História Complicações Irresistíveis - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Maite Perroni
Tags Levyrroni, Romance
Visualizações 22
Palavras 1.292
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi gente mais um capitulo pra vcs boa leitura bjos

Capítulo 30 - Capitulo 28


Will.

 

juro que a minha raiva passou no momento em que eu a vi tão frágil, apeguei em meus braços e subi com ela pro quarto a coloquei na cama, fui até o banheiro e peguei o quite de primeiros socorro peguei uma algodão e derramei um pouquinho de álcool em cima, aproximei do nariz de Maite que logo deu sinal que estava acordando.

 

Mai- AII está tudo girando ( colocando as mãos na cabeça).

 

Will-  normal você desmaio! ( eu disse seco colocando a maleta no móvel ao lado).

 

Mai- William eu...

 

Will-  não Maite! agora eu vou falar fui muito rude e grosseiro com você, eu reconheço que também gritei com você te peço desculpas por isso! eu fiquei magoado com o que você me disse por isso perdi o controle, quero que me desculpe!

 

Mai- tudo bem, não deveria ter me exaltado também! nós dois erramos e eu admito estava com ciúmes e por esse meu ciúmes acabei passando dos limites,  você me desculpa?

 

eu chego mais perto dela e a puxo pra mais perto a abraçando e beijando o topo de sua cabeça, ela se encolhe a mim de uma maneira como se pedisse proteção e eu dou a aperto contra meu peito como se não fosse mais soltar.

 

Will-  Agente está precisado de umas férias!( passo as mãos em suas costas).

 

Mai.- a viagem pra fazenda está acertada pra da quí. 4 meses ( olhei em seus olhos).

 

Will-  e você vai querer ir ?

 

Mai- se eu não for Brenda ponha um ovo pra fora no lugar de um bebê! ( sorrio pra ela).

 

Will-  agente podia viajar antes!

 

Mai- Você está louco Will, agente está cheio de questões empresariais pra resolver, temos reuniões e contratos para resolver e já está tudo agendado fora que eu tenho que viajar da qui duas semanas pra Washington, por causa do problema na perda de documentos da  corregedoria!

 

Will-  que? eu não estava sabendo do problema em Washington! por que não me disse?

 

Mai- eu tentei mais você estava ocupado pensando no filho que você vai ter com a cobra!

 

eu a encaro por um instante.

 

Will-  já vai começar?  com isso de novo!

 

Mai- não William não vou! não vale a

pena! ( disse saindo dos meu braços e levantando) só acho que você deveria rever algumas coisas que vem acontecendo.( indo pro banheiro).

 

Will-  Ai ai ( passei minha mão entras meu cabelos e negando com a cabeça) se você diz!

 

Mai- olha so quero o melhor para a...( meu celular toca a interrompendo) Não vai atende? ( me pergunta com sarcasmo) pois deveria vai que e a projeto de Sucuri!

 

quando eu olho o celular e vejo o nome no identificador de chamadas XIMENA! Agora eu fico solteiro! Certeza.

 

eu atendo o celular e Mai me encara.

 

Will-  alô?

 

Ximena-  Will,  quero te  informar que a minha próxima ultra e sema que vem! eu vou descobrir o sexo do bebê, você vem comigo não é?

 

Will- olha Ximena não vai dar minha agenda está lotada no próximo eu vou prometo!

 

Ximena-  olha William eu não fiz esse bebê sozinha já não basta você ter me deixado por esse mulher! eu acho bom você está comigo na quarta-feira as 09:00 da manhã no consultório!

 

Will-  Não! e não adianta dar xelique por que não poderei ir , e aqui só me ligue se for algo de vida ou morte tchau!

 

Ximena-  Mas...

 

eu desliguei o celular e Maite me encara como se dissesse "olha finamente tomou uma atitude".

 

Mai- nossa que evolução gente!

 

Will-  ata engraçadinha você fala assim porque não e você!

 

Mai- Há para neh Will( tirando a blusa ficando só de sutiã na minha frente) já estava na hora de você tomar uma atitude e de se impor em relação aos caprichos de Ximena!

 

Will-  mais você tem que me intender também! ( ela me encara amarrado o cabelo em um rabo de cavalo) por que eu não posso estressa-la, tenho que pensar em meu filho também! ( ela se vira e desabotoa o sutiã).

 

Mai- olha William eu te intendo e concordo com você! mais você está esquecendo de um pequeno detalhe! ( ela se vira pra mim em quanto tira a calça jeans).

 

Will-  que é o que ?

 

Mai- não quero ser estraga prazeres mais( ela retira a calcinha) esse bebê pode não ser seu baby existe essa possibilidade! então não se iluda Will!( ela entra no banheiro e escuto torneira da banheira ser ligada).

 

Will-  como vc e estraga prazer! ( me levanto  e vou atrás dela).

 

Mai ao me escutar revira os olhos não gostando do que eu disse.

 

Mai- desculpa mais eu só disse a verdade! (se virando pra encarar a água da banheira!)

 

me aproximo dela ela se arrepia quando encosto meu corpo perto do dela!

 

Will-  não estava falando da paternidade e sim de você me provocado tirando a roupa em minha frete e saindo como se nada tivesse acontecido! ( beijo sei pescoço e aperto sua cintura.)

 

Mai- Não me provoque!... seu safado cretino...

 

Mai ofegava com o meu toque, então eu a virei de frente pra mim lentamente quando nossos olhos se encontraram, percebo o desejo se expandindo em seus olhos negros de excitação, aperto mais seu corpo nu no meu fazendo Maite soltar um gemido abafado, ela ia dizer alguma coisa eu a beijo com fervor e ela me retribuiu se apertando a mim, deslizo minha mão pela suas coisas e embrenho meus dedos nos seus cabelos...

 

Mai- Não gritar mais daquele jeito comigo...( disse manhosa voltando a me beijar).

 

Will-  Não vou... bom só se você enlouquecer de novo e inventar de me deixar!

 

beijei o se pescoço e ela puxando meu cabelos em respostas!

 

Mai- tira essa roupa logo Will...( se soltando de mim e desligando a água da banheira).

 

eu começo a desafivelar o cinto e Maite passa desabotoa minha camisa, quando eu vejo já estou com a minha box, Maite me beija e aperta minha bunda, de uma maneira muito sexy ela enfia as duas as duas mãos por dento da minha box pressionando suas unhas contra minha bunda nesse momento eu arfei a virei fazendo a se empinar pra mim encostando a bunda no meu pau, a pressionei contra meu membro já ereto dento da cueca ela ofegou apertei seus belos e maravilhosos seios fazendo ela se inclinar cada vez mais pra trás me embriaguei com o perfume de seu pescoço, desci minhas mãos pelas laterais do seu corpo fui até a intimidade molhada dela, fiz Mai abri as pernas com o meu toque comecei a tortura-la, Mai tentava se manter em pé mais com as ondas do pra ser a invadindo eu a sustendo enlaçando um dos meu braços a sua cintura.

 

Mai- pare de me torturar Will!

 

Will-  Você quer mesmo que eu pare?( mordi sua orelha depois beijei o seu pescoço).

 

Mai- não! eu... quero que você me peguei de jeito, só do jeito que você sabe fazer!

 

não dei nem tempo pra Mai pensar a virei pra mim a ergui e a coloquei em cima da pia, Maite me beijava intensamente ela com seu desespero tirou meu membro pra fora e o direcionou a sua entrada encharcada!

 

Mai- ahhh assim Will!

 

comecei lentamente a fazendo aperta minha bunda com a investida que dei dentro dela, quando vi já estava num ritmo viciante,

 

Mai- Will eu vou... gozar ( disse apertando as pernas ainda mais na minha cintura)

 

Will - goza Mai ( dei mais uma investida) goza pra mim meu amor !

 

ahhh foi a única coisa que eu ouvir da baca da Mai antes de me perder junto a ela num prazer violento. 


Notas Finais


espero muitos comentarios viu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...