História Como se fosse a primeira vez - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supergirl
Personagens Alex Danvers, Cat Grant, Kara Zor-El (Supergirl), Maggie Sawyer
Tags Alex Danvers, Cat Grant, Kara Danvers, Supercat, Supergirl
Visualizações 110
Palavras 434
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Mistério, Orange, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Super Power, Suspense, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Como eu escrevo em um outro app esqueci dessa parte.

Capítulo 13 - Um dia de cada vez


Ela deixou o cobertor no sofá, curtindo quão quente o tapete estava sob seus pés descalços. Ela virou, encontrando o lugar vazio. Não havia som, nem sequer podia detectar se o ruído branco a acalmava ou a irritava.


 Ela caminhou até a cozinha, observando a bolsa marrom no topo do balcão. Ela decidiu abrir os armários novamente para obter um copo de água, a dor certamente desapareceu, mas sua cabeça começou a girar deliberadamente.


 Cat ergueu o resto da xícara, caminhando rapidamente para pegar a garrafa e a taça intocada da Supergirl. Ela derramou a garrafa na pia e esvaziou os copos. 


 Ela respirou fundo. Ela não era essa pessoa, afinal, não conseguia se esconder atrás do álcool.


 Cat bebeu mais água e voltou para o corredor, em direção ao quarto de hóspedes. Ela não agradeceu a Kara pelo que fez hoje. Ela não a agradeceu por Ellie, ou por todos os anos que ela não conseguia lembrar. Ela não era imparcial com a mulher.


 Cat parou na frente do quarto de Kara. Ela colocou a mão na porta, sentindo ansiosa pelo que deveria dizer e como.


 Cat pensou em como ela sentiria se isso acontecesse com Kara e não com ela. Como ela se sentiria se a pessoa com quem você estivesse casada se esqueceu de tudo sobre você?


 Ela precisava pedir desculpas.


 Ela não podia acreditar que demorou muito para aceitar que Kara era sua esposa. Mas demorou, ela era sua esposa e não havia nada que pudesse fazer. Ela era a mãe de Ellie. Ela estava agradecida por isso.


 Cat respirou fundo e baixou a cabeça. Ela queria abrir a porta, mas decidiu que provavelmente era demais.


 Ela se afastou da porta e atravessou o corredor escuro, ignorando os quadros e correndo para a cozinha. Ela precisava de água.


 Cat olhou para o saco de papel marrom, sabendo que precisava de mais água e provavelmente algo no estômago antes de tomar seus remédios.


 Ela preparou uma coisa para comer, tomou os seus remédios e foi para o quarto durmir. Precisava descansar depois desse longo dia.


 Em um borrão, Kara voou dentro da janela, mudou a roupa e saiu do quarto. Ela passou pelo sala escura e caminhou até o sofá, ela pegou o cobertor que sua esposa estava usando mais cedo e colocou o material suavemente em seu rosto. Ela cheirou o material. Ele cheirava lavanda e baunilha, juntamente com o perfume da esposa.


 Ela voltou para o quarto dela, envolveu seu corpo no cobertor e adormeceu.


 Ela ia ajudar sua esposa a se lembrar dela, um dia de cada vez.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...