História Confusions in New York - Capítulo 16


Escrita por: ~ e ~gasai_yuno-

Postado
Categorias Originais
Tags New York
Exibições 2
Palavras 779
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Haha eu já estou quase entrando na história e batendo na Lua. Isso é engraçado, bater na lua. Acho que vou ser astronauta. Só me ignorem e aproveitem o capitulo!

Capítulo 16 - Horses and ex-boyfriend dead


Fanfic / Fanfiction Confusions in New York - Capítulo 16 - Horses and ex-boyfriend dead

Sophia Sky não sabia onde se esconder. Após o sumiço de Lua, ela lançou um olhar de desculpas á Luke e fugiu. Sabia que não deveria ter feito isso, mas sua vontade era comprar uma passagem para o Brasil e passar o Natal com seu pai. Também não poderia fazer isso: dependia economicamente do pai para comprar a passagem, que com certeza não deixaria ela voltar sem antes “conhecer as maravilhas de estudar fora do país”.

Então simplesmente saiu da faculdade rumo á uma livraria que ficava próxima a faculdade. “Sinto cheiro de magia”, pensou, como todas as outras vezes, assim que abriu a porta de vidro.

Dentro daquela pequena loja, vendia- se livros usados e raros, amontoados nas estantes que iam do chão ao teto.

Ainda era cedo e havia algumas poucas pessoas, e Sky brincou de imaginar suas histórias. A mulher de meia-idade que estava na seção de romances tinha um marido restrito e não a deixava ler seus romances eróticos por considerá-los profanos. Toda manhã, dizia que ia á um grupo de mulheres da igreja e vinha para essa livraria e deliciava-se com as histórias.

O homem, parado na seção de livros raros era chefe de uma quadrilha que vendia peças raras e nesse exato momento ia levar uma edição antiguíssima para um colecionador italiano.

Enquanto Sky explorava a livraria e aparentava ter esquecido o ocorrido, um Luke confuso sentou-se ao lado de Mason, comendo uma grande fatia de pizza de chocolate.

- Pensei que você odiasse a combinação de salgado e doce. – disse Mason, arqueando as sobrancelhas.

- Obrigado por me lembrar – respondeu devolvendo a pizza ao prato.

- Você sabe que foi uma brincadeira da Lua, certo?

Ele hesitou.

- E a mensagem? – perguntou. – Talvez o desenho pode ter sido uma brincadeira, mas para quem a mensagem se referia?

- Um ex-namorado morto, talvez? Não se preocupe, se for tenho certeza que você não vai mais o ver.

Luke o censurou, mas acabou contagiado pela risada do amigo.

- Vocês dois são muito lerdos, vai logo procurá-la antes que o ex morto-vivo apareça. – e saiu andando.

Luke percebeu que Mason parecia mais feliz.

Sky achou um livro de capa dura de seu autor favorito: Charles Dickens. Era usado e a letra “G” de “Great expetations” estava um pouco degastada, mas ela ia levá-lo mesmo assim.

Ao virar no próximo corredor deu um gritinho e quase derrubou o livro. Quase todos viraram-se para ela, menos uma criança. Puxou Luke, ou o causador de seu susto, para o lado e falou:

-Está vendo aquela garotinha? Ela trabalha no FBI e está aqui para prender aquele ladrão de obras raras. Ela está com aquele aparelho no ouvido para comunicar-se com a central, estava tão concentrada nas informações que não me ouviu gritar.

- Ou ela é surda e esqueceu de ativar o aparelho.

Sky lançou um olhar mortal á ele.

- Não estrague.

Como aquele era um ambiente de silêncio, Sky pagou o livro e foi conversar com o namorado na rua.

- Então, achei que tinha uma aula importante agora. – falou Sky.

- Você que nunca mata aula. – respondeu incrédulo.

- Pensei em me distrair um pouco. Um recuperação das energias negativas absorvidas.

- Para quem era aquela mensagem? Ex? – Luke foi direto ao ponto.

A garota ficou um pouco surpresa com a rápida mudança de assunto e ao compreender a pergunta caiu na gargalhada.

- A não ser se meu ex for um cavalo.

O garoto ficou um pouco envergonhado.

- Um cavalo te salvou?

- Fazenda, rio, Lua e sua primeira tentativa de assassinato. Não me faça contar essa história.

- Ainda me surpreende que você esteja viva.

- Como sabia que eu estava na livraria?

- Onde tem livros, tem Sophia. – e recebeu o olhar desconfiado dela – Tá bom, eu perguntei para aquela baixinha, a Summer.

- Traidora.

- Já tem em mente o que vai fazer para vingar-se da sua amável colega de quarto?

- Não, preciso da sua ajuda. Vamos constluir um plano infalível!

- O que houve com sua língua?

- Estou imitando o Cebolinha.

- Quem?

- O Cebolinha, da Turma da... – e lembrou-se que estava em outro país – Deixa para lá. Ficou com ciúmes quando pensou que eu ainda amasse meu ex ?

- Talvez.

- Você fica tão fofinho. Sabe, a maioria das garotas gostam daqueles caras super ciumentose  possessivos. Elas são idiotas. Mas você é tão bonitinho com ciúmes, mesmo que de um ex que nem existe e...

Então ele a beijou. Um beijo calmo e sereno.

- E você fala demais.

Ela sorriu, entrelaçou sua mão na dele e juntos caminharam de volta a faculdade.


Notas Finais


Blue Kisses


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...