História Complicated Loves - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Escola, Romance
Exibições 7
Palavras 1.341
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Olá, minhas amoras. Quero agradecer por todos que estão lendo, os que tem seus personagens e os que não tem (quem sabe na segunda temporada?). As fanfics seguiram normalmente, não precisa ler a Loves Strange se não quiser.
Espero que vocês tenham boas festas (ganhem bons presentes ^^).
Um beijo, um abraço e até ano que vem, minhas amoras e meus amores!

Capítulo 40 - Dimensões Capítulo final


 

~Luna~


-Oh! Meu Deus!-Joey gritou, irritado-Isso é.....ruim..... Por que ele? Por que não escolheu o Michael?-ele perguntava à si mesmo.
-Michael?! Não, não, não, não! Michael nunca conseguiria enfrentar-me!-DS respondeu, em meio à gritos.
-O que isso tem haver? Estamos falando de escolher, e você vem me dizer de enfrentar?-Camz perguntou, confusa.
-Para ficar com Luna, deve me enfrentar-DS completou.

Fiquei confusa, e de repente, algumas lembranças de infância passaram-se em minha mente. 'Emery..? Quem é Emery? Quem é Jack? Ayumi? Bell? Emmy? Archie? Bruno?'. Minha cabeça começou a doer, uma dor muito forte. Larguei Nickolas, e segurei minha cabeça, aos poucos fui me agachando, até estar sentada no chão. A discussão continuou, mas parecia tão distante, ou alguém me aprisionou em uma sala anti-ruídos. A dor aumentou, comecei a sussurrar palavras estranhas, algumas lágrimas escorriam pelo meu rosto.
-"Luna? Você está bem?"-uma voz ao longe, me perguntou.
Comecei a chorar, senti uma pontada em meu coração, uma voz tão aguda, uma garota me chamava.
-"Mana, acorde!"-a voz dizia.

Tentei ignorar, parar de chorar, mas era impossível. Aquela voz despertou tantas lembranças, uma garotinha parecida comigo, olhei para ela. Eu estava em meu quarto de infância, havia duas camas. A menina veio até mim, limpou minhas lágrimas e me abraçou, e eu, mesmo com uma dor terrível, abracei a garotinha. 'Essa é a Emery, minha irmã mais nova'. Chorei ainda mais, a pontada no coração, era as saudades que eu tenho dela. 'Nunca mais irei vê-la?'. Senti meu coração acelerar.
-"Luninha! Vamos, acorde! Por favor?"-Emery estava com a voz chorosa.
'Emm, me desculpe.....e-eu não queria que você morresse...'.
-E-Emm...-sussurrei.

A dor parou, olhei a minha volta, eu continuava agachada, segurando minha cabeça, chorando. Nick olhava preocupado para mim, seus olhos verdes brilhavam, suas mãos tremiam. Ele esticou sua pequena mão, segurei a mesma, Nick me ajudou a levantar. Tudo voltou ao normal, de repente.
-Você nem venha ameaçar minha filha novamente!-Camz gritou. Ela segurava Lauren em seu colo, Joey ao lado delas, de braços cruzados.
-A....me...açar...?-repeti, totalmente confusa.

Olhei para Dark Soul, olhos negros e um pouco esfumaçados, ele sentia puro ódio, eu sabia disso. Seu olhar concentrava-se em meu irmão. Uma cena horrível veio a minha mente, Joey sendo morto por DS. Tudo ficou em camera lenta, DS retirou de seu bolso uma pequena adaga e atirou na direção de Camz e Lauren, Joey empurrou elas, a adaga acertou seu peito.
-Joey!-Camz e eu gritamos.

Ouvi seu coração parando de bater, a cada segundo o ritmo desacelerava. Fui andar, mas minhas pernas falharam e acabei caindo. Camz deixou Lauren cair de seu colo, e correu na direção do seu amado, Lau gritou e começou a chorar, Dark Soul desaparecerá. Levantei-me rapidamente e corri na direção de meu irmão, o tempo "acelerou" novamente.
-Joey! Joey! Aí meu Deus!-gritei, conferindo seu pulso. Nada.
-Joey, por favor! Não morra!-Camz chorava, desesperada.
-Papai! Papai! P-papai!-Lauren o chamava, com a voz chorosa.
-A pulsação! Cheque-a! Agora! Luna, por favor!-Camz gritou, olhando para o rosto de Joey, uma lágrima escorreu e caiu em seu rosto.
-Camz.....n-não consigo sentir nada!-falei.
-Luna, p-por favor....-Camz murmurou, chorando.
-Camz, ele já está morto, não podemos fazer nada!-Carol disse, puxando Camz para longe.

Camz berrou, enquanto a arrastávamos para a cozinha. Lauren veio correndo atrás da mãe, Nick ficou estático, olhando para seu tio morto, Alisson chamava o mesmo, tentava puxá-lo para a cozinha, demorou mas conseguiu. Carol ficou na cozinha, segurando Camz e cuidando das crianças, enquanto eu estava na sala, sentada no sofá, chorando.
 

'DS, você merece morrer. Quando o sangue de um inocente for derramado, o culpado deverá ser castigado'. Meus olhos ficaram vermelho vinho, senti minha aura ficar pesada, o último pingo de sanidade que eu tinha, finalmente secou. 

 

~Carol~

 

Camz  não parava de chorar e se lamentar. Lauren estava abraçada à sua mãe, chorando também. Nickolas e Alisson estavam paralisados, 'Pobre Nick, qual deve ser o sentimento de ver seu próprio pai matar seu tio na sua frente?'. Luna estava na sala, chorando. Eu tentava reconfortar Camz, mesmo não dando certo. Todo o meu corpo arrepiou, senti uma energia escura e pesada, e, por impulso, olhei para a sala.

Levantei e caminhei lentamente até a sala, Luna não estava chorando, ela olhava para Joey, com ódio nos olhos agora vermelhos. A tal energia estranha, vinha dela. 'Já estava horrível, mas agora, o culpado será castigado. E eu vou ajudar a castigá-lo'.

 

                  -----------------------------------------------1  Ano  Depois-----------------------------------------------------

 

~Camz~


[16 de julho de 2018]


 

'Hoje, está fazendo um ano, é o aniversário de morte de Joey'. Lauren completou 15 anos noite passada. Nick e Alisson completaram 17 no começo do mês. 

Lau arrumava seu vestido preto, que ganhou de aniversário. Nick estava sentado no sofá, olhando para a porta do quarto de Alisson, esperando a mesma, estava com um ar de apaixonado, e eu disse o que qualquer tia diria.
-Está esperando a namorada? Alisson, vamos logo! Não estou afim de invadir o cemitério à noite!-gritei.
-Estou pronta-Alisson respondeu, aparecendo na sala.

Ela havia feito um rabo de cavalo, passado um batom vermelho, usava um vestido preto. Estava linda. Olhei para Nick, o mesmo faltava babar.
-Quer um balde, Nick?-perguntei.
-Hã? A-ah, não, obrigado-Nick respondeu, um pouco corado.
Ele levantou-se e olhou para ela, Ali corou um pouco, e sorriu.
-E aí? Fiquei bonita?-Ali perguntou, rodopiando.
-Sempre está. Espera! Ah, droga, não sei sussurrar mais-Nick respondeu, envergonhado.
Dei uma risada baixa, procurei com os olhos Carol e Luna, mas não encontrei.
-Onde elas estão?-perguntei, voltando minha atenção ao casal.
-Minha mãe?-eles perguntaram, juntos.
-Na verdade...-Nick foi interrompido.
-Elas estão nos esperando no cemitério-Lauren o completou, parada na entrada.
-O quê? Por quê?-perguntei, seguindo Alisson e Nickolas até a entrada.

Lauren deu de ombros. Saímos de casa, em direção ao carro, todos em silêncio. Liguei o carro, enquanto os outro colocavam o sinto. Fomos até cemitério em que Bella, Michael, Bruno e Lucas estão enterrados. Ninguém teve coragem de falar algo durante o caminho.

 

~Nick~

 

Algumas vezes olhava para Alisson, e ela também estava me obsevando, e desviavamos o olhar. Há alguns anos, desde meus 13 anos, eu pesquisei sobre bruxaria, tentando encontrar uma forma de reviver meu tio, Bella, meu "pai", Bruno e Lucas. 

Quando chegamos no cemitério, descemos e encontramos Carol e minha mãe olhando para algumas lápides, minha mãe estava ajoelhada na frente de um. Me aproximei dela, sussurrei pedindo para ela afastar-se, mamãe obedeceu. Usei meu poderes para fazer algumas coisas que precisava para ressuscitar alguém. Ouve um terremoto.
-Eu sabia que algo daria errado!-Alisson gritou.

 

~Blackburn~

 

Camz, Thaynara, Ashton e eu fomos parar em outra casa, parecida com a nossa. Olhamos a volta, confusos.
-O-o que houve?-Thaynara perguntou.
-"O que houve"?! Você acha que algum de nós sabe?!-gritei com ela.
-Não vão brigar agora-Camz pediu, mas não dei ouvidos.
-Você tem noção do que fez?! Vocês dois?!-olhei mortalmente para Ashton. Ambos coraram.
-Hey, do que está falando?-Camz perguntou.
-Camz! Ashton e Thaynara transaram e você não está nem aí!-continuei a gritar.
-O quê?! Thay!-Camz gritou.
-Podem parar de gritar?! Estamos em outro lugar, de repente, e vocês vão discutir?-Ashton disse, irritado.
-Vai saber quem mora aqui-Thaynara falou, pegando um porta-retrato-Olha, é a Camz e a Luna, mas tem um rapaz, uma outra moça, e três crianças.

Fui ao lado dela, peguei o retrato de suas mãos. 'Mas, como? Quem são eles?'.
-Estou confusa-Camz disse, ao meu lado, olhando para a foto.
-E como você acha que estamos?-Ashton perguntou, cruzando os braços.

 

~Nick~


-Que droga..-digo.
-O que? O que é uma droga?-Alisson perguntou.
O terremoto já havia parado, estávamos voltando para casa.
-Acho que..-fui interrompido.
-Você misturou dimensões?-Joey perguntou.

Quem eu queria trazer à vida, estava ali, ajeitando suas roupas sujas. Pude conhecer o homem que deveria ser meu pai, o pai de Alisson, que não foi com minha cara, e o Lucas. Bell, não havia aparecido, pelo menos não ainda. Estávamos olhando para o carro, alguns abraçados, matando suas saudades.
-É. Talvez-digo, olhando a volta.
-Isso é ruim-Bell disse, aparecendo atrás de Lucas.
-Bell?!-todos perguntaram, confusos.
 


Notas Finais


Vou sentir saudades dos comentários ;-;
Abraços
~le abraça todos os leitores


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...