História Conselhos do Diabo - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Conselhos, Demônio, Diabo, Inferno, Sobrenatural
Visualizações 26
Palavras 445
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Fantasia, Sobrenatural
Avisos: Drogas, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Olá, hoje eu estava contemplando o facebook e parei pra perceber como nós, seres humanos, somos uns bichinhos ruins. Aí eu pensei, por que não narrar do ponto de vista do cara que todos odeiam?

Capítulo 1 - Capítulo Único


Em um mundo de sombras, não há muito o que se possa fazer além de se tornar uma delas. É nisso que todos desejam não acreditar, e é esse o motivo das profundezas do inferno não serem um grande ponto turístico. Mas, por incrível que pareça, nunca pude reclamar de pouca clientela. Pelo contrário, de uns séculos pra cá, as coisas só têm melhorado.

Em meus milhares de anos nessa caverna de depravação — que eu, por acaso, chamo de lar —, ouvindo os mesmos gritos repetitivos, as mesmas súplicas e promessas de mudança de sempre, aprendi algumas coisas sobre o ser humano. A primeira delas é que esses pequenos seres fascinantes têm uma predileção pelo mal, e isso me deixa lisonjeado! Sejam nas pequenas travessuras da infância, rabiscando as paredes que sua mãe disse que não era para rabiscar, ou na idade adulta, quando batizam o café do chefe. Eles se divertem com o perverso, e isso me faz querer preparar minha própria travessura para cada um deles...

Só que, infelizmente, nem tudo é um mar de cocaína e prostitutas, não é? Esses seres humanos que papai tanto presa também são cheios de hipocrisia. Por acaso já viu alguns dos que estão hospedados aqui? Se não, eu te convido para ver, qualquer dia. Por hora, vou apenas explicar como funciona a logística do meu negócio: você apronta enquanto está lá em cima e, quando desce, você prova do próprio veneno que desferiu nos coleguinhas — com as devidas proporções de um inferno, é claro. Mas o pior — ou melhor, sei lá —, é que, acredite, eles têm a ousadia de me chamar de monstro! Pois é, essa é uma das honrarias mais agradáveis que já recebi dentre tantas outras que nem mesmo eu tenho coragem de repetir. A questão é: Será que não percebem que, quando me condenam, condenam a si mesmos também? Quantos milênios serão necessários para que eles deixem todo esse vitimismo de lado? Se soubessem o quanto isso só aumenta minha vontade de açoitá-los...

   Minha nossa, aqui estou eu devaneando novamente... Mil perdões, mas você tem de entender que eu amo meu trabalho. Todo esse lance de castigar criminosos e vingar os injustiçados é realmente prazeroso. Não é à toa que os humanos inventam essas coisas de super-heróis, lá em cima... Posso entender como eles se sentem nesse quesito, exceto pela parte do "grandes poderes, grandes responsabilidades e blá blá blá". Argh! Vai por mim, esqueça esse papo todo e desfrute do poder! Desfrute das delícias terrenas até não poder mais! Porque quando você vier para cá (e eu sei que virá), eu vou ter minhas próprias delícias pra te apresentar.


Notas Finais


Gostaram? Não gostaram? Me digam o que acharam, por favor... Podem ser críticas também, estou sempre aberta para sugestões.
Ah, me desculpem se vcs acharem algum erro, eu corrigi às pressas, então pode ter escapado algo.
Beijinhos e obrigada ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...