História Conquistar Você - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, Dr. Archie Hopper (Jiminy Cricket), Emma Swan, Henry Mills, Lacey (Belle), Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Neal Cassidy (Baelfire), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Tinker Bell, Xerife Graham Humbert (Caçador), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma Swan, Evil Queen, Fanfic G!p, Homossexualidade, Jennifer Morrison, Khristtynna, Lana Parrilla, Lesbicas, Morrilla, Once Upon A Time, Ouat, Regina Mills, Swan Queen, Swanqueen, Swen
Visualizações 2.310
Palavras 2.815
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Famí­lia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


*Boa leitura!!!📕📖📗😎

Capítulo 7 - Tentando Seduzir Emma Swan


 

*Flashback

 

-Emma, Emma me espera. - Belle chamou a loirinha que estava indo na biblioteca, entregar os livros que havia pegado para fazer seu trabalho escolar. Regina observava a cena e cochichou no ouvido de Neal, ele saiu quase correndo em direção a biblioteca, entrou e se escondeu atrás de uma estante. A senhora que tomava conta da biblioteca, era mau humorada e grosseira, se o aluno deixasse um livro fora do lugar, era o suficiente para ela descarregar seu veneno, fazendo muitos deles saírem chorando do local.

 

Emma entrou toda desajeitada com a pilha de livros nas mãos, levou até o balcão e a senhora mau humorada anotou os dados de entrega e, pediu para que Swan colocasse os livros no lugar que ela havia retirado. A loirinha pegou os livros do balcão e saiu em direção ao corredor. Belle ficou com medo de entrar na biblioteca com ela, ficou do lado de fora a esperando.

 

Emma chegou na primeira estante e colocou os livros que havia retirado de lá, sabia que tudo tinha que ficar na ordem senão seria repreendida pela senhora ranzinza, e não poderia pegar livros tão cedo. Adorava ler e fazia todos os seus trabalhos antecipados, nunca deixava para a última hora.

 

Neal esperou Swan na última estante, se escondeu e quando a loirinha foi passando colocou a perna na frente dela, fazendo a tropeçar e cair no chão, seu óculo voou longe, depois derrubou vários livros no chão, inclusive um caiu em cima do óculos, que quebrou a lente. Emma sentou e começou a chorar, olhando seu óculos quebrado, sua mãe havia pago várias parcelas do mesmo, precisava muito dele para fazer suas leituras e enxergar melhor, tinha um problema na visão. Neal começou a rir.

 

-Cortesia da Rainha, divirta-se com a bibliotecária do inferno. - Saiu correndo de perto da loira, a deixando desesperada, logo a senhora apareceu do seu lado.

 

-Menina desastrada não olha por onde anda, quero que imediatamente arrume essa bagunça e deixe tudo impecável e não pegará livros tão cedo, cuide levante desse chão!

 

-Eu não tive culpa.

 

-Quem mais teve, se só você está aqui, cuida logo antes que eu perca a paciência com você, e vá até a diretoria e faça com que fique de castigo após as aulas.

 

-Sim senhora, já irei arrumar. - Emma pegou seu óculo quebrado enxugou as lágrimas e levantou, começou a arrumar os livros, e acabou perdendo duas aulas. Regina estava contente com o trabalho do seu subordinado.

 

Neal parabéns, mandou muito bem, a mulambenta vai ficar muito tempo naquela biblioteca, ela não gosta de livros, então agora está no lugar certo. -Sorriu maligna.

 

-Rainha, eu fiquei com pena porque quebrou o óculos dela, um livro caiu em cima.

 

-Se quiser compre um novo e dê para ela, afinal seu papai tem dinheiro. -Neal não respondeu nada, mais teve vontade de comprar, mais se fizesse isso ia sofrer as consequências, Regina era impiedosa.

 

*Flashback off

 

                                                   ❤SQ❤

 

Emma acordou cedo era segunda e ela tinha que ir com August até a prefeitura, para conversar com a prefeita sobre as obras. Seu telefone tocou, estava se arrumando, já havia tomado banho, estava escolhendo uma roupa pra vestir, pegou seu celular e colocou no viva voz, deixando sobre o criado mudo.

 

                                                   ☎

- Gus!

-Oi loirão, já está pronta?

 

-Quase, mais ainda não tomei café, passa no Granny’s e traz um chocolate com canela pra mim.

 

Ok, estarei aí em 20 minuto, primeiro vou deixar minha princesa na escola.

 

-Obrigada!

                                                  ☎

 

                                                  ***

 

Regina arrumou Henry pra ir à escola, pediu que Gertrude desse o café da manhã para dele, enquanto se arrumava, precisava ficar impecável, tinha que chamar a atenção da loira, que estava dominando seus pensamentos mais secretos, já havia tomado banho antes de ir arrumar Henry. Foi até seu closet e escolheu um vestido preto decotado e que ficava colado no seu corpo, valorizando bastante suas curvas, ficou na frente do espelho, passou seu batom vermelho nos seus lábios canudos, que ficaram ainda mais chamativos e sexy, ajeitou seus cabelos, sorriu sabia que daquele jeito chamava atenção de qualquer um, queria ver se Emma Swan ia resistir sem ao menos dá uma olhadinha.

 

 Desceu e encontrou seu garoto no sofá, parecia desanimado achou estranho, Henry estava sempre animado para ir à escola.

 

-Filho você está sentindo alguma coisa?

-Não mãe, só cansado.

 

-Henry meu amor, passamos o domingo com a tia Tink, você só brincou aqui dentro de casa, nem fomos para a piscina, porquê desse cansaço?

 

-Ah Regina deve ser porque hoje é segunda normalmente nos sentimos mais cansados, já que nos finais de semana, dormimos até tarde. -A morena ficou preocupada, mais  preferiu acreditar nas palavras de Gertrude, assim que tivesse um tempinho ia levar Henry no pediatra.

 

Vamos meu amor, para você não chegar atrasado. - Se despediu de Gertrude e foi levar o garoto, quando chegou lá encheu o de beijos e ele entrou na escola. Mills foi para a prefeitura, entrou no local cumprimentando seus funcionários, e foi para sua sala. Sua empolgação em seduzir Emma tinha diminuído um pouco, estava preocupada com Henry. Ligou seu computador e começou a verificar seus e-mails, olhou no relógio e ainda faltava meia hora para Emma chegar com August para a reunião.

 

                                               ***

 

Swan já estava arrumada, ouviu a campainha tocar e logo foi abrir a porta, sabia que dessa vez era August, que assim que entrou, entregou logo seu café da manhã. Emma foi pra cozinha sentou na mesa e fez seu desjejum, quando acabou escovou os dente e seguiu pra prefeitura com August, que quando chegou no local, estacionou o veículo e olhou para o rosto da amiga.

 

-Está pronta para isso?

 

-Não sei, mais preciso, então vamos logo antes que eu desista.

 

-Espero amiga que se controle, fique calma, esse negócio é grande, seja a profissional que você é.

 

Emma não falou, nada saíram do veículo e entraram na prefeitura, Ashley viu os dois entrando e os cumprimentou.

 

-Bom-dia Sr August e Srta. Swan.

-Bom-dia senhorita!

 

-Podem entrar a prefeita os aguarda. -Bateu na porta e anunciou Emma e August, Regina levantou de sua cadeira nervosa.

 

-Olá Sr Boolt.  -Apertou a mão de August, olhou para Emma e falou de forma sensual.

 

-Olá Srta. Swan. - Estendeu a mão para ela da mesma forma que fez para August, Emma a ignorou e falou.

 

-Prefeita vamos logo direto ao assunto, não tenho tempo a perder com formalidades. – Regina recolheu a mão meia sem jeito.

 

-Então sente-se e vamos direto ao assunto, assim como deseja Srta. Swan.  -Sentou em sua cadeira cruzando as pernas atrás da mesa.

 

-Bem, Sr. Boolt e Srta. Swan, essas obras será custeada pela prefeitura, em um ano mais ou menos eu quero entregar essas casas, para as pessoas que estão necessitando e o parquinho também. Existe muitas crianças nessa cidade que não tem onde brincar nos finais de semana, inclusive meu filho que quero muito que ele interagia com outras crianças.

 

-Concordo com você prefeita, afinal eu tenho uma menina de seis anos que não tem onde brincar, além do quintal de casa que é pequeno.

 

Que bom que me entende Sr August, e também essas casas vai tirar muitas pessoas do aluguel, e ajudará também pessoas que não tem onde morar. - Emma só ouvia a conversa dos dois. Falavam sobre criança, o que entendia disso, absolutamente nada, sendo que nunca poderia ter um filho ou pelo menos achava que não. Foi desperta pela voz do amigo.

 

-Né Emma o que você acha?

-O que?

 

-Emma terra, estou dizendo para prefeita que esse parquinho tem que ser numa área onde não tenha fluxo de veículos.

 

-É verdade, principalmente se o filho da prefeita for brincar no local, afinal ele vive correndo. - Regina lembrou que seu garotinho estava abatido e também que se não fosse pela a loira, ele teria sido atropelado a alguns dias atrás, abaixou a cabeça.

 

-A senhora está bem prefeita? - Perguntou August.

-Sim, continuem.

 

-É isso, vou mostra o projeto.  – Emma pegou o tubo e retirou seu desenho, August dele colocaram em cima da mesa, mostraram para prefeita, explicando cada detalhe de como seriam construídos o parquinho e as casas. A reunião durou cerca de quatro horas, já era mais de meio dia quando enceraram. August saiu da sala correndo, tinha que ir pegar sua filha na escola e já tinha passado do horário. Emma ficou ajeitando suas coisas, ia pegar um taxi para o local das obras, onde já havia alguns trabalhadores, mais primeiro ia almoçar. Estava tentando colocar seu projeto no tubo, seu braço não ajudava muito, não queria amassar. Regina se aproximou tocando em seu ombro.

 

-Quer tirar sua mão do meu ombro, por favor.

-Deixe-me ajuda-la?

-Não preciso, eu consigo fazer isso sozinha.

 

Regina começou a colocar seu plano em ação, passou a mão no braço da loira.

 

-Já disse para tirar a mão de mim.

-Swan você está tão linda, aceita almoçar comigo?

 

-Enlouqueceu, vai querer jogar comida na minha cabeça, não sou mais aquela garota que você maltratava porque era pobre e tenho algo que pelo seu olhar estar louquinha para ter dentro de você, só que não terá. - Pegou suas coisas e foi saindo, Regina passou em sua frente e fechou a porta se escorando nela.

 

-Me perdoa Emma, eu errei e me arrependo do mal que te causei.

 

- Não quero conversa com você, a não ser que seja profissional, se ficar fazendo isso irei embora, não se tocou que eu te odeio. - Mills ficou com os olhos marejados.

 

- Eu sinto muito, do fundo do meu coração, me arrependo todos os dias de ter feito aquelas coisas com você.

 

-Sai da minha frente, não acredito em nada do que você fala.

 

-Emma, me dá uma chance de te mostrar que sou uma pessoa diferente.

 

-Não Rainha, agora saia da minha frente, que eu estou com fome e não tenho tempo a perder com uma pessoa insignificante como você.

 

Regina se afastou da porta arrasada. Emma saiu da sala a passos largos, as coisas estavam indo tão bem até a diaba se aproxima com essa conversa de perdão, chance e com lágrimas de crocodilo, tudo papo furado. Pegou um taxi e foi para o Granny’s almoçar.

 

Regina sentou em sua cadeira e começou a chorar, as palavras da loira doeu o que poderia fazer para ter Emma. Precisava fazer alguma coisa, ligou para Gertrude pra saber como Henry estava.

 

                                          ☎

-Gert como está meu príncipe?

-Bem Regina, ele está brincando.

-Ele ainda ficou tristinho, almoçou direitinho?

 

-Não se preocupe, ele não está mais abatido, comeu todo seu almoço e está animado daquele jeito de sempre, não sabe se joga vídeo game ou se brinca de carrinhos.

 

-Que bom, acho que era preguiça, tchau Gert.

                                                ☎

 

 Estava aliviada pelo seu príncipe está bem. Pediu que Ashley pedisse uma salada, não iria sair para almoçar, depois do fora que levou da loira.

 

Emma após o almoço foi para o local das obras, ficou até as cinco com seus colegas de trabalho, voltou para a casa tomou banho e ligou para sua mãe.

 

*Uma semana depois*

 

A semana passou rápido e não viu mais Regina para sua alegria, faltava pouco tempo para tirar o gesso, queria sentir alivio, aquilo coçava. Já fazia tempo que não tinha relação sexual, estava louca para fazer sexo mais faltava o principal a parceira. Não costumava se masturbar, fazia quando era adolescente, agora preferia correr e gastar suas energias acumuladas e também não ia pra cama com qualquer mulher, tinha que sentir alguma coisa por ela e também confortável, para poder transar. August havia convidado a loira para irem ao cinema, ele sua fila e Killian, mesmo não gostando da ideia de estar perto daquele que a maltratou, optou por ir, não queria passar mais uma noite de sábado sozinha.

 

Já Regina havia convidado Tink e Ruby para fazerem maratona de series e filmes. Tinham pipocas, salgadinhos, sucos natural e refrigerante que Ruby gostava engataram uma conversa animada.

 

-Então Gina como vai a obra que a loira está fazendo?

-Bem amiga é só a primeira semana, mais adorei o projeto dela.

 

-Hum, só isso Regina? - Tink sorriu, já sabia que sua amiga estava louca para dá pra loira.

 

-Você sabe que ela me odeia, não tivemos mais contato, ela me disse coisa horríveis.

 

-Ah eu queria tanto ir falar com essa loira pedir perdão. – Falou Ruby.

-Amor você não irá falar com a Emma, deixe a em paz.

 

-Emma cadê ela? -Henry ficou animado de repente só de ouvir o nome da sua nova amiga.

 

-Ah filho ela deve está na casa dela.

-Poxa mãe queria ir vê-la.

 

-A loira já conquistou o filho também, nossa mais como ela tá bonita. -Falou Ruby rindo.

 

-Eu sei Ruby dá pra parar e vamos assistir logo esse filme. - Começaram a assistir um filme leve que desse para Henry assistir com elas, optaram por Procurando Dory, riram muito e se emocionavam com a peixinha perdida. Quando acabou o filme já era 21 horas, Henry já havia dormido. Regina o levou para o quarto, acordou ele para escovar os dentes e colocar o pijama, quando deitou na caminha o cobriu e beijou a testa dele, desceu para se juntar a suas amigas novamente.

 

-Qual a série vamos assistir agora? -Perguntou a morena vendo suas amigas olhando alguma coisa no celular.

 

-Eu to vendo o facebook da Emma Swan, e amor me desculpa, mais a loira é gostosa. -Emma estava numa foto com uma loira linda, estava de top e short numa praia. Regina se aproximou para ver a foto e sentiu excitação e raiva da loirinha gata ao lado de Emma.

 

-Será que é namorada dela? -Perguntou chateada.

 

-Deve ser, aposto que Emma não fica só, deve estar cheio de mulher dando mole pra ela. - Regina sentiu o ciúme lhe corroendo.

 

-Chega as duas e vamos assistir outro filme ou série, não quero mais saber de vocês babando na foto da Emma.

 

-Alguém aqui tá com ciúmes. -Falou Tink, rindo da expressão que a amiga fazia.

 

-Não estou!

-Qual é, já te disse que você não terá chance.

-Isso é o que veremos.

 

                                         ❤SQ❤

 

Emma estava no cinema com seu amigo, esposo e filha, não falava com Killian mais tudo foi tranquilo. Quando acabou a sessão foram lanchar, ficaram conversando um pouco, depois August a deixou em casa. Emma deitou no sofá, estava louca para ter uma mulher, o cinema não ajudou passar sua vontade de transar, lembrou do decote de Mills.

 

-Caramba essa mulher invade meus pensamentos do nada. - Falou pra si mesma e pegou o tablet e fez uma chamada de vídeo para sua família, ficaram conversando até tarde, depois que desligou acabou pegando no sono deitada no sofá.

 

*

 

Já era meia noite, Ruby havia dormido no sofá cama e Tink começou puxar assunto com a morena, estava sem sono, já haviam assistindo alguns episódios de História de Terror Americana.

 

-O que você sentiu quando viu a foto da Emma com aquela garota?

 

-Ciúmes. -Foi sincera.

 

-Vai lá na casa dela agora e dá uma chave de pernas e veremos se ela vai continuar te odiando. -Falou brincando.

 

-Você acha que devo fazer isso?

 

-Não Regina, estou brincando, se fizesse isso seria expulsar pelos cabelos.

 

-Eu tive uma ideia, vou na casa de Swan, no quarto que era da tia Zelena, tinha uma cópia da chave daquela casa que a Emma tá morando, vou verificar na gaveta do closet dela, afinal ela não levou todas as suas coisas.

 

-Regina você enlouqueceu! -Falou preocupada, com a loucura que a amiga pretendia fazer.

 

-Sim! - Subiu as escadas e foi no quarto que era de Zelena, verificou o closet e encontrou uma caixa, abriu e a cópia da chave estava lá, sorriu. -“É hoje Swan que você não me escapa, nem que eu tenha que me comportar como uma vadia, você vai conversar comigo’’. Foi até seu quarto e vestiu uma lingerie sexy da cor preta, vestiu um vestido azul e colocou um sobretudo por cima. Desceu e viu sua amiga preocupada.

 

-Já vou a caça. -Falou rindo.

 

-Regina você não vai fazer isso, já viu que horas são é quase uma da manhã, sua louca!

 

-Olha o Henry pra mim, volto daqui a pouco, se meu bebê acordar fica com ele lá no meu quarto. -Pegou a chave do carro e saiu porta a fora.

 

-Louca volta aqui! -Gritou Tink.

 

Regina ignorou sua amiga e entrou no carro e saiu em direção a casa da loira.  Chegou em frente à residência, respirou fundo e saiu do carro, enfiou a chave na fechadura e fez o movimento para abrir e comemorou, a fechadura ainda era a mesma. Entrou no local estava tudo silêncio, a loira poderia matá-la ou poderia ouvi-la.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...