História Confusoes Criadas por Quadrigemeas - Capítulo 30


Postado
Categorias Carrossel, Chiquititas, Cúmplices de um Resgate, Larissa Manoela, Rebelde Brasil, Victorious
Personagens André Alencar, Beatriz "Bia", Beck Oliver, Benjamin, Carla Ferrer Pires, Chloé, Daniel Zapata, Diego Luz Maldonado, Felipe Vaz, Isabela Junqueira, Joaquim Vaz, Jorge Cavalieri, Julia Vaz, Lola Alencar, Manuela Agnes, Maria Joaquina Medsen, Marina Lopes, Omar Ferraz, Orlando Junqueira, Otávio Neto, Pedro Costa, Priscila Meneses, Rebeca Agnes, Regina Junqueira, Roberta Messi, Sabrina, Téo Cavichioli, Thiago Moraes, Tomás Campos Sales Penedo, Valéria Ferreira
Tags Bajade, Biago, Diberta, Jobela, Jolari, Joria, Judre, Majo, Mateo, Mhape, Primar, Toca
Visualizações 201
Palavras 407
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 30 - Beijo e Tapa


- Isabela? - Ele perguntou e nos afastamos.

- Isabela porcaria nenhuma! Além de ajudar você ainda a beija? Tenha mais modos por favor!

- Não seja imatura Isabela.

- Cala a boca Maria Joaquina! 

- Cala a boca nada, garota eu sou sua irmã!

- Mais nova queridinha!

- CINCO segundos! - Maria Joaquina gritou 

- Parem de brigar meninas! 

- Parabéns vocês dois, essa coizinha ficou incrivelmente brilhando, ao contrário do que ela estava, uma pena se "alguém" a sujasse POR ACIDENTE novamente não é?! - Peguei uma lata de molho de tomate e joguei pelo chão, pela pia e sujei todos os pratos novamente. - Ao trabalho!

Point Of View - Joaquim Vaz

Como Isabela poderia ser tão fria e antipática com sua própria irmã? Já está tarde Maria Joaquina vai demorar um século para limpar tudo, vai passar praticamente a noite em claro.

- Por que fez isso?! - Perguntei irritado.

- Por que fiz isso? Acha justo você ter ajudado ela? Acha justo?! Você não deveria ter feito nada, além de debochado dela, ela te beijou fingindo se passar por mim, porquê você não diz logo em? Diz logo que você é apenas um idiota que quer iludi todas nós, anda Joaquim admiti... - Ela não parava de falar, então a beijei, no começo ela não correspondeu, mas depois segurou meu pescoço enquanto minha mão segurava sua sintura, paramos quando o ar se fe, necessário. Em seguida meu rosto queimava.

- Porquê fez isso seu idiota?! Não temos nada além de sermos colegas de classe esta bem?! Não fassa isso nunca mais se não quiser levar outra tapa! - Ela sai, minutos depois saio, mas acabo esbarrando em Manuela e a ajudando a levantar em seguida apanho os seus livros.

- Estudando à essa hora? - Perguntei confuso.

- Sim. Amanhã tem prova de matemática. - Ela disse. - Aconteceu algo? Seu rosto... - Ela passou a mão sobre a marca vermelha.

- Sim. Sua irmã, ela me deu um tapa. - Eu disse.

- Você tentou beija-la não é? - Ele perguntou. - Isabela nunca se apaixonou Joaquim, só teve um namorado ela não o amava, mas gostava muito dele, e quando foi ver, ele também namorava a Larissa, mas Larissa não sabia que os dois namoravam e virce-versa. - Manuela disse.

- Qual o nome dele? - Perguntei.

- Matheus Chequer. - Disse Manuela. 

- Tenho que ir agora Manuela, foi bom falar com você. - A beijei no canto da boca. - Até mais!

Que idiota! 


Notas Finais


Se tudo der certo posto o proximo anoite. Prometo se mais presente na fic


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...