História Compêndio de um amor perdido - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 9
Palavras 647
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 20 - Única


 Logo pela manhã cedo, despertei assustada com o insistente toque do meu telefone, que me esqueci de desligar na noite anterior, já prevendo quem seria.

- E aí? Como foi a noite? – Minha irmã estava ansiosa do outro lado da linha.

- Eu não acredito que você me acordou tão cedo para me perguntar isso! – exclamei, irritada.

- Você já está acordada, então responda logo, como foi a noite?

- Boa – respondi, ainda com os pensamentos embaralhados pelo sono, sem muita vontade de conversar.

- Como boa? – questionou incrédula. – Só boa?

- Ele parece ser um cara legal – disse indiferente.

- Como legal? Ele é ótimo! – retrucou, exaltada.

- Acho que não vai dar em nada – previ friamente.

- Você não pode deixar ele escapar assim!

- Se você gosta tanto dele assim, por que não fica com ele? – questionei, sem paciência.

- Porque eu já sou casada. Mas, se não fosse e me parecesse uma oportunidade única como essa, eu agarraria com unhas e dentes.

- Eu não estou tão desesperada assim. Não preciso de um homem para ser feliz.

- Eu sei que não precisa, querida – Sua voz se tornou mais branda. – Só que ele seria uma boa companhia, alguém para dividir bons e, às vezes, maus momentos. E acho que é isso que ele quer, também, uma boa companheira.

- Tudo bem. Mas, vou esperar ele me ligar outra vez.

E ele me ligou, me convidando para um cineminha na sexta à noite, deixando a escolha do filme para mim.

No dia combinado, fomos ao cinema e eu não cheguei atrasada desta vez. Assistimos uma banal e engraçada comédia romântica, comendo pipoca, depois jantamos em um agradável restaurante italiano perto da minha casa, bebemos vinho, conversamos e rimos muito, dividimos a conta.  Caminhamos a passos lentos, para prolongar cada minuto juntos, até a minha casa, sem pararmos de conversar, eu gostando de ouvir as suas histórias e, desconfiava que, ele as minhas.

Foi quando paramos diante do meu prédio, que nos beijamos pela primeira vez. Na hora de dizer adeus, ele se aproximou devagar e com cuidado e me deu um beijo rápido e superficial, enquanto nos despedimos. Seus lábios eram quentes e macios, devo admitir que foi bom. Em seguida, nos afastamos ele me deu boa noite, esperou eu entrar pela portaria e foi embora.

No sábado, ele me ligou, combinamos sair, desta vez em um restaurante bacana, um jantar especial. Para isso, me arrumei como há muito tempo não fazia, empolgada, fiquei bem bonita. Ele apareceu para me pegar, muito elegante. A noite transcorreu leve e divertida, ele era engraçado, dono de um humor sútil e refinado. Naquela altura, eu fantasiei como seria o fim de noite, entre beijos e abraços românticos. Mas não foi isso que aconteceu, pois ele me levou para casa, o beijo de despedida foi mais quente e prolongado do que na noite anterior, porém, parou por aí. Ele disse adeus e foi embora, devo admitir que fiquei um tanto decepcionada. 

Assim continuamos a sair um dia e depois do outro, tornamos companhia frequente. Íamos a museus e assistimos show de músicas. No cinema, na penumbra, ficávamos de mãos dadas e eu encostava a cabeça no ombro dele. Riamos e conversarmos durante os jantares em restaurantes. Passeamos na orla da praia ou em parques ao sol, no domingo. Despedíamos com ternos e longos beijos, na porta do meu prédio, como um romântico casal de namorados.

Ele não me pressionava, seguíamos com calma, nos conhecendo bem devagar, sem pressa, como se tivéssemos todo o tempo do mundo.

Foi então que eu me decidi, que já era o momento de dar um passo à frente na nossa relação, já havia passado por aquilo antes e não valeu muito a pena esperar, aquilo só me deixava mais ansiosa, então usei uma velha tática e o convidei para jantar no meu apartamento.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...