História Conflitos - Capítulo 74


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Comedia, Lemon, Romance, Yaoi
Visualizações 198
Palavras 2.718
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Chegay mais um cap pro cês coloquei uma ceninha de Roby x Thobi a pedido de alguns leitores kkkkk.

Boa leitura.

Desculp os erros ortográficos.

Capítulo 74 - Jogo



[ Deyvi on ]



Viro mais uma esquina ofegante, paro de correr quando vejo um grupo de jovens sentados em uma mesa de lanchonete.

Vou até os mesmos e logo todos direciona o olhar a mim.



- Finalmente Dey, eu não estava mais aguentando ouvir Cris, Jonas e Escott descutirem um com o outro! -  diz Paulo bufando e cruzando os braços - álem do mais eu estou morrendo de fome, nesse momento estou pensando que você é um cachorro quente gigante.

- Ué, e porque não comeu nada ainda? - pergunto me sentando em uma cadeira de madeira ao lado de Phelipe.

- O senhor Phelipe não deixou ninguém comer antes de você chegar - diz e sorrio beijando o rosto de Phelipe.

- Você é um fofo! - digo e Phelipe sorrir acariciando meus cabelos.

- Pronto o Deyvi chegou, agora podemos comer? - pergunta Nico e Phelipe assenti - ótimo...MOÇA! - chama Nico, fazendo uma mulher com um avental vim até nossa mesa.

- Sim? - pergunta a mulher.

- Me traz um sanduiche de presunto, e uma lata de coca! - diz Nico.

- Para mim pode trazer torta de frango e suco de uva! - diz Paulo.

- Quero um cachorro quente, e uma garrafa de coca de 600 ml! - diz Jonas e Escott pede o mesmo.

- Quero só uma lata de coca! - diz Cris.

- Para mim traz um crepe de presunto e queijo, e suco de laranja! - diz Phelipe e peço o mesmo.

- Mais alguma coisa? - pergunta a mulher, e negamos vendo ela sorrir e se retirar.


- Você pediu só refrigerante, não está com fome Cris? - pergunto para o mesmo, que sorrir de lado.

- Eu já comi demais em casa! - diz e Paulo rir.

- Imagino...mas não penso em você comendo e sim sendo comid...

- Paulinho do meu coração, para de ser mente poluida - diz Cris com um sorriso forçado - se não eu vou pegar essa sua carinha linda e arrastar no asfalto até chegar na carne viva.

- Eu hein, tudo bem não está mais aqui quem falou! - diz Paulo fazendo sinal de rendição.


- Acho bom mesmo! - diz Cris e Nico rir.

- Bota moral mesmo no Paulo, Cris! - diz Nico, e Jonas rir sarcástico.

- Cris botar moral? Ele é um mó desandi! - diz Jonas e Cris bufa.

- Eu não escutei ninguém chamar nenhum Jonas na conversa! - diz Cris e Jonas franzi o cenho.

- Eu entro na conversa quando eu quiser! - diz e Cris ia rebater mas Escott interrompe.

- Chega vocês dois! - diz e logo nossos pedidos chegam, fazendo todos pegarem o que pediu.





(....)






[ Thobias on ]




Finalmente, depois de alguns minutos eu termino de lavar a louça do café da manhã, tive que fazer esse favor para Joana, pois perdi a aposta que ela e eu fizemos.

Você deve está se perguntando que aposta é essa? É bem simples, eu e ela apostamos quem tivesse coragem de correr com roupa intima pelo casarão inteiro, como sou frouxo ela ganhou, agora tenho que fazer todo o trabalho dela por dois dias.

Saio da cozinha enxugando minhas mãos em um pano de prato, e encontro Joana sentada no sofá assistindo Televisão no canal fechado.



-  Bom, lavou a louça rápido! - diz a mesma me fitando - acho melhor você tirar esse seu esmokin bonitinho, porque agora você vai arrumar e limpar todos os quartos da casa... é perigoso sujar sua roupa! - diz e bufo virando os olhos.

- Não prescisa falar, pois eu já escutei! - digo jogando o pano em que eu estava enxugando as mãos na mesma.



Vejo a mesma rir e saio pisando forte, subo as escadas tirando meu colete preto, e a gravata borboleta da minha camiseta social branca.

Entro no meu quarto, e jogo as peças de roupa tiradas na cama, arregaço as mangas da camiseta social e olho para meu quarto todo bagunçado, acho que vou deixar para arrumar o mesmo por último.

Saio do meu quarto batendo a porta, e abro uma porta aleatória dando de cara com o quarto do Jeremias ( mordomo) sempre tão impecável, acho que não tem nada para ser arrumado nesse quarto.

Dou mais alguns passos abrindo a próxima porta.

Era o quarto do Roby...faz pouco tempo que ele se mudou definitivamente para o casarão, mas mesmo assim consegue virar o quarto de cabeça para baixo.

Entro no local com uma cara emburrada, e fecho a porta vendo roupas e algumas gravatas jogadas pelo chão.

Primeiro decido arrumar as roupas do guarda-roupa...realmente está tudo muito bagunçado, me sinto em um lixão.

Tiro todas as roupas do guarda-roupa e começo a colocar as mesmas corretamente no cabide, umas eu separei para levar até a lavanderia.

Abro as gavetas vendo as cuecas e meias todas bagunçadas, deu vontade de se jogar pela janela com tanta desorganização.

Dobro as cuecas e meias deixando o guarda roupa do mesmo todo arrumado, pego as roupas espalhadas pelo chão e as coloco no cesto de roupa suja, para depois levá-las para a lavanderia. Troco o lençol da cama do mesmo, e tiro a poera de todos os móveis do quarto.

Varro o chão e troco o tapete, logo começo a organizar algumas revistas e livros.

Se eu já estou quase morrendo por arrumar um quarto imagine quando eu arrumar de todos da casa? Credo...apartir de hoje admiro Joana por sua grande força de vontade.

Limpo a estante dos livros, e começo a colocar todos de volta na estante.

Não sábia que Roby gostava de ler.


Depois de ter colocado alguns livros na estante, vejo algumas revistas de mulheres bem bonitas mas com pouca roupa.


Ah, agora eu sei que tipo de leitura aquele safado gosta.

Pego uma das revistas e folheio as páginas da mesma, vendo mulhers de biquini, e outras de langerie.

Franzinho o cenho, e pego todas as revistas as colocando no lugar.

Eu podia muito bem jogá-las fora, mas sou uma pessoa educada.

Limpo minha testa com a manga da minha camiseta, e súbito vejo a porta sendo aberta, revelando Roby que fitava o quarto impressionado.




- Nossa, está tudo arrumadinho...mas o que você está fazendo aqui Thobias? - pergunta Roby.

- Foi eu que arrumei o quarto, não me pergunte porque, pois é uma longa história! - digo e Roby assenti sorrindo.


- Você está muito sexy nesse seu estado! - diz e coro, mas não me esqueci das revistas...malditas revistas.

- Eu sei! - digo para provocá-lo.

- Sabe Thobi, eu não tenho nada para fazer agora... que tal a gente aproveitar um pouquinho meu baixinho! - diz se aproximando de mim e engulo seco.


Não vou deixar me levar por ele, não mesmo.



- Você não tem nada para fazer, mais eu tenho! - digo me desviando de seu braço.

- Ah Thobi só uns minutinhos, prometo não demorar! - diz com uma carinha pidona e fofa.

- E-eu já terminei de arrumar seu quarto...thau Roby tenho outros quartos para arrumar também! - digo indo em direção a porta e seguro a maçaneta para girá-la, mais sou interrompido por mãos grandes em meu braço.

- Porque está fugindo de mim Thobi? - pergunta Roby pressionando seu corpo no meu, fazendo-me morder o lábio inferior.

- Porque você é um safado! - digo com um pouquinho de raiva - agora com licença, que eu tenho muito trabalho para fazer! - digo abrindo a porta.

- M-mas porque você está agindo desse jeito baixinho? - pergunta com uma das sombrancelhas arqueadas.

- Eu estou fazendo greve nesse exato momento, tudo por culpa da sua safadeza! - digo e o mesmo me olha confuso.

- Greve?

- Sim, estou fazendo greve de sexo! - digo saindo do quarto.

- M-mas c-como? Thobias m-me explic...- não deixo ele terminar de falar e bato a porta na cara dele, seguindo andando pelo corredor para arrumar os próximos quartos.





(....)





[ Deyvi on ]




Depois que todos terminaram de comer, pagamos o lanche e fomos para a casa de Phelipe.

Chegando na mesma, todos os garotos se jogaram no sofá ficando apenas eu e Cris de pé fitando os folgados esparramados no sofá.



- Fiquem a vontade! - diz Phelipe.

- Pelo jeito Nico, Paulo, Escott e Jonas já estão mas do que a vontade - diz Cris sarcástico, e Paulo mostra lingua para o mesmo.

- Phelipe você progamou algo para fazermos? - pergunto e Phelipe nega.

- Não...mas podemos jogar video game, ganhei um jogo super legal! - diz e Jonas sorrir.

- Sério? Então o que estamos esperando...bora jogar video game! - diz Jonas animadamente, e Nico logo se anima também.

- Ah, mais eu não gosto de video game - diz Cris cruzando os braços, e Paulo concorda.

- Também não curto muito...- diz Paulo e Nico fuzila o mesmo.

- Prefiro assistir um filme ou uma série na Netflix! - digo.

- Também, concordo com Deyvi! - diz Escott.

- Ah, mais filme nós podemos assistir depois...que tal bricarmos de verdade ou desafio? - pergunta Paulo.

- Boa, eu topo! - diz Cris sorrindo.

- Ah, eu não gosto dessa brincadeira, prefiro jogar video game! - diz Jonas com um bico.

- Sou mais assistir filme! - diz Escott, e Phelipe sobe encima do sofá.

- Vamos votação...quem prefere jogar video game? - pergunta, e Jonas junto a Nico levantam a mão - quem prefere brincar de verdade ou desafio? - pergunta, e Cris junto a Paulo levantam as mãos - quem prefere assistir filme? - pergunta, e Escott junto a mim levanta a mão - bom, o vencedor é verdade ou desafio com a maioria dos votos.

- Como assim maioria dos votos? Que eu saiba deu empate em todos! - diz Jonas indignado, e Phelipe rir.

- Você não contou o meu voto - diz e Jonas fecha a cara - bom...me esperem que eu vou arrumar uma garrafa e já volto! - diz saindo da sala.


- Affs - digo e Cris sorrir.

- Está com medo Deyvinho? - pergunta.

- N-não...mas eu prefiria ver filme! - digo e Escott assenti indignado com a votação.



Depois de alguns minutinhos, vejo Phelipe voltar a sala com uma garrafa vazia e sorrir.



- Pronto achei uma garrafa, agora vamos sentar em forma de roda bem aqui - diz apontando para o meio da sala, que tinha um grande tapete redondo.



Todos fomos na direção do tapete sentando no mesmo formando um circulo.

Phelipe se ajeita do meu lado, e coloca a garrafa no meio da roda.




- Gente eu não quero brincar, é obrigatório? - pergunta Nico resmungando.

- Sim, é obrigatório! - diz Phelipe - todos que estam nessa sala vão participar, e sem excessões.

- Merda! - sussuro e Phelipe sorrir de lado.

- Bom, quero que todos repitam comigo...- diz Phelipe e todos assentem - Prometo não mentir e nem negar um fato verdadeiro, não vou cruzar os dedos muito menos pôr a lingua no céu da boca, esses atos não serão válidos, quem se atrever a mentir vai pagar um desafio dito por cada pessoa que está participando da brincadeira...- diz enquanto repetimos - descobriremos sua mentira pela sua fala e pelo seus olhos...pronto vamos começar a brincadeira.

- Eu hein, tem até pacto contra a mentira! - diz Jonas.

- Quem quer girar primeiro? - pergunta Phelipe, e Paulo levanta a mão girando a garrafa em seguida.



Vejo a garrafa girar rapidamente, seus movimentos vão ficando lentos parando nas pessoas selecionadas.


Escott x Jonas



- Escott pergunta para Jonas! - diz Paulo.

- Pega leve Escott, você sabe que eu te amo né? - diz Jonas.

- Verdade ou desafio? - pergunta.

- Hum...verdade! - diz Jonas e Escott sorrir.

- Foi você que comeu meu pedaço de bolo que estava guardado na geladeira? - pergunta e Jonas suspira aliviado.

- Ah, foi eu! - responde e Cris franzi o cenho.

- Que porra de pergunta é essa? - diz Cris, e Paulo manda ele ficar quieto.


Escott suspira satisfeito, e gira a garrafa.


Cris x Eu



- Deyvinho - diz Cris com um sorriso assustador - vamos melhorar essa brincadeira um pouco...verdade ou desafio?

- V-verdade! - digo um pouco receoso.

- Você perdeu a sua virgindade com o Phelipe? - pergunta e coro, vendo todos olhar para mim.

- E-eu...SIM! - digo de uma vez, vendo Phelipe arregalar os olhos surpresos e corar.

- Sério? Nossa eu pensei que você ia dizer não! - diz Cris, e giro a garrafa ainda um pouco envergonhado.



Phelipe x Paulo



- Verdade ou desafio? - pergunta Phelipe, e Paulo pensa um pouco.

- Vai desafio! - diz com um sorriso convicente, e Phelipe arqueia uma sombrancelha impressionado com a escolha do garoto.

- Bom, eu te desafio a ficar de cueca o dia todo! - diz e vejo Paulo engoli seco, enquanto Cris e Nico soltavam umas risadinhas.

- Parem de rir merda! - diz Paulo se levantando do chão e tirando sua camiseta junto a calça ficando de cueca boxer rosa.

- A cuequinha do paulinho é rosa - diz Jonas morrendo de rir, enquanto Paulo senta no chão emburrado e gira a garrafa em seguida.



Eu x Nico.



- Verdade ou desafio? - pergunto e Nico sorrir.

- Verdade, eu não sou louco de escolher desafio! - diz olhando para Paulo que mostra o dedo do meio.

- Verdade? Ok então...errr...ah já sei, quem você pegaria daqui? - pergunto e vejo o mesmo corar.

- Ah, essa eu quero ver! - diz Phelipe interessado.

- Quem eu pegaria?...bem...eu pegaria...eu não quero responder essa pergunta, manda outra vai! - diz Nico.

- Se você não quer responder a pergunta, vai ter que pagar desafio! - digo e o mesmo assenti - quero que você imite a prima da Kumi...mas tem que imitar direito, olha que eu estou pegando leve com você Nico! - digo e vejo o mesmo se levantar e ficar em pé.



Nico dobra sua camiseta, fazendo sua barriga ficar a mostra e coloca um mão na cintura.



- Eu sou a garota mais bonita da escola! - diz gesticulando as mãos e fazendo uma voz fina - eu posso tudo, porque eu sou rica e diva, não sou uma viada pão com ovo como o Cristhian e o Loiro de farmácia! - diz e todos começam a rir.


- Ficou indêntico véi! - diz Jonas rindo e Nico abaixa a camiseta se sentando novamente no chão girando a garrafa.



Paulo x Cris.



- Cris - diz Paulo soltando uma risada psicopata - verdade ou desafio?

- Desafio, com você eu não escolho verdade! - diz Cris.

- Mesmo com desafio eu vou te ferrar querido - diz sorrindo - quero que você beije o Jonas de lingua  - diz e abro minha boca em um "O" enorme.

- Cara, o que eu tenho a ver com sua richinha no jogo com o Cris? - pergunta Jonas.

- Vamos Cris! - diz Paulo e Cris vira os olhos fuzilando o mesmo em seguida.

- Vai ter volta! - resmunga Cris engatinhando até Jonas que franzi o cenho.

- Meu, cadé o meu celular para gravar isso? - diz Nico sorrindo.

- Se você gravar isso eu enfio o seu celular bem no teu cú, junto com o pau do Paulo! - diz Cris e Nico fica calado.



Rio baixo, e volto a olhar para Cris e Jonas.


Jonas resmunga algumas coisas, e Cris bufa virando os olhos puxando o pescoço do mesmo iniciando um beijo.

Nico rir baixo, e diz algo mais não escuto.

Olho novamente para Cris e Jonas que ainda estavam se beijando, só que de um jeito mais "livre".



- Opaaaa chega ai, se não vocês vão acabar se comendo no meio da sala! - diz Phelipe rindo e puxando a gola da camiseta de Cris afastando o mesmo de Jonas, que tinha o rosto corado.

- E-eu giro a garrafa! - diz Jonas timidamente girando a mesma.



Olho de relance para Phelipe, e logo para Nico que sorria olhando para Cris que o fuzilava.

O jogo vai ser longo...






Notas Finais


Kkkk oq acharam? Comentem quero ler oq vcs acham fofulinhas.

Beijim de gelo a genteh se esbarreaaa zamores ©w©


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...