História Consequences - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Bebê, Gaaino, Gaara, Gravidez, Ino
Exibições 63
Palavras 1.096
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Hentai, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Henzo


 

Um mês depois 
Estava no meu segundo mês de gestação. Os enjôos continuavam.

Gaara tentou me ligar mais de uma vez, mais eu não atendia.

Temari me ligava todos os dias para saber sobre o bebê.


Três meses


Hoje era meu primeiro ultrasom e minha mãe iria comigo.

Estávamos na sala da médica ouvindo o coraçãozinho do meu bebê.


-doutora já dá pra ver o sexo do bebê? -perguntei.

Ela começou a meter aquele troço na minha barriga e disse. – já tem um nome?


-Sim, se for menino irá se chamar Henzo. E se for menina irá se chamar  Sophie. Sorri imaginando.


-Então você pode olhar pra essa tela e dar oi pro Henzo. – não consegui conter a felicidade é comecei a chorar meu Deus eu seria mãe de um menino de um pequeno Menino, um mine Sabaku.


Alguns meses depois...


Já estava no nono mês de gestação, havia acabado de acordar e estava criando coragem para levantar.
Levantei tomei um belo banho e desci pra cozinha pra tomara café com minha mãe.


-bom dia mãe. -falei assim que entrei na cozinha.


-bom dia meu bem. Bom dia bebê da vovô. – disse passando a mão na minha barriga.


Tomamos café quando levantei senti um líquido escorrendo pelas minhas pernas.


-mãe a bolsa estourou.-falei desesperada.

Minha mãe me levou até a maternidade.
Assim que chegamos a maternidade me levaram para a sala de parto.


-ino, eu vou contar até três e você empurra.-dizia a médica.


-Tudo bem!


-um, dois, três. Empurra Ino.


-ahhhh.. – fiz toda força do mundo.


-de novo Ino mais força. Um , dois, três.

Fiz toda a força de novo até que ouvi um chorinho e não me contive e comecei a chorar.


-eu quero vê -lo.


-calma, a enfermeira vai limpa-lo e já deixa você vê -lo.

Passou se algum tempo até que a enfermeira o trouxe em uma manta azul.


-ele é lindo mãe.


-tambem acho querida.


-ele é a cara do Gaa, queria que ele estivesse aqui.
-calma filha, não fique assim.


Dois meses depois...


Henzo já estava com dois meses.


-posso entrar mamãe?-disse Temari.


-Tema, entra! -disse com um enorme sorriso no rosto

-ai que saudades docinho. – disse me abraçando.


-eu também Tema. Eu também! -disse já chorando.


-Bom, eu vim visitar meu sobrinho lindo. 

Ela se aproximou do berço de Henzo.


-Meu Deus, Ino! Ele é lindo. a cara do pai.


-infelizmente. -falei triste.


-não fale assim. Ele tá arrependido. Não come direito, vive trancado no quarto, fica a noite toda andando pelo casa, até desistiu da faculdade.


-não acredito, Tema. Ele ficou mal desde jeito?


-fico Ino. Minha mãe não sabe mais o que fazer.


-ele ficou ino. Minha mãe não sabe mais o que fazer.


-ele não pode desistir da faculdade era o sonho dele se formar em advogacia! -disse desesperada.


-eu sei, mais ele fala o tempo todo que a vida não faz sentido sem você Ino.


-Tema, ele pode até tá arrependido. Mais ele deixou bem claro que não queria nosso bebê.


-eu acho que você deveria da uma chance pra ele.


Ficamos mais um tempo conversando até que a Tema foi embora.


Estava amamentando Henzo, quando o mesmo abriu os olhinhos lindos, iguais aos do pai e ficou me encarando.
Fiquei o tempo todo pensando no que a Temari me disse enquanto fazia carinho no meu ruivinho.


-você também acha que devo dá uma chance a seu papai? 

Ele continuou me olhando sem entender nada enquanto fazia pequenos barulhos com a boca.
Fui dormir, pra variar ,pensando nele.


Quatro meses depois...


Henzo estava com seis meses. Já estava sentando sozinho.comecei a trabalhar como vendedora de loja de jóias Tiffany. Minha mãe é quem ficava com Henzo enquanto eu trabalhava.
Cheguei em casa louca pra tomar um banho estava muito cansada, doida pra tomar um banho e dormir.


-filha, que bom que chegou! -disse minha mãe assim que cheguei.


-aconteceu algo com Henzo? – perguntei alarmada.


-não, filha. Não se preocupe. Ele está dormindo, mas Temari ligou aflita para falar com você. Disse pra você ligar assim que chegasse.


-tudo bem!


Subi tomei um banho bem demorado e depois resolvi ligar pra Temari, ela atendeu no primeiro toque.


-inoooo -ela gritou .


-oi, Tema. Minha mãe disse que você tinha me ligou aflita. O que houve?


-seu que você vai me odiar, mais espera um pouquinho.


Esperei um pouco até que aconteceu algo imprevisível.


-Ino. – aquela voz eu reconheceria até se fosse surda. -Não desliga, só me escuta, não precisa falar nada, só ouça. Já faz um ano que a mulher da minha vida foi embora, carregando um filho meu na barriga, um filho que eu neguei e que eu me arrependo amargamente. Hoje escondido da Temari eu vi fotos dele, ele é lindo, ino. O nosso filho é lindo. Queria que vocês dois estivessem aqui, desde que foi embora, a minha vida não tem mais sentido! Eu preciso de você! Volta? – e depois de um silêncio desliguei. Fiz o que ele me pediu, só ouvi, mais não podia perdoa-lo, mas também não podia  mante-lo afastado de Henzo, afinal ele havia aceitado o filho e estava arrependido.


Eu iria voltar para apresenta-lo ,Henzo, o nosso filho, fruto do nosso amor.


Gaara 


Já estava ficando louco sem notícias da ino e do meu filho, eu sabia que Temari já o tinha o visto e também mostrado fotos dele pra todos, mas se recusava a mostra-las pra mim que era o pai.
Resolvi fuçar seu notebook, pra ver se tinha alguma pista de onde ela estava.


Entrei em seu quarto aproveitando que ela tinha ido pra faculdade. Liguei o notebook e em seu notebook havia uma pasta denominada “Henzo” quando abri a pasta havia várias fotos de bebê, conclui que era meu filho, ele era lindo. Tinha cabelos ruivos iguais aos meus, era branquinho e tinha meus olhos.
Fiquei amanhã inteira esperando Temari e ela finalmente chegou.


-o que faz aqui Gaa? -ela perguntou.

Levei ela até o notebook dela é mostrei as fotos.


-esse menino é meu filho não é?- perguntei.


-você não tinha o direito de mexer nas minhas coisas Gaara. – gritou.


-esse menino é o meu filho com a ino, não é? – disse sério a encarando.


Temari não respondeu nada, apenas abaixou a cabeça.


-Respondi Temari, Eu tenho o direito de saber, é meu filho.-disse já nervoso.


-Ta bom! É seu filho, Henzo Sabaku, ele tem seis meses e ele é lindo. É a sua cara. -disse Temari.

Fiquei apenas olhando sua foto no notebook da Temari. O meu filho com a mulher que amo.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...