História Confident - Capítulo 35


Postado
Categorias Hayes Grier, Magcon
Personagens Hayes Grier, Personagens Originais
Tags Confident, Hayes Grier, Magcon
Exibições 275
Palavras 1.851
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia, Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heeeeeey
I'm back bitches
Sim eu voltei, minhas paçoquinhas, tava com saudade de vocês. Pra quem não sabe, eu e a Sabrina, éramos autoras e ecreviamos juntas essa fic, só que eu fui hackeada no Twitter e ela tinha achado que eu tinha dado block nela, e me tirou como autora da Fic. MAS EU VOLTEI PORRA, PARA OS NOVOS LEITORES, Meu nome é Isadora e eu so muito lecal, Mas eu consegui minha conta de volta então quem quiser seguir lá nas minhas duas contas
@fancywido @strangerwalkerz
Então é isso, boa leitura pa vocês.
Aaah se pudessem comentar eu agradeceria.
Beijao

Capítulo 35 - Mileven


Fanfic / Fanfiction Confident - Capítulo 35 - Mileven

"Leiam as notas Inicias, por favor. IMPORTANTE "

Holanda Do Norte, Amsterdam, EUA, 12h47min, 03 de Outubro de 2016.

Ao terminar meu cereal, me levanto com intenção de ir a minha cama e dormir horrores, mas sou interrompida por uma pessoa bem irritante.
-Aonde vai? - pergunta meu querido irmão.
-Me matar, quem sabe essa hemorragia passe - digo com ironia indo em direção à escada.
-TPM? - disse Madison. Não respondi só me arrastei mais nas escadas.
-Sim é TPM, nois entende do rolê o caozada - disse até então Alice
-Que gírias são essas, que bosta - disse enjoada. - Grandão, vem ficar comigo? Ah traz chocolate e pipoca. - disse ao vê-lo parado em meio às escadas.
-Isso se chama exploração, mas como eu te amo muito eu vou pegar - disse indo em direção à cozinha.
-Vamos hoje, dar uma passeada pela cidade. Irá conosco? - pergunta Jack J.
-O que você acha? Claro que não, não vê que eu tô morrendo. - disse andando mais apressada, indo ao meu quarto mais antes de chegar ao meu quarto ouço dizerem
-Garota estressada perdeu minha consideração por hoje - disse provavelmente Troye.
Abro a porta do meu quarto o vendo já forrado e com meu cobertor de unicórnios separado. Jogo-me e grito de nervoso, porque essa merda veio logo agora? Estico meu braço pegando o controle e ligando finalmente conseguindo ligar a televisão e colocar na minha amada Netflix.  Minha cara se consumia em tédio ao olhar a televisão, passava por todas possíveis séries que deveria assistir achando minha amada Stranger Things, colocando no capítulo em que estava parado e esperando por Hayes que logo chega com um pote de barras de chocolates e outro com pipoca, e ainda duas latas de Coca-Cola, por isso andava desengonçada mente.
Levantei-me para ajudá-lo e logo deitamos na cama. Coloquei o capítulo, me a como dei perto de seu corpo, me erguendo pra lhe dar um selinho e depois me fixando na TV onde começava a minha série.
[....]
Holanda Do Norte, Amsterdam, EUA, 16h30min, 03 de Outubro de 2016.
-AI MEU DEUS ELEVEN, volta aqui menina não faz isso com nosso shipper. - disse começando a ficar emotiva. - Caralho Nancy, Você é burra ou só se faz? - pergunto enojada, chorando. - Quero o Mike e a Eleven juntos. 
-Ta rindo de que? Sai daqui sai. - digo ao ver Hayes rindo o empurro quando vem me abraçar.
-Ain, desculpe, não vou rir mais, prometo. - Vem me abraçando. Dando-me um beijo singelo na testa me fazendo suspirar. -Eu te amo demais girl, cê sabe disso né - diz
-Também te amo muito boy, e sim eu sei disso - digo - nunca me deixe. -digo em sussurro
-Não vou deixar – diz e se inclina e me dá um beijo suave, segurando em sua nuca a aranhando com as unhas, com sentimentos e paixão que me faz pensar em nunca acabá-lo, sua testa colada com a minha, terminamos o beijo com alguns selinhos, Sorrio ao final do beijo.
-Quero mais chocolate, vai lá pegar? – digo
-Acabou com o momento, muito obrigado - diz pegando os baldes já vazios e indo em direção às escadas.
Em direção ao banheiro, tomo um banho rápido, faço minhas higienes e coloco um pijama de unicórnios me jogando na cama.
Estava quase dormindo quando um barulho me acorda de repente. E vejo Hayes colocando o pote de chocolate em minha frente.
-Não fui buscar à toa, come logo esse chocolate depois dorme. - Diz se jogando ao meu lado e me dando um beijo na testa.
-Que chato, mas vou comer, pois sou uma boa pessoa - disse começando a comer.
Ao acabar, o que foi rápido por conta de Hayes ter comido também.
-Posso dormir agora? - disse me aconchegando ao cobertor e fechando os olhos.
-Temos que ir depois né, você sabe disso - diz e sinto me dar um selinho.
-Sei.
Sinto que ele está saindo da cama, mas abro os olhos e seguro em sua mão, o impedindo de ir.
-Não vai, fica aqui comigo.
-Ok.  - Volta a deitar comigo, se abraçando a mim.
-Te amo.
-Também te amo.
-Meu Bobão.
-Minha Bobona.

Holanda Do Norte, Amsterdam, EUA, 20h57min, 03 de Outubro de 2016.

-Acorda. – Hayes sussurrou em meu ouvido enquanto acariciava meu cabelo.
-Só mais um pouquinho...
-Acorda, se não a gente vai se atrasar.
-Atrasar pra que?
-Pra encontrar pessoal.
-Eu não quero ir.
-Por favor, eu não quero ir sem você.
-Amor... – Disse fazendo manha.
-Vamos logo, princesa.
-Sai daqui eu não quero falar com você.
-Ok. – Hayes disse balançando os ombros e saiu da cama.
-Não, volta, fica aqui.
-Jade, se decide. – Hayes disse rindo e se deitou do meu lado.
-Eu te odeio. – Disse brava e Hayes arqueou uma sobrancelha.
-Oi?
-Eu te amo, sabia?
-Eu também te amo.
-Pega chocolate pra mim?
-Vai você.
-Por que você está sendo assim comigo? – Disse com lágrimas nos olhos. – Eu te fiz algo?
-Ta doida Jade?
-Você não gosta mais de mim! – Disse já chorando e Hayes me abraçou.
-Você fica muito sensível e bipolar nessa época do mês.
-Eu sei que não sou perfeita, mas eu tento.
-Eu te amo, ta legal? – Hayes disse olhando em meus olhos. – Agora vai se arrumar.
-Eu não quero. – Disse enxugando minhas lágrimas e Hayes suspirou. – Você está nervoso?
-Um pouquinho. – Comecei a rir e Hayes soltou um riso. – Do que está rindo, anjo?
-É legal deixar te deixar nervoso.
-Não é nada divertido fazer isso, gatinha! – Hayes falou enquanto se levantava e foi para o banheiro.
-Amor. – Gritei enquanto rolava na cama.
-O que?
-Pra onde a gente vai?
-Restaurante.
-Não. – Gritei e ouvi um riso de Hayes. – Para de rir.
-Vem tomar banho comigo, vem.
-To com preguiça.
-Você quem sabe. – Ouvi o chuveiro ser ligado e fechei meus olhos. – Jade. – Hayes gritou me assustando e vi que ele estava apenas com uma toalha em sua cintura.
-Tomou banho em 1 segundo?
-Não, você que dormiu enquanto eu tomava banho. Agora vai logo, se não a gente vai se atrasar.
-Tenho que ir de vestido?
-Você quem escolhe.
-Ok. – Disse quase dormindo e Hayes me levou até o banheiro. – Obrigado.
-Não demora.
-Uhum. – Disse enquanto tentava tirar minha roupa e Hayes me ajudou.
-Vai logo.
-Ta. – Gritei nervosa e Hayes saiu do banheiro fechando a porta.
Holanda Do Norte, Amsterdam, EUA, 21h45min, 03 de Outubro de 2016.

-Você está linda. – Hayes disse enquanto me abraçava e nos viu pelo reflexo do espelho. – Podemos ir?
-Sim. – Disse enquanto arrumava meu piercing e fomos para o taxi. – Eu quero chocolate.
-De novo?
-Sim. – Abracei Hayes e o mesmo começou a acariciar meu cabelo. – Para, eu vou dormir de novo.
-Pode dormir. – Senti Hayes beijar o topo da minha cabeça e cai no sono.

Holanda Do Norte, Amsterdam, EUA, 22h30min, 03 de Outubro de 2016.

-Acorda Jade, já chegamos. – Hayes disse em meu ouvido e logo saímos do taxi, entramos no restaurante e vimos o pessoal.
-Por que demoraram?
-Oi pra vocês também. – Hayes disse puxando uma cadeira para eu me sentar e me sentei na mesma.
-Por que você não faz isso pra mim? – Alice gritou pra Tez e comecei a rir.
-Por que o Tez não recebeu educação. – Hayes falou enquanto se sentava.
-Como se você tivesse recebido né? – Tez perguntou com uma sobrancelha arqueada e Troye entrou na discussão.
-Calem a boca, vocês falam que são Niggas! – Troye gritou e os dois se calaram.
-Toma que é de graça, papai. – Flávia disse enquanto dançava.
-Cala a boca Flávia.
-Nossa Troye, eu te amava tanto!
-Caguei pra isso.
-Eita porra. – Perrie gritou animada e os dois começaram a discutir.
-Eu to com fome.
-De novo Jade?
-Sim. – Disse de um jeito fofo e Hayes me abraçou.
-Ta bom, irei chamar o garçom.
Logo o garçom chega, e faz uma careta ao ver a bagunça que o pessoal estava fazendo.
-Então, o que desejam casal. - diz ao nos ver.
-Quero duas pizzas tamanho normal, uma Coca-Cola e um energético, por favor.
-Ok - diz o garçom logo anotando - Logo trago a vocês, tenham uma boa noite.
-Já pediram o que vamos comer rápido vocês hein. - Alice diz logo acabando com o barraco.
-Claro que ele pediu, pra nós - disse apontando para o Hayes e a mim.
-Vocês não são civilizados, nem viram que o garçom estava aqui.
-Somos sim, aliás, cadê esse garçom eu tô com fome. - disse Flávia, disse não, gritou.
-Cala a Boca Flávia.
-Calo não.
Depois de muita gritaria o garçom chega com os nossos pedidos.
-Aqui estão os pedidos de vocês
-Obrigada.
O grupo da bagunça faz o pedido deles, enquanto começamos a comer o nosso.
-Amo você viu jade, me dá um pedaço aí mo. - diz Troye
-Meu amor e meu cu, tô com fome nesse caralho. - disse com a boca cheia. - vai querer não bebê? - digo a Hayes que até agora só bebia seu energético.
-Agora não - diz com a mão em minha cintura.
-Agora sim - disse praticamente enfiando o pedaço de pizza em sua boca depois dando um selinho na mesma
O pedido deles chegaram, devoravam tudo como se fossem canibais, Hayes e eu ríamos da ação deles. Depois de eu comer a parte da pizza intera e Hayes a metade da outra. - Irão querer esse resto? -  diz, ou então mal termina de dizer pois Alice devora a pizza com ajuda de Flávia.  Deito minha cabeça no ombro de Hayes que acaricia minha cintura por baixo de minha blusa.
-Tô com sono. - digo a ele - vamos embora.
-Quer ir logo agora? - pergunta e eu assinto em concordância. - Dá pra esperar um pouquinho não?
- Com certeza, não
- Ta, espera o garçom chegar e pagarmos a conta, para irmos
-Ok
-Casalzinho ta meio desfocado do grupo hoje, i don't like - diz Troye
-É que realmente eu tô com sono e não com pique pra conversar com falsos.
-Ai magoou vagaba - diz Troye e seu drama
O garçom chega e nos dá um papel com o total a pagar, também dá um a Jack que ao ver o preço arregalou os olhos. Diferente de Hayes que só deu de ombros e pegou a carteira que estava em seu bolso e pagou ao garçom.
-Porra, que caro. - Reclamou Johnson - Hayes não irá ajudar a pagar não?
-Já paguei o que EU pedi, o que vocês comeram não irei pagar. - diz calmo. - Irei levar a chatinha embora, se importam?
-Leve minha irmã em segurança, com essa cara é provável que esteja com sono. - diz Jack g, sério
-Irei.
-Tchau cambada. – Gritei e todos, menos Hayes,  me responderam


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...