História Complicada e perfeitinha - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Asuma Sarutobi, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kabuto, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Kisame Hoshigaki, Kizashi Haruno, Konan, Kurenai Yuuhi, Madara Uchiha, Maito Gai, Matsuri, Mebuki Haruno, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Rin Nohara, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikaku Nara, Shikamaru Nara, Shion, Shizune, Suigetsu Hozuki, Temari, TenTen Mitsashi, Yamato, Zetsu
Tags Complicada, Drama, Irmãs, Itachi, Naruto, Perfeitinha, Romance, Sakura, Sasuke, Sasusaku
Visualizações 5
Palavras 3.180
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


[REPOSTAGEM]

Capítulo 12 - Sequestros relâmpagos e passados mau resolvidos


Fanfic / Fanfiction Complicada e perfeitinha - Capítulo 12 - Sequestros relâmpagos e passados mau resolvidos

Capítulo 12 



SAKURA ON



Não bastasse minha irmã estar morta, essa droga toda estava acontecendo comigo.


   Ino e eu estávamos a caminho da mansão uchiha,para ver sasuke, precisava falar com ele, abraca-lo, passar meu calor humano para ele, mas no caminho fomos abordadas por um coroa enfaixado e seu filho, pior foi ter descoberto que eles foram os autores do assassinato da sakuya e do Itachi.


 -FOGE TESTUDA! E TRAZ AJUDA!-Ino berrava enquanto pulava nas costas de Danzou.-AAAAH! ME SOLTA-Grita mais ainda quando o pai do mesmo a pega pelos cabelos a levando em direção ao carro.


-IN-NOO!-Falo com dificuldades,enquanto Danzou me arrasta para dentro do carro pelo pescoço. 


 Eu não imaginava que minha morte seria daquele jeito, o que eles iriam fazer?  Nos estuprar primeiro?  Ou só nos matar, minha cabeça estava cega pelo medo. 


-V-vocês n-não vao... s-se safar dessa- Falo entre dentes tentando puxar o pouco de ar que me restava. 


Então eu apago, e a última coisa que escuto é um grito ao longe da Ino .


-SAKURAAAA!



SAKURA OFF



GAARA ON



Estava tudo desmoronando, porque tinha que ser com a akatsuke? Achei que a fama e tudo que vinha com ela, só nos deixaria no total êxtase, mas essa merda toda teve que acontecer.  Minha casa pegou fogo, por culpa de algum merda querendo matar meu amigo e nossa nova vocalista, até que ponto o ser humano chega para alcançar o que tanto almeja? Criaram muitas teorias para chegar a uma conclusão do porque do assassinato, pain disse que a polícia cogitou até mesmo algum fã, mas as especulações são vagas. Minha família está hospedada em um hotel, e meu pai esta surtado querendo o meu fígado. Ino está me ligando pela enesima vez, por causa de um tal salto que eu TENHO que comprar pra ela, porque o dela por algum motivo que eu desconheço quebrou, ela vai arrancar meus cabelos mas comprei um geta*, já consigo ver ela surtar, só por vingança pelas inumeras vezes que tive que leva-la ao shopping e carregar o mar de sacolas de loja em loja.


  Chego na mansão uchiha, e o senhor Fugaku é quem abre para mim, mas ele parecia estar de saída. 


-Gaara, que bom, tente falar com ele, Mikoto está na empresa, e eu tenho negocios a tratar em relação ao sumiço do corpo do Itachi.


-Hai!


(...)


Chego até a porta do quarto de Sasuke.


  Sasuke sempre foi o mais indiferente de nós, junto ao Itachi era o galã da banda, se para nós tinham ordas de mulheres imagina para eles, sasuke sempre admirou o irmão, e fico pensando que se fosse kankurou eu também estaria assim, fiquei penando em mil coisas para dizer a ele, mas nenhuma me parecia ser a coisa certa, eu não sabia o que dizer, mas sabia quem trazer. Sakura, sempre foi ela, sasuke sempre a quis, mesmo ela não sabendo nada sobre a akatsuke, mesmo ela não tendo se atirado para ele como as outras, talvez tenha sido por isso, com ela, ele era apenas o Sasuke e não o guitarrista galã mais cobiçado de Tokyo.


-Sasuke? Abre aí cara!


-...


-Sasuke, eu sei que você ta aí! Só... abre a porta. 


-...


-Ta, vamos fazer assim, se abrir a porta, só pra eu ver que está vivo, eu prometo que vou embora. 


-Eu estou vivo, agora vai embora! -Ele se pronuncia de forma fria, fazendo eu ter certeza de sua destruição total interna.


-A Sakura está vindo pra cá, ela vai vir te ver.


-...


-Não quer ve-la?


Meu telefone começa a tocar, era Ino.


-A sakura já está chegando, junto com a Ino, o Nara ia vir também, mas eu achei melhor vir sozinho.


-Não devia ter vindo, e atende esse telefone, você sabe que esse toque me irrita. 


  Ino tomou a liberdade de "personalizar"(segundo ela), meu celular com um toque da Lady gaga, sim era bad romance.


 Por que eu deixei?  Vamos dizer que ela me recompensou muito bem.


-Se você não abrir a porta, eu não vou atender, afinal,  deve ser para falar sobre o sapato que ela tanto queria que eu comprasse e ...


 Ele abre a porta, com sua camisa lisa azul e seu cabelo bagunçado, seu estado era de emergência total. 


-Cara...-antes que eu pudesse terminar, ele pega o celular da minha mão, atende e o põem no em meu ouvido. 


-GAARA, AJUDA A GENTE EU...


-ME DA ISSO AQUI SUA INFELIZ...


-AQUI NA FRENTE PERTO DO PAR....


E a ligação cai, fazendo meu coração parar , arregalado os olhos e corro até a janela do quarto do Uchiha, ele me segue. 


-O que foi cara?


Ao longe vejo Ino e Sakura sendo arrastadas carro a dentro por dois homens. Apago na hora e saio correndo. 


Levou uns míseros segundos para chegar ali em baixo, mas quando eu ia as alcançar, ele bate e porta dando a partida, fazendo meu desespero triplicar, tento correr atrás do carro onde Ino está gritando e chorando,mas e a Sakura? 


(...)


Ouço atrás de mim um rugido, era o motor do hiro, o carro do Sasuke, sem perder tempo algum entro no carro e ele sai quase que a mil.


-Droga! Droga! Droga!-Eu estava coberto de ódio, e precisava socar algo. 


-Eu vou alcança-las!-Sasuke fala com a mesma frieza, porém, era notório um calor em seu olhar. 


 E como ele havia dito, o hiro estava na cola delas. Um cara põem a cabeça para fora checando a distância entre nós, ele sorria. SORRIA.


 Sasuke bate de "leve" no carro deles, fazendo ele virar um pouco, ele freia fazendo hiro passar por ele, Sasuke dá ré batendo mais uma vez neles. 


-Isso cara! Continua, eles vão ter que parar! 


 Eles também vão dando de ré, até baterem em uma árvore com a traseira,  fazendo o carro parar e uma cortina de fumaça tomar conta de todo o automóvel. Como ele fez aquilo? 


Sasuke e eu saimos correndo, meu peito estava tomado por algo amargo, algo me dizia que as meninas não estavam ali.


 Quando chegamos mais perto do carro nos entre olhamos, mas nos aliviamos ao ouvir uma tosse que eu reconheceria até em mil anos.


-Coff...Coff...coff...coff.


-Ino!!-Falo e corro até ela, vejo então que não há mais ninguém ali além dela.


-Gaara! Sasuke!-ela estava bem.


-Cade a Sakura Ino?-Pergunta Sasuke deixando evidente sua preocupação. 


-Ela está no porta malas. Ela des...-Ino nem terminou a frase e Sasuke já estava na traseira do carro. 


  Aperto-a mais pra mim em meu colo e Beijo sua testa. 


-Você está bem?


-Vou ficar depois de uma bela escova!- Essa era a minha Ino, ela estava bem.


 Olho para Sasuke e vejo uma Sakura desmaiada em seu colo. 


(...)


-Ele apertou demais o pescoço dela- Ino explicava enquanto tomava um gole de chá -Ela ficou sem ar e desmaiou. 


 Sakura estava deitada na cama de Sasuke desacordada, chegamos o pulso e seus batimentos estavam normais, Sasuke olhava pela janela com os punhos cerrados, enquanto eu abraçava minha loira.


-O que você ta fazendo? -Sasuke pergunta quando eu pego o celular.


-Ligando para a polícia. 


-Desliga isso cara, eles não irão fazer a menor diferença. Eles mau estão investigando a morte do Nii-san e da Sakuya.


-Ele tem razão Gaa.


-Mas o que foi aquilo Ino?-O uchiha pergunta ao sentar perto de Sakura na cama- vocês conheciam eles?


-Eles estavam atrás da Saky!


-Nany?-Sasuke e eu perguntamos simultaneamente


-Foi ele gente, foi ele quem matou o Ita e a Sakuya, aliás eles, são pai e filho.


-E como não sabiam da Sakura, confundiram ela com a irmã. -Eu concluo tendo a certeza que Sakura corria muito perigo. 


-Foram...Eles... -Sasuke naquele momento ficou mais que vermelho, e eu não o culpava- Quem são eles Ino?


-Danzou e o pai dele, ele tocava com a Sakuya na antiga banda, mas ele era mau caráter, era apaixonado por ela, mas eles nunca se deram bem, pois ela não o queria, e pra piorar vocês, akatsuke usaram ele para atrai-la para a banda,  e ele ficou puto, e me parece que o pai dele tem um assunto inacabado com seu pai sasuke.


-Eu lembro dele no cult bar, e depois num ensaio nosso, lembro que depois da notícia que a Sakuya ia cantar conosco ele...


-Sumiu- completo a frase de Sasuke.


-Aquele DESGRAÇADO! -Com o grito alterado de Sasuke sakura acorda no pulo.



GAARA OFF



SAKURA ON



-NAAO POR FAVOR!-acordo em um pulo e vejo que não estou em meu quarto. 


-Sakura!-Aquela voz grave me chamou me fazendo relaxar, e ao mesmo tempo acelerar. 


-S-sasuke?-Ele me olha de forma procupada, totalmente sério e com uma sobrancelha arqueada. 


-Oi testuda-A voz de Ino se faz presente,  e a vejo abraçada com Gaara em um sofá. 


-Onde eu estou? 


-Na minha casa-Sasuke fala sem tirar os olhos de mim- Como você está? 


-Bem eu- De repente começo a me lembrar dos últimos acontecimentos.- estou, mas meu pescoço dói- Ele se aproxima e senta perto de mim.


-Eu e a Ino vamos buscar algo para comer,  a gente já volta- Gaara praticamente arrasta a porquinha pra fora do quarto. 


(...)


 A sós no quarto com Sasuke, consigo sentir a magnetude do constrangimento presente ali.


-Vocês... nos salvaram certo? 


-Sim, por muito pouco eles não levaram vocês. Foram eles que...- Ele não termina. 


-Eu sei... me dei conta disso depois que entendi que me confundiram com ela.


-Você sabe- Ele me alcança um copo com suco- Que agora você é o alvo deles, certo?


-Não somente eu, a akatsuke também é. 


-A akatsuke acabou- Ele fala cerrando os punhos ao virar de costas, mas logo se vira para mim- Você, cortou o cabelo.-Foi uma afirmação. 


-Estava precisando renovar. 


Baixo a cabeça e seguro as lágrimas. 


-A culpa foi minha Sasuke-kun, se eu não tivesse levado ela...- Ele põem o dedo em meus lábios. 


-A culpa não foi de ninguém Sakura, eu passei uma semana inteira arrumando mil motivos para crer que o culpado fui eu, mas...


-Foi o Danzou com o pai dele.


-Eu vou matar aquele maldito, com as minhas próprias mãos- Sasuke fecha os olhos ao dizer isso entre dentes. 


-Não Sasuke-kun, não...


-Sakura-Ele me fita incrédulo- ele matou nossos irmãos, ele tentou matar... matar você, ele não vai desistir. 


-Deixa isso para a polícia, eu...


Ele parece surpreso, e me olha com expectativa, esperando eu terminar de falar. 


-Você o que? 


-Eu não quero te perder também. 


 Seus olhos perdem a frieza, e ganham calor, ele senta ao meu lado mais uma vez me abraçando. 


 Sasuke estava me abraçando?  Aquele cheiro inebriante... se eu não estivesse sentada, eu já teria desabado, era incrível a paz que eu senti ao ter aquele abraço, a segurança que só aquele simples gesto me passou foi arrebatadora.


-Sasuke-kun, eu..  Eu sei que você não quer ver ninguém- Agora ele se separa do nosso Abraço e me fita com aqueles olhos Onix-E... eu só precisava saber que você estava bem -Falo me levantando, ele não tirou os olhos de mim nem por um momento- Eu não vou mais incomodar okay? Vou pra casa que amanhã eu tenho aula e...


-O que está procurando? 


-Minha sapatilha. 


-Por que? 


-Eu vou pra casa, você quer ficar sozinho, eu não vou atrapalhar mais, mas se precisar de alguém-Eu estava de costas, e quando eu me viro ele está bem a minha frente, olho para cima encontrando seus olhos Onix.


-Fica- seu nariz encontra o meu e sua mão tira uma mecha de cabelo do meu rosto, desviar o contato visual... nem em mil anos, não conseguia pensar em outro lugar melhor para estar agora, não conseguia pensar em nuwada que me completasse mais... nao conseguia pensar.


-E-eu achei que... V-você quise-quise-sse...-Eu havia perdido o dom da fala e a habilidade de raciocínio. 


-Eu quero você...- fechei os olhos como um sinal, e ele entendeu, seus lábios nos meus, sua língua pedindo passagem, suas mãos em meu rosto, e depois na pele das minhas costas,eram tudo que eu mais desejei desde que me peguei sonhando todas as noites com ele.


  Nosso Beijo transmitia todo o sentimento que um sentia pelo outro, aquele Beijo me mostrou que o que eu sentia por Sasuke era recíproco, o ar nos falta, mas ele não me solta , e eu menos ainda, encerramos nosso primeiro beijo com selinhos demorados.


  -Uchiha star... achei que você não... -coro antes de falar-me via dessa maneira -Ele ergue a cabeça e volta sua atenção para baixo me fitando no fundo dos meus olhos. 


  -Eu demorei demais- Ele me da outro selinho- me segurei demais-E mais um selinho -mas agora... agora eu não vou mais perder tempo algum- e assim ele me puxa para outro Beijo, de tirar o fôlego. Como eu me sentia?  Nas nuvens. 




SAKURA  OFF




MIKOTO



A felicidade é alcançada, quando você encontra a sua razão de viver, quando você tem certeza de que encontrou um "lugar para retornar".


  Embora ultimamente meus dias terem sido difíceis, já fui muito feliz. Não é fácil ser mãe, o alicerce emocional principal de uma família. 


   Meus filhos sempre foram minha razão, desde a primeira vez que os vi. E com a repentina morte de Itachi, senti que tudo estava se perdendo. Estou agora enterrada na papelada do escritório, é a única forma de não pensar nele. Fugaku entra pela porta e senta à minha frente. 


-Gaara foi falar com ele.


-Ele foi sozinho? 


-E isso importa? Mikoto sasuke precisa de amigos agora, mesmo que Sakura vá...


-Fugaku, você por acaso esqueceu o passado? 


-Não Mikoto, só acho que a Sakura não tem nada a ver e...


-A irmã dela matou o meu bebê-Falo com a voz embargada carregada pela magoa- E ela vai ferir o meu Sasuke, você quase morreu por causa da...


-Mikoto?  Isso ficou no passado, esqueça ele, Sakuya não teve culp,a menina está morta, respeite a memória dela. 


-Não vai ser somente eu Fugaku, Mebuki também não permitirá. 



MIKOTO OF.



FLASHBACK ON



Konoha1974



O konohas cult, era a casa de música ao vivo mais popular da década, haviam shows de bandas específicas, tanto amadoras quanto profissionais. A atração mais assídua era a banda Sakura, composta por Mebuki, Fugaku e Shikaku, o trio era muito ovacionado, e fugaku mais ainda pelas fãs, suas orbes onix provocavam suspiros em todas menos em uma certa loira.


-[...] Fugaku para de me encarar, eu to nervosa-Mebuki falava constrangida ao sentir o olhar do moreno em si.  Fugaku era apaixonado por Mebuki desde a 5a série, e cantar ao lado dela, Só fazia o amor aumentar, mas ela não o via assim. 


-Tsc, não entendo, é a milésima vez que cantamos aqui.


-Um bom artista sabe que o nervosismo é um grande sinal de paixão pelo que faz, eu amo tocar aqui, então não enche. -Temperamental como sempre Mebuki não tinha paciência. 


-Podíamos tocar em locais maiores se você aceitasse meu pai como nosso empresário. 


-Ja disse que não Fugaku, porra! Tem que ser mérito nosso. E se falar isso de novo vou te socar. 


-Tsc. 


(...)


Já no palco a banda Sakura arrebatava o  público, as fãs amavam Fugaku, que era seu favorito apesar de Shikaku também ser bonito, mas fugaku não as queria, queria Mebuki.


  Enquanto ela cantava, pôde ver um homem, de cabelos peculiares e olhos claros a fitando com um certo brilho, era difícil para ela desviar, e quando o fitava seus olhos ainda estavam nela.


-Ele tá te encarando demais-Fugaku fala entre as músicas- Vou mandar o segurança despacha-lo.


-Não precisa Fugaku, ele não ta incomodando. 


(...)


Depois que o show cessou, Fugaku e Shikaku distribuíam autógrafos, e Mebuki aproveitou para tomar algo no bar.


-Você foi incrível. -Mebuki fita o rapaz que a secava com os olhos,ele era bem bonito, ela não podia negar.


-Defina, incrível. 


-Maravilhosa.


Mebuki balançou, mas manteve a pose de forte. 


-Acha que pode dar em cima de uma garota que acabou de conhecer, com essa lábia barata e consegur o algo dela?


-De primeira não. 


Ele pisca pra ela e vai embora. 


 Fugaku fitava de longe, mas não conseguia escutar o que eles falavam, quando uma garota de cabelos longos pretos o chama.


-Fugaku-kun, pode me dar um autógrafo? 


 Quando ele finalmente fita a garota, vê que ela é linda. 


-Qual é seu nome?


-Mikoto.- Ela indica parte do seio esquerdo e ele assina.


(...)


Depois desse dia, O rapaz que Mebuki descobriu se chamar Kizashi,foi ve-la todos os dias.


 Fugaku ficou amigo de Mikoto, que estava louca por ele, mas ele estava ocupado demais estalkeando Mebuki para perceber. 


 Com o tempo Kizashi e Mebuki foram ficando mais íntimos, o que não agradou Fugaku, e Mikoto por sua vez odiava aquela situação, pois ela estava o amando, amando um cara que corria atrás de uma garota que amava outro. 


  -Fugaku? Acorda! -Mikoto estala os dedos na frente dos olhos do moreno. -Você tá aéreo, o que foi?


-Nada...-Ele responde seco. 


-É Mebuki não é? 


-Claro que não. 


-Fugaku  eu já estou cheia disso, você transa comigo pensando nela também? 


-O que?  Não. Deixa de ser dramática Mikoto, que idéia absurda. 


-Saiba que ela vai embora, com o Kizashi, eles vai passar um ano fora. 


-É mentira sua.


-Porque não pergunta pra ela então? 


(...)


 Fugaku sai correndo em direção à casa de Mebuki, chegando lá ele a vê abraçada em Kizashi, ele perde a cabeça e acerta um soco no mesmo sem aviso prévio. 


-FUGAKU SEU BAKARAYO! Mebuki grita com o amigo,enquanto socorre seu amado- Vem meu amor - Eles entram para dentro da casa, mas Fugaku os segue. 


-VOCÊ NÃO VAI A LUGAR ALGUM MEBUKI!!!!


-QUEM VOCÊ PENSA QUE É PRA ME DAR ORDENS?-Ele vem em sua  direção, mas Kizashi se põem na frente.


-Não chega perto dela.


-Sai da frente ou eu...-Kizashi acerta um gancho em Fugaku que limpa o sangue da boa e vai pra cima de Kizashi, a briga estava feia, ambos se engalfinhavam e quebravam as coisas, e por azar uma vela que estava acesa, foi derrubado em uma cortina durante a briga, Mebuki não percebeu, pois tentava apartar a briga que rolava ali. Mikoto chega e tenta ajudar, mas os homens estavam com ódio e nada os fazia parar. Enfim as chamas começaram a tomar conta de tudo, e só aí se deram conta da magnitude do problema. 


-Então é aqui que a sua namoradinha mora Kizashi? -Um homem entrou pela porta atraindo  atenção de todos em meio ao fogo que se alastrava.


-Danzou?


A casa pegava fogo, mas Danzou parecia não se importar. Quando Mebuki ouve o choro de Mikoto, olha para sua direção e ve Fugaku desmaiado. 


 -Sabe Kizashi, a Kurenai não me quer mais, ela disse que não vai deixar eu ver o meu filho-ele parecia atordoado. 


-TEMOS QUE SAIR DAQUI!!


-Mebuki pega um Kizashi machucado pelo braço, e Mikoto com muita dificuldade arrasta Fugaku dali. E antes que pudessem olhar para trás a casa explode, fazendo todos caírem.


-Danzou-Kizashi fala ao ver a casa em ruínas. 


-A culpa é sua Mebuki.-Mikoto fala com a voz embargada. 


-Deixa de ser ridícula Mikoto, ele estava fora de si. 


Quando ambas iriam se atracar, Kizashi impede. 


 Ambulâncias chegaram socorrendo a todos. 


 Fugaku ficou dois meses em coma no hospital, até acordar, Mikoto ficou ao seu lado, mas Mebuki apesar de uma amizade de anos com ele, resolveu que Mikoto era quem deveria estar ali. 


 Mebuki soube que Fugaku acordou e depois disso, parou de tente saber como seu amigo e parceiro de banda estava, e seguiu com Kizashi, parando de cantar e dedicando-se somente aos estudos. 




FLASHBACK OFF




Notas Finais


Até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...