História Confused (Imagine Min Yoongi) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Colegial, Confuso, Min Yoongi, Romance
Visualizações 12
Palavras 1.587
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente, sou a YunA, estou aqui para divulgar essa fic que ando planejando a alguns meses mas nunca tive coragem de fazer e postá-la, mas teve algumas amigas minha que me deram apoio e fizeram com que eu a colocasse aqui no Spirit , então aqui está ela :3 Espero que gostem da minha filhota e se gostarem comentem, se quiserem claro!
Boa leitura amoras 🐰🍷

Capítulo 1 - I - Love You Small


            (Seu nome ON)

Final de semana, e aqui estou eu, em casa fazendo o trabalho que na verdade deveria ser feito em grupo, mas como o grupo que meu professor escolheu não são nem um pouco estudiosos, deixaram o trabalho todo para mim e não me ajudaram em nada. E eu, idiota, sempre faço tudo sozinha sem reclamar nem nada. Mas dessa vez será diferente, eles que me aguardem.

Com o cartaz terminado e as falas decoradas, me levantei do chão, peguei o trabalho e o meu material da faculdade e levei para o meu quarto.

Descendo as escadas senti um cheiro bom e familiar, deduzindo vir da cozinha, corri até a mesma. Chegando lá vi minha mãe agachada em frente ao fogão tirando algo do forno, já que a mesma não havia percebido minha presença ali, cheguei por trás da mesma em silêncio e por cima dos seus ombros olhei a maravilha que saia do forno. Ela havia preparado lasanha para a janta, e eu despercebida, fiquei olhando tanto para a lasanha que nem tinha percebido que agora minha mãe estava me olhando sorrindo.

— Só baba mesmo! — falou ela colocando a lasanha em cima do balcão — Pois isso aqui — ela apontou para a comida — só quando seu pai chegar — bateu em minha mão quando tentei pegar a bandeja da lasanha — Agora vai chamar o seu irmão para o almoço — colocou suas mãos macias em meu rosto e se aproximou depositando um longo beijo em minha testa.

Sorri boba e me virei para chamá-lo, foi aí que senti uma ardência em minha bunda e soltei um gritinho fino, a mais velha me olhou e ficou rindo, eu apenas dei uma pequena risada e depois continuei meu trajeto para o quarto do meu irmão. Minha mãe sempre bate na minha bunda, e aproveita quando estou de costas ou despercebida, a mesma diz que tenho um "bundão" e que se orgulha disso, pois não sou que nem essas coreanas, ela diz: "Você tem uma bunda grande hein! Graças a Deus! Melhor do que você ter bunda seca e ser magrela sem graça que nem essas coreanas sem graça!" Quando ela diz isso eu dou bastante gargalhada, só minha mãe e meus amigos dizem que eu tenho corpo, e assim como minha mãe, tenho orgulho da minha bunda e do meu corpo, pois sou brasileira e disso tenho mais orgulho ainda.

Chegando no quarto do meu irmão, olhei para o cômodo azul-bebê todo e não o vi, comecei a ficar nervosa e saí do quarto dele para encontrar nos outros cômodos. Depois de procurar em todos os lugares, fui para o meu quarto e me joguei na cama desesperada.

— Chu... Cadê você!

Foi quando ouvi um barulho estranho vindo do meu guarda-roupa, levantei da cama e caminhei até o mesmo, o barulho parou, depois voltou de novo, estava baixo, mas eu conseguia ouvir, devagar abri meu guarda-roupa e entre minhas roupas vi um mini-encrenca, Chu estava entre minhas roupas todo sujo de batom o que fazia manchar minhas roupas também, triste olhei para o mesmo e vi o pequeno fazer biquinho.

— Diculpa maninha

— Sai daí meu amor, vem cá... — eu disse ignorando a tragédia e me preocupando com o mais novo e assim ele fez.

Meu irmão, meu pequeno, (Seu sobrenome) DaChu, tem apenas 3 aninhos e já faz altas bagunças, um menino doce, não faz mal a ninguém, pelo menos eu nunca vi e nunca soube, me lembro de quando o mesmo tinha 1 ano, foi quando começou a andar, assim que começou a andar, começou a arrastar as coisas para tudo que é lado, enfiar as coisas na boca e etc. E isso tudo ele faz até hoje, mas até que agora ele está tranquilo. Já fazia uma semana que ele não fazia besteira, até estranhei, mas hoje a onça atacou e eu peguei no flagra, mas como sempre, o perdôo e o abraço o mimando que nem estou fazendo agora.

— Vamos jantar pequeno? Mamãe tá chamando — falei o pegando no colo quando ele assentiu sorrindo com o dedo na boca e saindo com o mesmo do quarto para a cozinha.

— O pai de vocês vai chegar tarde hoje, então podem comer... — mamãe falou triste colocando os pratos na mesa.

Chu não percebendo a tristeza de mamãe correu e se sentou na mesa animado para comer. Eu preocupada andei até a mamãe e resolvi perguntar o que aconteceu.

— O que houve dessa vez mãe?

— Seu pai está de plantão hoje no hospital, e depois vai dormir fora — disse cabisbaixa.

Não comentei, resolvi lhe dar um abraço, a mesma precisava. Meu pai fazia questão de chifrar minha mãe, o mesmo ia para o trabalho, depois do trabalho ia farrear com alguma vadia e chegava tarde em casa, e se tivesse de plantão, quando acabasse, ia dormir na casa de alguma puta perto do seu trabalho. Como eu sei disso? A algumas semanas atrás já estava estranhando meu pai chegar tarde em casa, então pedi para o meu amigo, TaeTae, investigar isso, então ele o perseguiu e descobriu tudo, depois me deu as informações. Quando eu soube fiquei muito triste, não contei para a minha mãe, mas não aguentei por muito tempo e contei a ela.

— Ele disse que ia dormir na casa de "um colega" — a mais velha estava com a voz embargada, o que me deixava triste a propósito.

— Vamos jantar okay? — digo acariciando seus cabelos enquanto a abraçava — Quem sabe de barriga cheia a senhora não esquece disso? — falo sorrindo fraco fazendo a mesma fazer o mesmo.

Nos sentamos na mesa e minha mãe serviu meu irmão enquanto eu me servia, quando eu ia começar a comer, meu celular vibrou no meu bolso e bufei em reprovação, peguei meu celular sem minha mãe ver e li as mensagens

• Novas mensagens de TaeTae Oppa 🌚💘 •

Saudades ;--;

11:30 PM

Mas só se passou dois dias!

11:32 PM

Digitando...

Já é tempo o suficiente para eu sentir saudades! ;--;

11:32 PM

Que viadagem! Parece atéque é meu namorado! :v

11:32 PM

Digitando...

Bem que eu podia ser!

11:34 PM

Mas não é! ;-)

11:35 PM

Saí do chat, bloqueei o celular e comecei a comer, já que o meu estômago não parava de roncar de tanta fome.

Após a refeição me levantei da mesa, peguei os pratos da minha mãe e do Chu e levei para a pia, liguei a torneira, passei detergente na bucha e comecei a esfregar os pratos, mamãe e Chu me deram boa noite, minha mãe agradeceu por eu ter lavado a louça e subiram para dormir.

Assim que terminei de lavar as louças já eram 00:00, estava enxugando minhas mãos quando ouvi um barulho estrondoso da porta principal, desliguei as luzes da cozinha e fiquei espionando pela brecha da porta da cozinha, era meu pai, o mesmo estava com o cabelo bagunçado, a roupa toda amassada e com algumas manchas vermelhas em seu pescoço considerado como cupões. Saí da cozinha e fui para a sala, o mesmo não percebendo minha presença se joga no sofá e fecha os olhos, me aproximei do mesmo e o balancei.

— O senhor não pode dormir aí, levante e vá para o quarto

— Me deixe garota! — disse se remexendo no sofá

— Pai, é melhor o senhor ir para o quarto — digo com a voz baixa de tanta decepção — O Chu não pode te ver aqui amanhã de manhã quando ele for para a escola — sentei no outro sofá esperando ele ir.

O mais velho me surpreendeu quando se levantou dessa vez sem contestar e subiu as escadas, impressionada me levantei e resolvi ir para o meu quarto também, mas antes tranquei a porta principal para não sermos assaltados. Antes de ir para o quarto, passei no de Chu para verificar se tudo estava certo, e estava, o mesmo dormia com o dedo na boca, vindo dele é tão fofo, ainda mais com essas bochechinhas cheias e rosadinhas naturalmente, com os braços e as perninhas grossas, quem visse ia querer morder essa gostosura, só não mordo, porque ele está dormindo, meu maninho lindo.

Saí do quarto do mesmo para não acabar o acordando, mas assim que eu saia do quarto ouvi sua voz fofa falando meu nome, olhei para a sua caminha e o mesmo estava sentado me olhando com os olhos entre-abertos enquanto esfregava a destra nos olhos.

— Ah meu amor, desculpa a maninha tá? — me aproximei de sua caminha e acariciei seu rosto.

— Posso domir com você? — pediu com aquele olhar inocente e fofo.

Ele tinha que dormir no quarto dele, mas pedindo daquele jeito e fofinho eu não aguentei, assim que eu sorri o mesmo ficou contente e pulou nos meus braços, o peguei no colo e enchi seu rosto de beijinhos enquanto o levava para o meu quarto.

Chegando no quarto eu o coloquei sentado em minha cama enquanto eu ia no banheiro escovar os dentes, fui no banheiro, fiz minhas higienes e em seguida voltei para o quarto encontrando meu baixinho pulando na cama felizardo.

— Vamos mimi?

O pequeno acenou com a cabeça em negativo e fez biquinho e eu acenei em positivo enquanto sorria, o mesmo bufou e se deitou na cama, fiz o mesmo e o abracei, antes de o mesmo dormir ele disse:

— Te amo maninha! — fechou os olhinhos lentamente e logo dormiu.

— Te amo baixinho — falei desligando as luzes e fechando os olhos esperando o sono chegar.



Notas Finais


Então gente, foi isso :3
O DaChu é tão fofinho! O que acharam dele? Tão love! 🐰💕

A mãe de vocês é tão boa! Fizeram lasanha para vocês! :3 A minha quase não faz :v

Espero que tenham gostado desse capítulo e que gostem de mim também ^•^

Ah! Um avisinho :'-)

Só postarei os capítulos dessa minha filhota nesses dias entre esses horários:

Segunda: 14:30 ou 18:00

Terça: 16:00 ou 18:00

Quinta: 15:30 ou 17:30

Sábado: 14:00 ou 20:00

Bom gente, é isso ^•^

E mais uma vez obrigada por terem lido esse capítulo •=•

Até mais 🐰💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...