História Como seria sem você? - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jimin
Visualizações 97
Palavras 292
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem <3

Capítulo 15 - Arrependimento


P.o.v. jimin


Ela estava vermelha, seu coração estava rápido eu esqueci completamente que o ex idiota dele tinha feito quase isso. Ela devia estar assustado de uma forma.. Eu não queria colocar medo nela, ela era tão pequena tão...

P.o.v. S/n

Jimin estava me encarando por muito tempo, eu não gostei muito daquilo, e se ele apenas me ilude? Quer se casar comigo só porque seu pai queria? Eu não sabia... E se fosse exatamente isso que eu estava pensado? E se Ele não gostasse de mim? Esta comigo por estar? Ele se abaixou na altura de minha barriga, deitou a cabeça lá e ficou por um tempo até ver que ele tinha dormido. Ele era tão fofinho, acabei dormindo também.

P.o.v. Jimin

Eu fiquei de olho fechado até perceber que ela dormiu, me ajeitei coloquei uma roupa mais confortável e fui deitar novamente com ela... 

Ela estava dormindo tão bonitinha, que eu não podia falar outra coisa além de meu pai soube escolher meu pai a achou isso me deixou feliz, eu nunca pensaria em casar com ela, eu não imaginava nem a encontrar novamente, 

Ela dormia tão calmamente. O silêncio enfestava a casa, de manhã os carros faziam menos barulhos, o vento que entrava em casa pelas portas do fundos era calmo, trazia uma brisa, uma brisa boa, tudo naquele momento era ela, eu queria apenas ver seu rosto todos os dias de manhã, eu acho que queria algo bom para mim...

Estava caminhando em meus pensamentos até a campainha tocar e tudo se estragar, o momento era perfeito para mim. se não fosse a maldita campainha. ignorei completamente quem estaria alí, por mim foda-se, eu não queria nem saber quem era, a campainha tocou mais 2 vezes e eu fui atender... Me arrependi na hora..



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...