História Complicated Love (Jimin) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jimin, Romance
Visualizações 69
Palavras 1.395
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiee, voltei até cedo, não é?
😁❤

Capítulo 12 - Hyung, não fique chateado.


Fanfic / Fanfiction Complicated Love (Jimin) - Capítulo 12 - Hyung, não fique chateado.

Jimin.


Meus hyungs encararam-me como quem encara a um bandido, não tiro suas razões, mas não tenho culpa por ter me apaixonado por ela. 

— hyung, eu gosto dela desde aquele dia do bar. – esclareço pela milésima vez, mas os três estão focados em outra dimensão só pode. 

Yun estava no quarto a minha espera, pois os três preferiam conversar apenas comigo. Taehyung permanecia pensativo, as vezes trocava olhares com o Namjoon, outra comigo, mas nada era dito por eles e isso já estava me chateando. 

— então você se apaixonou por ela, mesmo estando com Hyuna? – Jungkook quebra o silêncio. 

— no início, eu pensei que era só uma confusão de sentimentos, pois eu estava brigado com Hyuna, mas depois de dias, mesmo eu sabendo que era minha cunhada, esse sentimento só foi crescendo. Não quis contar a ninguém, pois sabia que seria julgado, Yun sente o mesmo por mim, no início ela sentia algo pelo Jin eu acho mas agora ela me quer, somente a mim. E eu quero ser feliz novamente, quero poder ter um relacionamento de verdade, onde os dois gostam de si e se respeitem. – suspiro, como se um peso tivesse largado meu corpo, me esparramo sobre a poltrona. — vocês, melhor que ninguém, sabem o quanto eu sofri nessa relação com a Hyuna. 

Taehyung e Namjoon relaxaram seus rostos e passaram a me julgar de outra forma, ouvi a porta ser aberta, dou de cara com o Jin, engulo a seco, não estou preparado para falar com ele. 

— Jiminie, Como está? Trouxe algumas guloseimas. – Jin todo sorridente balançou as sacolas. 

Me senti mal demais, nós quatro permanecemos em silêncio até que Jin percebesse que alguma coisa estava errada, não demorou muito para que ele percebesse a atmosfera, logo ele sentou próximo a mim. 

— aconteceu algo? – perguntou com uma expressão preocupada. — vocês parecem que vão morrer. 

— Jimin tem algo a falar. – Taehyung responde afoito. 

Fuzilo ele com o olhar, puxo o ar com toda a força, procuro formular algo em minha mente que não vá causar mágoas. 

— então Jimin, o que é? 

— Yun está aqui. – digo quase inaudivel, Jin se ajeita no sofá e olha para todos os cantos. 

— por que não avisou antes? Nem me arrumei. – ele ajeitou seu cabelo. — mas eu nem preciso, sou bonito de qualquer jeito. 

Mesmo tensos, rimos fraco de seu comentário convencido, Jin hyung sempre foi assim. Mas logo o silêncio retornou, crio coragem para acabar com isso de uma vez. 

Hyung, não fique chateado. – Jin franze o cenho enquanto ouve. Continuo:— Yun está aqui comigo, estamos ficando. – falo de uma vez, cabisbaixo espero o pior. 

Jin arregala os olhos e expira, ele se levanta sem dizer nada, anda de um lado para o outro, quase abrindo um buraco no piso. 

— então, você a traz pra minha casa? Me faz sentir uma preocupação por você romper novamente com a sua namorada, aí eu falto o trabalho, reuno todos os meninos disponíveis, gasto dinheiro com muitas comidas, quando chego aqui você me fala uma coisa dessas, egoísta? – Jin eleva o tom, encaro-o pronto para ouvir o que ele quiser falar, e para ser escorraçado daqui. — Onde ela está? – ele contorna toda a sala em busca de Yun. 

— No segundo quarto. – responde Namjoon. 

— eu vou falar com ela. – meu hyung apressa-se em direção a porta, levanto de forma abrupta e o seguro. — me solte Park Jimin, se não... 

— me bata se quiser hyung, me xinga, me expulsa, faz o que quiser comigo mas não grite com ela. – imploro. 

— você acha que eu sou o que? Eu ainda sou o Jin, eu nunca gritaria com uma garota, mas as ideias que me deu, estão sendo bem desejosas pra mim, quero arrebentar sua cara Jimin. – Jin trinca os dentes e pela primeira vez eu fico com medo dele. 

— solta ele Jimin. – Jungkook da leves batidinhas em meu ombro. — vai ficar tudo bem. 

Jin continua encarando o corredor, respiro fundo e o solto. 

Yun.


Espero por mais de meia hora, eu estava prestes a abrir um buraco nesse piso de madeira, ouço o barulho da porta ser aberta, logo vejo o rosto de Jin, ele sorriu, fico assustada com sua presença, pois eu não esperava de forma alguma. 

— oi.. – ele torna a fechar porta, a passos lentos, se aproxima. 

— Oi Jin. – respondo com a voz embargada, será que ele já sabe?

Sou surpreendida com um abraço apertado, passo meus braços ao redor de seu corpo retribuindo o abraço, ficamos assim por alguns minutos, até que ele me soltou. 

— diga o que está fazendo aqui pequena? – sua mão acaricia meu rosto. 

— Oppa.. 

— diga que veio me ver, por favor. – seus olhos fecharam-se e eu senti um aperto sem igual. 

— Jin.. 

— sabe Yun, eu realmente me apaixonei por você, você é linda, divertida, carinhosa, eu já sou um homem independente, já pensei  em construir uma relação com você, em casar e te sustentar, meio bobo, né? – ele repousou sua testa na minha. — já te desejei como mulher, e eu cheguei a pensar que dessa vez eu teria achado a certa, mas me diga Yun, você não me desejou nem um pouco? 

Olho em seus olhos, Jin era lindo, e eu realmente desejei ter me apaixonado por ele. 

— Sim oppa, eu realmente quis todo esse tempo retribuir seus sentimentos, eu te vejo como um homem, te acho incrível, lindo. – sorri. — mas meu coração foi de encontro a outro, me desculpe. 

Jin suspirou e afastou seu rosto, mas tinha um sorriso pequeno em seus lábios. 

— é bom saber que você não estava só me iludindo. – Jin encaixou sua mão em minha nuca. — posso pedir algo? 

— sim.. 

— me dê o último beijo. 

Olho para ele sem ter o que responder, um beijo? Eu não posso... 

— Yun, Jimin me deve essa, eu só estou pedindo isso, não vou mais tentar nada. Prometo. – sua voz rouca despertou-me sensações novas, mas não era nada perto do que Jimin causava-me. 

Assinto minimamente, Jin se aproxima vagarosamente, sua respiração mistura-se com a minha, quando seus lábios tocam os meus, fecho os olhos instantaneamente, um selinho demorado e logo um pedido para aprofundar o beijo, onde eu cedo, sua língua quente e aveludada contornava meus lábios e logo se encontrava com a minha em uma sincronia perfeita, Jin acariciava meu rosto, o beijo se torna intenso, nossas bocas encaixavam-se perfeitamente mas a falta de ar nos interrompeu, Jin deu um último selinho e se afastou. 

— é engraçado, eu um adulto apaixonado por uma adolescente, regredindo no tempo, me sinto um adolescente que acabou de levar um fora. – ele ri mas parecia triste.

Jin saí do quarto sem nem se despedir, sento-me na cama e toco em meus lábios, o beijo dele estava totalmente diferente ao de ontem, respiro fundo tentando me acalmar, aquele beijo deixou-me um pouco triste, mas pelo menos agora Jimin e eu podemos ficar juntos, ou não, ainda falta o pior, Hyuna. 

Saio do quarto, ando até a sala encontrando Jimin sozinho parado diante a porta olhando para além dela, caminho até ele e paro ao seu lado, tendo a mesma vista, o lago ao Horizonte, algumas árvores soltando suas folhas, era uma bela vista. 

— eu o beijei Jimin. – digo de uma vez. 

— eu sei, eu vi. – ouço seu suspiro e um aperto em meu coração torna a voltar. 

Ficamos em silêncio encarando a paisagem, ele entrelaçou nossos dedos. 

— você gosta dele? 

— Não Jimin, eu gosto de você. –respondo sem hesitar, pois não tenho dúvidas de meus sentimentos. 

— por que algo me diz que você gosta dele? – sinto a pressão em minha mão aumentar, meu garoto se sente inseguro. 

— porque você é inseguro, Jimin, eu posso te garantir, você é o único que quero, o único que eu quero beijar. – encaro-o esperando seu olhar se voltar a mim, um sorriso lindo aparece em seus lábios. 

— está pronta? Uma parte já foi, precisamos enfrentar só mais algumas. – ele puxou-me para um abraço.

— desde que estejamos juntos, qualquer obstáculo vai ser moleza meu amor. 

Jimin gargalha de uma forma gostosa, ganho múltiplos selinhos, mas um pressentimento me assombrava... 

Algo dentro de mim dizia que o próximo passo não seria tão fácil assim. 



Notas Finais


Eu escrevi isso ouvindo Awake 😭😭 Jin é meu utt supremo, doeu escrever kk

Então gente, tamo chegando na reta final 😰


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...