História Confused (Imagine Jungkook e Jimin). - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Imagine Bts, Imagine Jimin, Imagine Jungkook
Exibições 224
Palavras 1.014
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ai meu kokoro

Capítulo 10 - Ten.




Um mês se passou desde que eu tive alta. Jungkook não parava em casa e como previsto, não tinha tempo pra mim. Yoongi arranjou uma namorada e me deu o troco, ou seja, me deixou um pouco de lado. Fiquei sabendo que Jimin está tendo muitos shows ultimamente. A única pessoa com quem eu conversava era Taehyung, que me fazia visitas uma vez por semana.
Eu passava noites sentadas, dias observando o Jardim... dias dormindo sem Jungkook ao meu lado.

Sai dos meus pensamentos e me levantei da cama, fui até o banheiro e tomei um banho, me vesti com uma camiseta de Jungkook, pois, eu não sei o que estava acontecendo comigo, eu tinha necessidade dele, mas ao mesmo tempo Jimin surgia em minha mente. Eu não sabia o que estava mais confuso em minha vida.

Desci para tomar café e vi Jungkook sentado, com os braços apoiados na bancada da cozinha. Ele estava abatido, seus olhos inchados, suas olheiras enormes, seu cabelo bagunçado.

- Jeon? - chamei-o e ele levantou a cabeça. - Está acontecendo algo? - perguntei.

- _____, você não tem que ficar mais casada comigo, tudo bem? - falou e eu me assustei. - A empresa tá falida, minha mãe está com câncer, e você não tem que passar por isso, afinal, seu pai só queria meu dinheiro, não é? - ele perguntou e sorriu sarcástico.

- Me responde uma coisa, você tá falando comigo ou com meu pai? - perguntei com raiva. - Te digo uma coisa Jeon Jungkook, se quiser se ver livre de mim é só falar. Eu nunca me importei pra merda do seu dinheiro. Faça-me o favor, ne. - falei e quando estava quase saindo senti sua mão segurar meu braço.

- Eu vou embora, se você não sentir nada por mim, eu sumo. Vou pra outro país, me afasto completo de você... - ele falou.

- Então vá, suma!!! - gritei. - Eu vou atrás de quem realmente se importa comigo, e eu acho que você sabe quem é, não é? - perguntei provocando ele.

- Tudo bem, vá ____... - falou e subiu as escadas.

Eu não sei porque falei tantas coisas para Jeon, eu o amava e tinha certeza disso, mas no calor do momento, por ele achar que eu só quero o dinheiro dele. Peguei meu celular e liguei para Jimin, marquei de encontra-lo na piscina de aulas de natação.
Arrumei minhas malas, peguei meu carro e fui para a casa do meu pai, expliquei tudo ao meu pai, que ficou impressionado em como Jungkook deixou a empresa falida em menos de um ano de presidência. Peguei novamente o carro, e fui para o local marcado, Jimin estava lá. Com uma calça larga, um boné, e uma blusa branca mostrando seus lindos músculos.

Me sentei ao seu lado, e comecei a chorar.

- Ei pequena... - suspirou... - O que houve?

- Jungkook. - respondi entre lágrimas.

- Você o ama, não é? - perguntou. - Corre atrás dele, se você realmente o ama, vai atrás, por favor. Não deixa ele escapar, senão você vai passar a vida inteira se perguntando como seria se tivesse ido de encontro com seu verdadeiro amor. - ele completou e eu vi que estava chorando.

- Mas Jimin... - suspirei.

- Eu te amo também ___, se é isso que quer saber. Por isso to te implorando, pra ir. Eu já sabia de tudo isso com o Jeon, da empresa falida, ele me ligou e pediu para eu cuidar de você. Mas eu acho que é o cuidado dele que você quer não é mesmo? Então vai, ele deve estar chegando no aeroporto agora, ele vai pra a Austrália. - ele falou e eu sorri.

- Obrigada Jimin. - falei abraçando-o. - Agora eu vou correndo pro aeroporto.

- Vai encontrar teu amor. - falou e eu me levantei.

Liguei o carro e acelerei, estava pegando um trânsito horrível. Estava com medo de perder o amor da minha vida por uma bobagem.

Passei por 10 minutos em um mesmo lugar, até que o trânsito começou a andar. Cheguei no aeroporto desesperada, nem tinha percebido que estava chorando no carro por medo de perder Jeon.

Fui até uma moça que e perguntei:

- Você sabe onde estão os passageiros do Vôo para a Austrália? - perguntei.

- Estão ali. - ela falou apontando pra o lugar onde checam os passaportes.

- Meu Deus. - falei. - Obrigada.

Sai correndo e vi Jungkook checando seu passaporte para passar pela porta, foi quando por instintos, gritei.

- Jungkook. - gritei e ele se virou, ficou paralisado e eu olhava-o com os olhos cheios de lágrimas, ele caminhou até mim, tirando todos de seu caminho, quando eu ele chegou perto eu o beijei. - Não vá. - falei colando nossas testas. - Por favor. Não me deixa. - completei. - Na riqueza e na pobreza, lembra? - suspirei e senti uma lágrima em seus olhos. - Eu te amo Jungkook. Não quero te forçar a ficar, mas se ainda tem algum sentimento por mim ai nesse coração, por favor, fica. - completei.

- Eu te amo ____... -suspirou e beijou minha testa. - Eu te amo muito. - falou e me abraçou. - Obrigada. - ele falou e eu fiquei confusa (pra variar ne).

- Obrigada pelo quê? - perguntei.

- Por ser você, e por estar comigo. - falou e eu sorri. - Por ser o amor da minha vida. Por ser a mulher que eu sempre quis chamar de minha. Por ser gentil, e dedicar seu tempo pra mim. Por ter vindo aqui e me impedido de ir para a Austrália viver infeliz. E por me escolher. - suspirou e eu selei nossos lábios.

- Tudo, sempre por você! - falei. - Tudo vai se resolver. Eu vou procurar um emprego, você também! Venderemos aquela casa enorme e compraremos outra menor, com o dinheiro podemos sobreviver enquanto não arranjamos trabalho. O que acha? - perguntei.

- Eu acho perfeito. - falou e me abraçou.

THE END. 


Notas Finais


Um próximo imagine, querem?
Espero que gostem, e esse é o fim 💜💜💜😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...