História Como Virar Um GirlGroup De Sucesso: Passo a Passo - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, Champs, CL (Chaelin Lee), EXO, F(x), G-Dragon, Girl's Day, Girls' Generation, Got7, HyunA, IKON, Infinite, Lu Han, Monsta X, NCT Dream, NCT U, Pentagon (Visual Kei), Seventeen, SHINee, Super Junior, T.O.P, Taeyang, VIXX
Personagens Amber Liu, B.I, Baekhyun, BamBam, Bobby, Chanyeol, Chen, D.O, D-Lite (Daesung), Donghyuk, Dongwoo, G-Dragon, Hansol "Vernon" Chwe, Heechul, HyunA, Iago, Jackson, Jaemin, JB, Jennie, Jeon Wonwoo, Jessica, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jisung, Jungkook, Junhoe, Kai, Ken, Kenji, Kim Heechul, Kim Jongwoon, Kim Ryeowook, Krystal Jung, Lay, Lee Chaelin "CL", Lee Chan "Dino", Leo, Lisa, Lu Han, Mark, Minah, Personagens Originais, Rap Monster, Ravi, Rosé, Sehun, Seungri, Shin Donghee, Sojin, Suga, Suho, Sunny, T.O.P, Taemin Lee, Taeyang, Taeyeon, Tao, Tiffany, V, Won Ho, Xiumin, Yoona, Yugyeom, Zhou Mi
Tags Bts, Exo, Ficção, Kpop, Romance, Vixx
Exibições 20
Palavras 726
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Visual Novel, Yuri
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Passo 2: A aceitação


Fanfic / Fanfiction Como Virar Um GirlGroup De Sucesso: Passo a Passo - Capítulo 2 - Passo 2: A aceitação

POV YUKI ON

Já haviam se passado alguns bons dias desde que eu e minha melhor amiga, Sam, tínhamos feito as tais audições para a empresa JYP, entretando meus pais nunca levaram a sério isso, afinal acharam que eu não passaria... MAS ACHARAM ERRADO!

O resultado tinha acabado de sair, hoje dia 19, seríamos 7 garotas, mais especificamente eu, Sam (graças a Deus), e outras como uma tal de Ariane Collins, Lee Nataly, Talita Cortez, Yana Liu e Allyson Styles. Todos os vídeos dessas meninas estavam disponíveis na página oficial da JYP Entertainment e obviamente fui ver as apresentações das demais.
Ao contrário de mim e de Samantha, nem todas foram presenciais, como as da espanhola Talita e da inglesa Allyson. Elas cantam muito bem, ou fazem rap muito bem, já tenho uma "base" de com quem irei "trabalhar" e também me divertir.
Eu estava prestes a ligar para minha best para saber como ela estava reagindo a tudo aquilo, eu sabia que era incrível, mas e o que ela achava? Se acham que eu pesquisei muito, imaginem a capricorniana, ela daria uma ótima líder, enfim, antes que eu a ligasse, meus pais chegam do trabalho no restaurante japonês deles e resolvo correr até eles para falar a enorme notícia.

- Adivinhem. - eles me ignoram. - Avah, adivinhem! - eles param e me olham como se eu estivesse os pertubando. - Adivinhem! - dessa vez, sou respondida por minha mãe.
- Hoje saiu o resultado daquele negócio coreano que você fez e você viu que não passou, porém a Sa sim? - ela revira os olhos.
- Nossa que pessimista, sim, é o "negocio coreano". - imito sua voz. - E sim, a Sam passou, todavia... EU também passei. - Dou ênfase ao "eu".
- Ehr... Parabéns? - meu pai estava meio receoso, mas ainda sim me parabeniza e minha mãe o reprime com o olhar. - O que? Osh. - ele diz me fazendo rir.
- Ela passou, entretanto você sabe que ela não vai! - ela fala como se eu não estivesse ali.
- Mãe?  Como assim? Por que não? Você sempre quis que eu viajasse e construisse uma vida na Ásia, não? Pois então.
- Não na Ásia, mas sim no seu país, no Japão, afinal o que a Coreia do Sul tem a ver com a nossa nação? Aqueles estranhos.
- Não seja xenofobica, omma, sabe que em Cultura contemporânea os dois são até que parecidos, não pode dizer que os coreanos são estranhos sem citar os próprios japoneses. - ela revira os olhos e finge não me escutar.
- Você não vai, pouco me importa se passou ou não.
- Mas mãe... - antes que eu terminasse, ela me interrompe e me manda para o quarto, assim faço e me tranco.
Ligo desesperada para a Samantha atrás de algum Conselho ou algo do tipo.

LIGAÇÃO ON

Sam: - Olha, você pode muito bem mostrar e provar para ela que tudo isso é o melhor para todos, afinal você realizaria seu sonho e seria feliz, conheceria mais a Cultura asiática, não dependeria mais dos pais e tudo ficaria um mar de amor. - ela diz com calma e serenidade enquanto eu chorava em seu pé do ouvido. - Acalme-se, tudo ficará bem, okay? Nem que eu fale com ela. - aproveitando a situação, foi isso que aconteceu.

LIGAÇÃO OFF

Naquele mesmo dia, chamei a brasileira para minha casa e assim conversou com a omma.

- Olhe, Sa, não é como se eu não quis esses a felicidade da minha filha, mas eu não quero deixar ela ir, sabe? Eu tenho medo, ela só tem 16 anos, eu sei que até você é mais nova, mas sou receosa, ok? Porem se ela acha que é o melhor para todos nós, assim será, assinarão o que for preciso. - e fingindo não estar escutando, eu me escondia trás da parede vendo Samantha Albuquerque usar todo seu poder de persuasão.
- Obrigada, amiga, você salvou minha vida e até mesmo a sua. - ela assente quando passa por mim.
- Fuyuki Nakamiya? - minha mãe me chama na sala.
- Oi? - me faço de desentendida.
- Precisamos conversar, me desculpe, okay? Sente aqui do lado da "omma". - ela usa aspas na expressão coreana.
Acho que agora poderei realizar meu sonho, obrigada Senhor!


Notas Finais


OIE! Espero que estejam gostando, logo logo os crushs, bias, utt, oppas, senpais apareceram...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...