História Confusão - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lobos Não Choram (Série Alfa & Ômega)
Exibições 4
Palavras 460
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Confusão - Capítulo 1 - Prólogo

Egito antigo 1550 a.C.

 

            O salão do palácio reluzia em tons de cobre e as sombras das estátuas e dos sacerdotes que se postavam próximos a paredes se alongavam pelo chão. Os homens em vestes cerimoniais, tremiam enquanto aquele que havia vivido entre eles se colocava diante ao próprio faraó, a encarnação de Hórus, como um enviado de Anúbis.

            — Aqueles que não se curvarem diante de Anúbis, presenciarão sofrimento não apenas em vossas vidas, mas como também nas de seus frutos — alertou o sacerdote. Um ancião que tinha a idade registradas nos sucos de sua pele queimada, e os dentes amarelos com as areias do Egito. — Não seja imprudente, minha criança, Anúbis tem vossa vida nas mãos e é o deus que tudo pode diante da morte.

            De seu trono, o faraó olhou de cima para o velho que ousava tentar diminui-lo aos olhos de seu povo. Ele era filho de Amon-Rá e encarnação do deus-falcão; não se curvaria.

            — Eu sou o deus vivo — o jovem faraó não precisou aumentar seu tom de voz para que ela corresse todos os cantos do salão silencioso. Estreitando os olhos, ele se inclinou para frente. — O sol e a lua do Nilo, deverão se curvar perante a mim, e não eu de tu — devagar, ele se levantou, imponente. — Tens certeza de que o quê diz para mim é verdade?

            O sacerdote não se intimidou.

            — Sim — disse — Se vossa senhoria não se ajoelhar, uma maldição cairá sobre seus herdeiros de sangue.

            Ultrajado, o faraó olhou para a fileira de homens designados para protege-lo.

            — Soldados!

            Imediatamente, os soldados cercaram o velho sacerdote, que tinha em seu futuro tortura e mumificação. Ainda assim, o sacerdote foi capaz de lançar ao deus vivo um sorriso mordaz.

            — Cuidado para não se arrepender, vossa senhoria — falou —, o fardo poderá ser pesado demais daqui em diante.

            A resposta do faraó se restringiu a acenar para que seus guardas levasse o homem. Porém, enquanto o sacerdote era levado para longe de sua presença, a risada dele ecoou pelo palácio. Um som gutural e sombrio; que parecia ter sido produzido pela própria morte.

            Naquela noite, a luz ergueu-se no céu estrelado cheia e branca. No conforto de seus aposentos, o faraó se virava de um lado para o outro em seu leito. Acordando de pesadelos, encharcado de suor; pensando nas palavras do homem que havia condenada mais cedo.

            Os dias se passaram e estes se transformaram em meses, anos. Até que se assumiu sobre o Egito o dia do décimo sétimo aniversário do herdeiro do deus vivo. E nesta noite, as estátuas de Anúbis se voltaram para a luz, que banhou com seu brilhou perolado o príncipe herdeiro.

            E este se viu frente a frente com a monstruosidade de seu destino.


Notas Finais


Olá leitores,
Gostaria em primeiro lugar pedir perdão por ficar apagando a historia, mas estou reescrevendo -a para melhor uso de linguagem e expressão possível, gostaria de agradecer a todos que me seguem e aos que já me seguiram e avisa-los que será a ultima vez que apagarei a historias hahahha
Postarei todo dia primeiro de cada mês, se der postarei também a cada 10 dias, obrigada por lerem até aqui!
Beijos!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...