História Complicated Girl - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Hayes Grier, Jack & Jack, Magcon, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Christian Collins, Crawford Collins, Hayes Grier, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Jacob Whitesides, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Personagens Originais, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Exibições 750
Palavras 1.489
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Festa, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Knowing the boys


Fanfic / Fanfiction Complicated Girl - Capítulo 5 - Knowing the boys

Nash: HELENA ! - gritou entrando no quarto me fazendo acordar na hora - você tava dormindo ?
eu: não, tava vendo como é estar morta - falei irônica
Nash: você já viu que horas que é ?
eu: to com cara de relógio ? - falei irônica novamente, me segura que hoje eu tô um perigo.
Nash: ainda da tempo de cancelar sua passagem
eu: desculpa, amor da minha vida - pulei da cama, indo até ele o abraçando - logo estaremos em Los Angeles - dei pulinhos de animação. meu senhor vamor ir para L.A.
Nash: nunca te vi tão animada - falou rindo me vendo dar meu pequeno surto.
eu: eu vou poder ser livre finalmente - disse indo até o banheiro
Nash: eu vou estar lá
eu: apenas um detalhe - ele riu e escutei a porta do quarto ser fechada, abri o chuveiro, tomando o meu banho, sai do banheiro procurando uma roupa confortável dentro da mala,a coloquei e peguei meu celular, saindo do quarto, desci as escadas vendo todos correndo de um lado para o outro.
Mãe: bom dia, querida - sorriu e passou apressada
eu: por que toda essa pressa ? - me sentei no sofá ao lado de Sky
Mãe: estou atrasada para levar Sky em frente à escola - verdade, hoje Sky vai para o tal acampamento,isso me lembra do meu primeiro acampamento, eu esperta como sempre, subi em uma arvore só que havia uma comédia, tradução: eu levei picada ate na pálpebra do olho. 
Hayes: mãe, eu já falei que levo ela
Mãe: vocês vão se atrasar
Nash: já estou pronto - desceu as escadas carregando as malas junto de Johnnie - vamos ?
eu: espera - corri até a cozinha pegando uma pêra - agora vamos - saimos de casa, peguei minha mala, andando até o carro.
Mãe: vocês mal chegaram e já estão indo - falou nos olhando com os olhos marejados
Nash: eu preciso ir - disse a abraçando
Mãe: eu sei, querido - sorriu - tenham uma boa viajem
Eu: vou precisar - minha mão ja estava suando sendo que nem entramos no carro ainda.
Nash: ainda o medo de avião ? - falou rindo
eu: para, isso não é engraçado - dei um tapinha no braço dele
Johnnie: vamos - disse já dentro do carro, abri a porta de trás indo com Hayes e sky, Nash foi na frente com Johnnie
(...)
Nash: sua cara - falou tentando parar de gargalhar 
eu: Desculpa gente, ele nasceu com um problema mental - falei para os passageiros que olhavam o ataque de riso do ser - se controla
Nash: eu não consigo - que hora maravilhosa para ele ter um ataque, a gente está dentro de um avião, como se isso não bastasse, os passageiros estão todos olhando para nós.
eu: Hayes, ajuda aqui - cutuquei ele que estava na minha frente
Hayes: se controla, cara - pegou um pouco de água jogando na cara dele
Nash: você me molhou - olhou mortalmente para Hayes, parando de rir
Hayes: você parecia uma gazela
" senhores passageiros, coloquem o sinto, iremos pousar "
ainda bem, a poltrona deve estar com as marcas do meu dedo de tanto que eu apertei.
Nash: relaxa, Lena - agora que estamos pousando ele fala isso, porque o vôo inteiro passou rindo da minha cara.
senti o Avião pousar, tirei meu sinto levantando, descendo do avião pegando as malas, andamos até o portão de desembarque, Nash e Hayes andaram até um menino meio japonês, usava um boné branco e uma blusa preta.
Hayes: fala aí, mano - fez um toque com o menino desconhecido
Xxx: demorou pra voltar em
Hayes: tava ocupado
Nash: sentiu minha falta, né ? - fez um toque com o menino tambem
xxx: nossa, nem sabia que voce tinha ido - riram entre eles e eu fiquei com uma cara de tacho. - e essa menina, quem é ? - o menino me olhou da cabeça aos pés
Nash: minha irmã - me puxou para mais perto
Xxx: então essa que é a Helena ?
eu: eu mesma - sorri simpática, eu sei ser legal as vezes.
xxx: sou Carter - ah, então esse é o japonês falsificado, que as meninas tanto falam. - vocês só esqueceram de falar que ela era gata.
Nash: respeita, é minha irmã - deu um tapa na cabeça dele
Carter: só falei, não precisa de agressividade - passou a mão na cabeça onde tinha levado o tapa - vamos - eles saíram andando,os segui até um carro, mas não é " um carro ", é "O Carro ". Ele guardou nossas malas e entramos, fiquei observando a paisagem enquanto eles conversavam sobre algo que eu não prestei a atenção, senti o carro parar em frente à um predio muito bonito, descemos , ajudei o menino a levar as malas, entramos no lugar e fomos até o elevador, ele apertou o botão do primeiro andar, seria um lugar perfeito para jogar as inimigas. depois de alguns segundos o elevador parou e abriu as portas, eles andaram até o apartamento 450 
Nash: bem vinda a nossa casa - abriu a porta revelando um lugar totalmente bagunçado,mas dessa bagunça eu conheço bem, teve uma festa louca aqui.
eu: teve festinha - entrei tomando cuidado para não pisar nas coisas, tinha um negócio branco no chão, eu nem quero pensar no que seja isso.
Carter: esqueci de contar sobre isso - fez uma cara de ter esquecido
eu: a gente devia ter vindo um dia antes - entrei em uma porta, vendo um menino deitado em cima da mesa e outro no chão - hey, cara - balancei o menino loirinho
xxx: só mais 5 minutos, mãe - falou e se virou para o outro lado, andei até a pia enchendo um copo de água jogando na cara dele, o fazendo acordar assustado. - o que aconteceu ?
eu: é o que eu estou tentando saber - ele me olhou confuso
xxx: a gente teve alguma coisa ?... - Ham? ... MEU SENHOR !
eu: Não ! - neguei com a cabeça - eu acabei de chegar
Carter: ACORDA TAYLOR ! - gritou fazendo o menino do chão levantar assustado
Taylor: que merda,Carter - falou bravo - você me ... - ele ia completar mas parou assim que me viu - oi gata - sorriu e que sorriso.
Carter: se eu fosse você não fazia isso
Taylor: por que ?
Hayes: ela é nossa irmã
Taylor: ela continua gata - falou recebendo um tapa de Nash - que agressivo
Carter: eu avisei - andou até a geladeira
eu: para de bater neles - olhei brava para Nash - como é seu nome loirinho ? - falei me sentando em cima da bancada
xxx: Matthew - disse com a mão na cabeça
eu: ressaca ? - ele apenas assentiu - bebê mais que melhora
Matthew: tá louca ? quer me matar ?
eu: vai por mim
Nash: quando ela dizer uma coisa vocês fazem ao contrário
Hayes: é assim que funciona - desnecessário esses comentários. escutei algum celular tocar, o tal de Taylor tirou o aparelho do bolso que vibrava
Matthew: atende logo isso
Taylor: calma - atendeu saindo da cozinha, mas logo voltou - eles estão chegando
eu: eles quem ?
Matthew: os jack's e Shawn
eu: não conheço - eles ficaram me encarando - que foi ?
Carter: você não conhece Shawn mendes ? - levantou uma das sobrancelhas.
eu: na verdade - falei descendo da bancada - não conheço nem vocês
Taylor: essa doeu - colocou a mão no coração fazendo drama
eu: que drama - fui ate Nash, parando do seu lado - eu vou ficar a onde ?
Nash: tem um quarto sobrando, mas não é tão bom quanto os outros
eu: eu não ligo, só quero dormir
Carter: vem, eu mostro o quarto - disse saindo da cozinha, peguei minha malas - deixa, eu levo
eu: não precisa
Carter: eu levo - insistiu, se ele quer levar, quem sou eu para dizer não.
subimos a escada do apartamento dando em um corredor enorme.
eu: cara, quantas pessoas moram aqui ?  - falei observando as portas que haviam no corredor
Carter: 9 pessoas - senhor, entendi a bagunça agora - aqui é seu quarto - abriu revelando um quarto lindo, todo branco com uma cama de casal, aqui foi o único lugar que foi salvo da festa louca que teve.
eu: uau - falei entrando no quarto
Carter: depois você deixa do jeito que quiser - querido, se meu quarto fosse exatamente assim já estava mega feliz - fica a vontade, só não liga pros dementes, as vezes eles tem um surto de idiotice. - é que você não me conhece direito.
eu: tudo bem - ri e ele saiu do quarto fechando a porta.
A onde eu vim me meter ?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...