sentando - me ao seu lado. - Por quê?


 - Eu... - Taehyung me fez parar pondo a mão acima da minha, a respiração dele próxima, próxima demais para fazer - me desistir.

 

 

 

Ver os olhos do cara que eu amava marejarem , sabendo que de certa forma , eu era a culpada, deixou meu pobre coração em cacos. Porém ceder a aquele rostinho adorável seria desistir da minha paz, eu não queria tal coisa.

 

 


 - Não chora, leãozinho. - Falei, tentando faze - lo manter a calma, mesmo que quem demostrasse estar mais angustiada fosse eu, sabia que Taehyung se via em uma situação pior que a minha, afinal, era de sua família que estávamos falando.


 - Miane. - Ele pediu baixinho e sorriu para mim, apertando a mão sobre a minha quando ambas entrelaçaram, parecia querer fazer - me amolecer, eu sentia - me idiota por notar o seu êxito.
 
 

Eu aguentaria viver ao seu lado, tendo apenas a metade do seu coração?
 

                  Romântica como sou?
           

                      Isso era possível?
 
 
 
 
 - Se eu soltar a sua mão agora, você vai voltar para mim depois? - Questionou sério, o olhar era dura e impassível sobre o meu, mas sua voz embargada deixava claro para mim o quão mal ele estava.


 - Não parece bom para mim. - Ele sussurrou falho, tão baixo que eu quase não o entende.


 - Eu não vou embora, não tenho como ir. - Contei mordendo os meus lábios com força, era uma situação constrangedora. - Mas eu preciso de um tempo longe.


 - Eu...eu posso passar esse tempo na casa do Jimin, se prefirir. - Sugeriu o coreano, que até então era meu namorado. Ele pronunciava as palavras com um quê de incerteza, um pedido mudo para que eu mudasse de idéia, mas isso não ia ocorrer.
 
 
 
 
 

Taehyung sumiu da minha vista por alguns segundos, ele tirou algumas roupas do armário e colocou - as dentro de uma mochila , juntamente com o que precisaria para aula que teria no dia seguinte de sua faculdade. Isso me lembrava que eu tinha de cuidar desse assunto logo, eu não podia perder minha bolsa.
 
 
 
 
 - Eu só vou levar isso. - Ele contou - me , num fio de voz,  e veio até mim, as mãos pousaram sobre as minhas bochechas, e ele abaixou um pouco, até chegar na minha altura, colando seus lábios aos meus em um beijo longo que fez meu coração diminuir o passo sentindo dor, parecia um beijo de despedida.


 - Não faz assim, nonna. - Ele pediu quando nos separamos, os olhos orientais analisando avidamente, parecia querer ver minha alma. - Não me olhe assim, me machuca.


 - Olhar como? - Questionei, mordendo meus próprios lábios, a situação estava deixando - me apreensiva. - Como estou olhando para você ?


 - Como se eu fosse te perder. - Ditou baixo, mas o suficiente para que eu o ouvisse, e assim saiu pela porta da casa, deixando a mim para trás, e ao nosso breve recomeço.


Notas Finais


Música; https://www.youtube.com/watch?v=otMgGp7XJEE
Por quê tanta demora? Eu queria ter os capítulo restantes todos escritos para fazer uma maratona desse finalzinho, mas não consigue , por quê? Eu estou a cabeça cheia sabe? Eu tento mudar o foco e fingir que não me importo, mas eu me importo demais.

E semana que vem é meu aniversário, e nessas épocas eu costumo ter muitas crises existenciais, em uma delas eu fui reler tudo que já postei no SS e fiquei muito descontente tanto com meu material quanto ao que os outros acham dele. Eu fico muito feliz que alguns de vocês gostem do que eu escrevo, mas eu sei que ainda tenho muito a melhorar. Não vou mentir e dizer que não sente vontade de excluir tudo, por quê eu sente, MAS fanfics iniciadas, merecem ser concluídas, e é por isso que farei meu máximo para voltar o mais rápido possível com meu foco principal nesse plot aqui e em LDYK.

Eu não vou jurar, jurar não dá certo comigo kkk mas o próximo é o penúltimo capítulo ;)

Vocês gostaram do capítulo? Me deixem saber <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...