História Consequências de uma noite - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~Luna_Reis

Exibições 57
Palavras 2.884
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hey... Bom gente, eu não vou falar muita coisa hj.
Bom meus amores, espero que gostem e comentem, eu sempre leio eles e fico muito feliz. Proximo cap pov damon.

Boa leitura!!

Capítulo 6 - Capitulo 04


TRÊS SEMANAS DEPOIS

Pov Dulce

Porra, acordei com o despertador ao meu lado tocando a música Give Mi Love, cara eu mal dormi e já tenho que acordar, não consegui dormir meu estomago esta embrulhado, minha cabeça dói. Me levantei e parei a despertador, e sem contar que eu estou muito sentimental, chorei assistindo o filme 300... Como isso é possível? Eu não sei. Entrei no banheiro e quando olhei pro vaso não agüentei coloquei todo a comida que tinha e que não tinha no meu estomago pra fora. Me levantei tonta e entrei na banheira para tomar um delicioso banho, que me relaxou por um tempo. Mas essa tontura que não passa me fez tomar o banho mais rápido do que o normal, sai do banheiro enrolada na toalha e fui em direção ao closet.

Me arrumei e passei o perfume mais leva que tenho, pra não deixar meu estomago embrulhado. Peguei minha bolsa e desci as escadas e encontrei as meninas na sala de jantar:

–Bom dia – disse me sentando.

–Bom dia – elas disseram juntas.

–Dul você esta pálida! O que esta havendo? - perguntou Anahi.

–Num sei Annie! Passei mau hoje de novo, nem dormi direito... Maite que perfume você esta usando? – perguntei pois inalei profundamente e o perfume da May embrulhou meu estomago.

–Aquele que você me deu – ela disse sem entender a pergunta – Você ama esse perfume.

–Amava ate senti-lo hoje – disse tapando o nariz – Ele me deixou enjoada.

–Dul você precisa ir ao medico – disse Claudia.

–Mas...

–Nada, mascamos um exame pra você hoje. É so um exame de sangue – disse Anahi sorrindo.

–Okay eu vou. Que horas é o exame?

–Daqui uma hora – disse Maite. Dei de ombros.

– Okay eu irei – parei e pensei um pouco e me deu água na boca – Joana faz panquecas com mel pra mim – pedi e lambi os lábios, as meninas me olharam com caras estranhas – O que?

–Nada, é que a menos de um minuto você estava com enjôo e agora quer panquecas – disse Claudia.

–É que me deu vontade.

– Okay Dulce – disse May.

–Isso é suco de maracujá? - perguntei.

–Sim – disse Anahi.

–Eu quero – disse e coloquei o suco no meu copo e beberiquei – Delicia.

–Dulce, você odeia maracujá – disse Claudia.

–Odiava – disse e bebi um gole enorme do meu suco.

–Isso esta estranho – sussurrou Annie.

–O que?

–Nada esquece – disse Maite.

Então depois disso comemos em silencio, eu com as minhas panquecas e meu suco. Que por sinal, estava uma delicia. Terminamos nosso café da manhã e cada uma seguiu seu rumo. E eu fui direto pro hospital onde fiz um exame de sangue e tive uma consulta com a minha medica, o exame ficara pronto 18:00 horas, o mesmo horário que saio da Uckermann.

E agora estou aqui trabalhando, ou... Tentando. Pois um certo moreno dos olhos castanhos não sai da minha cabeça, nem por um momento dessas ultimas três semanas. Merda, merda, merda mil vezes merda. Soltei a caneta na mesa, e me levantei . Parei em frente a parede de vidro e olhei Nova York La em baixo. Era pra ser só uma noite, somente uma noite. Depois disso nada mais aconteceria, eu não devia estar pensando nele assim, aposto que ele já esqueceu essa noite. Balancei a cabeça negativamente e voltei ao meu lugar e me sentei na cadeira. Quando comecei a digitar um email pro Diretor Da Samsung, meu celular toca eu o atendo:

Ligação on

–Oi mamãe – falo e sorriu.

–Oi meu amor – ela fala e eu me levantou – Como você esta?

–Bem e a senhora?

–ótima querida. E a festa da Uckermann como estão os preparativos? – ela perguntou.

–Bom mamãe, isso é com a Anahi e Maite. Elas estão fazendo suspense o tempo todo. – disse e escutei a risada da minha mãe.

–Sei bem como elas são – ela disse e eu sorri – A conheço desde crianças, desde que elas começaram a organizar suas primeiras festinhas – ela disse e riu.

– E Derrick mamãe, como ele esta? – perguntei por meu irmão mais velho.

–Esta bem querida, eu falei com ele ontem. Ele esta muito animado e sem tempo depois que seu pai entregou a empresa nas mãos dele – sorri.

–Imagino.

–Liz disse que Lexi estará de volta mês que vem, pra festa da Salvatore – ela disse e eu sorri abertamente, Lexi Portilla, Irma gêmea da Anahi. Elas não são idênticas igual eu a Claudia.

–Que bom mamãe, Anahi não me disse nada disso. Mas fico feliz, não vejo Lexi desde do ano passado, quando ela deu a louca de ir morar na Italia.

–Conhece ela, Lexi ama viajar. Pra ela curtição é tudo.

–Ela faz certo – disse e sorri.

–Alias Dul eu não liguei pra isso – ela disse e eu sabia que La vem bomba.

–Entao por que mamãe?

–Eu sonhei que você estava grávida, olha que sonho mais estranho – ela disse .

– O que? Não! Isso nunca.

– A minha filha esses sonhos de mãe são intuitivos .

–Mãe, eu não to grávida – disse e suspirei.

–Okay meu amor, fique com deus mamãe te ama. Beijos.

–Também te amo. Beijos. – desliguei o celular.

Ligação off

Desliguei o celular e me sentei na minha cadeira. Meu Deus! Será? Não pode ser, só se o remédio falhou. E porra, eu troquei de remédio mês passado. Levei a mão a cabeça em um ato de desespero. Eu não estou grávida, não estou grávida. Eu não estou sentindo nenhum dos sintomas, anão claro que to. Balancei a cabeça negativamente.

–Concentre no seu trabalho Dulce – disse pra mim mesma.

Alguém entra na sala e é... Ucker. Ele esta com alguns papeis na mão.

–Aprenda a bater – disse e olhei pra ele seria.

–Hey.... calma. E bom dia pra você – ele disse e sorriu sínico, idiota, ultimamente estou mudando de humor constantemente.

– Bom dia.

–Assim esta melhor – ele disse e se sentou.

– O que você quer? – semi cerrei os olhos pra ele.

–Preciso que assine isso – ele entregou os papais pra mim.

Li com atenção e assinei, é pra começarem a gravar um comercial da Apple.

–Pronto – entreguei e ele e o mesmo se levantou. Ele se aproximou de mim e eu me levantei, quando me levantei uma tontura me invade e Ucker me segura pra mim não ir ao chão. Levantei o olhar e ele esta me olhando com um olhar preocupado. Se não fosse ele, eu teria levado um belo de um tombo.

–Você esta bem? – ele pergunta pra mim.

–Sim – digo e ele me ajuda a me sentar no sofá.

– O que você teve? - ele pergunta e se abaixa na minha frente.

–Eu não sei. Isso esta me dando com freqüência.

Apesar de tudo, estamos no dando bem. E nada mudou entre nós.

–Ceus Dulce, é sua saúde e você não sabe – ele disse meio bravo. - Já foi ao medico ?

–Sim .

– E o que ele disse?

–Nada, so passou pra mim fazer um exame de sangue.

–Que medico irresponsável.

–Pode ser uma infecção alimentar - eu disse e uma mecha do meu cabelo caiu nos meus olhos e ele colocou atrás da minha orelha. E passou a mão de leve no meu rosto.

–Quando você for ao medico que te examine de verdade me avise, quero saber o que você tem.

–okay, mas creio eu que não é nada de mais.

–Sei... – nesse momento o celular dele toca e ele olha na tela e sorri – Espere um momento – ele fala e atende o celular, depois de um tempo conversando com a tal pessoa – Claro que podemos nos ver hoje, na minha casa ou na sua?... Okay na minha, vou fazer aquele jantarzinho que você adora. Agora bye bye – ele disse e desligou o celular. Revirei os olhos.

Fui me levantar e a desgraça dessa tontura me invade novamente, apoio na poltrona.

–Ceus Dulce, você não esta bem – ele disse e me segura pela a cintura.

–Claro que estou , agora me solta – falei e ele me olhou com duvida e soltou.

–Tenho que ir, tenho um jantar pra organizar – ele disse e deu um beijo na minha bochecha e saiu. Me sentei de uma vez no sofá, e levei as mãos ao rosto. Porra isso foi ciúmes? Não foi, não foi.

***

E agora estou aqui em casa, as meninas ainda não chegaram. Pego meu notebook e o coloco em meu colo e resolvo pesquisar sobre o assunto. E se eu estiver realmente grávida? O que eu vou fazer? Perguntas e mais perguntas, estou em desespero.

Então pesquiso sobre o assunto, em um site que diz assim:

Os 10 primeiros sintomas de gravidez, que podem surgir discretamente são:

Corrimento vaginal cor-de-rosa

Quando o óvulo é fecundado, pode haver um leve corrimento cor-de-rosa, que na verdade é o corrimento normal que a mulher apresenta (excesso de muco vaginal) com vestígios de sangue causado pela entrada do espermatozoide no óvulo e pelo seu deslocamento até o útero. Este corrimento pode surgir poucos minutos após a relação ou até 3 dias depois do contato íntimo, período de vida do espermatozoide dentro do organismo feminino. Por vezes, este corrimento só é observado quando a mulher vai limpar-se após urinar.

Cólica ou dor abdominal

Com o óvulo fecundado, há um aumento de fluxo sanguíneo na região pélvica e então os hormônios femininos entram em ação para preservar o embrião e dar continuidade a gravidez e isto pode causar algum desconforto abdominal que pode ser reconhecido como sendo uma cólica menstrual de fraca a média intensidade. Além disso, a mulher pode ainda ter uma pequena perda de sangue, semelhante à menstruação, mas em menor quantidade.

Mamas doloridas

Nas duas primeiras semanas de gravidez, a mulher pode observar que os seios ficam mais sensíveis e isto se deve a atuação dos hormônios que estimulam as glândulas mamárias preparando a mulher para a amamentação . Além disso, os mamilos podem ficar mais sensíveis e a aréola pode ficar mais escura que o normal pelo aumento de fluxo sanguíneo na região.

Veja também: São sintomas de TPM ou gravidez?

Inchaço abdominal

O inchaço abdominal também é um dos primeiros sintomas de gravidez e ele também é causado pelas intensas alterações pélvicas que estão acontecendo. O aumento do fluxo sanguíneo e a adaptação ao crescimento uterino são os maiores causadores deste leve inchaço abdominal, que para algumas pode passar desapercebido.

Acne

As alterações hormonais podem levar ao surgimento ou piora de cravos e espinhas, chamados cientificamente de acne, e, por isso, já nas primeiras semanas de gravidez, a mulher pode notar um aumento da oleosidade da pele, que pode ser controlada com o uso de produtos de limpeza de pele e de higiene pessoal adequados.

Cansaço fácil

Com todas as alterações hormonais acontecendo, o cansaço fácil pode ser percebido logo nas duas primeiras semanas de gravidez e ele ocorre porque o sangue da mulher fica menos viscoso e mais fluido e é por isso também que a anemia é comum na gravidez, principalmente para aquelas mulheres que apresentavam valores limítrofes de hemoglobinas antes de engravidar.

Enjoos e vômitos

Enjoos e vômitos são comuns, principalmente pela manhã, e este é um dos sintomas de gravidez mais conhecidos, que surge, geralmente, após a 6ª semana de gestação e que pode perdurar por toda a gravidez.

Veja como diminuir alguns sintomas desagradáveis da gravidez em: Como aliviar os incômodos no início da gravidez.

Tontura e sono

A tontura e o sono fora de hora são sintomas de gravidez que ocorrem por causa da queda da pressão arterial, da redução da glicose no sangue e da má alimentação devido aos enjoos e vômitos frequentes. Elas surgem logo nas primeiras semanas de gravidez, mas tendem a diminuir a partir da 20ª semana de gestação.

Aversão a cheiros fortes

É muito comum que no início da gravidez a mulher tenha aversão a cheiros fortes, mesmo que eles sejam aparentemente agradáveis, como perfume. A maioria das grávidas chega a vomitar após sentir um cheiro forte, como o da gasolina, do cigarro ou de produtos de limpeza, por exemplo. Este pode ser um dos sintomas que surge antes das duas semanas de gravidez.

Variações de humor

Logo no início da gravidez, nas duas primeiras semanas de gravidez, a mulher poderá perceber algumas variações de humor, sem causa aparente. É muito comum a grávida chorar por situações que não a fariam chorar antes de estar grávida e este sintoma deverá permanecer por toda a gravidez.

Quando fazer o teste de gravidez

O teste de gravidez que se compra na farmácia pode ser feito no primeiro dia de atraso menstrual. Se o resultado der negativo, pode-se esperar mais 3 a 5 dias, e se a menstruação continuar atrasada, pode-se fazer um novo teste de gravidez.

Entretanto, se mesmo após 10 dias da menstruação atrasada o teste de gravidez de farmácia der negativo, a mulher não deve estar grávida, mas deve marcar uma consulta com um ginecologista para verificar a causa do atraso menstrual. Veja algumas possíveis causas em: Porque a menstruação atrasa.

Estou grávida, e agora?

Ao descobrir que está grávida, o que se deve fazer é marcar uma consulta com um ginecologista para que ele peça um teste de gravidez de laboratório para confirmar a gravidez e identificar a idade gestacional e assim poder iniciar o pré-natal.

Caralho, terminei de ler pasma. Estou com quase todos esses sintomas. O exame esta na mesinha de centro, mas estou com medo de abri-lo. E então eu deixo o notebook de lado e fico olhando esse papel que pode mudar a minha vida.

–Vamos lá Dulce, tenha coragem de abrir isso! É só um simples exame de sangue. – disse pra mim mesma, estou observando esse envelope em cima da mesinha de centro da sala do nosso apartamento, a quase uma hora – Que pode mudar a sua vidam. – completei levantado a mão a meu ventre , fechei os olhos e suspirei. É agora ou nunca. Peguei o exame tremendo e o abri, li ele com toda a tenção do mundo – Não pode ser. – sussurrei com os olhos marejados.- Não pode ser, não pode ser, não pode ser. – disse sacudindo a cabeça e depois li o exame novamente. - Não, não, não. – gritei, me levantei do sofá e joguei o exame no chão, vi o vaso de cristal que eu e as meninas ganhamos de presente assim que nos mudamos pro apartamento. Peguei ele e o joguei na parede – NÃO. - gritei pra mim mesma, mais uma vez. – EU NÃO PEDI ISSO. – disse e peguei o outro vaso e o joguei na parede, peguei os quadros da sala e os joguei no chão e pisei em cima. – PODIA SER DE QUALQUER UM, MENOS SEU. – chorei mais ainda. Eu não quero, não agora, eu sempre quis ser mãe mas pensei que estaria casada a uns 4 anos, e meu filho seria planejado. Meu casamento seria em Londres e depois passaria a lua de mel em Paris, tudo bem eu tenho 25 anos dou conta muito bem de criar um filho sozinha.

Não temo por mim, e sim pelo o meu filho o que a mídia ira pensar disso tudo? Já ate vejo as matérias nas revistas e jornais mais baladas do Estados Unidos.

– Meu Deus. – joguei meu notebook na parede. Nesse momento me olhei no espelho que tem na parede da sala de estar e me deparei com uma Dulce: Toda descabelada, com a maquiagem toda borrada, com a roupa toda amarrotada. Continuei olhando no espelho e levei a mão novamente ao ventre, e olhei essa imagem. GRAVIDA, EU ESTOU GRAVIDA, tem uma vida dentro de mim, um pinguinho de gente que precisará de mim pra sempre, amor infinito. AMOR DE MÃE. Me afastei do espelho e peguei o vaso de com as flores que a Anahi ganhou de Poncho e o joguei no espelho que resultou milhos de cacos no chão, levai a mão aos cabelos em um ato de desespero , dei três passos pra tras e bati as costas na parede e deslizei ate o chão. Me encolhi e fiquei lá chorando escuto um barulho na porta da frente e o barulho da chave girando na maçaneta, depois eu escuto as vozes delas, quem eu mais precisava no momento:

–Meu deus o que aconteceu aqui? – pergunta Anahi preocupada.

–Eu não se... – A voz de Maite morre no mesmo instante em que me ver, Claudia corre e me abraça.

–Dul o que aconteceu? – perguntou minha irmã gêmea. Eu fiquei calada e me abracei mais nela, Maite e Anahi sentaram ao meu lado e também me abraçaram – Você quer falar disso? – Fiz que não.

–Eu vou preparar água com açúcar pra você – disse Maite se levantando do chão.

Elas me levaram pro sofá e eu me sentei, Anahi se abaixou pegando o exame do chão:

–Dulce, o que significa isso? – ela perguntou com a voz carinhosa, quando Maite voltou e eu já estava mais calma.

–Eu estou grávida, grávida! – disse com a voz em barganhada.

–Dulce ele é o pai?

–Se esta perguntando que Ucker é o pai? Sim ele é o pai.

–Você contou pra ele? – perguntou minha irmã.

–Ele nunca saberá que estou esperando um filho dele. Isso tudo foi consequência de uma noite. – disse olhando pra minhas amigas, que fizeram suas típicas cara de preocupadas.Ao mesmo tempo com a de: Vai Dar Merda.


Notas Finais


Okay, cena fofa Vondy. Dul surtando, as meninas ajudando, Será quem era no telefone com o Ucker? Palpites? Quero saber!!

Bjs amo vcs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...