História Connected by Scribble - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Afrodite, Annabeth Chase, Calipso, Jason Grace, Leo Valdez, Luke Castellan, Nico di Angelo, Percy Jackson, Personagens Originais, Piper Mclean, Reyna Avila Ramírez-Arellano, Thalia Grace, Will Solace
Tags Pipeyna, Romance
Exibições 46
Palavras 1.137
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OLÁ, OLÁ, OLÁ (Sim, estou vendo muito vídeo do Felipe Neto -q)
Mais uma sexta linda, chega de escola, bora se preparar pro final de semana e... MAIS UM CAPITULO DE CONNECTED BY SCRIBBLE! ^~^
AEEE!
Enfim, espero que gostem. Qualquer coisa, estou no twitter: @Unicornio_mar

Capítulo 3 - Intromissões, pingente de celular e Coroa de flores.


Leo esteve aqui.

.

Sobre a pessoa que conversava pela mesa, nós escrevíamos e depois apagávamos e escrevíamos mais para matar nosso tédio e sono em sala de sala.

Eu li que estava escrito no meio da letra da pessoa. Alguém escreveu de novo? Quem é Leo? Já é ruim o bastante que nós só podemos escrever uma para outra uma vez por dia...

“Calma.”

... E agora nós temos pessoas como você, senhor Leo, se intrometendo! Não consegue ver que você não é bem-vindo?

“Calma!”

Pensei apagando a merda escrita pelo idiota do Leo, seja quem ele seja, eu, Reyna, amaldiçoo.

Oh...

“O quê?”

Deixei algo escrito lá. De noite, eu não largava meu celular da mão, meu coração estava disparado, qualquer toque e eu tinha um ataca do coração.

Eu havia deixado meu facebook, mas ela não me enviou solicitação de amizade no dia seguinte. Nem nos próximos dias que se seguiram.

Ela não deve ter facebook...

Acho que me precipitei um pouco. Eu queria saber como ela é... Nem o nome dela eu sei, só que vem de noite para escola.

“...”

Por que eles fizeram mapa da sala com os nomes? ...

Ela apagou meu recado e as mensagens continuaram a fluir.

— Reyna, vamos sair para jantar hoje, não demore quando sair da escola — meu pai gritou para mim quando estava saindo para escola, respondi um okay.

Hoje era meu aniversário de 17 anos. Todos, até Drew, vieram me dar os parabéns.

— 17 anos, hein? — Jason chegou ao meu lado. — Vai fazer algo depois da escola? Tem uma festa depois e-

— Jantar com meu pai — e talvez Hylla, pensei, espero que não.

— Vamos esse final de semana?

Jason tentava me levar para alguma festa a anos, suspirei, eu merecia uma folga.

— Uma festa — ele deu um grito de comemoração. — E eu irei ficar até a meia-noite, Grace.

Sentei no meu lugar e coloquei alguns livros debaixo da mesa quando senti algo. Alguém esqueceu alguns papeis aqui... Só me faltava essa.

Era um cartão e um embrulho.

.

Feliz aniversário.

Eu chutei que era hoje

por causa do seu facebook.

Acertei?

 

Piper.

.

Piper...?

Eu quero conhecer ela. Eu quero conhecer ela. Eu quero muito conhecer a Piper. Mais tanto.

O presente era um pingente de celular, era um ursinho quase do tamanho do celular de cor pastel, eu coloquei no meu celular, apesar de deixar ele mais pesado, eu realmente não me importava.

— Que pingente mais chamativo, Avila — Jason implicou comigo. — Não faz seu estilo.

— Me deixe em paz...

Resmunguei de volta, eu só queria conhecer a Piper. Mas talvez isso tudo seja um pouco demais?

Como o aniversário de Piper já tinha passado, eu dei um lenço de mão rosa com alguns pugs desenhando como obrigada.

.

Eu amo rosa! Obrigada! Irei guardar com carinho!

Eu gosto de cachorros, também.

.

Me perguntou quanto tempo até ela perder o interesse em mim?

— Mas que negócio é esse no seu celular...? — Hylla também implico comigo.

Todo mundo parece surpreso de eu estar usando isso.

No final de semana, a festa de Jason era na casa de um tal de Luke. A casa estava lotada, tentei ficar em um canto para não vê ninguém e principalmente, guardei meu celular para não ser roubada.

A música estava alta e eu já queria ir para casa, não que fosse antissocial... Oh, espere, eu sou! Minha maratona de series da DC na Netflix estava me aguardando.

Eu estava no segundo andar, na onde tinha poucas pessoas e de longe vi uma garota, ela me chamou atenção entre a multidão.

Ela usava um shot curto branco, uma blusinha laranja e uma coroa de flores, estranho, mas ela estava bonita, mas tive minha atenção desviada por Jason.

— Precisamos ir embora.

Mal acreditei nele.

— Sim, vamos — concordei. — Mas porque?

— Minha... — ele se calou.

Fechei os olhos. Claro.

— Thalia está aqui?

— Também... mas é outra coisa...

— Pensei que já tinha superado, sinceramente.

Ele me olhou bravo.

— Não é isso... A pessoa que eu gosto está aqui.

— Quem é ela?

— Ela? — ele ficou estranho. — Ela... Qualquer dia, eu te apresento, só... Só vamos embora.

Fora isso, meu final de semana foi tranquilo, exceto na segunda-feira de manhã quando Hylla subidamente falou para nosso pai que iria me dar uma carona.

A metade do caminho foi feito em silêncio até ela quebrar isso com uma pergunta:

— Você saiu esse final de semana?

Eu pensei que mentir ou, sei lá, ignorar, mas Hylla não é boa motorista.

— Sim, com Jason — respondi apenas.

— Para onde?

Abri a boca para responder, mas porque essa curiosidade?

— Uma festa.

Peguei meu celular e fone, mostrando bem devagar para ela com o significado: eu vou te ignorar.

— Você estava na casa do Luke.

— Tá, e daí?  — Ela freou o carro bruscamente. — Meu Jesus!

Me recuperei do susto.

— “Tá, e daí?” sabe de quem ele é namorado, idiota?

— Eu deveria saber? — olhei para ela confusa.

O que me importava com o dono da festa? Nada.

— Ele é namorado da Thalia, Reyna, da Thalia Grace.

— Oh.

Qual o problema comigo e Thalia com Jason e minha irmã? Credo.

— “Oh”?

— Quer que eu fale o que? Eu tô pouco me importando pra Thalia, Hylla.

Ela me olhou, eu estava esperando uma bronca, mas ao invés disso, ela abriu a porta do carro, entendi o sinal, desci do carro e ela foi embora.

Ao menos já estava perto do colégio, cheguei a pé.

De um jeito ou outro, eu tenho que conversa com Thalia, já que ela voltou para cidade, antes que role algo pior.

Cheguei na escola, Jason não estava lá. Escrevi na mesa: Como foi seu final de semana? Espero que tenha sido melhor que o meu... :(

Olhei para frente e vi meu pesadelo. Drew estava indo em minha direção.

Se controle, Reyna. Sorria e acene.

Ela veio, de novo, me chamar para participar do conselho, pois o tempo estava acabando, para finalizar a conversa eu disse que iria pensar com carinho. Mas não ia.

O resto da aula foi normal, voltando para casa, eu abrir minha agenda e fui no nome Thalia e mandei uma mensagem.

Reyna: Pássarinhos me contaram que está de volta. Precisamos conversar, antes que Jason e Hylla surtem comigo.

Guardei meu celular no bolso, mas no segundo seguinte, ele começou a vibrar. Ligação da Thalia. Atendi.

Reyna! Saudades!

— Quando voltou? — perguntei.

— Essa semana. Quer dizer que Hylla e Jason já falaram com você?

— Hmmm — troquei o aparelho para outra orelha. — Jason não muito, já Hylla... Converse com eles, eu não quero confusão para minha vida e sei que você é uma.

— Que malvada, Reyna. Eu nem sou tão ruim assim.

— Tanto faz, cuide deles. Até depois — desliguei.

Eu realmente não queria mais confusão, mas não foi a chegada da Thalia que trouxe uma para mim.


Notas Finais


Bom, até sexta que vem. Boas compras. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...