História Consequence - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camila G!p, Camren
Exibições 560
Palavras 1.939
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello pessoas. Quanto tempo não nos falamos. Então, como sou uma ótima autora, resolvi fazer uns dois ou três capítulos bônus. Espero que vocês gostem.

Capítulo 32 - Capítulo Bônus 1


Finalmente chegou o grande dia. A casa de minha família estava bem movimentada. A cerimônia seria feita no enorme jardim que havia nos fundos da casa e vários de meus amigos pintores, já haviam me telefonado para confirmar presença. Se eu estava exausta apenas por verificar a lista de convidados e checar se estava tudo certo com os quartos para aqueles que permaneceriam no local, imagino Lauren, que ficou responsável por praticamente toda a festa. Por sorte, tivemos a ajuda de minha mãe e de Normani. Logo minha prima Dinah e minha irmã Sofi, me chamaram e fui até elas.

- Anda logo Camila! Você tem que se arrumar. Não vai querer parecer uma qualquer no seu próprio casamento – Dinah disse.

- Não fica me apressando. Você não vê que eu já estou nervosa?

- Não precisa ficar nervosa Kaki. E Dinah tem razão. Você tem que ficar linda, afinal é o seu casamento.

- Quem diria que Karla Camila Cabello Estrabao se casaria um dia? – Dinah disse, com um sorriso no rosto – Lauren é mesmo uma mulher muito especial.

- Eu que o diga. Se eu pudesse voltar ao passado e dizer para a jovem Camila que um dia seriamos felizes, eu nunca acreditaria.

- Papai ficaria feliz por você Kaki. Tenho certeza de ele se orgulharia da pessoa maravilhosa que você se tornou.

- Eu sei Sofi. Queria que ele estivesse aqui – disse um pouco triste.

- Muito bem, vamos deixar de tristeza. Hoje é um dia especial e não vamos estragá-lo com pensamentos tristes – Dinah disse, me apressando.

Entramos no quarto aonde eu iria me arrumar e logo uma mulher loira se aproximou para fazer minhas unhas. Assim que ela terminou fui tomar um banho em relaxante e assim que sai do banheiro vestida com um roupão, a mesma mulher fez minha maquiagem e arrumou meus cabelos os deixando presos, com alguns cachos soltos.

O crepúsculo já havia chegado, e Dinah e a Sofi já estavam arrumadas e me ajudavam a colocar o vestido e os saltos. Estava pronta, estava tudo em seu devido lugar. Daqui há algumas horas estaria casada. Logo o nervosismo de mais cedo tomou conta de mim.

- E se der algo errado? – perguntei, já entrando em desespero – E se Lauren desistir de tudo?

- Ei, calma. Tudo vai dar certo e tenho certeza de Lauren não vai desistir. Não depois de tudo pelo que vocês duas passaram juntas.

- Dinah tem razão Kaki. Não fica se estressando à toa.

- Além disso, quem deveria ter medo de alguém desistir é ela, afinal de contas, quem vivia dizendo que nunca iria se casar era você.

- Bem, eu não vou desistir dela. Por mim, já estaríamos casadas a muito tempo.

- Relaxa que vai dar tudo certo e logo vocês duas vão estar casadas – Dinah disse, colocando a mão em meu ombro – Então, vamos?

Respire fundo e saímos do quarto, descendo a longa escadaria e indo em direção a porta dos fundos. Meu tio, pai de Dinah me esperava em pé de terno e gravata, pronto para me levar até o altar. Dinah cumprimentou seu pai, assim como minha irmã e me desejaram boa sorte antes de saírem. Entrelacei meu braço no de meu tio e respirei fundo novamente, e isso fez com que ele se virasse para mim.

- Está tudo bem? – ele me olhou com uma sobrancelha erguida, mostrando preocupação.

- Estou sim. Só estou um pouco nervosa – sorri pra ele.

- Não se preocupe. É normal ficarmos nervosos em nosso casamento. Mas vai dar tudo certo.

Assenti em confirmação e logo ouvi a marcha nupcial ser tocada. Meu coração acelerou e minhas pernas ficaram bambas. Meu tio percebeu e me ajudou a caminhar para fora da casa. Os convidados estavam de pé e eu caminhava pelo enorme tapete ido em direção ao altar. A cada passo que dava, o caminho parecia ficar cada vez maior, e ter tantos rostos olhando e sorrindo para mim, estava me deixando incomodada e nervosa. Assim que cheguei ao altar, meu tio deu um beijo em minha testa e se juntou à sua esposa. Pude ver toda minha família, sorrindo para mim. Logo a música começou a tocar novamente e olhei em direção à entrada, vendo a mulher mais linda em minha frente, segurei as lágrimas que queriam rolar por minha face e sorri para ela, que retribuiu meu sorriso, fazendo com que me acalmasse.

Pov Lauren

Estava um pouco nervosa com todo o preparativo para a festa e com a possibilidade de que alo desse errado. Estava ao lado do pai de Normani, que aceitou me guiar até o altar, com meu braço entrelaçado ao dele e respirei fundo, tentando manter a calma. Ele percebeu meu nervosismo e disse:

- Não se preocupe vai dar tudo certo.

Assenti para ele e logo ouvi a marcha nupcial ser tocada. A porta foi aberta e me encaminhei até ao altar. Assim que vi Camila, meu coração acelerou. Ela estava linda naquele vestido branco. Ela sorriu para mim, fazendo com que meu nervosismo fosse embora. Sorri de volta para ela e olhei para os convidados, que estavam de pé, esperando até que eu chegasse ao altar.

Olhei para Mani, e pude ver o sorriso animado em seus lábios, sua esposa Dinah, estava ao seu lado e também estava com um belo sorriso em seu rosto. Vi o olhar acolhedor e alegre de dona Sinuh e de Sofia. Logo estava de frente para Camila que veio em minha direção e o pai de Normani me entregou minha mão a ela.

- Cuide bem dela Camila. Lauren é uma mulher muito especial – ele disse a olhando sério.

- Pode deixar senhor. Se depender de mim, ela será a mulher mais feliz do mundo.

Ela olhou em meus olhos e pude ver ali o quão feliz ela estava. Com nossas mãos entrelaçadas, nós viramos para o pastor que celebraria nossa união. Os convidados se sentaram e o pastor deu início a cerimônia.

- Caros amigos e familiares, hoje estamos aqui para celebrar a união desse jovem casal, Karla Camila e Lauren Michelle. Elas saíram daqui casadas, com um compromisso e depois dessa noite elas serão uma só pessoa. Ambas provaram que estão prontas para uma vida a duas e que acima de tudo se amam. Por favor, as alianças – Dinah apareceu ao nosso lado, carregando as alianças e Camila pegou uma delas e virou-se para mim.

- Eu Karla Camila Cabello Estrabao, recebo-te como minha esposa, a ti Lauren Michelle Jauregui Morgado e prometo ser fiel, te amar e respeitar, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida – ela colocou a aliança em meu dedo anelar da mão esquerda e em seguida a beijou.

Peguei a outra aliança que estava na mão de Dinah e olhei para Camila que estava sorrindo abertamente, com os olhos marejados pelas lágrimas. Segurei-me para não começar a chorar.

- Eu Lauren Michelle Jauregui Morgado, recebo-te por minha esposa, a ti Karla Camila Cabello Estrabao e prometo ser fiel, te amar e respeitar, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida – coloquei a aliança em seu dedo anelar da mão esquerda e dei um pequeno sorriso.

- Com os poderes dados a mim eu as declaro casadas. As noivas podem se ... – Camila não esperou o pastor terminar de falar e me beijou. Um beijo doce e gentil, que transmitia todo o amor que ela sentia por mim.

Todos começaram a aplaudir e Camila separou o beijo e me deu alguns selinhos. Ela sorriu para mim, e vi as lágrimas escorrendo por seu belo rosto. Fiz um carinho em seu rosto e sorri para ela.

- Parabéns casal – Dinah e Normani disseram, se aproximando para nos abraçar.

Logo os outros familiares de Camila também se aproximaram para nos cumprimentar e dona Sinuh se aproximou de nós.

- Seu pai estaria tão orgulhoso de você minha filha. Cuide bem de Lauren, ela é uma mulher muito especial e merece todo o amor do mundo – ela disse, me olhando com um belo sorriso, que fiz questão de retribuir.

- Eu sei mama. Pode deixar que eu vou cuidar muito bem dela.

Enquanto nós duas caminhávamos de mãos dadas até a nossa mesa, os outros convidados vieram nos cumprimentar. Até mesmo a Ariana, que tinha vindo junto com seu pai, veio nos dar os parabéns, mesmo a contra gosto. Dava para ver na cara dela que ela não estava feliz.

Havíamos reservado uma mesa apenas para mim, Camila e nossos familiares, e a todo momento ia chegando cada vez mais comida. Jantávamos em meio a conversas animadas e Camila, a todo momento me olhava com um sorriso em seu rosto. Logo, ela surrou em meu ouvido:

- Vamos sair daqui?

Assenti com a cabeça e ela se levantou, segurando minha mão. Fomos até uma parte mais afastada do jardim e nos sentamos em um banco que havia ali.

- Você está linda – ela disse, olhando em meus olhos – Obrigada por me fazer a pessoa mais feliz em todo o mundo. Eu prometo, que eu vou cuidar de você e se farei com que você seja a mulher mais feliz do universo.

- Eu já sou a mulher mais feliz do universo, só por ter você ao meu lado. Obrigada por tudo Camila.

Juntei nossos lábios em um beijo apaixonado e só nos separamos pela falta de ar. Nos abraçamos e ficamos ali, até que Dinah apareceu.

- Desculpar atrapalhar o casal apaixonado, mas tia Sinuh disse para vocês duas virem logo. Vocês que vão abrir a valsa.

Nos levantamos e fomos em direção à festa. Logo nos chamaram para dançar a valsa. Durante toda a dança, Camila não desgrudou seu rosto do meu. Podia sentir seu coração bater acelerado em seu peito. Assim que terminamos a dança, ela segurou em meu rosto e me beijou. Nunca me cansaria de beijá-la.

A festa ainda estava rolando, quando nós nos retiramos para poder trocar de roupa. Daqui iriamos para outro lugar, para curtir nossa lua-de-mel. Assim que terminei de me trocar, sai do quarto indo me encontrar com Camila. Descemos a longa escadaria de mãos dadas. As malas já estavam feitas e estavam no carro. Dinah e Normani cuidaram de tudo, até mesmo o local onde eu e Camila passaríamos uma semana.

Os convidados estava a nossa espera do lado de fora da casa, eles aplaudiam e tiravam fotos. Passamos pelos convidados e fomos até nossos familiares para nos despedir.

- Dinah, não arruíne a empresa enquanto eu estiver fora, por favor – Camila disse séria, mas logo depois deu um sorriso.

- Não se preocupe priminha. Vou cuidar de tudo enquanto você estiver fora. Só me prometa que vai se divertir e curtir sua lua-de-mel.

- Pode deixar que eu vou curtir sim – ela disse, com um sorriso e me olhou de forma maliciosa, me fazendo corar.

- Estou tão feliz por você – Mani disse, me apertando em um forte abraço e quase me esmagando – Quero que você se divirta muito e cuide da Camila, porque aquela lá não tem nem um pouco de juízo.

- Normani, você sabe que eu estou bem aqui, né?

- Sei sim – Mani disse sorrindo.

- Pode deixar que eu vou cuidar dela.

Falamos com todos os outros, e nos despedirmos de nossos convidados e familiares. Estávamos no carro e Camila estava ao meu lado, com a mão em minha coxa. O motorista seguiu até o aeroporto, e logo estávamos dentro do avião, rumo as Ilhas Maldivas.


Notas Finais


E ai? O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...