História Consideration - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Namjin, Vkook, Yoonmin
Exibições 23
Palavras 1.644
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Então... primeira vez que posto algo.

Espero que gostem. :)

Capítulo 1 - Um


Fanfic / Fanfiction Consideration - Capítulo 1 - Um

A tela do celular marcava 6h30 da manhã do dia 9 de março. Não que isso fizesse diferença para Min Yoongi, ele já tinha aceitado acordar em horários estranhos fazia algum tempo. O garoto de cabelos descoloridos saiu da cama e se dirigiu à cozinha de seu apartamento e pôs café na cafeteira que comprou dois meses atrás. Enquanto sua bebida não ficava pronta, se debruçou em uma das janelas da sala e acendeu um cigarro. Fumar era uma das coisas que o mantinham calmo, por fazer sua pressão sanguínea baixar numa velocidade considerável.

Era uma manhã fria mas ele não se importava tanto com isso, apesar dos arrepios causados em sua pele. Contemplava o nada que se passava na rua e gostava do sentimento de quietude… o silêncio o acalmava por contrastar com a tempestade que se passava dentro dele. Em algum momento, quando seu terceiro cigarro chegava à metade e o café já tinha esfriado um bocado, o som da porta da frente se abrindo chamou sua atenção. Kim Seokjin adentrou o apartamento com um aspecto cansado.

– Oh.. Bom dia, Yoongi! – o garoto de cabelos castanhos cumprimentou o mais novo sem muito entusiasmo – O que faz acordado tão cedo?

– Nada demais… só precisava de cigarros. – o loiro respondeu seco.

– Entendo… – o mais novo se jogou num dos sofás puídos que rangeu ao receber seu peso. – tem um desses pra mim? – perguntou. Yoongi jogou seu maço e isqueiro para o amigo.

– Como foi o movimento essa noite? – o loiro perguntou.

– Exaustivo… Nove clientes. Dois deles eram fetichistas. – respondeu o moreno após dar o primeiro trago. – Pelo menos o dinheiro valeu a pena… o suficiente para eu não precisar trabalhar por uma semana inteira.

– Hm – o loiro gemeu em resposta. – Queria me dar esse luxo, mas aqueles cafés não vão se fazer sozinhos.

– Você deveria investir mais nas suas mixagens… Elas são realmente boas. – Jin disse.

– É… quem sabe um dia. – respondeu sem muito entusiasmo. Yoongi andava sem muita motivação para brincar com sons e palavras ultimamente.

Os amigos conversaram sobre trivialidades por mais alguns minutos. Não foi difícil para Yoongi aceitar dividir apartamento com um garoto de programa, desde que as contas fossem pagas ele não se importava muito. Para os outros dois que dividiam o pequeno apartamento foi um pouco mais complicado, no entanto. Taehyung era muito novo, então tinha problemas para lidar de forma madura com a profissão do mais velho soltando risadinhas tímidas sempre que este era o tópico. Namjoon, por outro lado, não gostava da ideia de seu namorado vendendo sexo. Foram muitas discussões até que ele aceitasse o ganha pão do mais velho.

– Ah, quase me esqueci – exclamou Jin e começou a mexer em sua bolsa, tirando dali um pequeno pacote – feliz aniversário Yoongi! – desejou sorrindo.

O loiro agradeceu perplexo, ele tinha esquecido que era seu aniversário. Deu um breve abraço no amigo e abriu o pacote com curiosidade nos olhos. Retirou um pequeno frasco de perfume do pacote, era vermelho com um cheiro um tanto adocicado demais para seu gosto, mas o que lhe chamou a atenção foi uma pequena massa que se encontrava dentro do líquido. Um pequeno pênis rosa chiclete. Ele encarou Jin por alguns segundos e os dois riram.

– Queria te dar algo mais sério, mas não tive tempo de ir a um shopping então tive que apelar para o sex shop que fica perto de onde trabalho. – o mais velho se explicou. – A vendedora disse que ele tem feromônios e, por isso, aumenta a libido das pessoas que estiverem perto de você.

– Ahn… obrigado – respondeu com um leve sorriso.

Ficaram mais alguns minutos conversando até que Jin soltou um grande bocejo e foi para seu quarto deixando Yoongi a sós com seus pensamentos. Mais um cigarro foi acesso. E mais um. E de repente o maço estava vazio. Como Min Yoongi. Seus pensamentos passavam por diversos acontecimentos ao mesmo tempo e isso o impedia de respirar, suas mãos tremiam e seu coração batia acelerado.

 

Você não vai chorar. Pensava para si enquanto tentava controlar sua respiração. Você não vai chorar. Apesar do esforço, uma lágrima desceu solitária pela sua pele estranhamente branca e logo foi seguida por mais. Foi rápido ao seu banheiro e se trancou, sentou-se no chão, onde abraçou os próprios joelhos. Ele não sabia ao certo porque chorava… só chorava. E tentava não emitir nenhum ruído para que não acordasse ninguém. A ideia de ser encontrado por um de seus amigos nesse estado o fazia estremecer mais, não gostava de parecer fraco. Sentia sua cabeça cheia de coisas enquanto seu coração parecia um grande e pulsante buraco negro.

Depois de alguns minutos, quando conseguiu controlar o choro, se levantou tirando suas roupas. Sentir a água quente escorrendo pelo seu corpo era relaxante e sempre o fazia parar de tremer. Ficou ali, sentado no chão de seu banheiro sendo confortado pelo banho quente por mais tempo do que conseguiu contar, contemplando o nada e se sentindo estúpido. Se sentindo sozinho.

Quando saiu do banheiro a casa ainda estava silenciosa, apesar de já ser dia. Foi até seu quarto e, após fechar as cortinas para que o ambiente ficasse escuro, voltou para a cama a fim de ter mais algumas horas de sono, afinal, não teria aulas naquele dia e só trabalhava no turno da noite.

 

Yoongi aproveitava seu sono como nunca, sonhava com gatinhos e grandes quantidades de café, até que algo começou a lhe incomodar no meio dos bichanos cafeinados. Uma pressão estranha por todo seu corpo e alguém gritando seu nome de longe. Sentiu um frio repentino e algo puxando suas pernas.

Abriu os olhos quando a voz estridente de Taehyung preencheu seus ouvidos. O mais novo estava gritando enquanto pulava em cima do loiro.

– Feliz aniversário, Min Yoongi! Acorda! – gritava o garoto de cabelos lilás em vão, até resolver puxá-lo da cama. – Acorda logo, hah!

– Me deixa dormir, inferno! – O loiro resmungou tentando se rastejar de volta à sua posição inicial.

– Não mesmo! Vem cá, é seu aniversário! – Tae gritava quando desistiu de apenas puxar o mais velho e passou as mãos por debaixo de suas pernas para carregá-lo. Ele tinha sorte que Yoongi era bem menor e mais magro, apesar de mais velho – Vamos logo, deixa de ser chato – disse, em resposta à expressão mortífera que se formava no rosto do loiro.

– Me solta ou eu vou te partir no meio. – ameaçou o mais velho. Ele não gostava de tanto contato físico e odiava ser acordado. Já estavam no corredor do pequeno apartamento e ele estava constrangido com toda a situação. Ainda bem que Jin e Namjoon não estavam ali para presenciar aquilo tudo.

– Tudo bem... – Taehyung disse e, em seguida, soltou seu colega de apartamento no sofá maior na sala. Yoongi se assustou com a queda e em seguida com o grande flash que atingiu seu rosto.

– Que porr… ?? – tentava fugir da grande mancha roxa que se formou em sua visão após aquele flash.

– Feliz aniversário, Min Yoongi! – ouviu a voz de Kim Namjoon. Depois de alguns instantes conseguiu ver as covinhas e o moicano de seu amigo.

– Porque vocês tão fazendo isso comigo? – resmungou o loiro, já mal humorado.

– Porque é seu aniversário, Suga. – respondeu Jin, que acabava de sair da cozinha com um pequeno bolo de chocolate. Yoongi estranhou o uso de seu apelido, havia certo tempo desde que o usaram pela última vez. Deixou de se importar tanto com toda a situação e sua atenção se virou para o bolo. Apesar de não gostar muito de comer, Yoongi gostava de bolo.

Por fim ele desistiu de lutar contra a afobação de seus amigos e os deixou cantar “Parabéns pra você”. Comeram o pequeno bolo em questão de minutos e logo estavam jogados nos sofás velhos da sala enquanto passava um programa de variedades qualquer na Tv. Jin e Namjoon estavam abraçados em um sofá, Yoongi estava no outro fumando um cigarro e observando Taehyung que estava sentado no chão brincando com uma das action figures que eles deixavam num móvel da sala.

– Sabe… a gente deveria fazer alguma coisa hoje à noite. – Namjoon propôs. – O que acham?

– Eu trabalho hoje a noite – respondeu suga sem muita emoção. – Saio às 23h.

– É um bom horário para ir a alguma boate. – Jin entrou no assunto. – Conheço uma bem legal que não fica tao longe de onde você trabalha Suga.

– Não sei… vocês sabem que eu não gosto de lugares muito barulhentos e nem de muita gente junta. E acho que essas duas coisas meio que definem boates, né?

– Ah, deixa de ser chato Yoongi. – Taehyung entrou no assunto encarando o aniversariante fazendo o maior aegyo que conseguiu no momento. Yoongi tragou seu cigarro mais uma vez e dessa vez soprou a fumaça na cara do mais novo de propósito.

– Sua fofura não me afeta, taetae. – disse o loiro, enquanto ria do mais novo tossindo no chão da sala. Os dois mais velhos se divertiam com a cena quando Jin pegou seu celular e trocou algumas mensagens, provavelmente algum cliente antigo querendo contato.

– Consegui acesso à área VIP pra nós quatro. – ele finalmente anunciou. – Acho que você não tem escolha Min Yoongi.

– Como conseguiu isso tão rápido assim? – Namjoon perguntou, acariciando os cabelos castanhos de Jin.

– O dono me deve uns favores – disse sem entrar em mais detalhes. Taehyung deu uma risadinha infantil quando pareceu entender do que os favores se tratavam. Yoongi rolou olhos.

– Acho que vocês vão me amarrar se eu não for de boa vontade, né? – o loiro riu com a resposta afirmativa dos amigos. – Bom, vou me arrumar pro trabalho… Taehyung, acho que vou precisar da sua ajuda pra escolher as roupas que vou usar para ir a essa boate. – o menor gritou em comemoração e correu até o quarto do loiro, puxando-o pela mão a fim de explorar seu guarda-roupas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...