História Conhecendo a Vida - Ziam - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction, Will Smith, Zayn Malik, Zendaya
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Will Smith, Zayn Malik
Tags Boyxboy, Gay, Larry, Larry Stylinson, Oned, Romance, Romance Gay, Ziam, Ziam Mayne
Exibições 136
Palavras 1.332
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Lemon, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Devo explicações? Devo! Então vamos lá: eu não excluí o primeiro capítulo, eu só transformei ele em prólogo também... Então, os capítulos que eu havia postado estão exatamente iguais, eu apenas os juntei em um só ;3
(Não é necessário reler, continuou exatamente igual MESMO).

Então é isso, obrigada pelos fav's e comentários, 6 são uns amores!
Boa leitura.

Capítulo 2 - 1 - Bipolaridade


- Qual é, Liam! Me desculpa! Agora me diz como é que eu ia adivinhar que você ia só se atrasar e não faltar? - Louis andava atrás de Liam pelos corredores da escola, pedindo desculpas a ele por ter feito dupla com Luke ao invés de tê-lo esperado chegar na sala e fazer com ele. 

Liam andava na frente de Louis com o rosto em uma carranca e tentando ignorar Louis da melhor forma possível, pois Liam o achava particularmente irritante naquele dia. A verdade é que, assim como Liam odiava as segundas, ele também odiava as terças. 

E as quartas. 

E as quintas.

Ele era popular e amado na escola, mas isso não o impedia de odiá-la também.

- Olha só, cara, se você quiser eu falo com o professor Horan e mudo de dupla, okay?! Só... Fala comigo, caralho.

- Porra, Louis! Eu não tô chateado ou bravo com você! Que merda, eu só não estou em um bom dia! Dá pra entender isso e me deixar um pouco?! 

Louis parou de andar atrás do amigo, chateado, mas nem um pouco surpreso: Liam as vezes gostava mesmo de ficar sozinho, e Louis realmente entendia esse lado do amigo. Ele só... Sinceramente pensou que ele havia ficado chateado por não fazer dupla com ele.

Pelo visto havia se enganado. Liam só estava em mais um dos seus dias.

Louis andou na direção contrária á Liam, pois não teriam aula juntos naquele dia, e acabou vendo o treinador Josh conversando com seu marido, Niall, o professor de biologia.

Louis não queria atrapalhar, mas sabia que a forma mais rápida de seu melhor amigo passar por aqueles dias era extrapolando sua raiva em alguém, e futebol americano era a forma mais segura e não considerada crime que seria perfeito para Liam. 

Louis se aproximou e sorriu para os professores, apertando a mão de cada um.

- Oi Louis! - disse Niall formalmente, pois não era próximo o suficiente de Louis para tratá-lo com intimidade. Já Josh tinha Louis e os demais jogadores como filhos.

- Fala, moleque. O que você quer?! - perguntou a Louis, tocando em seu ombro, e Niall já sabia que deveria deixar seu marido exercer seu papel confortavelmente, e logo saiu dali dizendo que precisava resolver assuntos com a diretoria da escola.

- Foi mal, Treinador, não queria atrapalhar. 

Louis recebeu um forte tapa no pescoço que ardeu até a sua alma. Era assim que Josh demonstrava amor por seus meninos.

- Mas agora que já atrapalhou, fala o que quer. - ele disse, sorrindo amigavelmente.

- Precisamos treinar hoje. O time está tenso e nesse começo de semestre estamos sendo muito pressionados... Precisamos relaxar.

- Deixa eu adivinhar: estamos falando do nosso quarterback, não é?! - Josh adivinhou. Sabia do relacionamento dos seus garotos, e sabia que a amizade de Louis e Liam já perdurava desde que eram crianças. 

- O Liam ta estressadinho, qualquer provocação, e você sabe o quanto o time adora brincadeirinhas sem graça, e Liam pode ficar nervoso e... isso não vai ser bom pro time.

- Onde eu fui arrumar um Quarterback tão explosivo hein, Louis? 

- O senhor sabe que ele precisa mais do futebol do que o futebol dele.

- Certo. Eu vou ver o que posso fazer, tudo bem? Agora vá pra aula, antes que ganhe uma detenção.

Louis havia perdido metade da aula, mas tinha regalias: era só dizer que estava com Josh resolvendo assuntos de futebol que qualquer professor o deixava entrar numa boa.


~ OoO ~ 


Liam tinha absolutamente tudo o que mais precisava: uma família unida, uma boa colocação em um bom time, uma namorada ótima, amigos fiéis e boas notas. Mas em alguns dias ele simplesmente não conseguia se sentir contente. Parecia que nada estava bom, ele se irritava facilmente e descontava na primeira pessoa que ele achasse que merecesse ao menos um pouco.

Assim que falou daquela forma com Louis ele se arrependeu, mas estava nervoso demais (por causa nenhuma, apenas estava), depois ele iria atras dele e pediria desculpas.

Assim que entrou na sala, foi recebido com um forte abraço de sua namorada  e retribuiu. Oras, como todo ser humano, ele também precisa de um abraço as vezes.

- Oi Dani, que saudade.

- Oi amor - a garota sussurrou em seu ouvido, e ele nem sabia que realmente estava com saudades da garota, mas por incrível que pareça, ele estava.

- Senta comigo? - ele se ouviu perguntar, e se surpreendeu: normalmente ele não fazia questão de ter a garota por perto, a não ser para uma boa foda quando não tinha nada melhor pra fazer (ou comer).

- O que? - Danielle também se espantou.

- Senta comigo, perto de mim - Liam já começara a se arrepender de ter deixado escapar algo tão estúpido de sua boca.

- Liam, eu já tinha me sentado ao lado das meninas e-- 

- Ta, tanto faz - ele a interrompeu e afastou-se de seu abraço, caminhando para o fundo da sala e jogando-se claramente irritado em sua cadeira.

Danielle o acompanhou com os olhos, ainda espantada pelo súbito "quinze segundos de demonstração pública de afeto".

Alguns minutos se passaram e a professora entrou na sala, seguida por Zayn, que estava atrasado. Liam estava praticamente sozinho: a sala em sí estava meio vazia, e tanto do seu lado esquerdo quanto seu lado direito haviam carteiras vazias. Ele odiava se sentir assim. Ele amava sempre estar rodeado de pessoas, porém em alguns dias, não importava quantas pessoas tentavam se aproximar dele, ele as afastava. E era sem querer.

Ele olhou para Zayn, que estava procurando um lugar para se sentar, e quase lhe implorou com o olhar para se sentar do seu lado, e ele pareceu ler seu olhar.

- Oi, Liam - sussurrou, pois a professora já havia começado a aula, e sentou do lado dele.

- Porra Zayn. Obrigado. 

Zayn o olhou sem entender absolutamente nada sobre aquilo. Liam deveria estar agradecendo a existência de Zayn, porque ele havia apenas chegado e se sentado.

- De nada? - sim, foi uma pergunta. 

A aula se seguia lentamente. Era difícil para Liam se concentrar, ele apenas ficava de cara fechada e olhava para frente. Ele não fazia uma anotação sequer em seu caderno, e Zayn prestava atenção minuciosamente nesse detalhe.

Em determinado ponto da aula, Danielle sentia-se extremamente incomodada pela distância que estava de seu namorado. Ela nunca se incomodava com isso, mas por ter recusado o pedido do rapaz, estava mesmo com uma pulga atrás da orelha. Suas amigas conversavam animadamente, mas ela as ignorava completamente. Danielle rapidamente e sem dizer nada a ninguém, ajuntou as suas coisas e mudou de lugar, sentou-se perto de Liam.

Quando se acomodou na cadeira, esticou seu braço e tocou na mão dele.

- Desculpa amor - ela sussurrou.

- Tudo bem - ele deu um sorriso amarelo e forçado, sem olhar para sua namorada - quer ir na minha casa depois da aula? 

A garota deu um dos sorrisos mais lindos que Zayn já havia visto, e ele nem havia reparado que estava prestando tanta atenção no casal ao seu lado.

- Claro. Estou com saudades.

- Legal - Liam respondeu, e em seguida sentiu seu celular vibrando em seu bolso.


Treinador Devine

ATENÇÃO MOLECADA

TREINO HOJE APÓS AS AULAS NO CAMPO DO MUNICIPAL, QUERO TODO MUNDO LÁ! E SE PREPAREM: NÃO TO TREINANDO MARICOTAS FRESCAS NÃO. EU VOU FAZER VOCÊS SOFREREM.


                                  - Josh Devine


Payne leu a mensagem e sorriu: ele poderia descontar sua frustração com sexo selvagem com sua namorada, ou botando pra quebrar arrebentanto tudo que visse pela frente.

- Baby, desculpa, eu tenho um compromisso hoje após a aula, havia esquecido... Que tal amanhã? - Liam fez sua escolha.

- O que vai fazer, Liam? - Danielle perguntou decepcionada.

- É... E-eu... - Liam jamais diria a verdade - Eu e o Zayn vamos fazer o trabalho de biologia hoje... sabe como é, vai ser uma coisa diferente e precisamos treinar--quer dizer, estudar muito. 

Zayn quase engasgou, mas Liam lhe lançou um olhar que implorava que ele entrasse no jogo.

- Oh... que pena amor... Amanhã a gente resolve essa saudade, então.

- Ahan, claro. Amanhã.


Notas Finais


Ta pequeno, sorry..
Eu ia att mais, mas por motivos de VOU TER QUE CUIDAR DE UNS PIRRALHOS AQUI eu não vou poder :(

O que acham de comentar e favoritar?? LEGAL NÉ? kk
Vejo vocês nos próximos u.u

Perguntinha: vocês me responderiam se eu deixasse umas perguntas nas notas?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...