História Composições de Um Sorriso Triste


Escrita por: ~


Sinopse:
Seul, a capital da cena underground, uniu compositor e rapper em uma relação de conveniência. As letras escritas por Hanbin – bloqueado pelo medo de se apresentar para o público – e os versos rimados por Jiwon – péssimo em criar suas próprias histórias através da música – fizeram deles uma dupla imbatível; quase um parâmetro de perfeição no contexto ao qual queriam se encaixar. O desvio do caminho que ambos trilhavam até sucesso ocorreu quando Hanbin, imerso em medo e covardia, decidiu que a melhor saída era contar seus segredos melancólicos nas poesias que o outro cantava. E Jiwon deveria saber interpretar seus avisos e concluir, antes que fosse tarde demais, que as composições eram mais do que palavras rabiscadas num papel de linhas horizontais.

-

"(...) Hanbin não conseguia enfrentar seu medo de cantar em público. Até mesmo em uma pequena demonstração para seu novo amigo, esquecera a letra cinco vezes e xingara inúmeros palavrões ao desistir de cantar para o mais velho.

Bobby sorriu internamente. Hanbin era bonito e tinha um timbre incrível, mas melhor que isso era o seu dom de compor situações com as quais qualquer um poderia se identificar. Nascia ali uma aliança conveniente. Jiwon queria cantar mais do que histórias sobre prostitutas morrendo de overdose numa pilha de dinheiro, e Hanbin, com seu cabelo incrível e sorriso fácil, sonhava em brilhar... mesmo que fosse através de outra pessoa. "

DOUBLEB | ONESHOT | +18.

/Capa provisória.
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Categorias IKON
Personagens B.I, Bobby, Chanwoo, Donghyuk, Jinhwan, Junhoe, Yunhyeong
Tags Doubleb, Ikon
Exibições 196
Comentários 8
Palavras 8.980
Terminada Sim

Fanfic / Fanfiction Composições de Um Sorriso Triste
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Bons momentos em uma estrofe (...)
8
196
8.980

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por ~Yoonseokster
Capítulo 1 - Bons momentos em uma estrofe (...)
Usuário: ~Yoonseokster
Usuário
Moça, eu sempre me considerei boa com palavras, mas sinto que simplesmente não vou conseguir expressar de forma clara o que eu estou sentindo agora. Agradeço pelo seu escrito não ter uma versão impressa, pois eu provavelmente já teria feito dela uma massa inconsistente nesse momento, encharcada de um fluido salgado que insistiu em transbordar dos meus olhos desde que eu comecei a ler essa maldita e maravilhosa oneshot. Uma vez, minha irmã havia me falado sobre ela, e disse que havia lido o fim antes do início, algo que sempre fazia, pois ela não sabe lidar bem com esse tipo de tema, se é que me entende, então eu já vim pra cá sabendo do triste desfecho dessa história, o que alguns chamariam de masoquismo, mas eu jamais resistiria em lê-la. Cada traço do enredo e da sua escrita que é nada menos que explendorosa, devo ressaltar, me envolveu de tal forma que, como já comentei antes, chorei desde as primeiras linhas. Sobre o Masoquismo... Eu não leio esse tipo de fanfic porque gosto da dor ou porque a morte de alguém que amo me faz feliz, mas sim porque a versão mais pura de todos os sentimentos inevitavelmente se mostra às iminências de uma morte trágica, como milhares de clichés hollywoodianos já me ensinaram ao longo dos anos, e deve ser por isso que eu jamais me decepciono com a abordagem de temas como câncer e suicídio. Considero um dom tão especial quanto transformar dor em poesia, que era o que o nosso poeta Hanbinie fazia, o de encontrar a poesia implícita na dor mais excruciante, e você, além de enxergá-la, se dignou a transcrevê-la de um modo que nós, outros humanos confusos, pudéssemos desfrutar dessa obra-prima. Peço por favor, que você jamais desista da escrita, e que se possível, reescreva essa obra belíssima com personagens autorais e tente publicá-la, pois até mesmo os leigos na arte do kpop merecem vislumbrar do quão bela pode ser a alma de alguns seres humanos, mesmo que a grande parte deles seja apenas uma corja de seres medíocres.

É por pessoas como Kim Hanbin e pessoas como você, cara autora, que seres ordinais como eu, cujas palavas lhe dirijo nesse momento, conseguem manter a sua fé na humanidade por mais algum tempo. Muito obrigada e saiba sempre que você é incrível.

Respeitosamente, Vitória Flores Faccini, desde já, sua fã mais devotada.

P.S: Meu aniversário é em 10 de Outubro.

P.S 2: Pior erro ler essa fic ouvindo Always do Rap Monster.
Postado por ~LannaBrooks
Capítulo 1 - Bons momentos em uma estrofe (...)
Usuário: ~LannaBrooks
Usuário
Olha Kim, a senhora é responsável por vários danos emocionais e uma bad sem fim que eu acabei de entrar aqui. Admito que eu já sabia que o Hanbin ia morrer desde a nota do autor e que to chorando desde que ele disse "Estou careca. Por baixo da touca", OLHA EU NÃO TO BEM! AAAAAAAAAAA Sim, to chorando desde lá por duas razões, lembrei do tempo difícil que minha Hanbina passou esses dias e porque era óbvio (pra mim pelo menos) que Hanbina tinha câncer e nossa isso me destruiu. Mas o final terminou de me arrasar e agora me encontro chorando no banheiro, mas to me sentindo embaixo da crosta terrestre, tenho certeza que estou tão embaixo quanto o manto terrestre.
Mesmo eu já sabendo todo o enredo desde o início (acontece muito por eu ser realmente boa em esmiuçar enredos e por ser escritora também, a gente acaba conhecendo os recursos) em nenhum momento sua história se tornou massante ou aquele plot tão óbvio que fica repetitivo, muito pelo contrário, foi de uma delicadeza, um cuidado, mesmo com o coração agoniado por saber o destino dos dois pude aproveitar, sentir e visualizar com clareza tudo o que você quis passar, o que os personagens estavam vivendo. Você escreve divinamente bem, sério. Muito. Alguém com o seu talento é difícil de encontrar, por aqui. Aliás, com a nova onda de escritores, devo dizer que até no ramo literário você seria uma peça rara. Parabéns. De verdade, foi tudo maravilhoso, eu tô apaixonada, irei panfletar sua fic incansavelmente HAAHHAHA