História Construíndo sentimentos - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Kakashi Hatake, Kiba Inuzuka, Konohamaru, Naruto Uzumaki, Rock Lee, Sai, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, TenTen Mitsashi, Toneri Otsutsuki
Tags Naruhina, Saino, Sasusaku, Shikatema, Tenlee
Visualizações 75
Palavras 6.805
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello pessoal :) Bem fiquei acordada até bem tarde corrigindo esse capitulo para postar hoje mesmo para quem está acompanhando a história não morrer de ansiedade porque eu também acompanho outras historias e é muito chato quando ficamos a espera de um capitulo que não aparece e nos faz morder as unhas, urrar de raiva, andar de um lado para outro por conta da ansiedade. Acredite, eu já passei e passo por isso. Mais um capitulo e espero que esteja de gosto de vocês. Esse capitulo serve para nova etapa da relação naruhina para eu dar inicio a ação e romance e muitos momentos love dove que eu cá adoro. Curtam também pleaseeee

Capítulo 13 - Um jantar, Insinuação, e problemas


 

 

Ele corria pelos telhados de Konoha apressado, pois acabou por demorar demais procurando uma roupa nova para vestir. Não sabia porquê, mas queria agradar, e muito, a visão de uma certa Hyuuga. Ou talvez saiba o porquê e esteja somente a enganar a si mesmo e se complicando no processo da resolução desse problema. Esse pensamento o fez sorrir e morder os lábios ansioso para ver a expressão da amiga ao lhe ver. Ok…, não entendia esse sentimento com relação a azulada, nunca se sentiu assim por ninguém, ninguém mesmo. Então deve ser por isso que estava com os pensamentos confusos. Se sentia feliz só de dividir o mesmo espaço que ela, a queria feliz toda hora, queria lhe abraçar e lhe dar carinho, lhe dar amor. “Amor?” pensou, fazendo uma careta de estranhamento, pois não sabia de onde seu pensamento foi buscar essa palavra. Teria que conversar com alguém e a única pessoa que poderia conversar sobre isso era o moreno preguiçoso “Shikamaru, temos que bater muitos papos ainda sobre isso” pensou e acabou rindo mais ainda, um riso tristonho e angustiado, mas que aliviou esses mesmos sentimentos. Não é que o moreno lhe desse respostas sobre o que ele sente ou deixa de sentir, mais ao menos desabafar com alguém estava aliviando um pouco a coisa deixando sua mente menos perturbada.

 

_ Minna, desculpa _ gritou enquanto pulava o telhado para o chão_  Foi mal, demorei demais no banho, lamento muito _ não foi no banho, mas sim porque estava escolhendo roupas, mas ninguém precisava saber da verdade e a desculpa que usou também é plausível. Se curvou um pouco ofegante, respirando fundo, se erguendo um tempo depois

_ Tudo bem Naruto-kun _ falou Chouji, uma vez que ele não se importava com o atraso do loiro, que não foi tanto assim, somente uns cinco minutos, mais coisa menos coisa. O gordinho queria apenas comer o seu churrasco e ir dormir feliz. Mas quem disse que todo mundo é “compreensivo” como Chouji

_ Haa…tudo bem nada_ resmungou Kiba, não deixando de comentar_ Só falaste isso porque o mais importante para você é a comida Chouji_ terminou zombeteiro. Os colegas acabaram por rir e Chouji acabou por corar um bocado de vergonha levando a mão esquerda atrás da cabeça, por conta desse mesmo sentimento

_ Ao menos vieste à correr Naruto-kun_ comentou Lee com uma expressão serena. Mas se enganam aqueles que pensaram que ia ficar só por aí _ É assim que se mostra a força da juventude _ empolgação em seguida de um Nice Gai…, tem coisa melhor? Alguns riram, outros fizeram o movimento de negação com a cabeça e teve uma morena de coques que decidiu responder a minha a pergunta com a voz

_ Lee, não nos faça passar vergonha, estamos na porta de entrada do restaurante, tem pessoas nos vendo _ ele não ligou apenas abraçou de lado a deixando mais constrangida ainda. Ino que estava ali era única que provavelmente reparou no visual novo do loiro, já que foi ela quem comentou, com uma voz bem maliciosa mostrando o nível de pensamentos que sua mente chegava.

_ Estás afim de agradar ou impressionar alguém Naruto? _ todos a olharam sem entender nada _ Haaa, por favor _ revirou os olhos_  Eu sei que está escuro, mas dá para ver nitidamente que ele mudou de visual e está bem…_ ela agora deu uma pausa olhando o rapaz de cima abaixo como se o estivesse avaliando, levando os braços ao peito e cruzando-os em seguida. Completou_..., mas bem atraente para não dizer sexy, …vai que alguma garota me mate de ciúmes, por usar essa palavra_ sussurrou a última parte somente para Hinata que estava a lado dela. A morena corou demais o que fez Ino rir abafado. Naruto também corou um bocado. Quero dizer…, UM BOCADÃO…, o que fez seu colegas o olharem com os olhos estreitos e deduzirem que era verdade o que a loira insinuava. Tinha garota no meio, até porque ele não estava com tanto laranja assim. Usava uma calça preta e uma sandália da mesma cor.  Um bumber jacket com uma aparência leve também preta, mas essa tinha detalhes a laranja como uma espécie das nove caudas da Kyuubi fazendo movimentos bem harmoniosos na parte lateral esquerda e por baixo do braço. Já por baixo do casaco que se encontrava aberto dando um charme a mais, já que Naruto sempre usa casaco fechado, ele tinha uma t-shirt simples e branca.

_ É verdade Naruto? _ perguntou Sakura curiosa, ele apenas fulminou Ino com os olhos o que a assustou no momento porque, eles estavam vermelhos, mas depois ela relaxou quando os olhos do loiro voltaram a ficar azuis novamente e acabou que se esqueceu instantaneamente do susto que levou

                        “ Porque fizeste isso pirralho? _ perguntou uma voz bem gutural. Não como quem queria repreender, mas somente saber o motivo desta ação do loiro por um motivo para eles considerado banal

_ Porque a Ino gosta muito de me envergonhar Kurama, eu tinha que fazê-la se calar_ respondeu sorrindo para raposa, envergonhado pela ação tomada, que apenas suspirou e fechou os olhos se escolhendo no seu canto novamente. Dessa forma Naruto voltou a realidade, saído assim da sua mente. Queria por fim a aquilo o mais rápido possível antes que se tornasse num interrogatório chato de responder “

_ Iie, Sakura-chan. Vamos entrar? _ perguntou sério, mudando de assunto. Não queria prolongar aquilo conversa mais que isso

 

Seus colegas perceberam que ele não queria comentar nada sobre o assunto e não gostou da brincadeira pelo semblante sério e nada sorridente que apresentou a eles a seguir. Todos olharam por um instante, mas depois começaram a andar na direção da barbecue Q. “É Naruto, mulheres são problemática, já começaste a mudar por ela” pensou Shikamaru suspirando com tédio. Shino apenas deu um sorriso, vinham coisas novas por aí, pensou e olhou de soslaio para trás, sendo o ultimo a caminhar, vendo que Naruto havia impedido Hinata de andar e lhe dado um abraço que a engoliu, lhe beijando o topo da cabeça “Éeh…, agora acho que já podes te declarar para ele Hinata, se ele não o fizer primeiro” pensou feliz e de certa forma aliviado

_ Senti saudades Hinata, não te vejo a duas semanas_ sussurrou no ouvido da morena

_ M-Missão N-Naruto-kun _ ela o abraçou pela cintura, bem vermelha da vida, encostando sua cabeça no peito dele com os olhos fechados. Quando ele sussurrou ela tremeu, ficando com pernas moles e ele a agarrou mais forte, como sempre

_ Não caias _pediu a abraçando mais forte _ Eu sei que estavas em missão_ se afastou do abraço a olhando nos olhos e dirigindo seu olhar para frente vendo seus amigos andarem para o restaurante, enquanto conversavam animadamente, que nem deram conta que eles ficaram para trás _ Vamos antes que eles percebam que ficamos para trás e comecem a fazer perguntas constrangedoras_ ela assentiu, mas sem antes responder de cabeça baixa e completamente constrangida sem olhar para ele, e com os dedos indicadores que brigavam um com o outro

_ E-e-eu gostei da tua n-n-nova r-roupa, N-Naruto-kun _ ela quis se enfiar num buraco negro por ter comentado isso e ainda mais gaguejado tanto. Ele apenas sorriu para ela em agradecimento, sem cometar nada para não a deixar mais encabulada do que já estava

 Já dentro do estabelecimento, foram todos se sentando em seus lugares e fizeram seus pedidos e começaram uma conversam bem agradável, rindo das missões engraçadas que fizeram durante esse tempo e de coisas banais do dia a dia

 _ Haaa Ino…, não entendo porque dizes isso se tu marcaste essa reunião quatro messes depois de eu receber o braço _ Ino tinha antes comentado que não gostava de atrasos quando Sakura e Naruto terminaram de contar as desculpas usadas pelo Kakashi, na época em que eram do mesmo time, para justificar seus atrasos.

_Oras, cale-se seu ingrato, fiz isso para que todos pudéssemos participar, sem que ninguém faltasse e desse uma desculpa para faltar_ ele a olhou com uma sobrancelha levantada, fazendo uma careta como que fizesse descaso sobre o que a loira disse. Sai riu com a expressão da loira, ele achava ela interessante de ser observada

_Claro _  o loiro respondeu zombeteiro. A verdade é que queria chatear a loira por tê-lo feito corar na frente de todos. Ela era muito mais inconveniente que Sai quando queria, visto que, numa perspetiva válida, Sai fora treinado para não ter sentimentos e não entender esses tipos de situações, ao contrário dela

_ Deixa-a Naruto-kun, o que vale é a intensão, não é? _ pediu doce e meiga como sempre, querendo evitar uma possível briga entre aqueles dois que provavelmente iria acontecer. E ele se calou, sem antes expor o que queria, pois não conseguia negar nada a aquela voz serena e meiga. Ino deu uma gargalhada alta, assustando todos a mesa. Ela percebeu faz tempo, que Naruto acatava tudo que Hinata pedia em momentos como esses sem questionar e na hora, o que significava que tinha coisa ali, e ela iria descobrir e tirar as provas dos nove

_ Ino_ repreendeu Shikamaru, pois ele percebeu a intensão da loira só pelo sorriso sapeca e meio macabro que ela deu

_ Haa, não enche Shikamaru _ respondeu desinteressada pelo alarde do moreno

_ Porque riste assim Ino, pareceu até um ganço sufocado_ comentou Kiba. Ele não havia gostado nem mesmo um pouco da gargalhada da loira. Foi uma gargalhada maldosa. Ela apenas o fuzilou com os olhos pelo comentário, mas sequer deu importância

_ O que queres aprontar Ino? _ perguntou Chouji. O clima ficou tenso de repente para alguns, os deixando desconfortáveis

_ Nada… Hinata, posso te fazer uma pergunta? _ dessa vez a voz suou forçadamente dócil

_Hai Ino-san _ e Hinata ingénua que era nem percebeu, mas fazer o quê, né? Vamos só ver no que vai dar é claro, não se pode interferir

_ Os girassóis são as suas flores favoritas, não são? E flores solitária? _ perguntou inclinando o corpo para frente e olhando para o fundo da mesa. A azulada assentiu, então Ino continuou sua análise _ E branco e lilás as suas cores favoritas? _ a Hyuuga assentiu novamente, sem entender esse interrogatório da Yamanaka

_ Qual o objetivo dessas perguntas Ino_ perguntou Tenten, tentando analisar as feições dos seus colegas para entender onde Ino queria chegar, mas ninguém demostrava nada que revelasse o que eles achavam que Ino queria com aquele interrogatório fora de hora

_ Oras Tenten, ela somente quer conhecer melhor a sua amiga_ comentou Lee animado “não, Lee, não é por isso” pensou Tenten, estranhando seus amigos que não demostravam nada

 _ Ino, melhor ficares calada _ comentou Shino. Ele e Shikamaru perceberam onde Ino queria chegar e que iria, sim, aprontar alguma coisa quando viram ela erguer quatro marcadores, branco, prata e lilás, um mais claro e outro escuro apontando para uma figura. Marcadores esses que lhe foi devolvido por Naruto a pouco tempo, já que ele as usou para escrever o nome na morena no vaso e fazer mais alguns detalhes, no vaso de flores que ofereceu a Hinata, e que ele não queria que Ino fizesse. Ele não tinha devolvido os marcadores até então por não ter cruzado com a loira com objetivo de devolvê-los por se ter esquecido disso. Ino fingiu que não ouviu nada, e apontou mesmo assim os marcadores para Naruto mordendo o lábio em malicia

_ Naruto, já deste aquele vaso com aquela flor que me levaste a quem querias dar? Porque se ainda não destes a pessoa, eu posso escrever o nome de alguém no vaso e entregar-lhe, aposto que a Hinata iria gostar, as cores combinam com o gosto dela_ e prontos, todos associaram o que Ino queria insinuar alguns abriram a boca, tendo pensamentos não corretos, em supressa. Outros como Shikamaru, Shino e Tenten balançaram a cabeça em desaprovação. Naruto e Hinata coram como nunca por conta da vergonha. Mas a vergonha de Naruto mudou para raiva quando ele viu que a morena se encolheu completamente no canto de total vergonhada por perceber que seus amigos estavam pensando coisas a mais. “Ino, tu és má” pensou o loiro

_ E quem disse que era para oferecer? _ perguntou tentando mudar o foco de pensamento dos amigos. A loira riu

 _ Vai me dizer que você é gay, porque, aquela flor e o vaso eram bem femininos?_ ela colocou a mão no peito numa expressão supressa fingida _ Haa _ lamentou com sarcasmo _  Desculpa eu não sabia _ falou com deboche, Naruto ficou furioso quando viu Hinata quase desmaiar de vergonha, uma vez que fazia tempo que ela não desmaiava por conta da vergonha, e já se encontrava com olhos marejados tentando fugir da situação.

 

_ Com licença, vou ao banheiro _ falou já se levantando e jogando a toalha em cima da mesa. Depois que ele foi, todos suspiraram

_ Ino-porca controle a boca e não insinues coisas, ainda mais quando é mentira. _ Sakura sabia que era meia verdade, mas preferiu acreditar que é mentira porque lhe veio uns sentimentos e pensamentos muito ruins com essa possível verdade. Ino revirou os olhos “só podes ser cega” pensou “e que mal tem se eles estão se gostando ou talvez até namorando escondidos, seria bom para eles. Esse segredo e mistério todo é idiota”

_ Não Ino. Não é idiota. Por vezes é bom manter as coisas secretas até que elas se resolvam_ respondeu Shikamaru ao pensamento que ele sabia que ela estava tendo_ Muita exposição tornam as coisas um pouco mais difíceis, sabes que Hinata é tímida e ela ama o Naruto e Naruto até pouco tempo gostava da Sakura. O que as pessoas iam dizer? Talvez que estão indo rápido demais, que Naruto esta com ela só para não ficar sozinho, ou que estão carentes de atenção ou que não vai dar certo, entendes agora? E eles não estão namorado como pensaste e Naruto ainda não sabe que Hinata gosta dele_ falou só para ela ouvir. Agora sim Ino se sentiu mal, não tinha pensado assim. E agora o que ela fez? Atrapalhou algo que não queria ser atrapalhado e se eles ainda não se entenderam e estava a um passo de se entenderem ela pôs um obstáculo no meio deles atrapalhando essa aproximação, abaixou a cabeça envergonhada _ Nem o Naruto sabe o que exatamente esta a sentir pela Hinata e ele precisava de tempo para entender isso e não de alguém para lhe dizer o que é _ o clima ficou bem tenso, mas tinha um gordinho ali que não estava afim de comer com esse clima não. Por isso quando deram por isso, esqueceram o acontecido e estavam dando risada do grito e do engasgo do Chouji quando ele gritou por

 

_ MAIS CAAAAAAAARNE, AQUIIIII _ e então engataram em outra conversa animada. O que não perceberam foi que uma morena ainda se encontrava ali ainda encolhida e com muita vergonha de participar nas conversas. Naruto voltava a mesa para se sentar, mas seus olhares se cruzaram antes que ele se sentasse e seus outros colegas o percebessem ali, exceto alguém, e ela balbuciou algo para ele e ele voltou para trás indo buscar.

_ Alguém tem que ir lá buscar e não serei eu _ comentou Sakura

_ Mas Sakura estás mais perto e não tens ninguém ao lado_ comentou Lee que estava mais ao fundo pois estavam posicionados em uma mesa retangular encostado a parede. Ao fundo se encontrava Hinata e a sua frente Kiba depois Chouji e Shino, Tenten e Shikamaru, Lee e Ino, Sai que não tinha ninguém a frente e no final Sakura e Naruto que agora vinha da recepção com um prato na mão e acabou por torcer o pé quando já estava perto do seu lugar por pisar com mau jeito no chão, fazendo uma careta de dor

_ Haa, mas a Ino também está na mesma situação que eu_ comentou, pois não tinha visto aproximação de Naruto, por estar de cabeça baixa, que se sentou logo em seguida, não disseram mais nada depois que o loiro se sentou

Naruto pegou um dos rolos de canela que trouxe para Hinata e lhe ofereceu o resto

_  Oras. Vês Lee, o Naruto pode ir_ comentou Sakura quando levantou a cabeça e reparou que o amigo arrastou algo sobre a mesa para que chegasse a Hinata, a qual ela percebeu ser rolo de canela

_ Ir onde ttebayo? _ perguntou curioso, já que não sabia do que falavam e queria se situar

_ Buscar sobremesa. Queríamos que a Sakura fosse porque ela está mais perto e ninguém precisa se levantar para ela ir, mas ela diz que não pode ir sozinha e ninguém mais quer ir_ falou Sai que até então estava calado

_ Então tu podes ir não é Naruto, podes usar os clones para te ajudarem se tiveres dificuldade em trazer sozinho_ propôs a rosada sorrindo para o rapaz

_ Iie, não posso Sakura-chan _ respondeu, abaixando a cabeça, não queria desapontar a moça, mas não poderia mesmo se levantar agora que acabou de torcer o pé. E pôr o peso do corpo sobre o pé, que acabou de ser machucado, nesse instante, iria deixar a lesão pior

_ Porque não podes Naruto, acabaste de trazer algo para Hinata_ e lá estava transbordando aquele sentimento ruim da qual a rosada estava invitando a tempos.  A azulada abaixou a cabeça “o que deu em vocês hoje” pensou o loiro, descontente.  “Que vergonha, gente para com isso” pediu Hinata em pensamentos, uma vez que não gostava mesmo de ser o centro das atenções principalmente do jeito que estava a acontecer hoje

 

_ Porque eu já tinha pegando antes de …_ foi interrompido pela rosada. Queria se explicar para não deixá-la magoada mais do que já estava, mas parece que ela não queria explicação nenhuma

_ Quer saber esquece, não precisa se explicar. Estás com raiva de mim Naruto ?, Porque nos éramos bem amigos, tu sempre fazias as coisas que eu pedia e arranjavas sempre tempo para podemos passar juntos. E desde que me empurra-te por Sasuke, isso tem se tornado raro e tens me evitado demais _  ele a olhou com os olhos arregalados, não era por isso que quase não tinha tempo para ela, mas sim por outras coisas

 

_ Sak…_ ia falar, mas ela o interrompeu de novo

_ Não, não fales nada Naruto. Até a Hinata tens dado mais atenção que já deste a mim a um bom tempo e todo mundo percebe isso. Não que eu não goste, isso não, mas porque eu queria meu amigo de volta.  _ ela agora tinha lágrimas nos olhos, mas agora riu com deboche e amargurada _ Não me diga Naruto… te afastas-te de mim porque ainda tens sentimentos por mim? _ ela o olhou e ele olhou por lado procurado ajuda dos seus colegas que estavam ainda mais atónitos que ele _ Naruto, isso é idiota _ ela quase gritou. Ele estreitou os olhos para ela em desaprovação _ Espera… _ ela deu uma pausa dramática _ Estás a usar a Hinata para mim esquecer? Tu és cruel _ gritou alto, levantando-se batendo a mão na mesa assustando ainda mais todo mundo e chamando atenção de outras pessoas que estavam no restaurante, mesmo que estivesse tudo dividido por paredes para que os clientes tivessem privacidade. Todos arregalaram os olhos com o que a rosada acabou de falar, desacreditados por esse comentário não pensado dela. O loiro ia falar algo para fazê-la se calar e ouvi-lo, mas ela o interrompeu outra vez_  Eu não acredito que estás a fazer isso. Sabias que ela tem sentimentos por…_ parou quando olhou para Hinata que não parava de chorar com os olhos arregalados e em súplica para ela se calar e com a mão no peito. Só agora ela percebeu o que ia dizer. Fez uma careta de desgosto consigo mesma e arrependida pelo o que ia dizer e pelo o que disse. Ia trair a confiança de uma amiga e de um amigo a quem ela considerava muito. Sentou-se novamente devagar com as mãos na lateral da cabeça, completamente envergonhada. Naruto apenas levantou-se sem prenunciar nada, iria ignorar a dor que sentia no pé e as consequências que essa ação viria a ter no seu tornozelo, possivelmente. Deu as costas a seus amigos, mas parou depois de dois passos fora da mesa

 

_ Eu realmente agradeço pela tua intenção de mim fazer reunir com os meus amigos Ino_ deu uma pausa e abaixou a cabeça_ De verdade, valeu muito a intenção, mas… eu não sei o que deu neles hoje, ou talvez a culpa seja minha _ depois disso sumiu

_ Eu acho que o jantar já deu _ comentou o moreno com marca vermelhas no rosto, depois de um tempo em que todos estiveram em silencio, absorvendo o acontecimento

_É Kiba tens razão, sem clima para continuar. Vou levar a Hinata para casa, Lee me ajuda _ disse Tenten, já se levantando ajudando a morena de olhos perolados, já que a mesma estava paralisada sem dizer nada enquanto suas lágrimas escorriam feito cascata, uma atrás da outra

_ Eu vou lá falar com ele _ falou Shikamaru, também se levantando e pulando a mesa sumindo em seguida

_ Sakura…poderia ser pior, ao menos calaste a boca antes de dizer o que não deverias mesmo dizer _ Ino enfatizou a palavra mesmo, prolongando a prenunciar

_ Ino, eu sou a pior amiga do mundo_ lamentou-se a rosada, deixando suas lagrimas de arrependimento rolarem e encostando a cabeça no ombro da amiga que lhe fez carinho na cabeça afim de acalmá-la e a ajudando a se levantar para que Tenten e Lee pudessem tirar Hinata dali. Quando viu o estado da amiga ela, a rosada, ficou ainda mais deprimida “o que eu fiz?” lamentou-se ainda mais. “É Sakura, ao menos é só ciúmes de amiga…isso foi claro” pensou Shino saindo com Kiba. Os dois queria levar Hinata para casa, mas acabaram por concluir que Tenten seria a melhor escolha, já que ela era menina e saberia consolar melhor a amiga

_ Bem, eu não sei exatamente o que aconteceu aqui, mas está óbvio para mim que não foi nada bom _ comentou Sai para Ino

_ Hai, Sai _ respondeu com cabeça baixa e a voz mais baixa ainda

_ E tu tens uma grande parcela de culpa nisso Ino, porque se tu não tivesses feito com que Naruto se levantasse porque ele começou a ficar com raiva de ti e precisava se acalmar, ele não teria que ir buscar somente o rolo de canela para Hinata antes de se sentar, porque ela estava bem envergonhada e ele queria que ela ficasse melhor. E por ter ido buscar o rolo de canela para Hinata ele acabou por torcer o pé quando estava preste a se sentar. Pois se ele continuasse sentado, e não se levantasse pelo teu comentário,  ele não iria torcer o pé e iria buscar as sobremesas sem reclamar e todo mundo estaria feliz até agora _ comentou Sai, como quem não quer nada, como se relatasse algo normal e casual, sem perceber que não deveria dizer isso ainda mais desse jeito tão direto. Só agora Sakura entendeu porque o loiro não poderia ir buscar as sobremesas e se sentiu ainda pior, pois ela não o deixou se explicar e se o deixasse se explicar nada do que ela disse sairia pela sua boca sem que ela mesma percebesse

_  Sai, cale a boca e apenas me ajude com a Sakura, sim?_  ela falou firme mas sentiu como se as palavras de Sai a penetrasse no coração como uma kunai _ Chouji pague a conta e depois eu te devolvo, por favor

_Claro, vamos lá _ respondera Chouji, enquanto Sai balançou a cabeça confirmando que iria ajudar a loira com a rosada

 

 

……………………

 

 

Ele se encontrava em cima da cabeça do Yondaime com os olhos fechados os joelhos flexionados e um braço em cada um com a cabeça baixa entre as os joelhos

 _ Eu até agora não entendi o que aconteceu nesse jantar, foi tudo muito estranho. Principalmente a forma como aconteceu. Não vejo sentido nenhum

_ Eu sei, queres perguntar? Talvez eu saiba como responder

 _ O que deu na Ino, Shikamaru, para ela fazer insinuações nada haver? Até mesmo eu entendi o que ela queria insinuar _ ele olhou suplicante para o moreno. Shikamaru riu com desgosto e depois suspirou

_ Hum… _ disse somente isso, sentando-se ao lado do amigo

_ Será que o problema sou eu? Talvez o modo em que estou levando as coisas até agora?

_ No caso da Sakura, talvez tenhas um pouco de culpa porque deverias conversar com ela um pouco antes. Mulheres são problemáticas e Sakura é uma delas. Quero dizer, a personalidade forte é uma das características das mulheres mais problemáticas. E juntando a ciúmes, isso torna tudo ainda mais chato e problemático e um saco para resolver

_ Ciúmes? _ Perguntou espantado e não entendo o que o amigo queria dizer com isso

_ Haaa Naruto. Vai dizer que não percebeste que ela estava como ciúmes da tua relação com Hinata faz tempo? Se bem que não seria estranho não dares conta disso _ perguntou em deboche, mas murmurou a última parte da constatação, embora o loiro tenha escutado …e muito bem escutado

_ Pensei que ela só estivesse chateada por eu não passar tanto tempo com ela como antes. Mas por que ela teria ciúmes de Hinata?

_ Não é o que estás a pensar e não confundas as coisas

_ Não? _ perguntou já se irritando _ Ela disse que eu estava a usar a Hinata para a esquecer. Porque ela diria isso Shikamaru? Eu não entendendo mais nada, então Shikamaru…Haaa quer saber, esquece _ esbravejou, já se levantando para ir embora, quando ouviu a voz calma e tediosa do amigo se prenunciando

_ Senta-te Naruto, não estás pronto para ir embora _ ele bufou, mas obedeceu_ Eu queria dizer ciúmes de amiga Naruto, porque até mesmo quando foste em missão com elas juntas passaste o tempo todo conversando com Hinata e quase não conversaste com ela, a deixando para trás com o empolgado do Lee…eu vi a cara de raiva, deceção e desanimo dela no caminho todo desde do portão da vila até quando vocês chegaram ao prédio Hokage. Ela queria conversar com você porque Lee não é lá grande companhia para se ter uma conversa decente quando ele esta empolgado, mas a deixaste fora das conversas que estavas tendo com Hinata e acabaste por nem dar conta disso

_ Mas, depois eu falei com ela o dia todo nesse dia e a levei dar uma volta pela vila e mesmo cansados por conta da missão fomos treinar eu ela e Sai juntos e acabamos por jantar também juntos no Ichiraku _ comentou emburrado

_ Viste? Depois que a Hinata foi embora é que dês-te atenção a ela. Tu sempre corrias atrás da Sakura, e mesmo não mostrando ela gostava disso, da tua companhia e o modo como a tratavas e a davas atenção. _ ele deu uma pausa para que o loiro apanhasse o que ele queria dizer _E de um momento para outro deixaste de dar a ela toda atenção que davas passando a dar essa mesma atenção a outra pessoa…ela se sentiu, como posso dizer…_ pensou um pouco_ …ignorada e um resto por só voltares a dá-lhe atenção quando não estavas com Hinata _ Naruto arregalou os olhos _ não havias pensado nisso, não é? _ e loiro balançou a cabeça negando, mostrando que não, não havia pensado nisso “eu sou um péssimo amigo” pensou triste consigo mesmo _ Só és distraído Naruto. Tu me disseste que quando estás com Hinata não consegues pensar em mais nada e em mais ninguém que é como se vocês estivessem numa outra dimensão quando estás na companhia dela, então meio que é compreensível.  Além do mais, mesmo eu não sabendo quase nada sobre mulheres eu sei que elas são muito dramáticas. Minha mãe que o diga _ abaixou a cabeça quando murmurou essa última fazendo, fazendo o loiro sorrir um bocado. Continuou _ Já sabes definir o que sentes por elas sem te complicares?

_Iie, ainda não _ “Mas é um baka lerdo mesmo para essas coisas, até eu sei o que sentes” pensou shikamaru um pouco indignado, mas não se deixou afetar por esse pensamento

 

_ Então veremos… ainda sentes alguma coisa pela Sakura. Digo, algo que te faça pensar que ainda gostas dela amorosamente?

 

_A-acredito que sim _ respondeu com uma careta, duvidosa da resposta que acabara de dar. Mas também, certeza do que estava sentindo é que não tinha, então essa resposta era válida na sua cabeça

 

_  Então, qual é a diferença daquilo que sentes por elas nesse momento, ou o que sentes quando pensas nelas. Seja quando estas longe ou perto?

 _ Bem com a Sakura-chan eu tenho vontade de proteger, mas eu sei que ela é forte o suficiente e não precisa da minha ajuda por isso não me preocupo muito. Eu até acho engraçado quando ela me bate ou puxa minha orelha quando eu faço algo errado, acho que é como a baa-chan, disse isso é uma forma de me pôr na linha e eu até gosto. Até porque esta é a melhor forma que ela tem de mostrar preocupação por mim, acredito eu.  Mas claro nem sempre eu oiço o que ela diz, mas gosto quando ela conversa comigo. Tenho vontade de cuidar dela de vê-la bem feliz, por isso eu insistir que Sasuke deixasse de ser um teme e se dê-se uma chance de se entender com ela. E quando ele fez isso eu realmente fiquei muito feliz. Mesmo ficando triste por saber que não tinha mais nenhuma chance com ela

_ E… quanto a Hinata? _ shikamaru estava a analisar o amigo e prestava bastante atenção nas expressões dele. Até então ele parecia somente divagando no passado e não expressava muita mudança de expressão. Estava sereno

 

_ Com Hinata, diferente da Sakura-chan, eu não consigo deixar de me preocupar com ela mesmo sabendo que ela é bem forte. Não sei explicar, mas ela para mim é bem delicada, bem meiga, bem fofa e tem que ser protegida e não proteger, entende? _ shikamaru agora notou que ele mostrava preocupação no rosto, abrindo e fechando apertado a mão direita em punho e ao mesmo tempo em que sorria enquanto dizia uma das característica da azulada

_ Acho que sim…me explique melhor _ pediu com vontade de bocejar mas não o fez, faria isso depois de acalmar um pouco o coração do amigo

 

_ O que eu quero mesmo dizer é que Hinata merece ser tratada como princesa … _ disse o loiro, olhando para o céu “e tu ainda tens dúvidas dos teus sentimentos seu baka” pensou shikamaru ­_ … e eu quero sempre agradá-la, não consigo evitar essa forma de pensar. Não sei se já reparaste, mas Hinata me deixa tranquilo, diferente de Sakura-chan _ agora ele abaixou a cabeça fazendo uma careta desgostosa no final _E ela mostra a preocupação dela cuidando de mim e eu meio que quero que ela sempre cuide de mim, mesmo quando não preciso disso. Eu gosto das minhas conversas com ela, ela consegue me entender e me dar respostas que eu procuro. Gosto quando ela sorrir daquele jeito tão…,tão lindo _ ele sorriu, divagando. E Shikamaru reparou que ele mordeu os lábios com algum pensamento que ele acabou de ter e alargou ainda mais o sorriso. Ele ergueu uma sobrancelha, pois estava curiosamente a espera que loiro dissesse o que estava a pensar para ter agido daquela maneira.  Estava atento a feição dele e somente pela feição e as diferentes emoções que o loiro demostrava enquanto falava da morena, já era um sinal óbvio para entender o que ele sente pela Hyuuga  _ Acho muito fofo quando eu a abraço apertado e sussurro alguma coisa pra ela e…ela… ela acaba que…que estremece e fica com as pernas bambas e quase cai _ o loiro gargalhou um pouco com esta constatação, respirando fundo em seguida. Prosseguiu_ É muito engraçado… _  ele mordeu o lábio outra vez sorrindo ainda mais de canto dos lábios _ …porque depois ela se esconde ainda mais no abraço por conta da vergonha e eu sinto como se ela aconchegando mais no meu abraço é uma forma de eu a deixar segura sem ela saber ou se dar conta disso

 

_ Entendi. _ “Seu baka, você está a amar a Hinata e está bem atraído por ela fisicamente seu pervertido. Tsc…problemático” pensou o Nara_ Tu tens que analisar o que disseste para mim.  Eu não posso dizer o que é que sentes por elas, tens que entender por ti mesmo. Mas garanto-te que está muito óbvio e que não entendo porque ainda não sabes como definir seus sentimentos e te complicas tanto. Mas pense um pouco mais. E se sentires que gostas da Hinata, concelho de amigo, não negues isso a ti mesmo

_ Está bem _ suspirou _Vou falar com Sakura-chan _ levantou-se

_ Vai para casa. Dê um tempo a ela, sim? Ela me pareceu bem arrependida então deixa ela vir falar contigo senão ela vai se sentir ainda mais mal. E vê se cuida desse tornozelo

_ Claro…arigatou, Shikamaru. Me sinto bem melhor _ sumiu

_ Tsc…problemático _ comentou assim que o viu sumir_ Para quê se complicar tanto?_ agora sim ele deu um longo bocejo e ergueu o braço para se espreguiçar. Gostou daquele lugar, agora entendia porque Naruto gostava tanto de ficar na cabeça do Yondaime. A visão era fantástica e o vento era fresco e gostoso e a sensação de sentar ali ainda mais

 

 

…………………………

 

  _ O que se passou com a Hinata? _ perguntou um homem com feição séria e cabelos compridos

_ Ela passou mal durante o jantar Hiashi-sama _ Tenten não queria mentir para o pai da menina por isso decidiu falar uma verdade, omitindo outra. “e eu acabei por desmaiar ela para poder trazê-la a casa nas costas do Lee” pensou se recriminando mentalmente por ter tomado essa atitude impulsiva. O homem pegou a azulado no colo olhando sua feição. Percebeu que ela estava desmaiada. O que a fez passar mal dessa forma? Pensou em perguntar, mas decidiu deixar para depois e perguntaria a própria filha

_ Agradeço por se disponibilizarem a trazê-la para casa _ sua feição era séria e aparentemente imbatível e imutável, típica de um líder de clã

_ Nada disso, ela é minha amiga e é minha obrigação cuidar daqueles a quem considero_ respondeu a morena de coques com a voz bem firme, sem se deixar abalar pela figura imponente a sua frente. O homem deu um pequeno sorriso com a resposta da morena, sumindo em seguida das vistas dela e do seu companheiro, que virou as costas para ir a casa logo em seguida

_ Lee vamos embora, também vou para casa estou exausta e amanhã tenho uma missão solo bem cedinho _ espreguiçou bocejando

_ Hai. Te faço companhia e te levo a casa Tenten_ dessa vez o moreno estava mais sereno e menos empolgado

 

 

…………………………

 

 

_ O que se passou com a nee-san otou-san? _ estava com uma expressão bem preocupada, assim que viu seu pai andando pelo corredor da casa indo ao quarto da irmã, com a mesma em seu colo desacordada. Nem mesmo na luta contra Pain ou na guerra, sua irmã chegara a casa inconsciente. Então, deve ter acontecido algo ruim para isso ter acontecido “o que aconteceu nesse jantar para te deixar assim nee-chan?”

_ Me relataram que ela passou mal durantes o jantar. Vou levá-la ao quarto e tu vais lá para que possas cuidar dela depois _ falou em tom de ordem, mas Hanabi nem ligou, já estava acostumada com a forma firme do pai falar e estava mesmo é preocupada com a irmã para dar atenção a essas coisas

_Hai otou-san

 

 

 

………………………

 

 

Ela sentiu algo passar por sua cabeça, esperou um pouco e percebeu se tratar de alguém que acariciava seu cabelo. Estava gostando da sensação, mas queria saber quem estava fazendo aquele carinho nela. Tentou abrir os olhos, mas o feixe de luz que visualizou a sua frente a fez fechá-los novamente. Abriu outra vez os olhos, só que dessa vez aos poucos para se acostumar a claridade do lugar na mesma velocidade que abria os olhos. Sua visão estava embaçada por tê-los aberto a pouco tempo, mas nada que a impedisse de ver uma figura feminina de cabelos castanhos que olhava a janela fixamente e que era essa mesma figura que acariciava seu cabelo

 

_ Hanabi? _ a morena mais nova levou um pequeno susto, afinal estava tão concentrada em seus pensamentos que nem notou a irmã acordando e muito menos pensou na possibilidade de isso acontecer naquele momento. Mas nada que balançasse muito seu coração. Tirou os olhos de lá fora e levou-os ao rosto da irmã abrindo um sorriso de boas vindas logo em seguida

_ Nee-san? Ohayo, sentes-te bem? _ ela parou de acariciar o couro cabeludo da irmã se aproximando mais da mesma

_ Hai _ respondeu, fechando os olhos por conta de um bocejo que deu abrindo-os logo em seguida. Levantou-se, ficando sentada na cama encarrando a irmã_ Hanabi, passou-se alguma coisa? _ perguntou, pois embora sua irmã estivesse sorrindo e com o semblante sereno, era-lhe óbvio que ela estava preocupada, uma vez que se não fosse esse o caso ela estaria mais empolgada e a puxando da cama para irem fazer alguma coisa juntas

_ Essa pergunta ia ser feita por mim, afinal, estás a dormir a dois dias e eu estava começando a me preocupar de verdade nee-san  _ deu uma pausa, abaixando a cabeça para pensar o que diria a seguir, mas logo voltou a erguer o olhar encarando a irmã nos olhos_ Passou-se alguma coisa naquele jantar para chegares a casa desmaiada? _ logo depois dessa pergunta, uma enxurrada de lembranças chegou na mente da Hyuuga maior a fazendo desviar o olhar e abaixar a cabeça deixando suas lágrimas rolarem soltas sem impedimento nenhum. Elas não eram tantas, mas escondiam uma dor nelas, uma dor que ela queria que não existisse. “Estás a usar a Hinata para mim esquecer? Tu és cruel”. Essa frase e a voz da rosada ecoava em sua mente sem a dar chances de se convencer que não é verdade o que a amiga supunha, mesmo que fosse somente para se enganar. Sua irmã sentiu-se angustiada e impotente por um instante, mas não se deixou abalar por aqueles sentimentos negativos, teria que ajudar a irmã mais velha custe o que custasse. Suspirou pesado

 _ Me a conte o que aconteceu nee-san, onegai. Quem sabe assim eu posso te ajudar _ Hinata relutou um pouco, pensando se valia ou não a pena contar o ocorrido no jantar para sua irmã, mas assim que a olhou de novo e viu que ela praticamente suplicava por uma resposta, Hinata lhe contou tudo que havia ocorrido no jantar, sem tirar nem pôr, afinal, de nada valeria mentir para sua irmã, ainda mais ela querendo lhe ajudar. Hanabi levantou-se num pulo depois que Hinata havia contado tudo. Mordeu a mão fechado em punho, enquanto andava de um lado para outro, numa tentativa de extravasar sua raiva

_ Urrgghhh _ urrou de raiva, entre dentes, para não gritar alto e chamar atenção das pessoas do clã. Não sabia o que fazer e o que dizer para a irmã neste momento e isso a fazia se sentir incapaz

_ Ele ainda gosta da Sakura-san Hanabi _ falou ela, chorando tristonha sendo abraçada em seguida pela irmã numa demostração de carinho. Pelo menos isso ela era capaz de fazer. “Eu vou matar aqueles três a porrada por fazer minha nee-san sofrer. Naruto seu baka. Resolva isso logo” extravasou em pensamentos. Olhou para irmã e acabou chorando também, mesmo que em silêncio. “aí, nee-san, deverias dizer logo o que sentes para aquele rapaz na lata, porque desse jeito ele nunca vai notar” lamentou-se em pensamentos. Não iria dizer isso a ela agora porque agora não era o momento e se dissesse isso iria fazer a mais velha se sentir pior. Mas a verdade é que começou a cogitar a ideia de ela mesma falar com o loiro lerdo e baka “talvez, mas isso não cabe a mim, mas…” suspirou pesado descartando novamente a ideia

 

 ...................

 


Notas Finais


Próximo capitulo Shikamaru vai dar um sermão a alguém da qual eu vou gostar. Comentem e digam o que acharam do capitulo que dessa vez eu fiz enorme e eu quero sugestões para momentos naruhina que as minhas ideias estão acabando


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...