História Conquistando e sendo conquistado (Furries) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Engraçado, Fofo, Furry, Hentai, Humilhação, Lemon, Romance, Sexo, Tenso, Triste, Zueira
Exibições 43
Palavras 1.377
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fantasia, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


...

Capítulo 12 - Jay mal (Parte 2)


Fanfic / Fanfiction Conquistando e sendo conquistado (Furries) - Capítulo 12 - Jay mal (Parte 2)

                       MUDANÇA ! Agora a voz do Walter é do Fry (Futurama).

                                                                P.O.V.: Evan

 No dia seguinte: Apenas eu fui para a escola, o Jay estava completamente morto por dentro depois do ocorrido. Parte de mim estava: “Legal ! Aí ele pode se apaixonar por mim !” Mas outra parte estava: “Não, eu não posso ficar feliz com isso, ele é meu amigo e ver ele chorar é inaceitável”. Eu estava no corredor perto do meu armário, esperando o sinal, até que a Lean chega.

 [Lean]: Oi Evan – Eu virei a cara para ela não me olhar e eu não olhar ela – Evaaaan ? – Eu dei uma leve olhada nela e virei de novo – Eu sei que é meio chocante e foi mal por não ter te contado antes.

 [Evan]: Acho que você deveria dizer “foi mal” por outra coisa – Olhei perfurando os olhos dela.

 [Lean]: M-ma... ãhm ?

 [Evan]: 1 leão, 3 letras, Jay.

 [Lean]: Oh – Ela olho pro lado e pra baixo ao mesmo tempo – Eu realmente não queria deixa-lo daquele jeito.

 [Evan]: Jeito de alguém que foi emocionalmente ferido, incapaz de vir a aula ? Acho que não mesmo.

 [Lean]: ... – Eu olhei bravo pro lado e ela ficava me encarando assustada. O sinal bateu e eu fui na frente dela sem dizer nada. Quando a aula ia começar, o professor ficou na frente da sala.

 [Professor]: Turma, temos MAIS um novo aluno.

 [Sala cochichando]: Mais um ?

 [Professor]: Jack ! Pode entrar ! – De repente, um tigre de terno, óculos escuros e super gigante apareceu na porta, mas ele ficou parado, até que uma espécie muito rara de animal foi na frente ! Um Jackalope ! Ele andava ereto (NÃO O PINTO ! O CORPO ! POSTURA RETA ! OXE LEITORES MALICIOSOS EM !) com um sorriso confiante e mãos nas costas. Atrás dele tinha outro tigre e parecia um cópia exata do outro na porta só que era um tigre branco, todo mundo inclusive o professor ficou super confuso.

 [Jack]: *pigarro* Permitam-me me apresentar, eu sou... – O tigre branco pegou um giz e escreveu “Jack” na lousa com a melhor caligrafia que já vi – Jack !

 

 Nome: Jack (Fiz um desenho dele e seus tigres no meu DeviantArt, link nas Notas Finais)
 Idade: 18
 Sexualidade: Pansexual (Não sabe ? Procura no Google)
 Signo: Escorpião
 Espécie: Jackalope
 Voz: Bart (Os Simpsons)
 Altura: 1,55m (média dos Jackalopes: 1,55m)
 Maior fobia: Medo do escuro

 Jack é um Jackalope racista com felinos... ele explicará mais sobre ele.

 

 [Classe]: .......................................................... – Ficamos confusassos, tipo { Que porra é essa ? Que que tá conteceno ? }

 [Professor]: Érr... você pode... falar mais sobre você ?

 [Jack]: Sim, para não ficarem confusos com oque eu sou, eu sou um Jackalope, meu pai é um antílope e minha mãe um lebre. Eu estava na Austrália por um mês, mas vim aqui porque... *flashbacks de insetos gigantes que moram na Austrália* porque... quem nunca quis estudar numa faculdade tão grande como essa né ? Hehe... E eu vim “cursar” teatro, eu vou querer ser um ator e... *olha maleficamente pra nós* eu sou filho do chefe da máfia, por isso esses dois tigres, são meus guarda-costas.

 [Classe]: ..................................... – Ficamos com cara de assustados e confusos.

 [Professor]: Uaaau... Que interessante... Então... Sente-se – Ele foi sentar numa carteira vazia na frente do Walter. A aula inteira foi silenciosa, todos olhavam ele enquanto cochichavam, eu também achei estranho, fiquei tipo “ÉOQ”.

 Intervalo: Eu me sentei na mesa que sempre sentamos mas eu não prestava muita atenção na Lean.

 [Lean]: Eiiii, meu rosto tá aqui... Você ainda tá chocado ?

 [Evan]: Nã- Sim, na verdade, mas também porque você feriu os sentimentos do Jay.

 [Lean]: Ugh ! Olha, eu não tenho culpa se eu literalmente NASCI ASSIM !

 [Evan]: *suspiro* Tem razão, eu não deveria estar bravo com você.

 [Lean]: E também ele não tem culpa se ele se apaixonou por mim e não por você- QUER DIZER ! – Me indignei com oque ela disse, dava vontade de arrancar seus dentes caninos a amostra – M-me desculpe – Eu me afastei dela e ela nem parecia ligar.

                                                        P.O.V.: Walter

 Eu estava isolado na MINHA mesa, até que o viado decidiu sentar na minha frente.

 [Jack]: Oláaaaaa.

 [Walter]: Oque você quer ?

 [Jack]: Não seja assim, eu sento na sua frente !

 [Walter]: E isso é motivo de vir me perturbar ? – Sua cara ficou impaciente mas depois de malandro.

 [Jack]: Você é mal ?

 [Walter]: Não, mas eu quero me vingar de alguém que é.

 [Jack]: Então isso é justiça, mas oque essa pessoa fez ?

 [Walter]: Me humilhou, me deixou e ainda fez essa cicatriz no meu olho me deixando meio-cego... aquele leão de bosta.

 [Jack]: Pfft, leões são de fazer isso.

 [Walter]: Você tá falando de signo ? Tipo aquelas pessoas que dizem que aquarianos não tem coração ?

 [Jack]: Não ! Eu tô falando da espécie mesmo.

 [Walter]: Oque você tem contra leões ?

 [Jack]: Não é só os leões, todos os felinos são assim.

 [Walter]: Ãhm ? Porque ?

 [Jack]: Na guerra do Vietnã, a maioria dos soldados eram felinos e para eles passarem o tempo, eles usavam heroína. Depois que acabou a guerra, 40% de todos os felinos resgatados usavam heroína e quase todos vieram para a América, mas os imigrantes daquela época não eram bem acolhidos (muito menos agora, né :v), então eles foram obrigados a traficar as heroínas que eles fumavam para dinheiro e se espalhando lentamente para outros felinos refugiados pobres. E esses felinos ainda estão por aí ! Nunca se sabe qual deles é um traficante ou um consumidor, mas são vários ! Felinos devem ser afastados da sociedade moderna ! (Essa é uma história real pelo preconceito de que os negros são drogados ou ladrões, preconceito é coisa séria gente)

 [Walter]: Bem, eu sabia desse preconceito com felinos, de que eles são tudo drogado ou ladrões, mas eu não sabia dessa origem. Bem complexo, mas num é outro motivo de eu odiá-lo.

 [Jack]: Feche os olhos... imagine que você tem uma filha e ela namora um gato, ou um leopardo, ou qualquer outro felino. Você descobre que seu namorado é um traficante e ele está tentando drogar sua filha, aí você pensa: { Aff ! Felinos devem morrer ! } Mas fomos tarde demais.

 [Walter]: MEU DEUS ! VOCÊ SÓ DEVE SER HITLER POR PENSAR ASSIM !

 [Jack]: Mas então, quer ser meu “dollynho” ?

 [Walter]: Não vou ser “amiguinho” de alguém tão preconceituoso como você.

 [Jack]: Eu te ajudo a se vingar.

 [Walter]: Partiu.

 [Jack]: Mas você sabe alguma coisa sobre ele por enquanto ? E o que quer fazer com ele ?

 [Walter]: Eu quero humilha-lo, eu tenho um vídeo que eu mesmo gravei... mas... – Eu fico bem corado e tímido – M-mas eu não sei como mostrar para as pessoas.

 [Jack]: Me mostra aí !

 [Walter]: O-ok – Eu peguei meu celular da minha bolsa e dei pra ele.

 No câmera: O vídeo começou com a câmera na minha cara.

 [Walter]: Então, eu entrei no quarto do Jay e encontrei coisas interessantes – Viro a câmera na mesa dele com várias revistas pornô em cima – São tudo revistas pornô como vocês devem estar vendo ! – Abro algumas páginas, mostro as capas e por último olho uma revista de baixinhos fofos, abro umas páginas e meu nariz sangra – GEEEENTE, olha que coisa absurda ! – Fico virando várias páginas – Parece que o Jay é um grande taradão punheteiro ! #Peguei No Flagra – Vídeo acaba.

 [Jack]: AHAHAHHAHAHAHAHHA !!!!!! NÃO ACREDITO NISSO ! Só mesmo um felino pra ser assim ! Você é mal ! Eu gosto disso, hehe.

 [Walter]: É, sabe, só quero uma humilhaçãozinha, mas eu não tenho coragem de compartilhar em nenhuma rede social.

 [Jack]: Manda esse vídeo pra mim.

 [Walter]: Mas eu não tenho seu número – Fico vermelho { EU ACABEI DE PEDIR O NÚMERO DESSE CARA ? }

 [Jack]: Ok, é *número* - Mando o vídeo pra ele e ele dá replay várias vezes – Com certeza vou compartilhar.

 [Walter]: V-você vai mesmo ?

 [Jack]: Já era, já compartilhei. Viu só ? Num é tão difícil assim.

 [Walter]: Hm, okay, só quero ver a cara do Jay amanhã quando ele chegar da escola, hehe.

                                       Continuaaaaaa na parte 3...


Notas Finais


Meu DeviantArt: http://darklu1231.deviantart.com
Comente oque achou dessa parte :3
Os feels vão começar no próximo cap :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...