História Confidence - Capítulo 43


Escrita por: ~

Postado
Categorias Guns N' Roses
Personagens Axl Rose, Duff Mckagan, Izzy Stradlin, Personagens Originais, Slash, Steven Adler
Tags Axl Rose, Drogas, Duff, Hentai, Izzy, Rock N' Roll, Sexo, Slash, Steven
Visualizações 96
Palavras 2.038
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


MEU DEUS!!! 100 E POUCOS FAVORITOS!!! MAIS DE UM ANO DE FANFIC, NOVE MIL VIEWS!! DUZENTOS E POUCOS COMENTÁRIOS!!! QND Q EU PENSAVA Q ISSO IRIA OCORRER? NUNCA!

Eu só tenho a agradecer vocês meus amores, sério!! Por não terem desistido de mim e da estória❤

Enfim, Obrigada a todas, os fav, as views e os comentários!!!

Capítulo bem meloso RISOS!!!
ENJOY! ❤

Capítulo 43 - Red, Red, Red Roses.


Fanfic / Fanfiction Confidence - Capítulo 43 - Red, Red, Red Roses.

P.O.V AXL

Não vou mentir que fiz aquilo justamente para provocar Duff, aliás, ele não deveria se importar, a própria Anelize disse que ambos não tinham nada, no entanto, o semblante do mesmo me rendeu algumas risadas internas enquanto aproximava-mos. Weiger percebe o ar constrangedor e desvencilha-se de mim, indo a sua direção e lhe abraçando.

— Só viemos juntos, Duff.— Diz a loira sorrindo, mas McKagan não se deu por satisfeito e olhou para mim.

— Onde esteve?— Indaga com a sobrancelha erguida.

— Na casa de uma amiga.— Pisco para o baixista e adentro a sua casa, sendo comprimentado por Slash.

— Axl filho da puta! Onde se escondeu?— Slash bate na minha cabeça e eu retribuo com um soco nas suas costelas.

— Por ai meu caro, eu tenho alguns refúgios.— Jogo-me no sofá, observando as cartas espalhadas pela mesa de centro e as bebidas, apanho um cigarro ali e acendo-o.

Kath e Ane terminam de cumprimentar Slash e sentam-se conosco.

— Onde está o resto?— Indaga Katherine observando em volta.

— Izzy e Steven estão dormindo, acredite, do jeito que são, são capazes de acordar só amanhã.— Mckagan a responde sentando-se do lado de Lize.

— Me contem! Tirando a parte desagradável, como foi os shows?— A fotógrafa pergunta sorrindo para Slash.

— Europa é foda demais.— O mesmo acende um Marlboro.

— E muito frio.— McKagan completa.— E vocês? Novidades?

Naquele momento o olhar de Anelize traçou o meu e ela o engoliu seco, fitando suas mãos.

— Nada demais, agora estamos de folga por um bom tempo.— Ajeita-se de forma desleixada sobre o sofá.

— Semana que vem já temos outros dois shows, mas agora no Canadá, se quiserem ir.— Hudson levanta-se e direciona ao lado de fora Lize olha para Kath que move os ombros.

— Quem sabe…— Diz Katherine com certa dúvida, permaneceram conversando, O clima ficou um pouco desconfortável, pois ainda não estava 100% de boas com Duff, por conta disso rumei à cozinha atrás de algo para beber, contudo, ouço o tumor das solas do par de botas da fotógrafa aproximarem-se.

— Está tudo bem aí, rose?— Indaga adentrando ao cômodo e eu afirmo com a cabeça olhando-a através do reflexo da janela à minha frente, a mesma maneia a cabeça e debruça-se no balcão batendo as unhas sobre o mesmo, termino de despejar o café na xícara e vou ao seu encontro.

— Acho que o Duff não gostou muito.— Sorrio e vejo Lize revirando os olhos.

— Você fez de propósito.— Exclamo.— Isso não sai de você não é? Provocar as pessoas?

— Só as que eu acho engraçado serem provocadas.— Fico de lado e passo a encara-la

Após transar com Anelize, não conseguia a olhar com outros olhos, aqueles de sempre querer a incomodar e tirar sua paciência, terminei meu café em silêncio a observando.

— Eu vou pra sala.— Desencosta do móvel, e passa a mãos sobre meu rosto, se afastando, não pude deixar de olha suas pernas e que pernas meus caros...

 No momento em que cheguei ao cômodo anterior minutos depois nem McKagan e Weiger estavam lá, eles haviam subido para o quarto e os olhares de Kath e Slash os entregavam.

— Porque vocês acham que tudo se baseia em sexo?— Questiono cruzando os braços.

— Olha quem fala.— Katherine me olha com sugestão e eu volto a me afundar no sofá.

Apesar de tudo, Weiger sabia de muita coisa de Michael, ambos eram confidentes.

P.O.V ANELIZE

Quando soube por um pequeno cochicho de Duff ainda na sala junto ao restante que ele reencontrou uma pessoa e precisava conversar comigo sobre tretei logo de subirmos para seu quarto.

— Todos lá em baixo devem está pensando que nos vamos…— Digo ao fechar as cortinas e virar-se para mim.— Você sabe.

— Eu estou tão cansado que é capaz de não rolar.

— Mesmo assim, não era para isso que subimos.— Senta-se a minha frente.— Vamos Mckagan! Desembucha.

— Você já teve uma noite com alguém e depois ficou lhe crucificando por isso?— Indaga e ele percebo meu incômodo com a pergunta, coço a cabeça e o respondo.

— Duff! Olha pra mim! Claro que ja!— Exclamo, não pensem que foi com o senhor rose, existiam outras pessoas antes dele.— Mas qual a finalidade dessa Pergunta?

Sinto Duff recuando sua resposta, como que cogitava em sua mente se era certo falar, ele abria a boca inúmeras vezes e a fechava.

— Confia em mim…— Murmuro olhando-o fixo em seus olhos claros maravilhosos.

— A Mandy, minha ex.— Antes que pudera proferir algo eu já tinha compreendido tudo, bastava poucas palavras para decifrar as angustias de McKagan, ele mexeu com o passado e o próprio lhe adormentou desde então.

— Você encontrou com ela na europa e rolou?— Fui direta, não curtia rodeios e pelo modo no qual o mesmo cruzou suas mãos e deslizou seu olhar as próprias encontrava-me mais que certa.

— No começo foi como se tudo de bom que vivemos surgisse, como uma Fênix, das cinzas.— Explica.— Mas quando acabou e eu dei de cara com aquele rosto no dia seguinte as coisas ruins veio à tona e falaram mais alto e bem, eu sai sem sequer me despedir, porém, ela queria me dizer algo, mas sabia que não seria capaz de escutar.

Eu não conhecia direito a razão concreta pela qual eles se separaram, porém, soube que, Mandy lidou muito melhor no começo do que o baixista, ela encontrava-se casada se não me engano, porque o procuraria? Ainda sentia alguma coisa pelo mesmo? Ou apenas fez aquilo para conta-lhe algo que eu temei em acreditar, mas que poderia ser tão sério?

Permaneci muda, eu sabia como era reviver o passado no presente, ainda mais com uma pessoa que já amamos, entretanto, via que, Duff estava mais incomodado porque transou com ela e a fez trair o marido do que com algum sentimento em si.

— Talvez você não irá a ver tão cedo, porém, se vocês encontrarem-se, sentam e conversam! Deixe tudo de lado, de bom e ruim, finge que nada ocorreu, mesmo sendo difícil, ela tem muito há dizer para você McKagan e eu mesmo entendo seu lado, tu poderia ter dado um espaço para ela falar! Talvez agora não estivesse nesta angústia.

— Você fala de uma forma tão fácil, mas na prática…— Comenta e eu rio pelo nariz.

— Na prática também é fácil, o que impede de consede-la é praticamente nosso psicológico e orgulho, adultos amam complicar coisas mininas! Se você pensasse mais na resolução do que nas coisas em volta, pode ter certeza, não acabaria assim, poderiam está até juntos agora.

— Seria algo tóxico sem dúvidas e outra.— Aproxima-se de mim.— Não teria te conhecido e gostado de transar com você, é muito louco, porque com a maioria é só uma noite e fim, não consigo manter uma amizade com nenhuma delas, com você já foi diferente.

— Vamos levar em conta meu caro.— Afirmo.— Que não nos conhecemos num bar, não transamos na primeira noite, aliás quase.— Rio e ele faz o mesmo negando com a cabeça.— E antes de lhe ver como um refúgio sexual, lhe vejo como um amigo e espero que você também.

— Preciso dizer algo loira?— Aproxima-se de mim e eu rodeio meus braços por volta de seu pescoço.

— Não, não precisa.— Nossos olhares se cruzaram, eu criei um afeto enorme por Duff nestes poucos meses, oque para uma pessoa como eu era extremamente difícil, Katherine era a única que lhe continha, eu me sentia plena perto dele, sabia que poderia conversar sobre qualquer assunto com o mesmo, isso era o que faltava na minha vida. Seus olhos eram expressivos demais e eu sabia quando os mesmps queriam perguntar algo.

— Você está me escondendo algo?— Indaga franzendo o cenho de leve, eu teria que mentir para ele, havia prometido a Axl o sigilo, portanto, nego com a cabeça.

— Não, não estou e se for referente às Axl, eu não sei onde ele se enfiou, o encontrei saindo de um táxi na frente da sua casa, se quer saber.— Sorrio fraco torcendo mentalmente pela sua compreensão, suspirou profundo e me puxou para deitar-mos de barriga para cima fitando o teto.

— Rose me causou muita dor de cabeça em poucos dias.— Comenta.

— Ou talvez você ficou vulnerável após seu encontro com Mandy e isso tornou-se os pequenos atritos feitos por ele parecerem maiores.— Afirmo e ele me olha com um sorriso torto apertando a ponta do meu nariz.

— Por isso eu gosto de você.— Aproxima seus lábios dos meus e os selam.— Saudades de você.

— De mim ou do que eu proporciono?— Indago apoiando minha cabeça sobre os cotovelos.— Mas, você não estava cansado?

— Não estou mais assim...— Fala.— Aliás, os dois formam um conjunto agradável…Não? 

— Se diz…— Movo os ombros em forma de desinteresse, o baixista afunda seus dedos em minha nuca e quando percebo já encontrava-me o beijando, o local fora ficando mais quente, nosso corpos ficaram mais quente, moviamos nossas línguas em prol um do outro, McKagan sabia os locais certos onde me tocar e eu os dele, tentei recuar alguns momentos, pois sabia que alguém poderia adentrar a li a qualquer momento, ou não.

Ele me sentou em seu colo e tirou minhas botas marrons de veludo, logo adentrou suas mãos gélidas por baixo do meu vestido, tínhamos que fazer tudo rápido, entretanto, quando o mesmo estava prestes a levanta-lo, a porra da porta se abre.

— Ane o Slash tá te…— Kath surge do além, porém para bruscamente ao ver a cena de eu saindo de cima do loiro, a mesma intercala seu olhar entre nós dois, até soltar uma gargalhada.

— Katherine!— Exclamamos em unissono, mas logo rimos.

— Porra! Você mal chegou de viagem Duff!!— Ela enrubrece.

— Como se tivesse hora pra isso.— O baixista pisca depositando uma beijo na minha bochecha, logo sinto-o parar e escorregar seu olhar um pouco mais para baixo, minha amiga arregala os olhos ao perceber que o próprio avistou os dois lindos chupões deixados por rose.

O que foi isso?

P.O.V KATHERINE

 Se por algum motivo McKagan descobrisse da noite de Axl e Ane, iria ficar muito enfurecido, não pelo fato do ato.— Creio eu.— Mas sim por eles terem mentido, por Lize ter mentido, por que com certeza ele havia perguntado o paradeiro de Axl e pelo clima desconfortável no andar de baixo, as coisas ainda encontravam-se mornas entre ambos.

Anelize odiava mentiras, no entanto, sabia dar a cara a tapa, era impudente, não tremia na base quando tinha que afirmar ou dizer algo sem veracidade, ela encarava a pessoa e dizia com muita calmaria.

— Não é só você que transa.— Levanta-se cruzando os braços.

— Mas precisava te deixar marcada assim?— Questiona, Duff estava com ciúmes?

— Aí Duff, por favor.— Vem em minha direção.— o que Slash quer?

— Comida! O que mais?— Pergunto rindo e ela faz o mesmo. O baixista preferiu permanecer no quarto, portanto começamos a descer as escada, todavia, ouço passos lentos atrás de mim e quando encontrava-me faltando apenas dois degraus me redireciono para trás, meus olhos ficaram vítreos, meu coração descompassou junto com minha respiração, meu corpo não atendia aos meu comandos quando dei de cara com Steven segurando um buquê de rosas vermelhas.

— STEE!!— Exclamo e sem pensar muito vou ao seu encontro e pulo sobre seu colo o mesmo ri desequilibrando um pouco, mas se apoiando na parede.

— Minha pequena!!— Diz enquanto depositou um beijo sobre meus ombros, uma bomba de felicidade havia explodido dentro de mim quando senti seu cheiro, sua pele, seus cabelos macios e principalmente quando senti algo tão puro e sincero dentro de nós dois. O baterista me pôs no chão e entregou o buquê com um cartão prateado junto, meus olhos encheram-se de lágrimas e a cada piscada que dava, uma cortava minhas bochechas.

— GENTE QUE LINDO!!!— Lize afirma eufórica entre Slash e Axl com um sorriso enorme.— Aw!

— Beija logo ela caralho.— Slash ordena me deixando um pouco sem jeito, todavia, Steven o obedece, ele me puxa pela cintura e aproxima nossos labios, eles se fundiram num beijo que ao mesmo tempo que conseguia ser simples era intenso, era tudo o que eu precisava, o que nós dois precisávamos.

Eu não sabia nem agir direito com tudo aquilo que estava sentindo, mas queria viver ao limite tudo, não queria desgrudar dele pelo contrário, ansiava em ajudá-lo com seus vícios e seus traumas.


Notas Finais


AI GENTE EU VOMITEI ARCO-IRIIISS ❤❤

EAI? OQUE ESTAO ACHANDO DO NOVO CASAL? SHIPPAM OU NAO SHIPPAM?
COMENTEM SUAS GOXXTOSAS!! BEIIJOS ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...