História Conhecendo o amor - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Exibições 116
Palavras 899
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


mais um capitulo, quentinho saindo do forno.

Capítulo 11 - Revelações


Fanfic / Fanfiction Conhecendo o amor - Capítulo 11 - Revelações

 

rin- me solta, o que eu fiz pra você !

kagura- você nasceu maldita humana, se não fosse por você eu seria a senhora taisho, mas tudo foi por água abaixo, mas isso não vai ficar assim vou fazer você sofrer até o seu último suspiro da sua morte patética piralha.

irene- achei então você e a mulher, que o sesshoumaru esta procurando feito louco.

rin- irene me ajude, por favor !

irene- ajudar ? eu quero ver você morta! sua desgraçada você me roubou o sesshoumaru, e ainda quer que eu te ajude e piada, quando acabar com vocês duas, vou pro meu sesshoumaru junto com a nossa cria que carrego no ventre vou fazer ele se esqueçer rapidinho de você quando estever enloquecendo na cama, como uma mulher de verdade faz.

kagura- como conseguio, o sesshoumaru nunca goza dentro isso e uma regra estupida que ele criou sua mentirosa !

irene- verdade, mas ele fez isso sim, porém não carrego nada em meu ventre pretendo engravida de um dos seus servo, ja que ele não me quer, mas ele nunca vai descobrir isso por que vocês duas, vão esta mortas e mortos não falam.

   rin- não sei como, mas conseguir escapar das mão daquela louca corrir o mais rapido que pudir, e me escondir em uma caverna minha respiração estava a mil, e em meus pensamentos veio o sesshoumaru que nesse monento estou com muita raiva dele por que as mulheres correr atrás dele ?tendo até direito a mortal kombat esse cachorro, cretino, filho de uma mãe me perdoi senhora satori, cafajeste, safado entre outras coisas, mas contudo isso eu ainda o amo sesshomaru baka.

kaede- me assustei com a chegada brusca do mestre sesshoumaru que pela primeira vez, demostrava preocupação em seu ser.

sesshoumaru- mulher, você que sabir das coisas poderia ajudar este sesshoumaru.

kaede- o mestre, pedindo ajuda a uma humana a coisa e seria!

sesshoumaru- DIGA LOGO MULHER ! sei que, além de cozinheira também es filha de uma sacerdotiza que morreu a muito tempo, quero que mostre onde a rin estar ela foi sequestrada, e não consegui acha-la.

kaede- isso e facil pegue esse copo, beba metade da água e segure a minha mão, agora pense o que você deseja encontrar.

sesshoumaru- fiz o que ela me mandou, e vejo uma imagem se formando logo em seguida vejo a minha rin em uma caverna escondida, um pouco longe daqui ouvir ela me esculhambar e fiquei feliz, por ela esta bem, e que consiga ter força por que vou passar a noite inteira em cima dela entreguei o copo, e com o olhar agradecir a velha kaede seguir o caminho que vir e depois de algums minutos começei a sentir o cheiro da minha rin, cheguei ainda em minha forma de fera e entrei na caverna e vir a minha boneca de porcelana correr me abraçando com suas mãos pequenas, me afastei e voltei a minha forma humana, a pego jogando contra a parede delicadamente para não machuca-la a levantei deixando suas pernas em volta da minha cintura e começei a beija-la desesperadamente, sentir o meu pau ficar duro a desejando, mas fui interrompido, por duas vozes que odiava escutar.            

kagura e irene- O QUE ESTAR ACONTECENDO AQUIR !

sesshoumaru- isso que vocês estão vendo estava preste a possuir a minha fêmea, se vocês não estivese atrapalhado, mas isso acaba aqui kagura, e dessa vez confirmarei se estar morta como conseguio sobreviver ?

kagura- estar preocupado que não consiga me matar sesshoumaru, queria eu que isso fosse verdade fui a maldiçoada pelo meu ex manorado, narake por te-lo traido, e agora não possuo coração, também não faço questão pra te-lo de volta eu nunca usei ele mesmo.

sesshoumaru- entendir rin feche seus olhos, não quero que veja isso, vir fechando os olhos, e me transformei fui na direção da kagura? o mais rapido possivel, e arranco a sua cabeça, enquanto a irene correr na direção da rin corrir e fiquei em sua frente, não poderia fazer nada ela estar carregando um filho meu voltei ao normal, e pego a minha rin  e saio da caverna, sem olhar pra cara da irene.

rin- sesshy, ja posso abrir os olhos ?

sesshoumaru- pode minha rin, vamos pra casa agora.

rin- cade a irene ? 

sesshoumaru- esta na cavera,  rin eu tenho algo pra te contar.

rin- eu acho o que, e, e sobre o filho que a irene esta esperando, sesshy esse filho não existe, e tudo mentira dela ela se aproveitou daquele dia, para dizer que estar  gravida de você ela não carrega nada em seu ventre.

sesshoumaru- quando escutei aquilo, deixei a rin não chão, e voltei pra acabar com a raça da irene que estava a poucos metros de distancia ela estava fugindo, mas fui, mas rapido arracando o seu coração.

irene- PIRRALHA VOU TE CONTAR, O QUE O SESSHOUMARU SE ALIMENTA ELE COME CARNE HUMANA ! 

sesshoumaru- foi a ultima coisa que ela disse antes de corta a sua garganta, manchando o meu rosto e minha roupa com seu sangue deixei seu corpo falecido caido no chão e fui correndo na direção da minha rin que estava imovel perante a mim levei a minha mão em seu rosto, mas fui impedido por um tapa, e vejo ela sair correndo para longe de mim.

medo, o unico sentimento que vir, em seus olhos.

 

 


Notas Finais


até o proximo 🙋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...