História Confusão interna - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 892
Palavras 985
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem, opinem sobre o que acham e boa leitura ❤❤❤
Ps : Desculpem os erros de português e não deixem de ler. 🌹

Capítulo 2 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Confusão interna - Capítulo 2 - Prólogo


Março 2015, Seul - Coréia.

     08:32 a.m

     Apalpei o criado mudo em busca do despertador que fazia um som irritante para me acordar, era seu segundo toque, o primeiro passou por despercebido em meu sono quase inabalável. 
- Força Heloísa, apenas mais um dia de aula — sussurrei para mim enquanto olhava tentava me cobrir da claridade que cortava as cortinas, indo diretamente para minha cama, pela a terceira vez o despertador se pronunciar, foi o pedido sorrateiro para me fazer se levantar novamente. — Você deve ter escolhido ser dona do seu próprio negócio ao invés de ficar rodando o mundo para fugir de tudo.  
       Esse é meu maior defeito, pensar alto quando estou sozinha, notei em minha volta que a minha colega de quarto já havia ido viver, enquanto eu estava alí sendo engolida pelo o edredom, com um pouco de pensamentos positivos para poder me formar em mais um curso consegui levantar. Apesar de ter apenas 23 anos, sou bem renomada em minha profissão de manager pessoal, para os desconhecidos é apenas ser babá de famoso, mas para mim é bem além, é poder cuidar do sucesso de alguém, você deve estar se perguntando : Como ela é tão renomada sendo tão nova ? É simples... Fazem 10 anos que me dedico de corpo e alma para a profissão, foi a primeira paixão que tive para me fazer esquecer dos problemas que enfrento desde que nasci. 
       Meus pais são donos de uma rede de escolas de treinamento de staffs e seguranças no Brasil, quando não estou trabalhando com ídolos ao redor do mundo, estou fazendo palestras, estar aqui em Seul é uma realização profissional, em breve me formarei com os melhores profissionais da área do mundo, mas particularmente não pretendo voltar para a casa dos meus pais tão em breve, já foi uma catástrofe psicológica desde o último natal que reunimos a "família", fui obrigada a meio de sermões deixar minha vida em New York para poder manter as aparências aos meus pais. 

(...) 


      O meu dia foi baseado em simulações de como agir diante diversas situações do cotidiano de um famoso, particularmente adoro trabalhar com cantores, me sinto mais à vontade com produção dos shows, as viagens em diversas cidades, o assédio das fãs entre tantas coisas que envolve a vida de alguém que é venerado por diversas pessoas. Como estou morando no Campus da faculdade, para aproveitar meu tempo livre estudo coreano, por mais que não seja necessário por 85% todos ao meu redor falam inglês, gosto de aprender novos idiomas, principalmente quando é nítido como sonoramente é lindo de se ouvir. 

(...)


3 dias depois

13:23 p.m - Refeitório do Campus


        Normalmente estou morrendo de fome, a comida coreana é bem atrativa, mas ultimamente estou me alimentando apenas dos famosos laméns, não é de se abusar que esteja já com algum tipo de anemia, por falta de tempo e coragem de sair do campus para fazer minhas refeições diariamente, semanalmente vou no supermercado e faço um pequeno estoque de diversos sabores da tal comida instantânea. Meus colegas de curso tentam me tirar do mau hábito, mas é quase impossível.
- Annyeonghaseyo — curvou-se a minha diretora do curso diante a mesa onde eu e alguns colegas estávamos almoçando, todos alí presentes fez a reverência à mulher que tem aproximadamente o dobro da minha idade, uma típica coreana de cabelos pretos, rosto em V e uma expressão adorável — Pode ir em minha sala, Heloísa ? Precisamos conversar. 
          Apenas assenti com a cabeça positivamente, mas internamente estava já com medo, nunca é bom ouvir a famosa frase "Precisamos conversar". Não demorei muito para subir em sua sala que ficava no último andar do prédio onde já estávamos, eu adorava perambular os corredores, eram repletos de fotografias dos formandos com os ídolos com quais trabalhavam, em sí achava meio patético. Antes de me mudar para cá, era manager do Justin Bieber, nunca tiramos uma fotografia juntos, talvez para não termos provas que estávamos "íntimos" demais, apesar do relacionamento profissional, tínhamos algo sexual, não era ruim, mas acabei me sentindo mal por estar unindo orgasmos ao trabalho, como não sou profissional do sexo, preferi me afastar antes que fizéssemos besteira em cair em contradição e se apegarmos sentimentalmente. 


          Diante da sala da minha diretora, minhas mãos soavam frio, pensei nas diversas possibilidades e os erros que cometi nos últimos meses. Ao perceber minha presença antes da minha pronúncia oficial, ela me pediu para entrar, me reverenciei novamente como respeito. 
- Minha querida Heloísa, estou extremamente feliz de tê-la aqui — sorriu docemente, como essa mulher é adorável, talvez seja (é) mais que minha mãe.
- O prazer é meu em estar estudando com vocês. 
- Vamos ser breves querida, te chamei aqui pois duas empresas de entretenimento estão interessados em te contratar. 
- Duas ? — meu timbre saiu eufórico, porém baixo, estava um tanto quanto surpresa pela a notícia.
- SM e Bighit, ambas são bem concorridas, eles se surpreenderam com seu currículo e me pediram para marcar uma entrevista com você, caso se interessasse. 
- Qual das duas empresas são menos mecanizadas ? Não gosto de tratar os ídolos como se fossem máquinas. 
- Bighit é menos rígida e por isso precisam de você, diante da sua postura profissional é o que precisa para por um dos grupos na linha.
- Grupo ? 
- Sim, o bangtan sonyeondan
- Agora que alcançaram uma legião de fãs começaram a dar trabalho ? — meu timbre foi baseado a um deboche.
- Deve ser a pressão psicológica — revirou os pequenos olhos — Então posso marcar a reunião para você ? 
- Sim senhora, se estamos na chuva é pra se molhar. 
Sai da sala com um sorriso imenso nos lábios, porra, estarei em breve fazendo entrevista em uma das melhores empresas daqui de Seul, isso sem dúvidas me deixava ansiosa e apreensiva.


Notas Finais


Primeiro capítulo, talvez tudo tenda para o bem ou não...

O que acharam amoras ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...