História Como Sobreviver A Justin Bieber - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Justin Bieber, Máfia, Nina Dobrev
Exibições 188
Palavras 1.730
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiee amorees...
Novo capítulo da fic, espero que gostem.
Boa leitura e nós vemos lá em baixo..

Capítulo 4 - Plan


– Se por acaso eu aceitar, você para de ficar com essas vagabundas ? - Perguntei desconfiada o fazendo voltar sua atenção para o trânsito.

– Só se você, não beijar mais nenhum desgraçado e me obedecer sem questionar. - Respondeu, bem eu já esperava isso dele e agora essa seria a melhor solução para eu não ter fama de corna, então não teria como recusar.

– Aceito, sua proposta. - Dei de ombros, suspirando pesadamente, eu imaginava o que me aguardava e não estava gostando nada daquele pensamento.

– Ótima escolha, querida. - Deu um sorriso triunfante, me fazendo revirar os olhos.

– Mas, terá que cumprir sua palavra. - O lembrei, fazendo ele bufar nervoso.

– Garota. - Disse seriamente me encarando. – Eu sempre, cumpro a minha palavra. - Voltou sua atenção novamente ao trânsito me fazendo bufar de raiva. – Quem terá que cumprir a palavra aqui é você, Black.

– Eu também sempre cumpro minha palavra, Bieber. - Provoquei, dando ênfase no Bieber, sinceramente aquele homem me irritava, e muito.

 

O resto do caminho foi silêncio, afinal não tínhamos muita coisa para conversar. Minutos depois cheguei em casa, me despedi do Bieber, se é que aquilo podia se chamar de despedida.

Entrei em casa, estava quase escuro logicamente por se passar das duas e meia da manhã. Subi para o segundo andar onde ficava meu quarto, entretanto no caminho pude ver que a luz do escritório do meu pai ainda estava acesa, provavelmente ele estava planejando alguma coisa, nada boa com certeza. Não me importei muito aquele fato, então continuei meu caminho, afinal essa noite foi longa, e eu merecia um belo banho morno. Assim que entrei nem meu quarto, fui direto para o banheiro, preparando um belo banho quente com baste sais, para aliviar um pouco o meu estresse.

Entrei na banheira, tentando relaxar o máximo possível, porém lembranças da proposta do Bieber, surgiram em minha cabeça, tentei ao máximo afastar aqueles pensamentos mas era inútil. Então, mais uma vez, o desgraçado do Justin tinha acabado com a minha noite. Bufei irritada, saindo da banheira, me enrolei na toalha me secando logo depois, abri a porta e caminhei em direção ao meu closet pegando um belo pijama quente e confortável, sai do clostet indo em direção a minha cama, me jogando no meu maravilhoso colchão, realmente aquilo era a unica sensação boa de toda noite, mas não pensaria mais naquele assunto, então resolvi relaxar e minutos depois já estava dormindo.

 

~ Pov's Justin ~

 

Já eram seis horas da manhã, e todos já estavam no meu escritório, com suas terríveis caras de sono, me fitado furiosos. Mas como eu estava puto com o Nick, acabei não dormindo muito bem e sempre que isso acontece acordo de mau-humor e com vários maravilhosos planos na cabeça prontos para serem colocados em ação, Nick tinha que me pagar pelo que fez ontem, então eu já tinha um perfeito plano para isso, algo que o deixa simplesmente puto.

 

– Justin. - Começou Emma, tentando manter a calma, mas era difícil olhar pra ela sem rir, afinal o cabelo dela estava péssimo. – Posso saber porque você me acordou as seis, da manhã ? - Gritou irritada, recebendo um olhar feio de Adam que estava ao seu lado.

– Bem como vocês já imaginariam, eu acordei inspirado e precisava de todos aqui para anunciar meu plano de vingança contra o Nick amanhã. - Dei de ombros indo até o mini bar que tinha no meu escritório, pegando uma garrafa de whisky. – E sabe Emma, seria uma boa ideia ajeitar esse cabelo, tá horrível.

– Nossa Jus, muito obrigado. - Ironizou, fazendo eu voltar para minha cadeira. – Sério, esse é o elogio que toda mulher gostaria de ouvir. - Sorriu forçado, enquanto eu coloca um pouco de whisky no copo.

– Sério cara, tinha que nós acordar tão cedo ? - Brian se pronunciou, me fazendo voltar sua atenção para ele. – Eu cheguei da boate não tem nem meia hora. - Contou. – Qual é ? Me deixa dormir, e depois vemos isso. - Reclamou, fazendo eu beber meu whisky.

– Brian, ninguém mando você chegar a essa hora, agora se vira. - Respondi ríspido, assim que tirei o copo da boca, voltando minha atenção para os cinco. – E não, não podemos deixar isso pra depois. - Fiz uma pausa. – Então agora será que eu posso falar ? - Perguntei um pouco alterado, odiava quando eles faziam isso, eu tava inspirado agora, não depois, será que era difícil de entender ?

– Claro chefe, você que manda capitão. - Nolan brincou, recebendo um olhar de ódio meu, odiava quando ele fazia essa brincadeira.

– Calma ai, cara, foi só uma brincadeira. - Matt disse, fazendo eu relaxar na minha cadeira.

– Será que alguém tem mais alguma pergunta para fazer ? - Perguntei os encarado seriamente, fazendo eles ficarem quietos, ótimo.

– Obrigado. - Sorri de lado, com Brian e Matt rindo do meu gesto. – Bem, como eu tentava dizer, quero fazer uma racha contra o Nick. - Dei de ombros, anunciando.

– Uma racha ? - Perguntou Emma surpresa. – Sério Jus ? O Nick é um ótimo corredor. - Me lembrou desse maldito detalhe.

– Ele pode ser bom. - Bufei ao concordar com aquilo. – Mas quem tem o título de “O Rei Das Ruas”, sou eu. - Sorri me gabando, afinal eu sou o melhor corredor do Canadá, o que simplesmente deixa o Nick puto por isso.

– Mesmo assim, ele melhorou muito, desde sua última racha com ele. - Emma lembrou, me fazendo bufar, de que lado ela estava ?

– Emma, querida. - Brian colocou seu braço ao redor do pescoço dela. – O Nick nunca tem chances contra o Bieber, lembre-se sempre disso. - Deu uma piscadela para ela.

– Ele será sempre o melhor. - Afirmou Adam, com Matt concordando.

– Beleza já podem para de elogiar o papai aqui. - Apontei para mim mesmo. – Nolan, organize tudo, quero isso pra amanhã. - Ordenei.

– Ótimo, sobro pra mim. - Nolan ironizou bufando.

– Bem agora que já está quase tudo decido, voltem aqui a noite para revisarmos tudo. - Me levantei, com eles se levantando juntos. – Agora estão despesados. - Avisei saindo do escritório logo em seguida, queria avisar Nick sobre essa racha o mais rápido possível, afinal estava louco para ver a sua cara, quando perder de mim.

 

Sai da mansão, indo em direção a garagem e pegando meu maravilhoso Bugatti, logo meus seguranças entraram em suas Renault Fluence, se preparando para sair comigo. Sai da mansão pisando fundo no acelerador, queria chegar na mansão no Nick rápido, então eu tinha que montar que era veloz, segui algumas ruas, virei algumas esquinas e logo já estava lá, na frente da mansão de Nick Pettyfer o mafioso número um de todo Canadá e meu inimigo pessoal número um.

Desci do meu Bugatti colocando meu óculos escuro, logo meus seguranças também desceram, já preparados para qualquer ataque surpresa. Avisei um dos malditos seguranças do Pettyfer, que gostaria de vê-lo, então o mesmo mando chamar o patrão. Esperei alguns segundos até que vi o desgraçado, sair da mansão caminhando lentamente em minha direção, como seu sorriso habitual sorriso sínico no rosto, do qual eu detestava tanto.

 

– Bieber. - Ele sorriu falsamente, e eu retribui. – Não, esperava um visita sua. - Ele me olhou com cautela, tendo imaginar o que eu fazia ali. – Não é comum, mafiosos visitarem seus inimigos, sabia ? - Ironizou, se aproximando. – Mas já que está aqui, seria muita falta de educação a minha não deixar você entrar. - Acenou para um segurança para que abrisse o portão e me deixasse entrar, sorri falsamente para eles e entrei, junto com meus seguranças, segui Nick até o terceiro andar, onde ficava seu escritório, nossos seguranças nós cercavam, afinal nenhum tinha confiança no outro.

– Sente-se. - Disse assim que entramos em seu escritório, me aproximei e sentei em uma de suas cadeiras, com meus seguranças atrás de mim, Nick se direcionou para sua enorme cadeira atrás da mesa, com os seus seguranças o seguindo. – E, então o que deseja ? - Perguntou assim que sentou, me olhando debochadamente, mas como não sou mal educado, devolvi o sorriso.

– Gostaria de propor um desafio. - Sorri de lado, encarando o mesmo, que já estava com um largo sorriso no rosto.

– Interessante. - Ele cruzou os braços, me observando. – E que tipo de desafio seria ? - Perguntou interessado, relaxando em sua cadeira.

– Gostaria de propor uma racha. - Anunciei calmamente.

– Uma racha ? Com você ? - Ele perguntou com desdém me fazendo trincar o maxilar. – Ah, Bieber você é mesmo uma figura. - Riu debochando.

– O que foi Nick ? - Perguntei calmo, sabia que ele queria uma briga ali, para que pudesse me derrotar, porém não iria dar esse gostinho a ele. – Qual a graça ? - Perguntei.

– A graça, é você querer competir comigo. - Ele disse em seu tom de deboche. – Eu sou o melhor, você não teria chances. - Sorriu sínico, fazendo eu rir.

– É o melhor, mas quem tem o título de “O Rei Das Ruas”, sou eu. - Me gabei, fazendo ele ficar trincar o maxilar. – Qual é Nick, todos sabemos que eu sou o melhor, o número um. - Fiz uma pausa. – E você é o número dois. - Dei ênfase no "dois o fazendo ficar mais puto do que já estava. – E então Nick aceita ? Se não aceitar eu compreendo, seu medo em perder, então. - Dei de ombros – Tudo bem. - Sorri vitorioso, mesmo sabendo que ele aceitaria.

– Perder, não está no meu vocabulário Bieber. - Respondeu ríspido. – Aceito seu desafio. - Se levantou, me fazendo levantar também.

– Ótimo. - O fitei com ar de superioridade. – Então nós vemos amanhã. - Sorri falsamente.

– Até amanhã, Bieber. - Disse ele por fim.

– Até, Pettyfer. - Respondi e coloquei meus óculos escuros novamente.

 

Sai da mansão de Pettyfer seguido de meus seguranças, entramos em nossos carros e seguimos para casa da minha doce e querida noiva Rebekah, tinha que avisar ao Carter que teria essa racha e quem sabe com isso poderia ver minha futura esposa, afinal já estava virando meu passatempo irritá-la. Pensando bem, até que esse casamento não seria tão ruim assim, como eu pensava, eu à teria toda para mim e iria fazer o que quiser com ela, sem ninguém poder fazer absolutamente, nada para impedir, então realmente eu fiz um bom acordo.


Notas Finais


Fim do capítulo !
Aii, essa racha hein, o que vai dar ? Jus sempre se gabando, aff's... Quem será que vai ganhar ? Façam suas apostas amores, porque o “Jogo”, vai começar *-*
Curtam minha página no facebook : https://www.facebook.com/Anny.Blanco.03/
Se quiserem falar comigo mandem mensagem para lá...
Nós vemos no próximo capítulo.
Beijinhos amorees....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...