História Complicated - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Naruto, Romance, Sasusaku
Exibições 70
Palavras 1.911
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ooi meus amores!
Como estão?
Mais um cap, ta meio curtinho, talvez parado, desculpem é a pressa ><

Capítulo 3 - Racha.


Fanfic / Fanfiction Complicated - Capítulo 3 - Racha.

Complicated 

Escrita por Senhorita_Alone 


Eu estava me arrumando para ir sair com Sasuke. Ele disse que se eu não aparecesse na casa dele no horário ele viria me buscar, e oque menos quero é confusão. Digamos que ele é muito gostoso e muito lindo, mas ele me parece o tipo de cara que não liga pra algo sério e sim pra transar e só. Bom eu só me magoaria se eu me apaixonasse, e esse é o menor dos problemas, já que não vai acontecer, eu não seria tão trouxa a esse ponto ne nom.

Eu estava na frente do guarda-roupa indecisa, poxa ele não me disse onde era, como vou saber como tenho que ir? 

- Sakura vai com o vestido! - disse Tenten pela web. Eu conversava com ela por ali, ela estava morando na Inglaterra, com a mãe dela que acordou do coma e esta bem, ainda se recuperando.  No momento, ela estava na mesa da cozinha, comendo bolo enquanto falava comigo.

- Vestido não.

- E se forem transar? fica mais fácil! 

- Tenten!!!  

- Ah qual é? com certeza vai rolar algo.

- Talvez role, mas não vou me apegar.

- Duvido nada. 

- Olha, vou de shorts, ta meio calor aqui, com essa blusa preta decotada e essa jaqueta preta e esse tênis branco. 

- E se ele te levar pra um puteiro?

- Tenten!!!

- Nunca se sabe.

- Ele não vai, vou com isso aqui, já tomei banho só me trocar agora. 

- Bom você que sabe. Tem muitos caras gatos aqui, mas até agora só conheci gays. - fez cara de derrotada. - Me indica um ai que vou correndo! - eu ri.

- Batom vermelho ou rosa? 

- Vermelho. 

- Cabelo solto ou preso?

- Solto. 

Passei rímel, lápis de olho e batom. Soltei meus cabelos e os deixei bagunçados pra dar um uou. Já estava pronta. Só fui passar perfume.

- Eai?

- Ta gata.

- Falta 10 minutos.

- Tu sabe onde ele mora?

- Pesquisei e achei. 

- Ata.

- Vou lá amiga, beijos e se cuida. 

- Você também, usa camisinha!!

Eu ri e fechei o notebook. 

Afinal como é sair com milionários? não sei nem se minha roupa esta adequada. Vai saber onde ele vai me levar. Sai do quarto em silêncio e fechei a porta trancando. Meu pai não pode saber que eu saí. Fui andando pela casa com muito cuidado, então vi a empregada passando com uma bandeja de café, certamente pro meu pai no quarto. Me escondi atrás da parede e ela passou. Andei super rápido e resolvi sair pelos fundos, pela piscina, se eu fosse pela frente os seguranças iam me ver.Tinha uma árvore ali, escalei com cuidado e quando cheguei la em cima vi a rua, okay agora é só pular. Ainda bem que tinha matinho ali, pelo manos eu não ia me rasgar tanto. Pulei no chão, não me machuquei, mas meus pés e joelho doeram.

Comecei a correr em direção a casa dele, não era tão longe, quase fui atropelada e o cara me xingou, mas tudo bem. Cheguei na frente da casa dele, estava tudo escuro. Será que eu tava no lugar certo? Sim eu tava, vi ele saindo enquanto conversava no telefone. 

- Oi rosada. - disse sorrindo. 

- Olá.

- Ta gostosa.

- Ah - acho que não é bem oque eu gostaria de ouvir. - valeu. - ele sorriu.

- Vamos não temos tempo. - ele abriu a porta do carro e entrou e enquanto eu entrei pela outra, certo nada cavalheiro, ele não abriu a porta. 

Nem tive tempo de por o cinto e o carro dele disparou, meu Deus eu ia morrer. O carro estava muito rápido, ele sorria enquanto dirigia. Ele ia me matar. Respirei fundo e me segurei.

Minutos de tortura e chegamos. Aquilo, era um racha? 

Tinha bastante gente ali, carros e motos, gente de preto e garotas de roupa super curta, rindo e bebendo e fumando. Meu Deus onde fui me envolver? 

Sasuke me puxou pelo braço e me levou até um cara, alto, careca e forte, meu Deus muito forte, me senti uma formiga. 

- Eai Tony, essa é Sakura. Sakura esse é Tony, um grande amigo.

- Ah oi. - falei sem graça.

- Sua nova namorada?

- Que nada é minha amiga, mas a gente se pega quando dá. - eles riram.

Eles ficaram conversando, até uma ruiva chegar em mim. 

- Sou Helena, quem é você? - perguntou. Okay, não entra em pânico. A moça era alta, ruiva dos cabelos enormes, olhos azuis cristal, muito linda e de um corpo super avantajado. Ela usava uma calça preta colada, sutiã preto e uma jaqueta preta, junto de botas pretas, e usava batom vermelho. 

- Sakura.

- Nova namoradinha do Sasuke?

- Ah não, somos amigos.

- Hm. - disse e foi até Sasuke, o beijando, ele pegou na sua bunda e ela puxava seus cabelos. Okay que merda era aquela? eu tava tipo de boca aberta. Ele parou de beija-la e a deu 200 reais, certo que?

- Conheceu Helena? - disse quando veio até mim.

- Bem pouco, ao contrário de você. - falei de cara fechada, ele riu. 

- Não fica com ciúmes amor. Ela é uma prostituta, me satisfaz quando preciso, mas não vou querer mais ela, então a paguei. - disse me olhando e bocejou. - agora estou saindo com você, a diferença é que vamos ser amigos e se pegar ao mesmo tempo, você vai ser minha dama.

- E desde quando quero ser sua dama. 

- Desde quando nos pegamos naquele elevador.

Eu corei.

- Hoje não irei competir e sim ver. Quer pipoca? 

- Não, valeu.

A corrida de Tony e outro cara começou, mas eu nem prestei atenção. 

Sasuke era estranho, afinal ele me pegou do nada, ta saindo comigo, mas nem me conhece. E eu sou mais estranha ainda por colaborar.

- De tantas garotas, porque me escolheu? - ele me olhou, olhou no fundo dos meus olhos, ele me olhava intenso, como se lembrasse de algo ou visse algo.

- Não sei. - sussurrou. 

Ta né.

- Vem aqui. - disse e me puxou, saímos de la e ficamos andando, ele começou a subir um morrinho e me levando junto. Chegando lá no alto ele se sentou, então me sentei também, dava pra ver a cidade lá de cima, era bem bonito. 

- Por que me trouxe aqui? 

- Não sei. - sussurrou.

Sasuke é estranho. 

- Pode me responder alguma pergunta, com outra coisa que não seja não sei?

- Não sei. - bufei.

- Eu vinha pra cá quando brigava com meu irmão. Gosto de ver o céu e a cidade, ainda mais de noite.

- Não brigam mais? - perguntei.

- Ele foi embora.

- Ah sinto muito.. - falei assustada.

- Não, ele não morreu, eu espero. Só fugiu, ele me disse que não aguentava mais ficar ali com as ordens do meu pai, e se passou 30 minutos ele sumiu. Com suas roupas e tudo mais. Isso aconteceu quando eu tinha 10 anos, ele tinha 16 na época. Agora deve estar com 22 por aí. Talvez esteja morto, talvez esteja pobre ou rico, talvez casaco e com filhos, nunca vou saber. 

- Nunca o procurou?

- Minha mãe faleceu no meu parto, com isso meu pai meio que tem raiva de mim e diz que foi minha culpa. Meu pai é egoísta e louco por dinheiro e sucesso. Faz de tudo pra conseguir oque quer. Ele quer que sejamos igual ele. Seguindo seus passos. Mas quem quer casar por dinheiro e não por amor? quem quer investir em uma profissão que não gosta? quem quer fazer dos filhos um robô?

Fiquei em silêncio.

- Shion sofre com isso, ela ama Kiba, mas o pai dela é a mesma coisa, já que é amigo do meu. E bom, eu não quero ser empresário ou casar com ela. Quero ser escritor e casar com alguém que amo. Mas nunca me apaixonei.

- Anda procurando essa pessoa? é por isso que ta atrás de mim? acha que sou a mulher que vai te fazer amar? - ele me olhou.

- Acho que é a mulher que vai me fazer descobrir oque é amor, não precisa ser quem devo amar, mas me ajudar, afinal oque é amor? - me perguntou. 

- Isso se descobre sozinho e não com ajuda. - falei, ele me olhou e sorriu. 

- E você? me conte.

- Fui uma criança de 3 anos perdida na praia e achada por uma família louca, mãe drogada e pai alcoólatra. Meu pai batia em mim e minha mãe não ia com a minha cara. Eu só comia torradas e leite. Tenten era a única amiga que tive, ela cuidava de mim e me dava comida. Mas então descobri que sou filha de um bilionário, que tenho um irmão e uma avó que me amam. Eu fui atrás deles e estou aqui. Tenten ganhou 3 milhões e agora mora na Inglaterra com sua mãe que estava em coma mas esta acordada e melhor. 

- Caramba.. Achei que minha vida era uma merda mas olhei pra sua e me surpreendi.

- Minha vida melhorou, mas a sua continua uma merda.

- Não precisa jogar na cara. - rimos. - Oque quer ser?

- Médica.

- Minha mãe era médica. - disse e sorriu.

- Ela deve ter sido incrível. 

- Sim. - suspirou. -Agora, vamos parar com esse papo, e partir pra parte que a gente se pega? 

- Você não presta. - eu ri. 

Ele me puxou e me beijou, devagar e com calma, sua língua dançava com a minha, seu hálito era fresco de bom, ele era bom. O beijo foi ficando mais intenso, e ele começou a tirar minha jaqueta e blusa, me deixando nua em cima. Começou a mexer em meus seios me causando arrepios, e então começou a abocanha-los, aquilo era ótimo. Eu mexia em seus cabelos com vontade, então ele desceu a mão para minha vagina e começou a mexer lá, massageando minha linguinha e me fazendo gemer alto.

Quando fui começar a tirar totalmente minha roupa e ele a dele, ouvimos a policia, pelo jeito tinham visto o racha, me vesti rápido e ele se levantou.

- Vamos logo, meu carro esta lá!

Segurei na sua mão e sai correndo ao seu lado, tinha o povo tudo correndo, e as viaturas ali, Sasuke tinha deixado o carro mais afastado, conseguimos entrar e dessa vez coloquei o cinto. Saímos dali rapidamente. 

- Espero que Tony tenha escapado! 

- É. 

Chegamos na frente da minha casa. E eu suspirava rápido. Por causa da adrenalina. 

Ele começou a rir e eu sem entender comecei a rir também, aquilo era louco. 

- Você é louco. 

- Isso é só o começo. 

- Bom, é 01hr. - falei. - tenho que ir.

- Ta cedo. - disse e fez biquinho.

- Nos vemos amanhã amigo. 

Sai do carro e o senti bater na minha bunda. Entrei em casa, os seguranças me olharam.

- Não contem nada ao papai. - falei e entrei. 

Subi as escadas até chegar no meu quarto, assim que cheguei fui tomar banho, quente e demorado, sai do banho e coloquei um pijama me deitando na cama. E então eu sorri. Sasuke e eu seremos bons amigos. 

 

 

 

 

_(*-*)_até o próximo!


Notas Finais


Dscp por qualquer coisa! Até <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...