História Complicações através das revelações. - Capítulo 1


Escrita por: ~, ~Miss_Lovergirl e ~Tia-Dhieni

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Félix, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Jalil Kubdel, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Ação, Adrinette, Drama, Ladrien, Ladynoir, Marichat, Miraculous, Revelaçoes, Romance, Suspense
Exibições 199
Palavras 1.409
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Super Power, Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi cupcakes (-qq) essa é uma nova Fanfic (-Ah, sério?) Que eu estou criando junto com as minhas amigas Dhiny (Se vocês lêem nossa outra Fanfic vocês a conhecem) e a Aninha (Garotaglitter)

Bem, fico por aqui. Esperamos que gostem do capítulo que foi feito com bastante amor e carinho ♡_♡

~Beijinhos de chocolate (/*-*/)

Capítulo 1 - Desvios


  Ela não se lembrava exatamente do momento em que seus pés começaram a correr. Foi um ato involuntário e sem pensar. Assim como o de Chat tinha sido.

  Ladybug havia conseguido pegar o parceiro no colo antes do mesmo cair no chão duro e frio. Era como um pesadelo que parecia não ter fim. Se via na mesma situação da semana passada, onde o akuma havia feito ela ver sua morte. A diferença é que dessa vez era bem real.

  A mancha de sangue estava se expandindo e não só estava sujando seu uniforme, mas estava começando a respingar no chão. As lágrimas começaram a cair em ritmo acelerado
e a heroína não parava de pensar como tudo estava maravilhoso alguns meses antes de tudo isso acontecer.

  ----- ☆ Meses antes ☆ -----

- Chat, abaixa! - Gritou Ladybug jogando o parceiro ao chão consigo.

  Aquele era um dos dias mais cansativos para ambos. Não só tinham escola pela manhã, mas conseguiram ser presenteados com dois akumas, um seguido do outro.

  Por Copylady ser idêntica a Ladybug, Chat ficava em desvantagem por não conseguir diferencia-las, o que causava irritação na heroína.

  Ela não sabia o motivo de estar agindo daquele jeito , do mesmo jeito que não sabia o motivo de ter tido uma crise explosiva de ciúmes do parceiro mais cedo.

- Eu sei me virar sozinho, obrigado.- Resmungou o gato.

  Para Ladybug o dia estava muito estranho. Primeiro, tinha gritado com uma garota que não havia feito nada demais, apenas demonstrado admiração pelo parceiro, o que de certa forma, lhe incomodou. Segundo, Chat estava tratando ela mal. O próximo passo era Hawk Moth em pessoa aparecer na frente deles.

  Percebendo que os heróis estavam prestes a entrar em uma discussão, Copylady aproveitou para sair dali e ir causar o máximo de caos possível no centro da cidade.

- Parabéns, ela fugiu.- Gruniu a azulada , que de resposta, recebeu um parceiro revirando os olhos. - O que eu fiz pra você estar me tratando assim?

- Vamos ver, nesses dois anos você nunca demonstrou sentir nada por mim. Ai, uma garota vai conversar comigo e você explode, como se eu fosse algo pra você além de amigo. - Disparou Chat, cruzando os braços.

- Não sei o que tem demais nisso.

- Se fosse inversa a situação, você teria ficado com raiva de mim. Esquece, vamos atrás dela.- Chat pegou seu bastão e foi correndo até o centro da cidade, deixando uma joaninha pensativa em cima do prédio.

  As últimas palavras do parceiro ficaram ecoando na sua mente, e ela revivia o momento para tentar entender onde errou.

----- ☆ Algumas Horas Antes ☆ -----         
  A batalha já tinha terminado e tanto ele quanto ela estavam cansados e com vontade ir para casa.

  Depois entrevistas que pareciam intermináveis, Chat foi andando pela cidade para encontrar um lugar para desfazer a transformação. Havia usado seu cataclismo apenas no fim da batalha, então havia tempo sobrando para isso.

  Enquanto caminhava, sentiu alguém tocar em seu ombro. Ao virar, viu uma garota que poderia ser facilmente sua versão feminina na vida civil de tão parecida que era com Adrien Agreste.

- Oi...Desculpa se eu estou sendo chata... mas me dá um autógrafo ? - A menina parecia tão frágil que, como se por instinto, Chat sentiu vontade de lhe pôr em um potinho e impedir que algo de ruim acontecesse com ela.

- Claro. - Sorriu. Não gostava de receber atenção como Adrien, mas gostava quando estava na forma de herói. - Gostei da jaqueta que você está usando.

  A garota corou e agradeceu, dizendo que gostava do uniforme dele também. Os dois acabaram engatando uma conversa e enquanto isso, Ladybug corria para achar um lugar para voltar a ser Marinette , até que viu a cena.

  Ela não sabe como e nem porquê, mas sentiu um ciúme inexplicável da garota. Quando se tocou, já estava agarrada no braço de Chat e desferindo palavras de ódio para a menina em questão.

- Que bom que você gosta ... Mas ele já tem dona, então, tchauzinho.

  Puxando o braço do parceiro, a heroína nem percebeu que havia deixado uma menina desolada e um amigo confuso.

              ----- ☆  ☆ -----

  Ainda pensando nisso, Ladybug só acordou para a realidade quando viu que Chat estava estalando os dedos na sua frente.

- Vamos ?

- Vamos.

  Enquanto corriam pelos telhados, Ladybug pensava se era assim que Chat Noir se sentiu ao respeito da Copylady, era uma sensação horrível ter alguém idêntica a você que ninguém consegue diferenciar, nem seu parceiro, seu melhor amigo... Para deixar esse pensamentos de lado ela decidiu pensar em algo produtivo e deixar esse sentimento de lado.

  O Akuma era algo impossível de acha na Copylady, nos brincos não estavam, pois elas usava brincos diferentes quando transformada, o ioiô muito menos, então onde estava?

  - Chat Noir, alguma ideia de onde esteja o Akuma? Ela já está me irritando !!! - Dizia Ladybug enfurecida -

- Por que não resolve isso sozinha? Não fui eu que causei isso pelo que me lembro. - As palavras do gato estavam sendo como um tiro para a pequena joaninha que já não sabia mais o que fazer para descobrir onde havia errado.

- Gatinho, somos uma dupla. Precisamos fazer isso juntos. Preciso de você e sabe disso. - Tentando acalma-lo. Ela leva suas mãos ao rosto do mesmo, fazendo um leve carinho que o fez ronronar. Ele a olha com raiva e tira suas mãos.

- Quando você estava falando palavras de ódio contra aquela garota que está agora causando caos e destruição na nossa cidade, onde estamos protegendo a pouco mais de dois anos. Parecia que era apenas uma dona e seu gatinho de estimação!!! E-eu cansei Ladybug, cansei de ter que seguir as suas ordens e você não notar o meu esforço, cansei de ter que me humilhar para provar meu amor, cansei... cansei de você na minha vida. - Os olhos do gato estavam a lacrimejar e mesmo assim prosseguia em sua defesa - Agora, eu farei as minhas próprias regras e não deixarei que você me interfira. Não serei mais seu brinquedinho, seu bichinho de estimação.

  Chat Noir já estava exausto a ponto de desabar na cama e dormir por várias horas seguidas, estava triste mas tentava manter a expressão séria que havia se formado em seu rosto.

  Ele se vira para que ela não olhasse seus olhos e preparava seu bastão para saltar mas ela segura em seu pulso o fazendo virar.

- Gatinho, onde está indo? E o akuma?

  Chat a olha com raiva e ela o solta, ele novamente estende seu bastão.

- Se vira sozinha.

  Ele diz sem olhar em seus olhos e salta de prédio em prédio sem direção certa, só precisava de um lugar tranquilo para pensar. O que em uma batalha é meio difícil de se conseguir, ele continua a saltar e Ladybug fica o olhando confusa, sem saber o que fazer, estava triste por ter perdido seu amigo, com raiva pela forma que ele a tratou e com medo de não conseguir combater esse akuma sozinha.

  Essa mistura de sentimentos negativos era o que Hawk Moth precisava para que conseguisse finalmente o Miraculous da Ladybug, com seu parceiro contra ela tornou tudo mais fácil. Era o que ele queria e o que ele provavelmente teria.

  Com essa negatividade que estava o coração da pequena joaninha, ela poderia atrair um akuma para que ele a dominasse facilmente.

  A joaninha agoniada nem imaginava que estava sendo vigiada pela sua cópia poucos metros da mesma.

  Hawk Moth observando a desunião da dupla, se aproveita disso e volta a manipular CopyLady.

- Vamos. Agora que eles se separaram, é o momento perfeito. Seja esperta e chegue sem que ela perceba.

- Mas... E-eu não queria isso, só queria que o Chat Noir me notasse. Não que ele fizesse isso, e-eu não posso...

- NÃO ME QUESTIONE, LEMBRE-SE DO QUE LADYBUG A FEZ.

  CopyLady que antes olhava para si tentando entender o porquê de ter feito isso, agora, volta com seu ódio.

- Tem razão, Hawk Moth. ELA MORRERÁ HOJE E EU SEREI A NOVA HEROÍNA DAQUI AO LADO DE CHAT NOIR, PREPARE-SE PARA SOFRER "LADYBUG"

- ISSO!!! Me traga os Miraculous e faça ela pagar pelo que lhe fez.

  CopyLady lança seu ioiô com força no edifício onde Ladybug estava e salta até ela.


Notas Finais


Hey, o primeiríssimo capítulo fica por aqui. Esperamos que tenham gostado.
Avisamos que não temos dia que postaremos ao certo. Mas logo iremos atualizar, tchau!!!

~Abraços de caramelo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...