História Confusão Angelical - Interativa - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kuroko no Basuke
Tags Interativa
Exibições 39
Palavras 4.360
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Fantasia, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


WOW, FINALMENTE O PRIMEIRO CAPÍTULO ESTÁ PRONTO DEPOIS DE TANTA ENROLAÇÃO! AI MEU HEART GENTEEEEEE! KKKKK Tá, a Zira-chan promete não pirar assim de novo :3 Depois de um tempinho enrolando, aqui está o tão esperado primeiro capítulo de Confusão Angelical, eu espero que vocês gostem de lê-lo como eu gostei de escrevê-lo. Peço perdão se encontrarem algum erro e saibam que na hora de editar deve ter me passado despercebido. Bom, eu não vou ficar aqui enrolando, de enrolação já basta os dias que se passaram não é mesmo? KKKK Boa leitura e não deixem de ler as notas finais tem uma notícia para vocês que curtem estórias interativas.

Capítulo 5 - Encrencadas


Conforme Zuria aproximava-se da Shujutsu-Shitsu, era inevitável com que a anjinha não se sentisse apreensiva. Shujutsu-Shitsu significa sala de operações, era onde os Sete Dragões reuniam-se para discutir sobre assuntos de suma importância para o mundo sobrenatural, então era natural que se sentisse desta maneira. Apesar das dores de cabeça que Aomine já havia causado no mundo celestial, jamais foram convocados para a Shujutsu-Shitsu, apenas recebiam advertências de seu superior. 

O que poderia Aomine ter aprontado de tão grave desta vez? Essa era uma pergunta que Zuria temia pela resposta, pois tinha certeza de que novamente seu amigo havia prejudicado-se por conta de sua mortal e isso só a aumentava sua indignação. Era contra as regras do mundo celestial que existisse esse tipo de romance, imagine só se isso chegasse até os ouvidos dos arcanjos? Apenas de cogitar essa possibilidade a Miura sentia seu corpo arrepiar-se de medo pela punição que sua paixão receberia. 

- Zuri! - Ao ouvir seu nome ser chamado a garota virou-se observando sua amiga aproximar-se de onde estava. 

1,70 de estatura, dona de uma cintura fina, pernas finas e seios pequenos, a pele no tom claro, seu tipo de rosto é perfeito com proporções equilibradas, cabelos longos com o comprimento até a metade de suas costas e com fios lisos no tom castanho escuro natural, e seus olhos amarelados possuem um brilho incrível que transpassa determinação. Amy Kawasaki, anjo oficial da guarda Hogo sob tutelo do arcanjo Nobuo e responsável por monitorar o mortal Hyuuga Junpei. 

- O que está fazendo aqui, Saky? Achei que estivesse com Hyuuga-san. 

Logo que Amy havia sido selecionada para a guarda Hogo, quem havia ficado responsável por lhe ensinar como o Paraíso funcionava foi Zuria. Com o jeito extrovertido e excêntrico de Kawasaki, não tardou para que ambas se tornassem amigas e tornaram-se cada vez mais próximas quando descobriram que os mortais sob suas responsabilidades estudavam juntos. 

- Não te vi durante o jogo da Seirin, fiquei preocupada que tivesse lhe acontecido algo. A Kogeki está tendo muito trabalho recentemente, não sei o motivo, mas os demônios estão bastante agitados. Soube até que alguns anjos desapareceram, mesmo com todo o empenho dos arcanjos esse problema teve que ser notificado ao conselho. - Amy disse cruzando as mãos atrás da cabeça enquanto caminhava lado a lado com Zuria. Apesar de que não parecesse devido a seu jeito chamativo, Kawasaki era deveras protetora com suas amigas. 

- Desculpe-me, deveria tê-la ao menos avisado que estava voltando para o Paraíso. - Zuria desculpou-se com a amiga. Com a cabeça fervendo por conta de Aomine, nem se preocupara em parar para pensar na situação crítica em que os seres celestiais estavam enfrentando. 

Há algum tempo atrás ataques em diversas partes tanto do mundo sobrenatural quanto do mundo material estavam deixando diversos anjos gravemente feridos, felizmente o número de mortos foram pouquíssimos, mas o número de desaparecidos estava crescendo de maneira alarmante. O que os seres inferiores queriam? Ninguém sabia e os arcanjos estavam fazendo todo o possível para contê-los e descobrir sua razão para tais atos, mas estava sendo uma tarefa deveras árdua. A segurança no Paraíso havia sido redobrada e boatos de que uma possível guerra estava para estourar começara a se espalhar por todo o mundo sobrenatural. 

As meninas sentiam-se felizes e aliviadas por raramente terem de enfrentar um problema como esse, no entanto era inevitável que não se preocupassem com suas amigas, diante da situação que estavam vivenciando era necessário manter a guarda levantada 24 horas por dia, afinal também tinham vidas pela qual zelar. Ambas cruzaram o campo sob jurisdição da Toreningu conversando sobre Marishia, que também era um anjo oficial da guarda Hogo e havia estado em uma batalha com um demônio, embora tenha sobrevivido estava em coma na área hospitalar do Paraíso, pois durante a batalha seu corpo consumiu muito veneno.

- Acha que ela sobrevive? Boa parte dos ferimentos ainda estão abertos e já faz um mês que está internada. - comentou Zuria com o semblante preocupado. Amy ponderou a situação e sua conclusão não era boa, pois o Paraíso também estava enfrentando outro problema, diversas partes do mundo sobrenatural estavam ficando sem água purificada e diversas sereias também estavam sendo sequestradas. Sem a água purificada aqueles que estiverem acamados estariam com grandes problemas.

- Sinceramente? As chances dela não são muito boas. 

- Oe, Miu-chan! - exclamou uma jovem que carrega uma caixa lotada com papéis enquanto aproximava-se de Amy e Zuria. 

- Yu, o que é isso? - indagou Kawasaki observando com curiosidade a caixa pesada que a amiga carregada. 

1,68 de altura, pele pálida, corpo no estilo triangular com ombros um pouco mais largos que a cintura e o quadril, seios fartos e uma bunda consideravelmente grande, cabelos longos com o comprimento chegando até a metade de suas costas, madeixas levemente onduladas e tingidas na cor lilás, seus olhos possuíam a íris cor azul na tonalidade clara e seus traços do rosto faziam o estilo coração. Ayumi Polish, anjo oficial da guarda de Hogo sob tutela do arcanjo Nobuo e responsável por monitorar o mortal Kousuke Wakamatsu. 

- São relatórios das almas que foram roubadas antes da chegada dos Korekushons, Nobuo-sama me pediu para que deixasse-os na Kogeki para que mais tarde Hayato-sama os analise. - Ayumi explicou fazendo as duas garotas assentiram por terem compreendido.

- Tudo isso são almas roubadas? 

A anjinha assentiu suspirando. Aquilo era algo preocupante, como se não bastasse os ataques, roubos e sequestros, estavam começando a roubarem almas também. Os ataques tinham efeitos diferentes em ambos os mundos. No mundo sobrenatural, apesar de estar um caos ainda assim o número de mortes não era tão alto, já no mundo material... Sempre que um humano falece, os Korekushons precisavam ser rápidos, pois qualquer criatura mística de energia negativa pegasse aquela alma e a devorasse iria aumentar o seu poder. Com o número alarmante de almas que estavam sendo roubadas, o boato sobre uma possível guerra poderia tornar-se realidade.

 - Estão indo para onde? - Ayumi questionou tentando mudar de assunto.

- Não tenho a mínima ideia. - respondeu Amy deu de ombros sorrindo descontraída e arrancando risos de suas amigas. 

Ayumi havia chegado logo após Zuria, durante suas estadias na Toreningu ambas tornaram-se amigas muito próximas e mesmo com as responsabilidades que tinham isso não havia as afastado. Conforme Amy passava o tempo com Miura foi inevitável que não se aproximasse das demais também. 

- Estava indo para a Shujutsu-Shitsu. - disse Zuria fazendo com que as duas anjinhas arregalassem os olhos perplexas com a informação. 

- Por que você está indo para lá? 

Kawasaki sentiu seu corpo gelar com aquele pequeno comentário do destino da amiga. A entrada de anjos sem serem convocados era proibida e Miura nunca foi muito de quebrar as regras, não via motivos para que a mesma invadisse ou fosse convocada pelos arcanjos para uma reunião. Nada lhe fazia sentido.

- Então os rumores são verdadeiros? - Ayumi questionou boquiaberta por estar tendo certeza do que ouvira por aí. 

- Sobre o que? - retrucaram as duas amigas juntas. 

- Ouvi no refeitório que o Aomine está tendo um caso com uma mortal, alguns dizem ser a própria garota por quem ele é responsável. Isso chegou até os ouvidos de Sadao-sama que avisou aos demais arcanjos sobre essa quebra de regra. Sabe que dentre todas essa regra, eles não perdoam quem a quebra não é? 

Conforme Polish ia explicando sobre os rumores que estavam surgindo, Miura começava a sentir-se mal. O que mais temia havia acontecido e agora o que faria? Não tinha a mínima ideia do que fazer para salvar a pele de seu amigo idiota e tinha a plena certeza de que durante a reunião Aomine com seu jeito insolente e arrogante apenas iria se complicar ainda mais. Vendo o estado de desespero em que sua amiga começava ficar, Amy fechou uma das mãos em punho. Antigamente não possuía nada contra o moreno, no entanto quando soube que Zuria nutria um sentimento romântico para com ele e que este a tratava com total descaso, não conseguia evitar de querer estrangulá-lo. As amigas de Zuria já haviam perdido a conta de quantas vezes a viram chorar devido as atitudes que Aomine tomava sem pensar. 

- Mas Zuri não fez nada, por que ela também está sendo convocada?

- Porque Miu-chan é a melhor amiga de Aomine e todo mundo sabe disso. Pelo que ouvi alguns anjos da Shinjun comentando, graças ao Shinobu-sama, a punição para ele será bem leve. Terá que ser monitorado 24 horas por outro anjo e que no caso, está evidente que será a Miu-chan a escolhida. 

Alívio e raiva, esse era o sentimento que predominava a esbranquiçada e a castanha. Kawasaki estava se sentindo indignada com aquela decisão, se Zuria já sofria com os dois não estando perto um do outro sempre, imagine agora que virou uma tarefa para a mais baixa acompanhar o moreno de perto? Ah, Amy não deixaria isso por menos e agora sim iria dar uns bons socos naquele descerebrado para que concertasse aquela situação. Miura por outro lado estava feliz pela intervenção de Shinobu-sama, teria de lhe agradecer mais tarde, compreendia porque deveria ser ela. Com o gênio que Aomine tinha, não aceitaria ter alguém ao seu lado vigiando seus passos e se fosse qualquer outro anjo não hesitaria em sair no soco com o mesmo, o que daria mais dores de cabeça para os Setes Dragões que estavam deveras ocupados no momento. Não tinham tempo a perder, sendo Zuria a escolhida, ao menos Aomine não poderia fazer nada se não aceitar mesmo que a contra gosto. 

- Aquele aho não irá aceitar isso facilmente. - Amy resmungou cruzando os braços em frente o peito com uma leve carranca no rosto. 

- Já não aceitou e sua próxima atitude é afirmação disso. - uma voz feminina delicada, porém confiante chamou a atenção do trio. 

Em sua direção caminhavam duas garotas. A que vinha a frente possuía longas madeixas negras repicadas, que chegavam até metade de suas costas e nelas continham dois laços vermelhos, a franja que possuía estava jogada para o lado esquerdo como de costume, seus olhos eram donos de um azul escuro meio acinzentado e acompanhados de um brilho afetuoso, sua pele é clara e há um leve tom de bronzeado, seus lábios são pequenos e com um tom rosado bem claro, aparentava ter 1,74 de estatura, seu tipo de corpo era retangular com ombros, cintura e quadril praticamente na mesma medida, seus seios eram pequenos assim como bunda. Alessandra Nomura, anjo oficial da guarda de Hogo sob tutela do arcanjo Nobuo e responsável por monitorar o mortal Izuki Shun. A outra garota que caminhava um pouco mais atrás era dona de uma estatura mais baixa, 1,57 de altura exatamente, possuía um corpo que deveria estar se desenvolvendo tendo uma cintura fina, bunda pequena assim como os seios, as íris de seus olhos eram de um azul tão escuro que quase chegava a ser negro, sua pele clara continha algumas sardas embaixo de seus olhos e seus cabelos lisos que chegavam em um comprimento até a metade suas costas possuíam madeixas loiras no tom escuro natural. Akemi Fernandes, anjo oficial da guarda de Hogo sob tutela do arcanjo Nobuo e responsável por monitorar o mortal Sakurai Ryou. 

- O que quer dizer, Ale-chan? - indagou Amy visivelmente confusa com o comentário da amiga. 

- Também não compreendi. Seja mais clara, o que Aomine-san está aprontando desta vez? - foi a vez de Polish se pronunciar. 

- Vimos Aomine-kun sair do Paraíso ás pressas e parecia estar furioso... - explicou Akemi com um tom de voz calma e baixo, o que lhe dava um ar de fofura. 

- Mas diante da situação, ele também não parecia nenhum pouco tenso. - Alessandra completou. 

- O que será que ele vai fazer? - Ayumi expressou a dúvida que rondava a cabeça de Kawasaki e Miura. 

- Ouvimos uma conversa estranha entre ele e Kiyoshi Miyaji, da guarda Boei-sen, algo sobre voltar a vida e prédios altos. Não tenho certeza do que falavam, mas sei que Aomine irá aprontar. - comentou Alessandra.

- Até chegamos a pensar que eles estariam falando sobre o ritual profano que contém em um livro das sombras sob tutela dos Oráculos. Embora isso seja romântico, isso é loucura demais, não é? - Akemi disse expressando sua linha de raciocínio. 

Alguns objetos que ameaçavam a ética dos anjos eram mantidos sob a monitoria dos Oráculos, tendo assim a segurança que estes mereciam para não caírem em mãos erradas e plantarem o caos no Paraíso. No entanto como tudo no mundo, existia rumores sobre esses objetos por todo o mundo sobrenatural e um deles seria o ritual profano em que uma alma que já desencarnou ansiando pela vida novamente deve jogar-se de um prédio deveras alto com o verdadeiro intuito de renascer novamente no mundo material. Mas todos sabem que apenas reencarnam aqueles que já tiverem cumprido com seus anos de deveres no mundo celestial, apenas almas puras que souberam aproveitar de maneira positiva seu tempo como anjos. Forçar a reencarnação é contra as regras celestiais e quando a alma desencarnasse novamente seria julgada como uma alma atormentada e condenada a passar um milhão de anos no Tártaro em confinamento. Obviamente que não é somente isso, por estar forçando a reencarnação, sua idade que tinha quando morrera será mantida, mas todo o seu passado no mundo material será apagado. Sem família, sem amigos, sem nada. 

Aquilo era loucura até para Aomine Daiki, um anjo deveras problemático, certo? Ao menos era isso que muitos pensavam, entretanto a exceção desse grupo era Miura Zuria. Sendo melhor amiga do moreno durante alguns anos, já compreendera perfeitamente o jeito do mesmo e sabia que Aomine era sim louco o suficiente para forçar sua estadia no mundo material, para ele valia tudo para estar ao lado de Momoi Satsuki. Para quê ele ficaria no mundo sobrenatural sendo monitorado 24 horas e podendo somente estar parcialmente com a amada, quando ele pode estar de corpo e alma, além de livre ao lado da rosada? Zuria sabia que a punição que Daiki receberia ao desencarnar novamente não seria o suficiente para impedi-lo de se jogar de um prédio. 

- Não. - Miura sussurrou abismada e negando com cabeça enquanto dava meia volta, deixando suas amigas para trás olhando-a confusas. Concentrando-se, Zuria sentiu um leve desconforto em suas costas e não tardou para que um par de asas consideravelmente grandes de penas tão brancas quanto o cabelo da garota, surgisse em suas costas. Alçando voo, a anjinha nem pensou em explicar-se para as amigas, não tinha tempo para isso se quisesse impedir Aomine para não perdê-lo de vez. 

- Alguém entendeu o que houve? - Akemi foi a primeira a se pronunciar após um breve silêncio com a saída da amiga. Nenhuma das meninas se pronunciaram, todas mantiveram-se em silêncio apenas pensando no que poderia ter se passado com a anjinha. 

- Hm... 

- O que foi Amy, que careta é essa? - Alessandra indagou ao ver a careta que tomava conta do rosto da amiga. 

Alessandra havia chegado ao Paraíso juntamente com Ayumi, e assim como a mesma não demorou para que conquistasse a amizade de Zuria. Graças a ambas Nomura com o passar do tempo acabou acostumando-se com o seu novo lar, as amigas que fizera tornaram-se sua nova família. Akemi chegou ao Paraíso juntamente com Amy e embora após ter sido selecionada para a guarda Hogo, Zuria não ter sido a responsável por lhe explicar as regras, graças a amizade que fizera com Kawasaki a loirinha acabou por se enturmar com as demais anjinhas. 

- Nós estamos falando de Aomine, não de um anjo comum. E se ele estivesse mesmo cogitando a possibilidade de realizar o ritual profano? 

- Droga, a Miu-chan não vai conseguir pará-lo sozinha. - Ayumi disse começando a se desesperar com a situação. 

- Que romântico, ele vai comprar briga com o conselho por conta de uma mortal. Aish, por que aquele baka tem sempre que arrastar alguém com ele para as idiotices que faz? Argh! - esbravejou Amy com passando as mãos pelo rosto visivelmente nervosa.

- A gente precisa manter a calma, de nada vai adiantar ficarmos nervosas agora. Temos que pensar para qual prédio ele estará indo. - Akemi disse respirando fundo para manter o controle, só atrapalharia se todas surtassem. 

- Abeno Harukas tem 300 metros de altura! É o prédio mais alto do Japão. - comentou Alessandra após um curto silêncio, enquanto as demais pensavam. 

Após invocarem suas asas, as 04 amigas alçaram voo e rumaram o mais rápido 
possível para fora do Paraíso. Aomine era triplicadamente mais forte que Miura, não iria pará-lo sozinha e como consequência acabaria caindo do prédio junto com o moreno. Novamente a amiga das anjinhas estaria encrencada com seus superiores devido ao comportamento impulsivo e irresponsável do rapaz. 

Em um lugar não muito longe dali duas jovens oficiais da guarda de Hogo estavam debatendo sobre a cena que acabaram de ver. Uma das jovens possuía cabelos negros, sendo eles longos e lisos com o comprimento chegando até a sua cintura. Seus olhos são azuis brilhantes, carinhosos e sonhadores, como o olhar de uma criança. Sua pele é pálida como a neve e seus lábios são levemente rosados. Tem 1,62 de altura e um corpo considerado normal para alguém de sua idade. Seu sorriso é bonito, fofo e de vez em quando, infantil. Misaki Kousaka e responsável por monitorar o mortal Chihiro Mayuzumi. A outra garota possuía uma estatura mediana, cabelos longos com o comprimento até metade de suas costas e com madeixas tão brancas quanto as nuvens, usa sempre um arco com orelhas brancas de gatinho e um laço azul escuro do lado direito. Suas íris são tão azuis e agradáveis quanto o céu e sua pele é bem clarinha. Yui Okami, responsável por monitorar o mortal Yukio Kasamatsu. 

- Talvez ela estivesse perdida? Tenho achado Miu-chan sobrecarregada ultimamente. - Yui comentou enquanto ambas caminhavam de maneira tranquila perto do portal celestial. 

- Não acha que devíamos ir atrás dela? Se ela se atrasar para a reunião, os arcanjos podem pegar cisma com ela também. - Misaki expressou sua preocupação com amiga. 

Ambas haviam acabado de voltar de uma patrulha, iria descansar e novamente retornar para averiguar seus mortais quando encontraram Miura voando apressadamente e abatida. Com a velocidade que passara por elas, as garotas tinham certeza que a anjinha nem havia as visto. As duas jovens sabiam que seus corações não se aquietariam enquanto não tivessem certeza de que estava tudo bem com sua amiga e com esse pensamento lançaram-se pelo portal novamente. 

Não era uma tarefa árdua viajar pelo grande portal celestial, na verdade o portal em si era um grande lago que se localiza no centro de cinco pilastras encantadas. As pilastras permitiam que os anjos fossem para qualquer lugar que quisessem em segurança, tudo que precisavam era mentalizar o lugar para onde deveriam ir e para retornar bastava jogar-se em qualquer lugar com água e fazer a mesma coisa. Obviamente que para entrar no Paraíso somente criaturas que tenham o selo divino eram permitidas. As duas anjinhas lançaram-se no lago mentalizando a amiga e torcendo para que nada de mais tivesse acontecido. As demais garotas chegaram ao início do Paraíso bem a tempo de ver ao longe Okami e Kousaka atravessando o portal, não era necessário alguém dizer uma só palavra para ter certeza de que ambas haviam avistado Zuria atravessando o mesmo e não hesitaram em segui-las. 

A aparência do portal era algo agradável, mas a sensação enquanto se estava atravessando-o era horrível, somente depois de milhares de anos de experiência é que os anjos estariam acostumados com a sensação desconfortável. Uma rajada fortíssima de vento lhes atingia sufocando-lhes, uma tontura sempre lhes tomava conta e quando essas sensações passavam já estavam no lugar, no entanto sempre restava uma vertigem de brinde. Yui e Misaki mal tiveram tempo para recuperarem-se, pois foram derrubadas no chão com alguns pesos extras em cima das duas. 

- So-Socorro... 

- Sinto-me esmagada.

- Ai, cuidado com a minha asa!

- Eu acho que... Eu acho que vou vomitar! 

- Parem de resmungar, gente.

- Fácil falar para quem está no topo.

- Apoio a ideia de silêncio, minha cabeça está rodando.

- Detesto atravessar o portal. 

Entre resmungos e alguns empurrões, todas as amigas conseguiram sair do meio da confusão armada pelo portal. Após estarem todas de pé e recuperadas, as garotas olharam ao redor verificando em que lugar estavam e para o desespero de boa parte das amigas, realmente estavam em Abeno Harukas. 

- Hm... O que Miu-chan iria querer aqui? - Yui indagou olhando curiosa para o lugar luxuoso em que estavam.

- Talvez uma missão de última hora? - Misaki disse tentando imaginar em que tipo de situação haviam se metido.

A atenção de ambas foram chamadas quando ouviram um suspiro frustrado de uma de suas amigas. 

- Antes fosse isso, seria tão mais simples. - Amy pronunciou-se passando a caçar por Zuria. Okami e Kousaka não haviam compreendido a fala da castanha.

- Digamos que seja mais ou menos isso. - Alessandra explicou de modo simplificado observando as expressões confusas das amigas.

De fato estavam em uma missão especial e ela não era nada fácil. Embora não estivessem hesitantes em ajudar Zuria e deter Aomine, não tinham a mínima ideia de como fariam tal coisa. Aquele moreno era teimoso e gostava de dar murro em ponta de faca, teriam sorte se quando retornassem ao Paraíso apenas tomassem um sermão dos Sete Dragões. 

- AI MEU DEUS! 

O desespero de Akemi que estava na borda do prédio, assustou as demais anjinhas e tinham toda razão em assustarem-se. Ao aproximarem-se aflitas de onde a loirinha estava avistaram Aomine caindo de olhos fechados e Zuria voando o mais rápido que suas asas permitiam em uma tentativa de alcançá-lo. Sentiram um aperto na alma, estavam prestes a perder a amiga e não podiam permitir tal coisa. Amy e Ayumi foram as primeiras a erguerem as asas e estavam prontas para alçarem vôo quando foram impedidas por Alessandra, que apesar de querer ajudar sabia que tinham que ser cautelosas, ou encrencadas seria pouco para definir a situação mais tarde.

- Alex, saia da frente! - Ayumi e Amy esbravejaram tentando avançar, mas sendo impedida por Nomura e Kousaka que compreendia a preocupação da amiga.

- Calma, não podemos nos desesperar ou só vamos atrapalhar. 

- Todo segundo conta agora e calma não vai ajudar muito. - Amy disse nervosa.Akemi e Yui também compreendiam a situação, no entanto não discordavam de Ayumi e Amy, e por esta razão aproveitaram-se da breve discussão e voaram em direção a Zuria, ao menos iriam tentar detê-la já que a mesma estava caminhando para o ritual profano.

- NÃO! FERNANDES, OKAMI PAREM! - Alessandra berrou voando em direção as mais novas e sendo seguida pelas demais. Polish e Kawasaki desviaram das quatro amigas e foram em direção a Miura que assim como Aomine olhou na direção da confusão.

Aflição e remorso, esses eram os sentimentos que tomavam conta da alma da mais velha. Não era para suas amigas estarem ali, não queria arrastá-las para todo este problema. E agora o que faria? Se prosseguisse tinha a chance de salvar seu amor ou ser arrastada com ele para a reencarnação e se parasse e retornasse poderia evitar que suas amigas fossem levadas pelo ritual profano. Aomine ao notar que havia sido seguido sentiu-se furioso. Primeiramente que aquelas idiotas não deveriam estar ali, se encrencariam com os superiores e eram bebês demais para enfrentá-los ainda. Segundo, por que raios Zuria tivera que segui-lo? Não negava que tinha um grande afeto e respeito pela garota, era uma boa amiga e faria falta. Mas aquela era sua decisão e ela tinha que respeitar e que menina mais sem juízo. Onde já se viu jogar-se de um prédio só para segui-lo? Humph, e ainda tinha gente que abria a boca para dizer que ele é que era inconsequente. Durante a confusão de emoções que todos estavam sentindo, só se deram conta de que já era tarde demais quando tudo ao seu redor sumiu e deu lugar a uma imensidão branca, vários minutos de um silêncio confuso e torturante seguiu-se. 

- Morremos?

- Já estamos mortas, Sky. 

- Onde vocês estão? Não enxergo nada. 

- Bem vinda ao clube. 

- Miu-chan?

- Não eram para vocês estarem aqui, meninas.

- Muito menos você, cãozinho idiota! 

- CALA A BOCA AHO, NINGUÉM ESTARIA AQUI SE NÃO FOSSE POR VOCÊ!

- EU NÃO PEDI PARA NINGUÉM ME SEGUIR!

- Quietos os dois, por favor.

- Não é hora de discutir, gente.

Após mais alguns segundos, ninguém mais pudera pronunciar uma só palavra, pois uma sensação que há muito tempo não sentiam invadiram seus corpos. A imensidão branca aos poucos fora sumindo assim como o silêncio, dando lugar a uma imensidão azul e acolhedora, o lugar fora preenchido pelo barulho da brisa que fazia as folhas das árvores balançarem e dos animais que ali residiam. 

Aos poucos cada um tentou levantar-se, mas sentiram um terrível dor por todo o corpo, uma dor dilacerante que fora impossível não gritar. O que havia acontecido afinal? Aomine fora o primeiro a recuperar-se da terrível dor passageira e após colocar-se de pé, passou a fitar as jovens com uma expressão de poucos amigos. As anjinhas não se importaram muito, estavam mais preocupadas com a situação em que estavam. Quando a dor abandonou seus corpos sentiram uma sensação que há muito tempo haviam esquecido: estar viva, respirar e sentir o coração bater. Estavam vivas, haviam renascido das cinzas como uma fênix e isso era um milagre.

O ritual era verdadeiro, estavam de volta ao mundo material e era não conseguiam evitar de sentir uma pontada de alegria. Mas a consciência logo cuidou de lhes puxar a orelha e abrir-lhe os olhos: o ritual era verdadeiro, haviam forçado sua reencarnação e agora?


Notas Finais


Hey, Angels, o que acharam do primeiro capítulo? Encontraram muitos erros? A leitura foi de boa? Se envolveram já com a fanfic? O que esperam no próximo capítulo? Comente aí sua opinião amada. Antes de me despedir, eu vou dar a notícia que mencionei nas notas iniciais. Para quem curte sobrenatural, game otome e estória interativa, a Zira-chan vai postar AINDA HOJE uma nova fanfic. Mas ela não é de Kuroko no Basuke. Ela é inspirada em dois games que amo: Eldarya (jogo online) e Arkyos Angel (tem que baixar gente), recomendo viu gente? Ela trata sobre 05 princesas que são muito importantes para o mundo sobrenatural e a estória eu estou tentando fazê-la bem estilo game otome mesmo, pois isso que cada uma das princesas tem 02 crush kkkk Se você se interessou fique de olho no perfil da Zira-chan que em pouquíssimo tempo a estória vai estar aí disponível na categoria original e o nome é Sucessão. E só para esclarecer: acalmem seus corações que a Zira-chan não vai abandonar nenhuma fanfic e vai terminar todas, viu? kkkk Não quero ninguém tendo um mini avc por aqui. Bom isso é tudo, obrigada pelo carinho e atenção de vocês, logo abaixo deixo-lhes os links das personagens. Beijos na nádega esquerda <3

Yui Okami:
https://cdn.awwni.me/rcgr.gif

Ayumi Polish:
https://encrypted-tbn2.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcToGgq5qAsxS0Ad-vXQ1aEeBRqdvkYFZ4QVZ9IpDgaf0IImlnIpsR8vTUyUTQ

Amy Kawasaki:
https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/564x/f9/fc/e6/f9fce6b6076f2d28ca3d40801d8e7c68.jpg

Alessandra Nomura:
http://i.imgur.com/nVEHqxV.jpg

Akemi Fernandes:
http://safebooru.org//samples/550/sample_94c7ed7c1e9f5c885f6ae7e50ee328910ef50461.jpg?552562

Misaki Kousaka:
file:///C:/Users/Isabella%20Salti/Desktop/Pictures/Nova%20Pasta%20(4)/Brothers%20Conflict/Nova%20Pasta/Nova%20Pasta%20(3)/317487_mn66com.gif


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...