História Compartilhada - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Ino Yamanaka, Jiraiya, Karin, Kizashi Haruno, Mebuki Haruno, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Bullying, Compartilhada, Sasuino, Sasusaku, Suícidio
Exibições 93
Palavras 1.006
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


~ desvia de pedradas ~
Eu realmente não vi o tempo passar porém, tenho motivos por não conseguir postar antes:
- Vestibular.
- A tristeza de que acabou o 3ºano.
- E o bloqueio que eu tive com essa fanfic.
Dando quase um mês... consegui escrever hoje.
Obrigada por lerem e comentarem - eles me incentivam bastante -, sem vcs eu seria uma ameba <3
O cap. ficou pequeno mas, eu vou recompensar na próxima!

Boa leitura!

Capítulo 2 - Capítulo Dois


                                                                                                                         Narrado por Naruto

 

Nublado.

O dia estava chocho, nuvens cobriam o céu ocultando o sol.

Nós nunca imaginamos que um dia a pessoa pode não estar mais ao seu lado. Pensamos que tudo é eterno, mas nada verdade não; todos os momentos que passamos nunca voltam a ser os mesmos. E aqueles em que estivemos com a mente no presente nós chamamos de lembranças.

Um dor forte começou a se apossar do meu peito junto com a devida falta de ar. Parecia que eu estava recebendo várias facadas.

Eu não podia acreditar nisso... O funeral da minha melhor amiga e o do meu primeiro amor estava recheado de familiares, até os mais distantes vieram.

Seu caixão era rodeado por flores e pétalas de cerejeira.

Ela amava essas flores. Homenageado por seu nome Sakura.

Depois que eu havia falado com ela na universidade não tinha visto ela mais, mas a verdade era que... Eu sempre fui apaixonado por ela desde a minha infância, quando eu tinha conhecido ela num parquinho. Lembro como se fosse hoje.

 

Flashback On   

 

O sol se levantava radiante na bela manhã de sábado. Todos os pais sem exceções daquele bairro levavam seus filhos para brincarem no parquinho. E comigo não foi diferente, a não ser pelo fato de que eu não tinha pais – eles morreram em um acidente de carro meu pai morreu na hora e minha mãe também.

Minha guarda foi passada para o meu padrinho Jiraya que cuida de mim até hoje, tirando ele tem a Karin – minha prima -, e isso é tudo o que resta da minha família.

Jiraya sempre foi aquele tipo de homem que sempre adora compartilhar a companhia de uma bela mulher, porém toda vez que ele fazia isso eu ficava sozinho em casa e não tinha ninguém... A não ser a Kurama meu ursinho de pelúcia – a minha única lembrança dos meus pais.

Eu estava sentado em um balanço que ficava no meio do parquinho, estava cabisbaixo por que ninguém nunca iria querer brincar com um órfão, ou alguém como eu – totalmente sozinho.

E foi quando eu vi ela... Uma menina de curtos cabelos róseos com uma fita vermelha que prendia em seu cabelo; o que eu fiquei mais fixado foi em seus olhos cor esmeralda – parecia que ela conseguia ver minha alma. E então aconteceu o inesperado ela ficou diante de mim, me olhando.

- Você quer brincar comigo? – que voz doce.

Somente dei de ombros, naquela época eu já era depressivo então eu não tinha reação pra nada. Quando pensei que tinha me livrado dela ela disse de novo:

- Meu nome é Sakura e você?

- Naruto.

Ela pegou minha mão que estava segurando a corrente que sustentava o balanço e me arrastou até eu ficar de pé.

- Não gosto de ver pessoas tristes! – ela disse enquanto fazia desenhos imaginários com o pé na areia.

Levantei minha cabeça e olhei para o seu rosto. Foi a primeira vez que alguém tinha falado isso pra mim, pois ninguém nunca notava o meu sofrimento. Dei um dos meus sorrisos radiantes – mostrando meus dentes de leite -.

- Quero.

 

Flashback Off

 

Mais tarde os anos foram se passando e nós dois conhecemos Sasuke Uchiha, um garoto que também sofria a mesma coisa que eu, por ter perdido sua família que foram assassinados por seu avô Madara Uchiha.

Enquanto eu gostava de Sakura, ela gostava de Sasuke.

Eu respeitei a sua decisão e me afastou um pouco deles para não sofrer e agora tinha acontecido isso.

Queria saber quem foi o responsável, de conseguir fazer isso com a minha Sakura.

                      

                                                                       ~~O.O~~O.O~~O.O~~

 

Quem mais estava sofrendo no funeral inteiro era a mãe – Mebuki.

Sentada num banco branco no jardim da igreja, ela chorava com um lencinho branco na mão. Foi ela quem encontrou Sakura jogada no tapete já desfalecendo. Tentaram chamar a ambulância para levar ela ao hospital mas, não adiantou pois o corte foi profundo de mais para se fazer uma cirurgia e colocar pontos e também por ser na vertical.

E isso prova que ela não queria apenas chamar atenção e sim, se suicidar. O pai da Saky, Kizashi tentou consolar sua esposa mas não deu certo. Acho que a dor é quase comparada a minha, por que eu também perdi meus pais.

Todos ali que estavam presentes mesmo sendo um funeral estavam conversando, e eu já estava começando a ficar com lágrimas nos olhos de novo. Fui me sentar do lado da mãe de Sakura e peguei em sua mão a fazendo olhar pra mim.

Começou a chover bem naquela hora. Eu via pessoas correndo para dentro da igreja, mas, de certa forma isso me reconfortou era como se... Ela estivesse chorando junto com nós.

- Você a amava não é? Naruto...

Olhei para baixo, não esperava ela me perguntar isso o se ela soubesse disso.

- Uma vez ela me disse que se pudesse escolher quem amar, seria você.

O quê?

- Q.quando ela falou isso?

- Foi no dia em que o Sasuke-san a rejeitou.

Apertei meus punhos com força até sentir eles machucando a palma da minha mão. Sempre foi assim ele quebrando o coração dela até ficarem apenas cacos.

- Sim, eu ainda amo. Mesmo por ela ter partido, sei que ela deve estar olhando por nós e não gostaria de nos ver triste.

O silêncio predominou novamente o ambiente, aos poucos a chuva foi parando e começava só a garoar. Uma chuva fina, mais ao longe havia um pequeno bosque – um parque.

Com um caminho levando até lá, meus olhos embaçados forçaram para ver uma figura de preto parada do lado de uma árvore.

Era um homem.

Estava vestido com um terno; e levantei caminhando devagar até a pessoa. Quem quer que seja esperava não ser vista. Com as mãos nos bolsos o homem estava com cabeça abaixada parecia perdido em alguma coisa. Chegando mais perto pisei em falso em uma folha seca que automaticamente fez um barulho alto fazendo o homem olhar para mim.

Não podia ser...

 


Notas Finais


Confesso que eu fiquei bem triste escrevendo esse capítulo T.T
Quem vcs acham que é? O que vcs acharam?
XoXo :33


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...