História Conquistando meu capitão - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América, Homem de Ferro (Iron Man), Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), James Rupert "Rhodey" Rhodes, Natasha Romanoff, Sam Wilson (Falcão), Steve Rogers, Thor, Visão
Tags Stony
Exibições 317
Palavras 1.650
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Romance e Novela, Slash, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


consegui arrumar o problema yeah aproveitem o capitulo :3

Capítulo 11 - A carta


Steve começa a passar a mão levemente nas minhas costas me adular, então percebo que ainda estou chorando tão fortemente quanto estava em meu pesadelo. Aos poucos o choro cessa e vou me sentindo cada vez mais calmo em seus braços até que ele se solta do nosso abraço para olhar para mim.

-Está melhor agora? – Ele pergunta preocupado.

Aceno com a cabeça.

-Estou sim. Por que você venho aqui? – Perguntei a ele.

-Sexta-feira me chamou e me disse que você não estava bem. – Ele disse um pouco nervoso. – Era só um pesadelo ou você está sentindo alguma dor?

-Desculpe-me senhor, mas com o último acidente tive receio que acontecesse alguma coisa e o senhor Rogers se preocupa muito com o senhor, então pensei em chamá-lo.  – A voz eletrônica falou.

-Tudo bem Sexta-feira. Obrigado. – Eu disse.

-Disponha senhor. – A voz respondeu.

-Não se preocupe Steve, estou bem, só não tive um sonho muito legal. – Respondi com um pouco de vergonha

-Quer conversar sobre o sonho? – Steve perguntou. – Não precisa se não quiser.

Eu não queria incomodá-lo com as minhas preocupações com a missão então achei melhor não contar sobre o meu sonho.

-Está tudo bem Steve. Não foi nada de mais. – O respondi.

-Você ainda está preocupado com a missão? – Ele pergunta.

-Você não está? – Devolvo a pergunta a ele.

-Um pouco. – Admitiu. – Eu sempre fico, nós nunca sabemos o que pode acontecer, mas temos que ter fé que tudo vai dar certo. Além disso, nós já tivemos missões mais perigosas.

-É, eu sei. Só estou com um mau pressentimento. – Disse um pouco cabisbaixo.

-Antes que você perceba essa missão já vai ter acabo e vamos todos voltar bem. – Steve disse sorrindo.

-Se eu fosse junto eu me sentiria melhor, ficando aqui tudo vai fugir do meu controle. – Expliquei a ele.

-Eu entendo. Também ficaria com esse sentimento, mas vai ficar tudo bem. – Ele fala.

Steve começa a bater os dedos da mão na coxa e eu sabia que isso significava que ele está inquieto.

-Eu posso te perguntar uma coisa? – Ele me perguntou.

-Claro respondi simplesmente.

-Bem eu não sei aonde vamos hoje à noite, então não sei o que deveria vestir. – Ele disse um pouco nervoso.

-Use o que você quiser como se sentir a vontade. - O respondi.

- É que eu quero ficar bem. – Ele disse com a cabeça baixa. – O que você prefere que eu vista?

Aquilo realmente me surpreendeu. Ele quer me agradar, ficar bem vestido para mim. A minha vontade é de pedir para ele ir sem roupa nenhuma, mas não podia pedir isso.

- Vai com o que achar melhor. Você vai ficar bem de qualquer jeito. – Falei para ele o fazendo sorrir um pouco corado.

-Eu só não quero ficar mal vestido perto de você que sempre sai como se fosse ganhar um Oscar. – Steve disse sem jeito.

Tive que rir para isso. Ele fica lindo de qualquer maneira, até quando sai de uma batalha, mas está se preocupando tanto com o que vestir.

-Quando não saio fico quase sempre com a mesma camiseta e ninguém fala nada. – Digo apontando para a minha camiseta do Arctic Monkeys que usava.

-É verdade, mas combina com você. – Ele diz rindo um pouco então foca em um objeto que estava ao meu lado direito na cama.

Ele estava olhando para o Capitão América e o Homem de ferro de pelúcia que ele havia me dado. Podia parecer ridículo, mas eu peguei para dormir na última noite, tive um tempo tão legal com Steve que não queria me separar dele, então fingi que aquele pequeno Capitão América fosse ele. Fiquei com vergonha por ele ter visto que havia dormido com um brinquedo.

- Então você gostou mesmo do presente? – Ele me pergunta sorrindo.

Olho para o lado sem responder e torcendo para que ele não fale mais disso.

-Senhor, a senhorita Potts mandou uma mensagem. Ela precisa que vá para empresa cuidar de alguns negócios importantes. – Sexta-feira fala.

Logo hoje a Pepper tem que me chamar, tenho tanta coisa para fazer. É claro que ela trabalha muito mais do que eu naquela empresa e eu devo muito a ela, mas vou estar muito ocupado arrumando as coisas para o encontro.

-Então eu vou ir agora, você precisa se arrumar. Que horas devo ficar pronto? – Steve me pergunta.

- Às sete horas está bom. Eu te encontro no seu quarto, está bem? – Pergunto.

- Está bem. Até as sete então. Estou ansioso para saber onde você vai me levar, amo surpresas. – Ele disse animadamente saindo do quarto.

Eu também não podia pela noite, pela nossa noite.

 

 

Passa-se das duas horas da tarde e estou exausto em meu escritório. Já tinha feito duas reuniões com empresários estrangeiros e ainda não comi nada, nem café da manhã porque havia saído às pressas. Pepper me disse que precisava falar comigo depois das reuniões então estou a esperando para depois poder ir finalmente começar a arrumar as coisas para a noite.

Pepper entra na porta segurando um pacote de um restaurante italiano que gosto e com um grande sorriso no rosto.

- Trouxe o seu almoço Romeu. – Ela disse colocando o pacote em cima da mesa e sentando na cadeira de frente a minha mesa.

-O que Bruce te contou? – Perguntei a ela levemente irritado.

-Que você decidiu tentar conquistar o Steve. Se importa tanto assim que eu saiba? – Perguntou um pouco chateada.

-Não, claro que não. Eu ia contar para você só não tive tempo e Bruce foi um linguarudo. - Respondi.

- Eu fiquei muito feliz em saber que você está tomando uma atitude, sei que vocês vão ficar juntos. – Ela disse voltando a sorrir.

-Antes eu não acreditava ter chances, mas a cada dia que passamos junto me faz pensar que ele pode sentir o mesmo por mim. – Digo animado. – Vamos sair juntos essa noite.

-Sério? Para onde? – Ela perguntou curiosa.

-Não quer saber de mais não? – Perguntei brincando.

-Fala logo Tony! – Ela disse cruzando os braços impacientemente.

-Vou levá-lo de jato a uma casa que tenho numa pequena ilha perto da costa leste. Steve tem medo de que nos incomodem por sairmos juntos, então vamos ser só eu, ele, o céu, as estrelas e o mar.- Digo sorrindo imaginando como vai ser meu encontro com ele.

-Tony Stark consegue ser romântico então?- Ela pergunta de brincadeira.

-Para você vê o que ele está fazendo comigo. - Digo.

-Mas parece ter alguma coisa incomodando você. O que houve?-Ela perguntou.

-Steve vai para uma missão com os outro e eu não vou porque tenho que ficar de repouso. – Falei emburrado.

-Ah, eu soube o que aconteceu. Desculpe que eu não pude te ver, estava viajando pela empresa. – Ela disse envergonhada. – Mas essa missão é perigosa?

-Já tivemos piores, mas tenho um mau pressentimento. – Digo abrindo o pacote do restaurante revelando uma bela macarronada.

-É normal se preocupar, mas vai ficar tudo bem. A equipe vai estar com ele. – Pepper disse com um sorriso amigo.

 

 

Faltava apenas 10 minutos para às sete da noite e eu estava acabando de me arrumar. Coloquei uma calça jeans escura, sapatos pretos e uma camisa social. Queria que ele se sentisse à vontade então tentei não exagerar na roupa.

Havia  encomendado comida e sobremesa de um ótimo restaurante. Comprei velas para colocar na mesa, flores e chocolates, tudo para fazer a noite especial e talvez um pouco clichê, mas sei que ele vai gostar.

Queria comprar um presente mais caro pare ele, mas Bruce disse que talvez eu pudesse exagerar e que Steve não gostaria que eu gastasse muito dinheiro,então comprei uma pelúcia igual a que ele me deu, com ela eu me sinto mais perto dele quando ele não está e quero que ele também sempre sinta perto de mim.

Fui ansioso na direção do seu quarto, minhas mão estavam suando de nervosismo. Cheguei à porta do seu quarto e bati, mas não houve resposta. Bati novamente chamando o seu nome e nada. Então coloquei meu ouvido na porta, mas o quarto estava completamente silencioso. Tento abrir a porta, por sorte ela não estava chaveada e entrei receoso no quarto. Ele estava vazio. Quando adentrei mais para dentro vi que tinha uma carta em cima da cama.Peguei a na mão, ela estava endereçada a mim com uma bela letra cursiva que reconheci ser do Steve. Abri e comecei a ler o texto que estava um pouco manchada por lágrimas que agora estavam secas. A cada palavra que lia, o meu coração batia dolorosamente e minha respiração parecia falhar.

 

 

 Tony,

 

 Escrevo a você essa carta porque não tenho coragem para lhe falar pessoalmente. Você me deixa assim, não é algo que eu consiga controlar.

Venho dizer que não vou me encontrar com você essa noite. Eu havia ficado imensamente feliz quando me convidou, eu estava planejando como iria contar que estou apaixonado por você, mas agora estou completamente quebrado por saber o que você realmente queria com esse encontro. Eu realmente amo você Tony, pensei que talvez poderíamos ter uma vida juntos, mas agora sei que você nunca quis isso. Por um momento pensei que você também me amava, ou pelo menos sentia algo por mim, mas não, você apenas finge muito bem, um dia vai realmente ganhar um Oscar.

Eu sei de toda a verdade, não precisa mais mentir, eu não vou cair mais na sua. Não me procure, só fale comigo se for algum assunto que interessa a equipe, porque se não for eu não vou ouvi-lo mesmo que meu coração doe muito por isso.

Eu já chorei muito por você desde que te conheci e não quero mais chorar, não vale à pena sofrer por você. Vou ser forte, para não te dar o gostinho de me ver mal porque você não me merece e não merece nenhuma lágrima que já derramei.

                                                       

                                                         Atenciosamente, seu apenas colega de equipe Steve Rogers.

                                                   


Notas Finais


Tudo que aconteceu nesse capítulo realmente aconteceu, só para deixar claro. Não fiquei bravos comigo ou com Steve please <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...