História Complicada e perfeitinha - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Asuma Sarutobi, Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hidan, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kabuto, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Kisame Hoshigaki, Kizashi Haruno, Konan, Madara Uchiha, Matsuri, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Rin Nohara, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shino Aburame, Shion, Suigetsu Hozuki, Tayuya, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Desventuras, Família, Musica, Naruto, Romance, Sakura, Sasuke, Sasusaku, Segredos
Visualizações 57
Palavras 3.651
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


A música do capitulo é azu- for you .
Boa leitura ~.~

Capítulo 9 - Irmãos confusos, garotas difíceis e festas de casais


Fanfic / Fanfiction Complicada e perfeitinha - Capítulo 9 - Irmãos confusos, garotas difíceis e festas de casais

Agora você pode escolher que caminho irá seguir

Existem várias opções, portanto é preciso confiança

É tudo tão natural depois que a chuva cai

No asfalto ela se espalha como um arco-írisCapítulo 9 



ITACHI ON



Sakuya estava diferente, parecia outra pessoa, o que houve com a brutinha que tremeu no nosso último contato? E que contato. Todos sempre me dizem que eu sou um vagabundo, e confesso que concordo, sou um Uchiha e isso faz de mim irresistível, eu já estive com tantas que perdi as contas á muito tempo, mas essa brutinha, esse jeito irritado, e stressado estava me tirando do sério, seu cheiro de cereja em meu nariz era inebriante. 


 Apesar de ela resistir eu sabia que ela estava tão envolvida quanto eu, com apenas aquele contato, mas sua resistência era maior que konoha, por que ela resistia a  mim?  Como alguém resiste ao irresistível? No show de sua banda ela estava tão fodona, sua performance me alcançou e confesso que fiquei muito afim de agarra-la quando ela me lançava olhares , até mesmo quando estava daquele jeito que eu me amarrei: stressada. 


  Depois daquele show, peguei garotas, mas aquele olhar ficou na minha cabeça. Ok sou suspeito para falar, pois sou um vagabundo,  e é por isso que eu sei exatamente como romper o muro que ela construiu para me evitar, ela é forte, mas sou Uchiha Itachi.


  E naquele momento ela estava na minha sala, agindo diferente, como se não tivesse tido contato algum comigo, falando diferente, com o cabelo comprido e toda meiga. Itachi-san? O que foi aquilo? O que houve com o "Uchiha maldito"? Sem contar o fato de como ela olhava para o sasuke quando ela começou a gostar dele? Eu sou perito no quesito mulheres e sabia que aquele olhar significava uma coisa. 


-Itachi-san? Quem disse que eu vou cantar com vocês? Foi a Ino para me sacanear?- Seu tom era doce. O que aconteceu com essa menina?


-Você! Você mandou uma mensagem para o Madara, ta esquecinha? Posso refrescar sua memória-Me aproximo  e ela se esquiva com medo. COM MEDO?


-E-eu nem sei cantar e... -Ela começou a ficar vermelha- Eu tenho pânico de palco e- Ela colocou a mão na boca, ela ia vomitar? 


-O banheiro é ali- Indiquei o banheiro da área de serviço pra ela.


Que garota mais esquisita, cada momento age de uma forma, e como ela pode ter pânico de palco depois daquela performance épica no palco? Uma pessoa que tem medo de palco nunca agiria daquela forma.


Cruzo os braços e vejo ela voltar mais clarinha e novamente meiga.


-Tudo bem? 


-Vou ficar, mas não entendo como surgiu esse papo de ... -Ela começa  ficar vermelha de novo - Olha ... eu...


-Tudo bem, tudo bem, vamos mudar de assunto por hora- A garota iria desmaiar a  qualquer momento. 


-E-eu tenho que ir pra casa, o sasuke-kun está lá fora não? 


-Sei lá , por que? Você está namorando com ele?- Não sei porque eu disse aquilo, com ela era assim, as coisas saiam e pronto.


-N-não- Ela disse baixando a cabeça- Por que?  Ele disse algo? 


Arqueio a sobrancelha,algo estava estranho aquela não podia ser a sakuya, e se fosse e daí?  Eu não tinha que me importar com o fato dela gostar do sasuke ou não, ela era só mais uma e eu Uchiha itachi, podia ter qualquer uma.


-Vou indo Itachi-san, se ver o sasuke-kun... deixa pra lá- Ela sai pela porta me fazendo involuntariamente ir atrás. 


  Quando saio pela porta vejo a expressão dela de confusão, sigo seu olhar e encontro algo absurdamente inesperado, sasuke fitava uma garota igual a sakuya, e a mesma por sua vez foi ao encontro dessa garota, com um olhar calmo, como se a conhecesse, espera ...


-Sakuya o que faz aqui? -sakuya pergunta para a outra garota, me fazendo entender tudo.


-Eu estava esfriando a minha cabeça e ...- Ela me fita e paralisa, aquela era a sakuya eu tinha certeza, como eu sabia? Sua reação ao me ver a entregava, sem contar que havia algo no olhar dela que a diferenciava e claro o cabelo curto.


-Uchiha maldito, então vocês moram aqui?  -Com certeza era ela, me diverti ao ver meu apelido novamente. 


-Espera! -Sasuke finalmente se pronuncia e a confusão lhe tomava- sakura...-Ele chama uma das duas e apenas a de cabelos longos o fita em resposta, estava tudo explicado, ERAM DUAS.


-Sasuke eu...


-você tem uma irmã? Certo? 


-Exato Uchiha mais novo...-Sakuya faz uma pausa, eu conhecia aquela expressão de ironia dela- você veio cheio de amorzinho achando que eu era a sakura, então era disso que o ruivo estava falando, que mundo pequeno. 


Sasuke fitava as duas perplexo, e não era para menos, a semelhança era assombrosa, até mesmo eu me segurava para não parecer assustado. 


-Entendeu agora Itachi-san? Provavelmente quem cantará com você é a sakuya.


-Agora eu entendo, por que a brutinha não me bateu lá dentro.-Olho para ela com um olhar malicioso que começa a faze-la ficar irritada, ela continuava resistindo, por pouco tempo. 


-Nii-san!-Sasuke me repreende.


-Melhor irmos sakuya,  a mamãe vai pedir explicações sobre hoje na escola... sasuke pode me ligar depois? 


-Temos muito o que conversar-Sasuke a fita sério, uma coisa eu garanto meu irmaozinho tolo estava dominado e era pela irmã da brutinha. 


-Brutinha ...


-Cala a boca Uchiha maldito!!-Ela vira as costas e vai embora me deixando satisfeito pela situação ali.


(...)


-Nii-san por que deu em cima da sakura?


-Eu não dei em cima da sua rosada irmaozinho tolo, você mesmo viu que são duas, duas,e vamos e convenhamos são idênticas só na aparência. 


-Concordo, eu falei seu nome e a irmã da sakura ficou toda corada e alterada, acho que é mais uma para o seu fã clube-Ele fala com a cara de tédio de sempre. 


-Hum! Ela é mais difícil do que parece. 


-Difícil? Ela ia dar um soco na minha cara!


-HAHAHAHAHAHAH-Rio lembrando da minha Brutinha- Essa é a minha brutinha.


-Nii-san? Você...-arregalo os olhos lembrando do que tinha acabado de dizer.


-Não! Eu não, você sim eu não- Subo escada acima evitando o assunto, eu já sabia o que ele ia dizer, sou uchiha itachi, sou inatingível, nunca me apaixonei e nem vou.


Quando olho meu celular vejo uma mensagem do pain.


Vou para o quarto de sasuke e dou duas batidas em sua porta, como sempre faço. 


-irmaozinho tolo, por que não me avisou que tem festa hoje na casa do sabaku?


-Faz diferença?  Você já iria saber pelo pain.-seu tom habitual de tédio exalou de si quando ele abre a porta do quarto.


-Ok, vamos sair daqui umas... dez e meia, assim as gatinhas já-Ele me interrompe.


-Eu não vou.


-O que?  Uchiha sasuke não vai em uma festa cheia de gatas loucas por sexo?- era pior do que eu pensava, era mais que domínio, era uma possessão. Eu entro em seu quarto- Vem...


-Que foi? 


-deita aqui- aponto para a cama-Vou te exorcizar agora mesmo -pego meu celular- tem o número de algum padre?


-Nii-san!Só não to afim, eu posso não estar afim?


-Não não pode, você é um Uchiha, tem que representar fielmente o legado do nosso nome.


-Nany?


-Você é quase tão gato quanto eu, e tem uma enxurrada de gatas querendo gemer em baixo de você em uma cama, ou sei lá numa varanda, tanto faz, a questão é que você não pode se apaixonar. 


-Eu não. ..


-Conta outra eu vi o jeito que olhou pra ela, você tá dominado e não vem como esse papo de...


-Sai do meu quarto Itachi, ou vai ficar sem as cordas vocais.


-Eu posso pegar quantas garotas eu quiser até mesmo mudo.


-Mas não a irmã da Sakura.-olho para ele com um olhar de ofendido,mas eu odiava admitir que ele tinha razão. 


-Eu pego qualquer garota, porque eu sou uchiha itachi.


-Você só está falando isso, não porque se considera um pegador, mas sim porque ta tão dominado quanto eu.


-Eu vou pra essa festa e você vai junto, ouviu? 



ITACHI OFF



SAKUYA ON



Dentro do táxi sakura estava calada, eu gostei disso, mas algo dentro de mim estava preocupado. 


-Sakura? Que foi?


-O sasuke ... 


-O que tem ele?


-Ele está bravo e eu nem sei mais porque. 


-Relaxa, homens não servem para nada- Ok eu era péssimas para conselhos.


(...)


-Vocês não conhecem a palavra telefone? Mebuki estava brava- E você sakuya? No primeiro dia já se meteu em encrenca? 


-Eles que...- Aah eu não iria discutir- foi mau.


-É só isso? Foi mau? Eu recebi um email do empresário daquela banda famosa , pedindo minha autorização para você ir viajar para turnês com eles. 


-Eu aceitei o convite dele, de entrar para a banda e ...


- Fora de cogitação.


-NANY?


-Isso mesmo. 


-Oka-san, a sakuya vai ser famosa e vai contra em uma das...


-Não me interessa, você é minha filha e eu decido isso. 


-AGORA EU SOU SUA FILHA? VOCÊ JÁ TEVE UM SONHO MEBUKI? JÁ CANTOU ALGUMA VEZ NA VIDA?


Subo as escadas mantendo meu último pingo de razão. 


(...)


Enquanto fito a rua em meu quarto,  noto a presença de sakura ali, ela estava a quanto tempo ali?


-Sei que é difícil pra você, mas se põem no lugar da mamãe, ela não quer te perder -Sakura fala ao se sentar na cama, eu fitava a janela, mas sabia que ela me encarava.


-Me deixa sozinha por favor. 


-Escuta eu...


-ME DEIXA SOZIHA! - Não quiz gritar, mas saiu.


-CHEGA DISSO SAKUYA! PARE DE TER RAIVA DO MUNDO, CULPANDO A TUDO E TODOS. O mundo não é um lugar horrível que você pensa. 


-Pra você é fácil falar- A fito pela primeira vez-  teve uma vida perfeita, dinheiro, um pai, uma mãe e tudo que sempre quiz, não teve que trabalhar e aposto que nunca apanhou, ou chorou até dormir, então NÃO ENCHE. 


-Ta enganada, meus pais sempre foram infelizes, e agora eu sei que era porque não tinham você, eu nunca fui o suficiente para eles, meu melhor amigo me odeia e o cara que eu gosto nem falando comigo está, sem contar que fui traída por um ex muito babaca e presenciei uma suruba onde o próprio estava,-Ela faz uma pausa entre as lágrimas- Sasori maldito!  Sakuya, todos temos problemas, você não é a única que já chorou até dormir. Ja se olhou no espelho e se sentiu um lixo por não conseguir ser bonita o suficiente por um babaca que nem te merecia?  Você demonstra força da maneira errada.


Ela sai do quarto e antes de fechar a porta diz:


-A mamãe deixou você cantar na Akatsuke. 


(...)


Ninguém, nem mesmo naruto tinha falado daquela maneira comigo, sakura me tocou com suas palavras, e confesso que me fez reflitir e muito. Fiquei o que pareceu horas em meu quarto, e quando desço as escadas para comer algo, vejo Ino tentando convencer minha irmã a ir a algum lugar, uma festa, mas ela parecia triste. 


-Por que não vai com ela sakura?- Ela me fita surpresa. 


-Mamãe não vai deixar eu sair sozinha a essa hora,parece que algo perturbou o papai na última vez que fiz isso.


-Eu vou com vocês- Me ofereci, devia isso a sakura, depois das coisas que ela me disse, eu sentia gratidão por ela- Mas não vou dançar nem nada.


-SAKUYAAA VOCÊ É A MELHOR!!-Ino gritou em meu ouvido fazendo eu quer enfiar um algodão para protege-lo de uma surdez futura.


-Eu to do seu lado, não precisa gritar.


Elas sobem a escada correndo e subo também afinal, eu tinha que por algo decente,  e quando digo decente é tomar um banho tirar o uniforme e por minha camisa do Metallica. 


(...)


Quando dá a hora de sair vou até o quarto de sakura pega-las e dou de cara com o baka do Naruto todo arrumado, com uma jaqueta laranja, uma camisa do garfield e uma bermuda escura. 


-Você não cansa dessa roupa Sakuya-chan?


-Cala a boca, sou estilosa ao extremo seu baka.


-Não é não- Ino me fita com algo nas mãos estendendo para mim- Toma eu guardei para o próximo show da Akatsuke, e como hoje vou na casa de um akatsuke, bom eu não usei - Ela trajava vestido roxo rodado supergay.


-Eu não vou usar isso, eu- Sakura sai do quarto com um cropped vermelho e uma saia de cintura alta da mesma cor, minha mana estava linda. 


-Usa vai Sakuya-O tom de Sakura era doce.


(...)


Me fitei no espelho e me dei conta que aquilo combinava comigo, um vestido preto de alças, com espartilho e renda , seu balone era envolvido por um voile igualmente negro, eu estava uma gata? Ou era impressão? 


 Todos me fitavam fixamente. 


-Você está linda sakuya-Sakura pareceu sincera. 


-Nossa, linda mesmo, droga por que te emprestei isso? - Todos rimos do comentário da Ino.


-Vamos logo, que eu to com fome, vai ter comida lá, certo? -Naruto sempre esfomeado. 


(...)



Chegamos na festa e já estava bombando, a casa do sabaku era grande a Bessa, haviam luzes sob a sala como se fosse mesmo uma casa de festas, noto em um certo ponto que muitas garotas sensualizavam para um certo ponto, então entendi o porque no momento em que encarei o alvo. 


-Olha só,  os akatsukes estão aqui-Naruto fala evidenciando o óbvio. 


-Aqui é a casa de um deles seua burro- Tento dar um cascudo nele mas uma mão segura a minha,  era Hina, ela estava ali.


-Hinaa!-A Abraço e ela retribui com doçura. 


-Como vai sakuya-chan? 


-com saudades suas amiga, Naruto te avisou?


-Sim.


-Naruto, por que não leva a Hinata para tomar algo ela deve estar com sede não? -Sakura sugere a ele.


-Mas ela...- Ela lança um olhar mortal nada convencional à ele- Ok vamos Hina.


-E a sua amiga? - Pergunto para Sakura, pois a loira barulhenta tinha sumido.  Ela aponta para um sofá, onde Ino estava sentada ao lado de Gaara que tinha o braço estendido sobre o encosto do banco dela ao sussurrar algo em seu ouvido. 


-Nem da pra notar que ele ta paquerando ela- Sakura fala inocente e ironicamente. 


-Sakura, sakura, esses dois devem estar juntos e você nem se deu conta. 


Depois de falar isso ollho novamente para as galinhas que se insinuava para o uchiha maldito e os outros, mas elas não estavam mais lá e nem eles. 


Quando vou oferecer algo para sakura beber sinto um cheiro de hortelã tomar conta de mim e uma respiração quente arrepiar meu pescoço. 

Agora você pode escolher que caminho irá seguir

Existem várias opções, portanto é preciso confiança

É tudo tão natural depois que a chuva cai

No asfalto ela se espalha como um arco-íris


-Quer dançar brutinha?


Puta que pariu.


-Não- A resposta não foi tão rápida quanto vocês pensam, eu estava me controlando ali. Maldito uchiha cheiroso. 


-Que irritada. 


-Sakuya-chan!- Sakura me chamou de que?  Gostei de ouvir aquilo e acabei aceitando o convite do moreno. 


(...)


-Achei que haveriam músicas mais animadas aqui-Falo tentando parecer natural sem deixar transparecer o nervosismo causados por conta de suas mãos em minha cintura.


-Gaara e Ino escolheram as músicas, isso mostra o quão diabéticos estão.


-Então essa é a sua definição para amor? 


-Sim, as pessoas ficam bobas e cegas. 


-Nunca se apaixonou não é? 


-E isso importa?


Não respondi, pois no fundo eu sabia que importava, mas não daria o braço a torcer. 


-Por que não quer cantar comigo brutinha?


-Porque você é irritante demais. Causa sentimentos negativos em mim. 


-Sentimentos fortes você quis dizer...


-Isso importa?- Pergunto eu dessa vez e viro as costas para sair, mas ele segura a minha mão. 


A brisa solitária está soprando

Eu percebi este sentimento

Não encontro a resposta, mas

Vou entender se você me chamar

Serei sempre apaixonada por você

Um encontro ao acaso

Por você


-começou a importar, quando pensei que estava afim do sasuke- Sem nem ter me dado conta já dançávamos novamente com os narizes encostandos, eu estava entregue, mesmo tentando ao máximo resistir. 


-Desde quando se importa com quem eu gosto ou não? 


-Desde quando você não saiu mais da minha cabeça. 


-O que quer dizer? -Em resposta ele acabou com a distância que havia entre nós selando nossos lábios. 


Odiava admitir, mas adorei aquilo, odiava admitir, mas o gosto de sua boca era o melhor, odiava admitir mas eu sabia que aquela pegada era a mais gostosa na qual eu já  provei, adiava admitir, mas eu teria que admitir, eu estava mais que apaixonada,  e confirmei isso com apenas um beijo. O Uchiha maldito me conquistou, mas ele ainda era ele, ou seja, um vagabundo e eu estava emocionalmente fechada certo? Nosso Beijo era o mais voraz e necessitado possível, O uchiha era tão selvagem quanto eu, quando me dei conta ele já depositava chupoes em meu pescoço, e devo admitir( mais uma vez), era gostoso pra cacete.


 O que viria a seguir?  Eu não sei. Mas de uma coisa eu sabia se eu cedesse mais seria um caminho sem volta. 



SAKUYA OFF



ITACHI ON


 Era só mais uma das festas de sempre, agora coberta de adolescentes cheia de tesão por nós, eu certamente iria me deliciar, mas aquela brutinha complicada não saía da minha cabeça, mas eu tinha para mim que isso iria passar assim que eu chegasse na festa e visse aquele mar de vaginas loucas por mim. Realmente a festa estava entupida de adolescentes do segundo e terceiro ano eu acho, algumas mais contidas e outras mais abertas, meu irmaozinho tolo estava um porre, e sequer sorriu para nossas admiradoras, Gaara parecia ancioso para ver alguem, Shikamaru parecia com sono e foi pegar um energético, somente pain estava na mesma vibe que eu. Até ela chegar, quando a vi não acreditei em como um ser humano poderia ficar tão sublime em um vestido de espartilho. Maldito voile.


 E aquele meu papo de pegador foi para o ralo, quando cheguei perto dela e senti um perfume de cereja emanar daquele pescoço delicado como uma flor. 


 Perdi o controle e falei coisas, coisas que eu sabia que sentia, mas não não imaginei que admitiria, com ela era assim, eu não tinha controle sobre meu corpo e mente. 

Tenho certeza que um dia você

Irá voar neste céu, portanto

Mesmo que caia muitas vezes, por você...

Só importa uma coisa

Viver seus sonhos

E só seu coração pode acalmá-lo


-Sakuya eu... eu sei que você acha que eu te teria como só mais uma, mas não é assim... droga brutinha eu... -Ela não me deixa terminar e me beija novamente, a ardência do meu corpo somente aumentava ao sentir aquele pequeno corpo colado no meu. 


-Vamos sair daqui- Ela não precisou falar duas vezes,  levei ela para o quarto de kankurou fechei a porta e tomei de novo em meus braços. 


-Ah brutunha! Como eu te quero- Eu falo ao sentir seu cheiro,  e ganhar arranhões em minhas costas que já não estavam mais cobertas pela regata. 


-Cala a boca e me faça sua- A fitei e seus olhos eram puro desejo, era impossível não deseja-la , sua beleza me deixava louco. Tirei seu vestido e quando a vi nua minha ereção doeu bruscamente, que tesao arrebatador era esse?  


-Itachi... Não se poupe... - eram as palavras que eu precisava para me libertar. 


Tirei meu jeans junto com a cueca e antes que eu a penetrasse a admirei mais uma vez, como se fosse a última. 


-O que foi?- Ela corou.


-magnífica.


Deito por cima dela e a penetro intensa e rapidamente, entro fundo, mas devagar ao sair, sakuya não era virgem, mas eu não ligava, adorava seu jeito experiente e determinado, me excitava.  Estoco cada vez mais forte e meu nome gemido por ela, me deixava ainda mais louco e extasiado. 


 Ela me arranhava com força, e entre os beijos ela mordia meu piercing labial.


-Oooh... Itachi... eu vou...- Eu também iria, mas queria ouvir meu nome como combustível. 


-V-você?


-Itachi...-Após ela se derramar, foi a minha vez, o que não demorou, urrei ao me derramar dentro dela.


 Deitei-na em meu peito, ela se aninhou e adormeceu lindamente, mas antes disso ela disse:


-Pode ser loucura, mas nunca senti isso por ninguém Uchiha.


-Ah brutinha... se você soubesse que não é a única que pensa assim.-Eu disse a ela, que sorriu e fechou os olhos vagarosamente. 



ITACHI OFF



SAKURA ON



Sakuya dançava com Itachi, eles formavam um belo casal, combinavam demais, era lindo de ver, estava feliz que ela tenha aceitado o Uchiha de modo geral, mas e sasuke? Onde ele estava? 


 Vou até as bebidas e vejo que meu plano estava dando certo, Naruto e Hinata riam sobre algo, Gaara e Ino se encontravam no maior amasso em um canto, e shikamaru? Esse eu não vi depois que a Temari desceu as escadas.


 -Um...-Eu não sabia o que pedir- Red ...


-Red lable?  Não é meio forte? 


-Uchiha star?


-Oi! Que tal um suco?


-Um suco kankurou- O irmão do Gaara estava ganhando "o extra" para ficar de barman naquela noite. 


-Então você tem uma gemea? Uau, sua vida poderia ser escrita em um livro.  


-Acho que ta mais pra coluna de fofoca. 


-Desculpa sakura, eu não sabia, sobre...


-Ta tudo bem Uchiha star- Eu toco em sua mão e sinto um choque agradável. 


Ele desvia do nosso contato para nossas mãos  e volta para meus olhos.


-Você sabe cantar? 


-Eu nunca tentei, mas tenho pânico de palco.


-Ia ser legal tocar algo e escutar você cantando.-Coro com a hipótese, ter sasuke ao meu lado no que fosse cusava isso em mim-Você notou? Nossos irmãos sumiram.


Eu olho para o salão e não os via, sakuya havia cedido , isso era ótimo, eles combinavam muito , ao contrário de mim e sasuke, ele é um astro, não posso, não posso. 


(...)


Conversamos pelo que pareceu horas, sasuke era sério,mas um encanto como sempre, mas queriaqueria sair correndo dali toda a vez que garotas deixavam o número para ele. Enfim, ele falou muito sobre ele, e foi ótimo ouvir, eu tinha certeza que ele não era falante assim com outros, não sabia nem como ele era amigo da Ino. 


  Ouvimos gritos e correria, quando Gaara e Kankurou subiram para o andar de cima, mas desceram novamente e com eles veio uma fumaça escura e vi Ino ligar para alguém.


   -O que aconteceu? -Sasuke perguntou para Ino.


-Os quartos estão em chamas e está vindo aqui para baixo. 


 Arregalamos os olhos, pois sakuya e Itachi estavam lá em cima. 



SAKURA OFF





Notas Finais


Até o próximo .
Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...