História Confusões adolescente - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ailee, Bangtan Boys (BTS), EXO, F(x), Seventeen
Personagens Ailee, Amber Liu, Baekhyun, Boo Seungkwan, Chanyeol, Chen, D.O, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jang Doyoon, Jeon Wonwoo, J-hope, Jimin, Jin, Junghan "Jeonghan", Jungkook, Kai, Kim Mingyu, Kris Wu, Krystal Jung, Lay, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Lu Han, Luna Parker, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Seungcheol "S.Coups", Shin Dongjin, Soonyoung "Hoshi", Suga, Suho, Sulli Choi, Tao, V, Victoria Song, Wen Junhui "JUN", Xiumin, Xu Ming Hao "THE8", Yao MingMing
Tags Bts, Chanbaek, Exo, Hunhan, Jeongcheol, Jikook, Kaisoo, Minhan, Namjin, Seventeen, Sulay, Vhope, Woonon
Exibições 48
Palavras 3.164
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OPAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
Voltei :3
EU DISSE QUE VOLTAVA
E dessa vez, com um capitulo enorme, só pra compensar a demora...
Só queria dizer tambem, que eu editei os primeiro 2 capitulos da fic, a narração não estava nada boa, mudei algumas coisas tambem...
Mas perai Livvy...
Porque na foto o Jeonghan esta de cabelo curto?
WAHAHAHAHHAHAHA ~ RISADA MALINGNA
Vocês veram :3
só isso mesmo, aproveitem o capitulo

Capítulo 9 - To Change


Fanfic / Fanfiction Confusões adolescente - Capítulo 9 - To Change

*BAEKHYUN POV*

SABE QUE HORAS SÃO?!!!?! JÁ SÃO 8:46PM E NADA DO JEONGHAN!!! AI MEU DEUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUS! JEONG AONDE VOCÊ SE MERTEU HOMI!?!

Depois da saída teatral maravilhosa de hoje no recreio, o minino saiu correndo como um loco ate a quadra, ele pulou o muro e tals, adorei a cena, aderi, depois disso liguei milhões de vezes no celular dele, e nada, TO FICANDO DESSESPERADO\JÁ TO! As crias de Jeong estão aqui comigo perto da escola caçando ele, TANTAGENTE, deve ter uns 10 meninos ali, aspragas são todas mais novas que eu (uns 2 ou 3 anos só) e mais altas, bate aquela dorzinha no kokoro até, Chanyeol, Mingyu e Jongin estão procurando próximo a casa dele, já foram lá, mas nada dele também, to pensando em chamar a policia, o Sehun estava ajudando-nos também, mas teve que ficar com o Marczinho, pois LuHan-Hyung iria trabalhar.

– Hyung!!! Cadê o Jeong appa!??!?! – Diz Woozi manhoso\chorando\desesperado ao meu encontro, junto com Hansol, hmmmmmmmmmmmmmmmmm se Jeonghan visse issoooooooooooooooooo!! DUHEYDHUHDUEHUDH~risada maligna, mas ele não esta aqui *sniff sniff*, quem vê ate pensa que eles são filhos mesmo do Yoon.

– Não sei pequeno, agorinha o encontramos – Digo tentando parecer calmo, mas por dentro estou: AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA JEONGHAAAAAN APARECEEEEEEEEEEE AAAAAAAAAAAAAAAAAAAA *SNIFF SNIFF*

– Diz pros mocinhos ali, pra eles já irem embora, já ta tarde pra criança estar na rua.

– É O JEONGHAN?!?!?

– DISSE PRA IR EMBORA MOCINHO! PERDEU O JUIZO MININU? – Digo colocando as mãos na cintura, tentando parecer autoritário.

– Desculpa Byun-Hyung, eu digo pra eles sim, já vou também, tchauuu Hyung – diz ele e me dá um beijinho no rosto, e sai correndo em direção as “crianças” ali próximas.

AAAAAAAAAAAAAAAAA OLHA COMO SOU AUTORITARIOO!

Na mesma hora que Woozi sai de perto de nos, Hansol me olha com um olhar furioso, e se afasta também, cruz credo menino, esse americano me dá medo.

We are the crowd
We're c-coming out
Got my flash on it's true

Need that picture of you
It's so magical
We'd be so fantastical

Meu celular começa a tocar de repente, com a maravilhosa musica da Lady Gaga, o atendo rapidamente, era Channie.

– ACHOU ELE? – Grito antes dele dizer alguma coisa.

– Não bebe... eu, Mingyu, Jongin procuramos por toda parte próxima a casa, não achamos nada...

– Ai meu Zeus.... E agora Channie?  – Digo com uma voz tremula o choro já estava por vir.

– Vamos sessar a busca por hoje, amanha de manha procuramos novamente, nos vamos encontrar ele Baekkie, mantenha a calma – Diz ele com um tom calmo e dócil, ele sabe como Jeong e um amigo muito importante pra mim – Quer que eu durma na sua casa hoje? – ele diz sem malicia alguma.

– Claro Channie, não quero ficar sozinho.

– Okay, vou liberar os meninos, e já te busco Okay?

– Aham. – Concordo e desligo.

Fiquei esperando os meninos irem todos para casa, ficando só eu lá, no escuro da noite, sendo iluminado apenas por um poste com a luz quase queimada, decido ir ate o parque das cerejeiras, não muito longe da escola, enquanto cominho pelas ruas deserdar, mando uma mensagem de texto para Chanyeol, avisando que esperaria ali, ao chegar me deparo com o vazio do parque, nem uma alma viva próxima, um vento forte me faz cambalear e quase cair sobre as folhas secas não mais empilhadas, o outono estava chegando, e junto com ele o frio, já que estava de calça e de camiseta, o frio que sentia não era tão grande assim, caminho ate a arvore maior, a qual ainda tinha a maior quantidade de folhas em sua raiz funda, a miragem estava tão linda que resolvi tirar uma foto, logicamente com flash, pois o poste mais próximo se encontrava queimado, tiro a foto e eu mesmo quase fico sego, que flash ótimo, entro na galeria para ver a foto e... oque é aquilo ali na foto meio as folhas? Pera... JEONGHAN?!? Só se via um pedaço da sua cabeça com seus fios loiros e seu pulso que levava uma pulseirinha dourada.

– AI MEU DEUUUUUUUS – Vou correndo ate ele e entro em desespero, ele estava gelado, e sua testa queimar.

– JEONGHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAN! – Eu gritava enquanto o chacoalhava de um lado para o outro.

– Humm – isso é o único que ele responde, começa a abrir os olhos bem de vagar, e depois de cosa-los, me encarar – Oque. Foi?  – diz ele em meio de bocejos.

– Oque foi? – Digo com uma voz calma – VOCÊ ME PERGUNTA OQUE FOI?!?!? VOCÊ SOME POR HORAS, NÃO ATENDE A POHA DO CELULAR! NEM SEI PRA QUE TEM ESSA MERDA SE NEM USA! E AINDA PERGUNTA? – Grito dando tapinhas em seus ombros, provavelmente isso não esta lhe fazendo danos, apenas cocegas.

– AI! AI! – Ou talvez esteja – Calmaaaaaaaaaaaaa! Para de me bate homi! – Diz ele afastando minhas mãos nervosas do seu corpo.

– JEONGGGGGGGGGG! – Grito ao pular em seus braços, o choro vem, bem forte, comecei ate a soluçar –  Não brinca com meu coração assim não homem! – Digo entre o choro, ele me abraça bem forte, e ao escutar um barulho de moto e me virar, além de ficar quase sego pelo farol, vejo Chanyeol descendo correndo da moto em nossa direção.

– JEONGHAAAAAAN! Ai menino, como você some assim? Deixou seus dongsaeng todos preocupados, Baek principalmente –  Diz Channie rindo se juntando a nos.

Jeonghan da uma breve risada e desmaia em meu colo, fiquei desesperado (sempre né), mas Chanyeol me acalmou, ele me deu o capacete, e colocamos Jeong entre nos, espero que não achemos policia pelo caminho, três menores em uma moto e um desmaiado, não seria muito legal. Chegamos em casa bem rapidinho, minha casa é meio longinho, mas de moto não demora muito, desci da moto e abri o portão, peguei a chave baixo o tapete e abri a porta, voltei aonde a moto estava para pegar Jeong, facilitando a entrada de Channie com a moto, Channie pegou Jeong do meu ombro e o levou ao meu quarto no colo, fechei a porta e os acompanhei, peguei umas quatro cobertas e joguei sobre Jeong morto na cama, depois de ter certeza que ele não sentiria frio nem nada, agora bem mais calmo, encostei a porta e fui ate a sala com Chan, ele deitou no sofá e eu em seu colo, deitando-me sobre seu peito, o abraço bem forte e ele diz palavras doces em meu olvido, enquanto me faz cafune em meu cabelo me fazendo dormir aos poucos.

– Boa noite Channie, te amo.

– Te amo também meu príncipe.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

O dia amanheceu lindo e claro, e junto com ele meu maldito despertador, que mesmo tento uma musica maravilhosa estava me irritando, tenho que mudar essa musica logo, ou vou começar a odiá-la, mesmo indisposto me levantei bem rápido, para fazer um café da manha maravilhoso para Channie e Jeonggie, Chanyeol ainda se encontrava dormindo no sofá, então tratei de ir ate a cozinha sem fazer nenhum barulho, hmmmmmmmmmmmmmmmmmmm vejamos oque da pra fazer aqui... pó de café, leite, agua, um saquinho aberto de bolacha recheada, manteiga, Nescau, uns pães duros, e um pedaço de queijo no fundo da geladeira.

Tutorial básico de como sobreviver quando se mora sozinho:

Oii meninas, hoje vou ensinar como preparar o prato mais delicioso e fácil do mundo, primeiro você pega o pão duro e corta em rodelas, assim ó, ai você passa manteiga ou margarina em um dos lados, depois você pega o queijo e corta em pequenos pedacinhos quadrados – checadinha no queijo pra ver se não esta mofado – depois coloca ele sobre a manteiga já no pão, ai mete orégano, e coloca em uma forma não muito grande no forno, temperatura 150° graus, e depois que o pão começar a ficar torradinho é só tirar, pronto pra comer.

Coloco as fatias sobre dois pratos, quando tento alcançar as canecas no armário, sinto um corpo por trás me encoxar, e alcançar as três canecas para mim.

– Obrigada Channie.

– Nada não meu príncipe, bom dia – Diz ele me dando um selinho e depois aconchegando seu rosto no meu ombro – Cheiro bom!

– Bom dia, aqui! – Digo colocando uma fatia em sua boca.

– Ai que delicia, mas não tanto como você – Diz ele com um tom safado.

HAHAHAHAH EU SEI

– Para com isso Channie, levarei isto para o Jeong, agorinha volto – Digo colocando um copo de leite e um prato com algumas fatias dentro de uma bandeja de porcelana e saindo da cozinha.

– Se tá fugindo né safado – Ele da um tapa em minha bunda e corre ate o sofá, se jogando no mesmo.

Entro em meu quarto sem dificuldade, pois mesmo com a mão ocupada a porta estava aberta, ao entrar me deparo com meu quarto organizado (PERA! QUE?!), a cama tinha os lenções trocados e as cobertas todas dobradas na ponta da cama, e Jeong...ele  não estava no quarto, acabei deixando cair a bandeja com tudo que continha no chão, fazendo um barulho alto, não demorou muito para Chanyeol aparecer na porta do quarto desesperado.

 – QUE FOI BAEK?!

– Jeon-gghan – aponto para a cama vazia.

– Ai meu deus – ele olhava meu pé agora – BAEKKIEE SEU PÉ!

Quando vi, ele estava com alguns cortes, mas não muito profundos, porem comecei a sentir a dor, Channie me pegou no colo e me levou ate o sofá, me deitando no mesmo.

– Vou pegar alguns curativos! – Ele diz desesperado procurando em cima da geladeira da cozinha.

– Mas o Jeong!

– Oque tem eu? – Diz Jeonghan adentrando na sala e me fitando no sofá – Meus Deus Baek, oque houve?

– AIIIIIIIIIIII MININUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU – Digo tentando me levantar e socar a cara dele.

– Baekhyun! Se você levantar desse sofá, vai ter péssimas consequências, começando com greve de s..

– TABAOM! – Falo antes de Chan, greve de sexo de novo nãoooo – Jeonghan, você poderia vir aqui rapidinho – falo todo simpático. Jeong se aproxima de mim, e me ajuda a sentar no sofá.

– AIAIAIIAIAIAI AAAAAAAAAAAAAAAAAAI BAEK PARA! – Ele gritava enquanto eu o espancava.

– SEU VAGABUNDO! PARA DE QUERE ME MATA DO CORAÇÃO! PARA DE SUMIR ASSIM! – Grito ainda batendo nele, hehe, isso é muito legal.

– AI! AI! CHEGA! – Diz ele se afastando de mim e das minhas mãos nervosas – Eu só fui comprar pão menino, mantenha a calma – ele levanta a sacola cheia de pão ( como eu ia acabar com tudo aquilo de pão?)

– Levanta ai o pé Baekhyun, pra fazer logo o curativo – Channie bravo se junta a nos, e se ajoelha no chão.

– OLHA AQUI! NÃO ME CHAMA ASSIM NÃO! – Odeiam que me chama Baekhyun pra dar sermão – AI CHANNIE! – O menino tinha dó não, estava passando algodão com álcool iodado, COMO ESSA MERDA ARDE!

– Hahah – Jeong debochado ria da minha dor.

– Ri mais idiota, depois não reclama que você amanheceu careca!

– Besta – Na mesma hora ele para de rir, e coloca as mãos nos lindos cabelos loiros – Faz isso mesmo, ai no dia seguinte você amanhece sem pinto!

– Eu não uso ele mesmo! – Comentário desnecessário eu sei.

– Cala a boca vocês dois – Channie ainda bravo, colocava Band Aid nos pequenos cortes( toda minha vida pensei que se escrevia bandeide :’)).

– Baekhyun, vai botar o uniforme que nos iremos pra escola ainda, você também Jeong-Hyung.

– Não! Não! Chan, eu vou limpar aquela bagunça ali, que tenho certeza que foi pela meu “sumiço” de agora a pouco – Ele aponta para a porta da minha porta, a qual tinha cacos molhados de leite e rodelas de pão por toda parte – , e depois irei pra casa me recompor.

– Depois vou la na sua casa em mocinho, e vamos conversar direito sobre tudo isso –  Digo bem autoritário.

– Okay Okay – Ele diz rindo se levantando e indo atrás da vassoura.

Chan me ajuda a me trocar e se troca também, nos despedimos de Jeong, e com as mochilas já nas costas, eu e Channie vamos para a escola de mãos dadas.

 

 

 

 

 

 

*JEONGHAN POV*

Cerca de 11:34AM já estava em casa, a casa de Baek a deixei limpa, e agora eu estou também, acho que minha conta de agua desse mês vai vir alta, ando tomando banhos muito longos, me joguei no sofá longo e velho que tinha na minha pequena sala, e sinto aquela dor na cabeça, pqp controle, pego o meu celular e vejo que esta quase descarregado, e além disso, vejo as milhões de chamadas perdidas também, tentei responder todas as mensagens de texto possíveis, e deixei em cima da mesinha de centro ao escutar minha porta sendo aberta, pera, eu não tinha trancado? Olho para a porta e vejo a maravilhosiade de quem eu não queria ver hoje, era Choi Seungcheol .

– Porque esta aqui? E como entrou? Arrombou minha porta? – digo já de pé o encarando.

– Escutou a porta sendo arrombada por acaso? – ai que estupido, invade minha residência e ainda fala assim comigo? – Vim entregar o trabalho que o professor passou hoje – fala ele levantando umas folhas.

– Porque não deu pro meu namorado trazer? – Ressaltei bem o “namorado”.

– Ele não foi ha aula hoje também.

– Hm – pego as folhas e finjo ler oque diz na primeira folha – você ainda não disse como entrou.

– Ainda tenho a chave reserva – Ele tira do bolso uma chave com um pandinha meio desbotado pendurado.

– Voc-cê ainda o guarda? – Pergunto olhandondo o pandinha balançar de um lado para o outro.

– Sou eu olha! – Ele coloca o pandinha lado o seu rosto e sorri – Não era você que dizia isso?

– Hahahah – Riu a me relembrar, ele se negava a parecer a um panda, porem no final aceitava, a chave com chaveiro foi eu quem dei, no nosso segundo mês de namoro, eu sempre esquecia onde estava a minha, então dei uma a ele.

Rimos juntos por um bom tempo, mas paro no instante  que vejo meu celular vibrar na mesinha,  Mingyu me ligava.

– Era só isso né? Então acho que já podes ir – Digo bem seco.

– Tá – ele diz indo ate a porta, eu o acompanho – Ah! Mais antes, quero que você entregue isso para o Kim também – ( ele se referia ao Mingyu)ele para e da sua mochila tira outra apostila, igual a minha.

– Tá, e obrigad... – paro de falar no momento que por acidente tropeço no tapete da sala, no momento que eu iria cair, Choi me segura, porem acaba caindo junto, quando abro os olhos, eu estava sobre seu peito, cara a cara, ele me olhava fixamente, ficamos em silencio, ate ele invadir meus lábios com um beijo, um beijo cheio de saudade e desejo, ele era intenso e eu não o parei, ficamos assim por um longo tempo, mas como somos meros mortais, nosso ar não dura para sempre, ao sessar o beijo ele me olha com lagrimas.

– Jeong, eu ainda te amo!

Ao escutar essas palavras me levanto rapidamente dali, eu vi oque eu estava realmente fazendo, estava revendo um amor que no era mais meu, além de estar ainda traindo Mingyu.

– Pare de viver de passado!

– Pare de negar! Eu sei que você sente o mesmo! –Ele se defende.

– Levante-se, já pode ir! – Digo bem seco mesmo, abro a porta e espero ele sair.

 – Não tem problema, eu sei que mesmo acima de tudo, você ainda me ama, nem que seja lá no fundo mesmo, isso vira a tona, e você sabe disso – Após isso, ele sai pela porta caminhando normalmente, fecha o portão e atravessa a rua a longos passos.

Fecho a porta brutalmente, fazendo um grande barulho ecoar pela casa, encosto na porta e escorrego lentamente nela, ao chegar ate o chão abraços meu joelhos, e começo a chorar, suas palavras ecoavam na minha mente sem parar “eu sei que mesmo acima de tudo, você ainda me ama” isso sera verdade? Eu o amo ainda? E minto para mim mesmo fingindo que não? Minha mente estava a mil, eu não sabia reagir, qual seria a resposta para tudo isso!?

– JEONGHAN SEU TROUXA! COMO NÃO SABE LIDAR COM OS PROPRIOS SENTIMENTO?! – Digo socando minha cabeça com os punhos.

Eu preciso pensar, e esse lugar não é o melhor para isso! Me levanto rapidamente e vou em direção ao meu quarto, pego a mochila da escola mesmo, a qual eu tinha trazido da casa do Baek, e coloco umas peças de roupas junto com as intimas também, meu salario e as identidades.

– Se eu correr consigo pegar o trem do meio dia, digo olhando para o relógio do quarto.

Pego meu celular sobre a mesa e as chaves, tranco tudo e saio correndo ate a estação mais próxima, afinal, tudo que eu preciso é um tempo só pra mim!

 

 

 

 

 

Já no trem, mando uma mensagem para Mingyu no Line.

[25/05 12:02]Jeonghan: Precisamos de um tempo.

Após isso o trem começou a funcionar e para minha desgraça o celular desligou, eu trouce carregador?

.

.

.

.

.

.

.

.

*CHANYEOL PVO*

Preocupação, sono, e cansaço, era o que eu sentia nessa manha, meus pais viajaram essa semana, poderia ser uma ótima oportunidade para eu e Baekhyun tenhamos um momento a sós, mas tudo aconteceu em um péssimo momento, Jeonghan estava desaparecido a quase um mês, e todos estávamos preocupados, nem seu namorado, bom... agora ex, sabia dele, e sabe como meu príncipe esta? Péssimo, tendo Jeonghan como o amigo mais próximo, de todos nos, ele foi oque mais sofreu, ele tá em um estado péssimo mesmo, eu estou indo dormir em sua casa todos os dias em quanto meus pais estão em viajem, todas as noites quando ele pensa que eu dormi, ele chora, ate na minha frente as vezes, olheiras nos olhos é oque não faltam em seu rosto todos os dias, além de não estar disposto para nada, seu pós antes muito utilizados para cobrir as olheiras, estão todos jogados no seu banheiro, todos não mais usados, além de Baekhyun, os “filhos” de Jeong-Hyung também estão preocupados, queríamos chamar a policia, na verdade, nos chamamos, mas eles acharam que era brincadeira da nossa parte, eu tinha em mente que Jeong não seria louco de se matar, entao de todos, eu era o mais calmo do grupo, tenho que admitir que quando Jeong se foi, nosso grupinho anda bem desanimado, nossa felicidade maior e Marc, o qual esse mês completará 7 meses de pura fofura.

Já estávamos no colégio, sentados em um banco de frente ao portão de entrada. Baekkie tinha a cabeça encostada em minhas pernas e eu fazia cafune em seus cabelos. O sino tocou fazendo todos ali presentes irem a suas salas, enquanto tentava acordar Baekhyun, um aluno de mascara e cabelos pretos entrou correndo pelo portão, o qual o tiozinho estava fechando, ele nos olhos enquanto passava por nos, ele não me parecia nada estranho, quando ele passou pelo banco onde estávamos, Baekkie se levantou na hora, fazendo o menino que passava assustar.

– JEONGHAN?!?! – Ele perguntou e em um salto se levantou do banco, ficando lado a lado do menino.

– Que? – eu olhava Baek confuso, será que ficou loco de vez?

– Credo ChanYeol! Não reconhece seu Hyung? – O menino diz tirando a mascara.

AQUELE ALI É O JEONGHAN?


Notas Finais


HAHAHAHHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHA
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
Só sei rir
opaaaaa, que isso?
Credo, tenho que parar de ser assim ahuhuihsuiwhui
Como sempre, adivinha quem deu a ideia sobre o cabeloSim ele mesmo ~outroton
agridam ele, não eu..
só isso gente, obrigada por leeer <3
beijinhos do fundo do meu kokoro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...