História Confident - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Faniy

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Armação, Briga, Romance Novela
Exibições 8
Palavras 1.725
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Policial, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bomm, vamos aos avisinhos básicos:
❤: A capa da fanfic é super temporária. Nós até mesmo já fizemos um pedido 😉.
❤: Bom, os personagens não nos pertence, bem que nos queríamos né, ksks 😏😂😂.
❤: LEMBRANDO: Plágio é CRIME, então não o cometa. Use sua própria criatividade.
❤: Bom, nós não fazemos apologia a nenhum dos atos cometidos na Fanfic, como, uso de drogas, assalto a bancos, mortes, etc.., Q ISSO FIQUE CLARO 😉😊.
❤: A personagem principal mudou o nome. Agora é: Wendy Mitchell. Ainda é interpretada pela Bárbara Palvin.
❤: Ah, e mudamos a Sinopse. Então Confira a nova, ela ta incrível!
❤: Acho que é isso. Boa Leitura Amores:

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Confident - Capítulo 1 - Prólogo

" Pode ter certeza, se uma pessoa for fria, foi a decepção que tornou elas assim."

- @liligguedes




A mansão de Mitchell estava um completo caos.


Hoje seria o dia de um grande assalto a o novo banco da cidade e um dos membros da máfia Mitchell estava sumido.


Todos estavam preocupados, porém a chance de invadir o banco era única, e não a desperdiçarem. Afinal, todos tinham um motivo pelo qual queriam o dinheiro.


E não, é óbvio que eles se importavam, mas eles não sabiam nada de seu paradeiro, então irão fazer sim, o assalto.



Esse assalto será também uma oportunidade da chefia matar seu maior inimigo.


E sim, é muito ódio e passado envolvido...



O ódio sentido pelos chefes da máfia, vem desde de muito tempo. Quando a Máfia Mitchell matou Mary - a esposa do chefe da Máfia Thompson - que envenenou a mãe da chefia da Máfia Mitchell - Wendy-, causando assim, uma desavença entre as máfias. 



Mas voltando ao roubo, dessa noite, Wendy estava com uns pressentimentos nada bons quanto a isso.



Enquanto ela colocava sua roupa - um macacão preto colocado e uma sapatilha. A típica roupa de assaltos - e carregava suas armas - as colocando no coldre da perna - senti seu celular vibra, e quando a mesma o pega, vê uma mensagem de Raul, seu segurança mais fiel, a chamado para o piso de baixo.



Ela olha para seu quarto, e quando vai em direção a porta, senti um arrepio percorrer todo o seu corpo porém, balança a cabeça tentando acabar com esses pensamentos pessimistas.


Então, ela sai do quarto, e vai até a sala, onde vê uma movimentação. A mesma desce as escadas devagar como se não quisesse sair dali.


Ela dá uma olhada na sala e vai até o escritório pegando a planilha  do banco, a colocando embaixo de seu braço.


Ela então, retorna a sala e sente o olhar de seu namorado Harry em  seu corpo.


Ela vai até o mesmo e sela seus lábios.




{...}




No caminho ao banco, eles repassam o plano, e em 30 minutos eles haviam chegado.



E como a Wendy era a chefia e a única que fez ginástica na vida, a mesma pulou em um ferro e caiu  no chão em pé.


Ela começou a se esquivar dos lasers vermelhos, e quando finalmente ela passa por eles, vai em direção a parede que tem ali, e aperta um botão que abre às portas do fundo. Todos entram, mas é como dizem, tudo que é bom dura pouco… 



Sem querer um dos membros, Liam, encostou em um laser, disparado logo em seguida o alarme.


Wendy ri com aquilo, mas sua mente sentia que ia dar merda. 



E realmente…



De repente, surgem alguns tiras do teto.


“Caralho, tartarugas ninjas” pensa Wendy risonha.


- Caralho W, sai daí! - Harry diz apreensivo e nervoso por sua namorada estar em perigo.


Depois da fala de Harry, a sala fica um pouco mais silenciosa, até que um policial resolve se pronunciar:



- Não tem saída pra você Wendy Mitchell! - A voz era  conhecida, aliás, muito bem. O tira que falou, Wendy o conhecia. Era Jon, um policial metido a besta.



- Ah, vai se foder. Por que todos irão sair por aquela porta e eu não? - Wendy o pergunta. 



- Ah, isso... Deve ser  porque você não é gente, é cachorro - Jon fala irônico e provocativo fazendo o sangue de Wendy subir. 



- Jura? Pois quem comeu sua mãe disse que ela parecia uma vira lata.- Wendy rebate gargalhando de suas próprias palavras, e vê a expressão de raiva na cara do polícia. 



- Hahaha Mitchell, acho melhor você só abrir essa boca pra fazer   o programa - Jon falou a olhando.


- E por que vou ficar no lugar  da sua mãe né?! - Mitchell fala sarcástica.


- É o seguinte, ou se rende, ou aquela sua amiga projeto de puta morre. - Fala se estressando.


- É o seguinte digo eu. Ou solta ela ou vou meter a louca e atirar em tudo porra. Vai entrar bala até pelo teu cuzin. - Wendy fala lhe apontando a arma.


- Se renda garota, vai ser melhor -  Um outro policial se intromete e Wendy perde a paciência e atira na perna do mesmo. 



- Nossa Harry, parece que você não adestrou sua cachorrinha. - Outro Tira se intromete, o mesmo fala irônico.


- Cachorrinha é a tua mãe! - Wendy fala nervosa, revirando os olhos.


- Calada baby de estimação. A conversa ainda não chegou no canil! - liam fala 


- Filho da puta, NÃO FALE ASSIM DELA. - Harry atira em um outro policial que morre.



- Não tem jeito, pegue ela agora! - Jon ordena.


E aparece mais “tartarugas ninjas” de cima. Wendy saca a arma e vem um policial por trás, mas ela dá um soco no mesmo. 



- Venha bonitinha, vai se melhor para você - O Tira que levou um soco dela fala.


Então, Mitchell recebeu vários socos do policial, e perguntou entre risos e gemidos de dor:


- Se eu me render, ela tá livre? - Sua voz foi falha por causa dos socos.


- Claro, tragam ela a até o papai - Jon fala irônico.


- NÃO WENDY, TA MALUCA MEU! - Harry grita meio desesperado.


- ISSO EU SEMPRE FUI BABY! NÓS VEMOS EM BREVE OU NO INFERNO! - Ela gargalha com sua frase, e então Wendy foi até Jon com um sorriso sarcástico no rosto.


O mesmo estava tentando entendê-la porém sua expressão não estava sendo no mínimo entendível. Convenhamos, quem vai para trás das grades com um sorriso no rosto?


“Ninguém”, claro. Bufou segurando o braço de Wendy.


- Animada para sua ida para atrás das grades Wendy? - Perguntou fazendo colocando a algema na mesma. A garota rolou os olhos e abriu um sorriso tranquilo.


- Onde está Lolla, Jon? - Bom, agora foi sua hora de abrir um sorriso sarcástico.


-Em algum lugar por aí Mitchell. - Diz e o olhar da garota esfria. Ela estava espumando raiva. 


Mas antes que ela pudesse falar algo, Jon a corta.


- Relaxa vadia, sua amiguinha está na sua principal boate. - Fala isso e no mesmo instante senti um pisão em seu pé. Wendy estava com um sorriso brincalhão no rosto. - Puta. - Resmunga e Wendy ri.


Eles então dão as costas os outros membros da Máfia Mitchell e começam a ir até a  saída da sala, porém pararam ao ouvir a voz de Liam.


-Nao Wendy, não vá! Iremos te salvar porra. A Máfia não pode ficar sem líder, você... -


-Cala a boca Liam. - Wendy pausou revirando os olhos. - Vocês não irão atrás de mim! - Pausou novamente os dando uma olhada dura e de reprovação como se tivessem falado uma “besteira”.



Besteira apenas no conceito de Wendy, pois quando falou isso os polícias arregalaram os olhos surpresos. - E isso é uma ordem! Também não é para irem me visitar, eu irei me virar. E o Zayn fica no comando. - Diz a garota firme, virando novamente em direção a porta, e sem nenhuma vez olhar para trás. Logo os policiais já estavam atrás de Wendy.



Mas todos ficam pensando - ou a maioria-, em quem a denunciou...


- Tá pensando que vou entrar nessa mala? Tá me achando com cara de passarinho? - Mitchell fala meio indignada.


- Tá, vai atrás - Fala o Tira que estava discutindo com Harry e Wendy.


- Aiaiai, só quero vê o dia em que eu sair da prisão. Vai voa bala até no cu de neguin! - Wendy fala brincalhona fazendo os policiais se olharem.


- Calada, Wendy! - Jon falou a olhando.


- Fica calado você que é mais sujo que eu e ainda acha que manda! Coitado. - Wendy fala provocativa e ganha  um tapa no rosto do mesmo e logo a garota começa a gargalhar. - Ui, que homem forte em?! Vem cá vem, ainda vai demorar pra chegar até o carro e eu tô cansada. - Wendy falou o olhando.



- Calada porra! - Jon perde a paciência e dá um soco em sua boca.


{...}


- Então essa é a famosa Mitchell... - Fala o delegado a analisando.


- Prazer, Sr. Lopez. - A garota fala sarcástica. 


- Querida, só escute e responda! Onde está a grana que seu pai pegou? - Lopez a perguntou.


- Ue, pergunta a ele. - Mitchell sorriu sarcástica.



- Não seja engraçada querida, irá ser pior pra você! - O delegado a repreende e a mesma dá de ombros.


- Não irei falar porra nenhuma! - Wendy fala batendo o pé no chão, o delegado revira os olhos junto aos policiais.


- Como quiser Wendy, e vamos ver...- Ele falou mexendo em sua ficha. - Humm, está limpa em?! Ela foi presa com que provas Sargento Jon? - O delegado pergunta a Jon que engole seco.


- Recebemos uma denúncia anônima de que a Máfia Mitchell estaria roubando o banco e que era para manter a Lolla presa em uma boate a qual falaram que pertence a Wendy, mas não tinham provas. Então ela foi presa por tentativa de roubo. - Jon fala o olhando. 



- Hum, então vocês sequestraram a garota Lolla para fazerem uma troca? A chefia por membro? - 



- Sim senhor. - Jon fala olhando para o canto da sala.



“Medo?” Wendy se perguntava. 



- Então depois conversaremos! - Ele disse o olhando severo. Jon abaixou a cabeça. - E você mocinha, tem sorte de não termos provas o suficiente para falar que você faz parte da Máfia. - O Sr. Lopez fala e Wendy rola os olhos. - Então, será julgada apenas por tentativa de roubo a mão armada. O que deve ter apenas… 5 anos de prisão. - Falou a olhando para ver sua reação, porém, a garota estava tranquila, já tinha tudo na manga. 



- O gato comeu sua língua Mitchell? - Jon provocou, e a garota apenas rolou os olhos.



- Já posso ir Lopez? - Wendy perguntou entediada. 



- Claro! Podem levá-la! - López ordenou olhando para os guardas.



Então a levaram para o restrito de selas, e Wendy olhava aquilo com nojo. Afinal era tudo horrível, sujo e fedorento...


E agora resta a dúvida de quem a denunciou. Muitos não fazem idéia, outros estão em dúvida, mas na mente da Gangster, ela sabia muito bem quem a denunciou. E que fique clara que ela matará todos! Afinal, esse sempre foi seu objetivo...



Agora, a guerra começará. É bom, só nos resta aguardar até restar os sobreviventes e o vitorioso.




"Não existem pessoas frias, existem pessoas que aprenderam a bloquear seus sentimentos."

-House




Notas Finais


Até a próxima e espero que tenham gostado ♥
Bejin


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...