História Contato físico - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Taekook, Vkook
Exibições 271
Palavras 1.162
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Medidas extremas


- Minjae? - Jimin praticamente gritou assim que o garoto passou pela porta da lanchonete.

- Menos escândalo, nós não podemos ser reconhecidos desgraça. - Yoongi rosnou.

- Oi gente, como vão? - O mais novo sorriu para os três.

- Bem,bem,bem. Vamos falar sério agora. - Suga começou - Nós precisamos da sua ajuda.

- Jungkook fez uma aposta com o TaeTae, se ele perder terá de ser vestir de mulher. - Hoseok esbanjava o sorriso.

- Mas ele não colabora, estamos à quatro dias sem conseguir nada, faltam três para ele ganhar. - Jimin completou.

- O que eu posso fazer?

- Meu plano é usar o sentimental do Tae, sei que se eu for fazer drama ele vai identificar a mentira. Só que, você é ator. - O loirinho tentou mesmo chorar para ver se surtia efeito, mas o castanho identificou muito rápido.

- Tudo que você precisa fazer é arranjar um motivo para chorar magoado e pedir consolo ao Tae. - Hoseok abriu mais o sorriso, parecendo perverso.

- Jungkook não me mataria? No dia do bromance eu achei que morreria, foi divertido enquando eu estava com o Tae,mas quando me encontrei com Kookie parecia que era meu último dia de vida. - Suspirou

- Depois a gente explica para ele, agora não dá. Nós nem deveríamos saber da aposta. - O mais velho tentou erradicar os argumentos do mais novo. - Vai ou não?

- Vou.

Eles trabalharam o resto da tarde para montar um motivo convincente para melancolia, treinaram algumas falas e mandaram uma mensagem para o desafiado. Taehyung deveria deixar Minjae entrar no dormitório a noite, o que era um risco, mas o mais velho achou que o assunto era importante já que até outrora Minjae nunca havia implorado por uma visita.

- Entra, está frio. - Deu passagem para o garoto. - Tudo bem ficarmos na sala? Os meninos já devem estar dormindo. - Além de errado, já que Min, Park e Jung estavam escondidos, Tae se encontrava preocupado. Minjae tinhas o nariz rubro e olhos inchados.

Indicou o sofá com a cabeça e o mais novo sentou-se.

- O que houve? Você está triste. - Queria muito abraçar o amigo.

- Tae, eu levei um fora e quase perco meu papel no dorama. - Ele parecia querer segurar as lágrimas, estas que caíram causando um aperto no coração até de quem sabia da mentira.

- Ei, calma, me explica direito?- Tentava segurar o impulso de sentar-se e agarrar o mais novo, quase sedendo.

- Lembra da Sae Ron? - Tae assentiu, lembrava do amigo falando de sua queda pela atriz - Eu me confessei. - Os lábios tremeram e as lágrimas voltaram.

Taehyung resistiu o máximo que pode mas se jogou no sofá agarrando o mais novo e trazendo-o para mais perto. Tae segurava os cabelos do menino enquanto o acariciava.

- Você é um menino incrível, ela não sabe o que está perdendo. É sensível, amigo, fofo e ainda me deu um bolo em um programa de televisão, quer coisa melhor? - Os dois riram, por motivos diferentes, mas riram.

Jimin correu para chamar Jungkook, Taehyung tinha perdido a aposta e isso é motivo de comemoração. Que tipo de melhor amigo seria se não implicasse com o outro?

- Kookie, acorda - Chamou, mas não houve nada, lembrou-se então de Jin. Acordaria Jungkook do jeito correto.

Apertou os mamilos do mais novo que quase caiu da cama com o susto.

- Tae perdeu a aposta, vem. - Mesmo sem entender seguiu o mais velho.

Desceram silenciosamente e se esconderam com os outros dois, Tae ainda acariciava os cabelos de Minjae e falava coisas para o outro se sentir melhor. O moreno estava sim com ciúmes, mesmo Hoseok explicando a situação. Poxa, ele tentou por quatro dias, quatro cansativos, entediantes e sofridos dias.

- Kim Taehyung, o que acha de cinta liga? - Seu sorriso era meio macabro, seria um tipo de vingança. 

----------------------------------------------------------

- Não. Eu não vou vestir isso Jimin. - Berrou um acastanhado.

- Você que apostou, não eu. Agora assume a responsabilidade. - Tentou conter o riso, mas foi em vão.

Tae Bufou antes de entrar no banheiro com a intenção de se trocar, mas como o faria? Ele lá sabia como colocar aquele "treco que prende as meias"? E a blusa então? Não cobriria nem seu umbigo. Como diabos queriam que ele saísse vestido assim?

Colocou a blusa curta, que em sua opinião também era muito colada, e saia. Tudo era muito curto, como as meninas se vestiam assim? Suas bochechas estavam muito vermelhas e nem tinha plateia, imagina quando saísse. Chegou a hora das meias e a cinta liga, descobriu que era o nome do "treco que prende meias" pela embalagem, teria de pedir ajuda.

- Jiminie! - Gritou, ainda mais vermelho já que anteciparia a tal plateia.

- Fala princesa. - O melhor amigo gritou, rindo, de volta.

Queria xingar, bater, manda-lo tomar no cú, mas ainda precisava de ajuda.

- Eu não sei colocar essa porra. - Esbravejou.

- Olha a boca suja boneca. - Riu novamente e recebeu um bufar do outro - Abra a porta.

Fez o que lhe foi mandado e puxou o melhor amigo, afim de evitar o olhar dos outros.

- Uou, rosa e branco ficam muito bem na sua pele. 

- Cala a boca.- Fez bico e cruzou os braços.

- Parece mesmo uma bonequinha, falta só o cabelo grande e o batom - piscou.

- Antes que eu me estresse, me ajuda a por a meia e a cinta liga?

- Senta no vaso. - E assim foi feito. - Acho que tem que levantar a saia.

Tae arregalou os olhos e as bochechas ficaram mais avermelhadas, ele não era tão envergonhado assim, mas tente se por no lugar do garoto.

- Jungkook vai me matar se descobrir que eu levantei sua saia, então não comente, também estou constrangido.

Pegou o pacote da cinta liga e esperou Tae levantar a saia, graças a tudo que é mais sagrado ele usava cueca e não calcinha, seria mais constrangedor. Assim que o fez Jimin tentou passa o tecido rendado branco pelas pernas do amigo, o que deu trabalho. Tae não parava de puxar a perna e reclamar. Depois de muito tentar a peça estava no lugar e a saia rosa foi abaixada. 

- Agora são as meias.

- Por quê é tudo rosa e branco? A blusa é branca, a cinta liga é branca, a meia é branca. Quanto branco. Aí vem o sapato e a saia rosa. - Continuou com as reclamações.

- Isso não é sapato, é sapatilha.

- Tanto faz.

Puxou as pernas do amigo novamente para passar as meias. Como elas podiam ser tão grudadas na pele? O que era aquilo? Cola? Eles puxaram, empurram é até viraram do acesso para conseguir colocar.

- Isso é culpa sua. Eu ia conseguir, mas não, você tinha que chamar o Minjae. 

Agora Tae estava de pé, com um bico enorme e extremamente fofo, enquanto Jimin estava ajoelhado tentando prender as meias na cinta liga.

- Você está bonito assim, então para.

Tae achou que fosse explodir, como ficaria bonito em roupas femininas?

- Chegou a hora de sair. Vamos?


Notas Finais


Eu estou tentando não fazer lemon, então paciência comigo heuheuheu
Achei que iam ser dois capítulos, mas me estendi...
Até❤
O capítulo não ficou como eu queria, mas é isso.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...